We're at war nowA Song of Ice and Fire RPG
The game has begun. Will you win, or will you die?
Últimos assuntos
» Ausências
por The Maiden Sab Abr 29, 2017 3:25 pm

» [RP fechada] Mind Games
por Syndor Qua Mar 22, 2017 10:35 pm

» Pedido de atualização
por Francesca Sweet Sab Mar 18, 2017 8:23 pm

» [RP Fechada | 18+] Tell Me
por Dennis Braund Sab Mar 18, 2017 1:56 am

» [Quest Narrada] A Seita Branca
por Nanien Mormont Qui Mar 16, 2017 11:04 pm

» Avaliação de treinos
por Meena Ter Mar 14, 2017 12:52 pm

» [ Quest Narrada ] - Saquear!
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:44 pm

» [RP Fechada] Something Else?
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:32 pm

» Check-in [Fevereiro]
por Hyperion Targaryen Dom Mar 12, 2017 2:55 pm

» [RP FECHADA] Distant past
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:35 pm

» [RP FECHADA] The deer on ice
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:25 pm

» [RP Fechada | Flashback] Recovery drink
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:49 am

» [RP Aberta][Flashback] Kung Fu Panda
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:34 am

» [RP FECHADA] Beyond the view
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:22 am

» [Quest Narrada] Human hunting
por Theon Snow Qua Mar 08, 2017 4:22 pm

» Solicitação de Grupos
por Davos Icewood Ter Mar 07, 2017 10:15 pm

» [RP fechada] What do you see?
por Dorian Mormont Seg Mar 06, 2017 11:14 pm

» [Quest Narrada] Hot room
por Narrador Seg Mar 06, 2017 10:52 pm

» [Quest Narrada] Do not succumb
por The Maiden Made of Light Seg Mar 06, 2017 8:55 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.2
por Theon Snow Seg Mar 06, 2017 4:23 pm

» [RP Fechada] Crazy Kids
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 2:55 am

» [RP FECHADA] Confidence
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 1:15 am

» Quest Narrada - O Lugar de um Lorde
por Dorian Mormont Dom Mar 05, 2017 9:11 pm

» [RP fechada] Looking for a Fight
por Nälla Dom Mar 05, 2017 12:19 pm

» [RP Fechada | 18+] Facing the Lioness
por Dennis Braund Sab Mar 04, 2017 5:15 pm

» [RP FECHADA] Primeiros passos
por Arthor Stark Sex Mar 03, 2017 5:01 pm

» [RP fechada +18] Wicked Game
por Dennis Braund Sex Mar 03, 2017 4:33 pm

» [Quest Narrada] Dia da Caça, Dia do Caçador
por R'hllor Sex Mar 03, 2017 3:11 pm

» [Aviso] Pedidos no WOD-Resources
por Narrador Qua Mar 01, 2017 7:35 am

» Pedidos de quest
por R'hllor Ter Fev 28, 2017 11:54 pm

» [RP FECHADA +18] - Into the Lion's Den
por Susanne Glover Ter Fev 28, 2017 5:23 pm

» [RP FECHADA - 18+] Coming back? Are you sure?
por Erin Lannister Ter Fev 28, 2017 5:03 pm

» [RP Aberta] Hunting The Chicken
por Roth Whiteforest Seg Fev 27, 2017 2:25 pm

» [RP Fechada, flashback] You only live once
por Cory Silversun Seg Fev 27, 2017 1:37 am

» [RP fechada | Flashback] Old man, poor man
por Masamune Tsubakein Dom Fev 26, 2017 10:39 am

» [RP FECHADA] I Put a Spell on You
por Quinn Elijah Flowers Dom Fev 26, 2017 6:02 am

» [RP FECHADA] Flashback — running through the fire
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 5:12 pm

» [RP Fechada] Mirror of the Destiny, can you show me...? ~ Flashback
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 4:51 pm

» Premiações [Fevereiro]
por Anole Tallhart Sab Fev 25, 2017 4:16 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:20 pm

» [RP ABERTA] Mademoiselle Marchand
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:12 pm

» [RP FECHADA] O dever de um Lord #1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:08 pm

» [RP FECHADA] Recomeço
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:56 am

» [RP FECHADA - FLASHBACK] forget it
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:49 am

» Atualizações Específicas
por Roth Whiteforest Sab Fev 25, 2017 10:57 am

» [RP Fechada] Bring Me Virgins
por Dennis Braund Sab Fev 25, 2017 2:45 am

» [TREINO] Black Warrior
por Alice Targaryen Sex Fev 24, 2017 4:59 pm

» [RP ABERTA] Dance Of The Druids
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 2:02 pm

» [FP] Hew Tyrell
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 12:41 pm

» Solicitação de Conquistas
por R'hllor Qui Fev 23, 2017 11:42 pm

» [RP Fechada] The precise attack
por James Lannister Qui Fev 23, 2017 11:03 pm

» [FP] Desmond Targaryen
por Desmond Targaryen I Qua Fev 22, 2017 5:21 pm

» Quest Narrada - Uma transa de matar
por Narrador Qua Fev 22, 2017 1:36 pm

» RP FECHADA - Win or Die
por Drywn Graceford Ter Fev 21, 2017 1:01 am

» [RP Fechada/Flashback] Do not go, my dear
por Alannys Ashford Seg Fev 20, 2017 11:24 pm

» [RP Fechada] The witch and the prostitute
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 10:35 pm

» Quest narrada - Uma nova tarefa
por Alaric Umber Seg Fev 20, 2017 10:25 pm

» Quest narrada - O dia de amanhã
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 9:42 pm

» Quest Narrada - Onde se separa a menina da mulher
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:13 pm

» Quest Narrada - Sérios problemas
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:09 pm

» Moderação de tópicos
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:46 pm

» [RP fechada - Flashback] - The water hears and understands
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:44 pm

» RP Fechada - Mercy
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 2:24 pm

» [RP FECHADA] Reading until dawn
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 1:22 pm

» [Dungeon] Frozen Treasure - Inscrições
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 12:01 am

» [RP FECHADA] Um novo homem [+18]
por Elizabeth Tyrell Dom Fev 19, 2017 11:09 pm

» [RP FECHADA] PREFÁCIO — Disturbing nights
por Dorian Mormont Dom Fev 19, 2017 10:40 pm

» [RP Fechada] A Beautiful Day to Walk
por James Lannister Dom Fev 19, 2017 5:20 pm

» [Quest One Post] Careful, child
por The Maiden Made of Light Sab Fev 18, 2017 11:02 pm

» RP fechada - Aquecimento de inverno
por The Old Gods Sab Fev 18, 2017 5:32 pm

» [RP Fechada] Moment Between Sisters
por Leana Targaryen Sab Fev 18, 2017 1:23 pm

» [RP FECHADA] THE BEAST INSIDE
por The Black Goat of Qohor Sab Fev 18, 2017 1:01 pm

» [RP Fechada] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 7:54 pm

» [RP Fechada - Flashback] Try Again
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:58 pm

» [RP Fechada/flashback] The golden age
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:46 pm

» [RP Fechada - Flashback] Only policy
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:22 pm

» [FP] Ambrose, Garth.
por The Maiden Made of Light Sex Fev 17, 2017 3:32 am

» [RP Fechada] House of Memories
por Elyria Arryn Sex Fev 17, 2017 1:27 am

» [Dados] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 12:35 am

» [RP Fechada] Red lips always lie
por Layna de Braavos Qui Fev 16, 2017 9:53 pm

» [RP Fechada] Ascensão
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 7:36 pm

» [RP Fechada] Jobbery.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:45 pm

» [RP Fechada] Fallin Apart
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:41 pm

» [RP Fechada] Bastard... and Mastermind.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 5:44 pm

» [FP] Lancelyn Wyl (EM CONSTRUÇÂO)
por Lancelyn Qui Fev 16, 2017 5:24 pm

» [RP FECHADA] Snowed woods
por Alaric Umber Qua Fev 15, 2017 11:07 pm

» [Quest Narrada] Murder
por Narrador Qua Fev 15, 2017 10:44 pm

» [RP FECHADA +18] Lose It
por Terry Ashford Qua Fev 15, 2017 10:31 pm

» [RP Flash. +18] — She knows what I think about
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 8:29 pm

» [Rp Fechada] Oloko
por Eustass Kid Qua Fev 15, 2017 8:17 pm

» [RP Aberta] A Agonia dos Corvos
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 7:57 pm

» [RP Fechada] Lift Now
por Memphis Greyjoy Qua Fev 15, 2017 4:22 pm

» [RP FECHADA] Girls and knives, good brides
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 4:02 pm

» [RP FECHADA] O Conselheiro da Fortaleza De Águas Claras.
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 3:49 pm

» Promoção: Convide seus amigos
por James Lannister Qua Fev 15, 2017 11:40 am

» [Quest Narrada] The father's bones
por The Maiden Made of Light Qua Fev 15, 2017 7:12 am

» Quest narrada - Bravo?
por Lorien Hill Qua Fev 15, 2017 6:56 am

» Quest Narrada - Sussurros
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:23 pm

» [Quest Narrada] O satã
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:15 pm

" />

[RP Aberta] Here we Stand!

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Dorian Mormont em Sab Ago 13, 2016 12:04 am

Relembrando a primeira mensagem :

Here we Stand!
RP aberta, que começará com o post de Nanien Breaver. Após a vitória de Dorian e Sahar sobre uma perigosa trupe de criminosos da ilha, Nanien decide comemorar e organiza uma festa as "escondidas" do Urso, e mandou convites para todas as pessoas influentes da ilha e além. A festa ocorre no grande salão, onde existem três mesas e uma lareira, junto de uma quarta mesa na frente das três, onde se senta a família Mormont. O local está bem iluminado e limpo, e a comida cheira bem. O inicio da festa é durante o fim da tarde, por meio das 17:30.

avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Dorian Graceford em Ter Ago 23, 2016 9:21 pm






Dancing on the Rhythm



O Cavaleiro ouvia a resposta da Lady a sua frente com atenção. Pensava que por um instante estivesse ficando louco ou o teor alcóolico do vinho já o tivesse embriagado. Onde já se viu um Cavaleiro chamar uma Lady para dançar? Era no mínimo estranho e vexatório para a Lady Crane. Os segundos que se passaram o fez quase vir a desculpar-se pela pergunta  Onde estou com a cabeça..., pensou. Porém, as coisas no mundo eram do jeito que tinham que ser, e o destino de todos já estivera traçado desde o inicio, os deuses talvez gostassem de brincar com isto e melhor: De zombar de homens como o Graceford.

Elayna o respondeu com um amigável "permito-lhe ser ousado", palavras tão simples mas que fizeram o Ajuramentado gargalhar por dentro. Não conteve o sorriso de alegria quando a moça deu-lhe a mão e se levantou, fazendo-o levantar também. Dorian sentia as mãos delicadas e finas da Crane, uma pele macia e imaculada, a segurou nas pontas dos todos até o salão, percebendo o contraste de seus dedos gelados com os dela.

As mãos se entrelaçaram esticadas, enquanto a dama apoiava a outra mão no ombro do Cavaleiro, o rapaz levava a sua mão esquerda até a cintura, pôde sentir bem a silhueta feminina e delicada da jovem com seu tato. Guiava-a com um passo de cada vez, um para a direita, outro para a esquerda. Repetiam os movimentos e volta-e-meia rodopiavam, voltando a posição inicial. Dorian, certamente, que não era do tipo de homem acostumado a dançar em festa nobre, geralmente se mantinha sentinela, ativo, de pé em algum canto. Todavia o rapaz tinha um certo jeito para a coisa; dançava decentemente bem para um cavaleiro, talvez a companhia da bela moça a sua frente o tivesse inspirado para tal.

Fitava-a fundo nos olhos, reparando em cada detalhe. Pretos e redondos como pérolas, graciosos como um rubi. O vai e vem dos corpos o deixavam próximos, quase que colados. Percebeu logo a diferença de tamanho entre eles, um homem alto para os padrões, ela não passava da altura de seu queixo tão típica para uma lady. Naquele instante sentiu um frio correr-lhe a espinha, não entendia o porquê, mas era uma sensação boa e prazerosa. Sentia a profundidade dos sentimentos dela em relação à ele, o riso frouxo contribuíram para tal, e o Graceford pôde ver que ela sentia-se bem, leve, e que talvez - só talvez - aquela simples e comum dança pudesse estender-se para uma amizade além do que imaginara.

A moça perguntara sobre uma dama, Dorian olhou por cima dos ombros de Elayna ao rodopiarem para observar o que ela observara. Assentiu com a cabeça, dizendo que sim - Lady Allanys Martell. A pessoa cujo sou honrosamente designado a proteger com minha vida. Esposa de Lorde Garad Ashford. - Molhou os lábios róseos e ressecados pelo frio, dando uma longa pausa no diálogo - Acredito que não seja um interesse em mim, Milady. E sim em você... - Disse, deixando um breve suspense em sua fala enquanto continuavam a valsa. .

valeu @ carol!
Notes: Itálico = Pensamentos



Your love's got me looking so crazy...
play
®
avatar
Imagem : O lindão
Mensagens : 63
Nome do jogador : Guilherme
Dragões de ouro : 9
Veados de prata : 53
Estrelas de cobre : 10
Idade : 26
Salário extra : 13%
Ver perfil do usuário
Espada Ajuramentada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Terry Ashford em Qua Ago 24, 2016 1:31 am




O casamento evento do ano?




Haviam muitas pessoas por ali, e cada minuto que passava outras entravam. Não conhecia praticamente ninguém, no entanto tentava observar a grande maioria, em especial um garoto, este devia ser um dos poucos da minha idade além de ser de longe o mais feio de toda a festa, apesar da pouca idade, era careca e tinha um aspecto sujo, filho de um serviçal aleatório presumi. No entanto, o fato de sentar-se numa mesa indicava que era um convidado, não estava sozinho, consigo haviam um homem e uma mulher. O homem parecia um selvagem, assim como boa parte dos nortenhos que estavam presentes, provavelmente uma característica em comum dos homens dali, diferentemente das mulheres que eram bem bonitas, como exemplo a própria irmão do Lorde Urso, além de sua esposa, é claro. A mulher que vos acompanhava não parecia ser da região, possuía cabelos loiros e não era tão bonita como as nortenhas, o tempo que a observei a única coisa que pude ver é que gostava muito de beber, se houvesse uma competição de quem ingerisse a maior quantia de álcool, ela venceria sem muitas dificuldades.

Elyria estava correta, seu irmão era tão bom quanto meu primo, talvez fosse até melhor. A luta dos dois era vista por mim como um espetáculo, qualquer jovem escudeiro gostaria de lutar daquele jeito futuramente, eu necessitaria para poder tornar-me um cavaleiro. A moça chamava um dos servos, ordenando a ele para que nos servisse, finalmente, eu estava faminto. — Pagar para ver? Tu sabe usar uma espada? Se sua habilidade for equivalente a sua beleza prefiro deixar para a próxima vez, quem sabe daqui a alguns anos. — Respondi rindo. De fato havia ouvido anteriormente que as mulheres dali sabiam lutar tanto quanto os homens, algumas até mais. Isto fazia com que admirasse e muito as mulheres dali, a grande maioria não possuía uma vida clichê como as demais mulheres de Westeros. Casar, ter filhos e viver para cuidar de seus filhos parecia ser algo bem chato. — Espero impressionar-me com teus dotes culinários. Confesso que estou com um pouco de fome. — Dizia instantes após a ordem dela para o serviçal

— Para falar a verdade, Milady. Minha rotina ultimamente está bem chata, passo a maior parte do meu tempo em Vaufreixo, fazendo absolutamente nada. — Falei, há muito tempo não pensava naquilo, devia ser o escudeiro mais parado dos sete reinos. — Mas nem sempre foi assim, há alguns anos atrás eu era escudeiro do meu pai, no entanto este viera à falecer, infelizmente. — Respondi um tanto cabisbaixo, ainda era um pouco complicado falar nesse assunto, embora já faziam cerca de três anos, talvez menos. — E você? Como é a sua rotina, majestade? Aposto que é bem corrida. — Perguntei. Notei que o moleque de antes parecia interessado em nossa conversa, já que não tirava os olhos de nós. Não parecia muito perigoso, mas sua curiosidade me incomodava, notei apenas naquela hora o quão parecido o homem que lhe acompanhava era do anfitrião, talvez tivessem algum parentesco. — Milady, por acaso conhece aqueles senhores? — Dizia apontando escancaradamente meu dedo para a mesa que os três estavam, contando com a bebum. Por alguns instantes encarei o mais novo, pretendia deixá-lo com medo através de minha expressão aterrorizante, tal tinha a capacidade de intimidar até mesmo o mais bravo dos homens, não seria problema para aquele garoto, provavelmente ele se borraria todo nas calças.

— Aquele não é o espada de Lady Martell? O que o idiota está fazendo dançando? — Pensei comigo mesmo no momento que avistava um homem já conhecido. Este era Dorian Graceford, que coincidentemente tinha o mesmo nome do Lorde Urso, dançava com uma mulher aleatória, esta parecia ser alguém importante julgando pelas suas vestes. O homem deveria estar protegendo Alannys, embora ela provavelmente estivesse segura ali. Alguns homens gritavam, "empate" diziam eles, era em relação a luta, cuja qual por alguns instantes deixei de acompanhar perdendo a melhor parte dela. — Empate? Parece que nenhum de nós levará o dinheiro do outro. — Brinquei com a futura rainha, bom, pelo menos era o que ela dizia.

tags; words; notes; §


avatar
Imagem :
Mensagens : 230
Nome do jogador : Filipe
Dragões de ouro : 54
Veados de prata : 42
Estrelas de cobre : 03
Idade : 16
Salário extra : 30%
http://winordie.forumeiros.com/t1450-fp-ashford-terryVer perfil do usuário
Comandante da Companhia Dourada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Elyria Arryn em Qua Ago 24, 2016 3:10 pm



she stands too!
gone

Terry falava com uma sinceridade que poderia chegar a afastar pessoas, mas não era o caso de Elyria. A Mormont sempre preferira que lhe dissessem a verdade, ao invés de enrolarem-na em falsos elogios e assuntos vazios, achando que sua posição de nobreza também tornava oca sua cabeça. Quando ele perguntou se ela sabia lutar e logo emendou um elogio, sabia que era sincero em suas palavras, o que arrancou um sorriso de canto divertido da Jovem Ursa. Antes que pudesse responder, um prato de carneiro foi colocado frente ao rapaz, enquanto para ela seria pato, seu alimento preferido.

- Estou constrangida por precisar informá-lo que apesar de possuir o sobrenome dos Ursos, não sei empunhar nem mesmo adagas. Admiro muito as habilidades combativas e pretendo tê-las um dia, mas não agora. - Suas bochechas ficaram vermelhas, como a primeira vez que recebera as lufadas de ar frio do Norte. O que o pequeno Ashford pensaria dela, criada em tamanha cultura guerreira, mas sem aprofundar-se no combate? - No entanto, possuo outras habilidades capazes de derrubar homens, como minha inteligência. Sou extremamente teimosa, apesar de não parecer, e, se um dia chegar a me casar, meu marido me devolverá por não ser capaz de lidar com minhas maneiras espirituosas. Ou, se ele conseguir, será um homem de extremo bom-senso, porque eu farei questão disso. - Esperou que o menino atacasse o prato para que pudesse começar a comer. A tutora em Porto Real sempre lhe dissera que os visitantes podem receber o privilégio da primeira garfada. - Se quiseres beber um pouco, eu não me importaria. Temos diversas bebidas selecionadas, basta escolher e seu copo será cheio o mais rápido possível. - Sorriu para Terry, mas logo franziu a testa ao ouvi-lo falar do pai. - Meus pêsames, Sor Terry. Lamento muito saber do ocorrido. - Chamá-lo de sor era engraçado e Elyria adotaria aquilo como sua forma de referir-se a seu companheiro de conversa daquela noite. Se Dorian fosse esperto, aproveitaria para formar aliança com os Ashford, visto sua posição estável com o comércio e a fertilidade de suas terras. Além do mais, a Campina não costumava ser alvejada em batalhas, não é? - Bem, eu gostaria de viajar mais, colocar meus estudos em prática. Passei a vida lendo sobre os vinhos da Árvore, por exemplo, mas nunca tive a oportunidade de ir até lá. Quero conhecer novas pessoas, não ficar confinada à Ilha. Quando não estou cozinhando, estou com a cara enfiada em livros, é bem parado para mim. - Olhou quando ele apontou para a mesa onde três pessoas se reuniam, os olhos fixando-se em Duncan. Ele aparecera! Fazia algum tempo que Elyria não tinha notícias dele. - Reconheço o homem. É Sor Duncan Mormont, integra a Guarda Real e é meu irmão mais velho. - Deu de ombros, melancólica, os olhos passando a se concentrarem no careca que acompanhava o Urso. Parecia ser bem jovem, os trejeitos cheios de energia fazendo a jovem rir. Ele estava sujo, mas parecia pertencente àquele lugar, quase tão pertencente quanto o próprio Duncan. De relance, Elyria acenou para ele, sorrindo em seguida, queria fazê-lo se sentir recebido com afeto pela família que comandava a comemoração. 


lalala. nada a declarar. post 01. ♥ dino

avatar
Imagem :
Mensagens : 158
Nome do jogador : Estrela
Dragões de ouro : 148
Veados de prata : 171
Estrelas de cobre : 4
Idade : 30
Salário extra : 34%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Elayna Crane em Qua Ago 24, 2016 5:24 pm



A dança continuava enquanto esperava a resposta do homem. Admitia que estava um pouco surpresa que o cavaleiro soubesse dançar como sabia, porém o homem não a decepcionou. Além de não passar dos limites em nenhum momento, ele também não a envergonhava sendo desengonçado ou algo parecido. A verdade é que a dança animava seu espírito que a muito tempo não se divertia. Desde da noite em que havia privado o seu marido do ar e roubado sua vida, nada mais era o mesmo. Os banquetes em seu castelo pareciam entediantes, cavalgar pelos arredores do Lago também. Tudo que costumava adorar havia tornado-se cansativo e estressante. Porém nunca havia pensado que poderia divertir-se em uma festa no Norte, mas o homem em sua frente provava ser um entretenimento excitante. Pegou-se observando-o enquanto ele avistava as mulheres que antes havia apontado para ele. A curiosidade a matava mas ele não pareceu tão surpreso, respondendo-a logo.

Lady Martell, esposa do Lorde Ashford. Estava ai uma coisa interessante. E sua espada era jurada a ela. As coisas só ficavam ainda mais interessantes. Conseguiu rodopiar mais uma vez a dança, voltando a observar as mulheres na mesa. Levantou uma sobrencelha quando ele disse que o interesse da mulher podia ser em si. Realmente era estranho ver uma mulher tão bem vestida e dona de si dançar com um cavaleiro. Sorriu com a ideia de que talvez ela não gostasse de ver sua espada não contemplando os seus deveres. Voltou a olhar nos olhos do homem com que dançava, a cabeça levemente erguida e próxima demais para não gerar algum tipo de reação nele. — E porque ela estaria interessada em mim? — perguntou com um tom doce em sua voz, fazendo-se de desentendida. Era claro que sabia o porque. Que mulher não estaria confusa a ver sua espada dançando com uma lady bem vestida no meio de uma festa? Elayna certamente ficaria confusa se Garrel tivesse vindo com ela e estivesse dançando com alguma nobre da festa. Porém o homem em sua frente além de ser uma ótima passagem até o lorde de Vaufreixo também era extremamente prazeroso de se estar ao redor. Mas de prazer ela poderia se encher depois, agora queria conhecer os lordes da casa Ashford da Campina e Dorian a ajudaria.

— Talvez você devesse me apresentar a sua lady, assim mataremos a curiosidade dela após nos ver dançando juntos. — falou com uma risada, quase como se a dança dos dois fosse algo proibido. Talvez até fosse para ele, mas não se importava com isso. Queria apenas criar suas conexões e começaria por lorde Garad Ashford. Estava para puxar Dorian em direção a mesa da Lady Martell quando gritos começaram a ecoar no salão, o que lhe fez paralisar sua dança por um momento. Os gritos de empate especificavam que o treino dos dois lordes não havia acabado com um vencedor e nenhum deles parecia se importar muito com isso. Nesse momento percebeu que o homem estaria livre logo após de se livrar de sua espada e descansar por um momento. Era a hora certa de conhecê-lo, talvez até juntamente de sua esposa. Não queria que o homem não a levasse a sério, então talvez o encontro cortez fosse mais apropriado. Poderiam falar de políticas quando todos estivessem de volta na Campina. — Parece para mim que seu lorde empatou naquela brincadeira de espadas. Que tal me levar para conhecê-lo também? — disse com um sorriso doce no rosto, ainda com a dança paralisada. Dorian não era nenhum idiota e já devia ter entendido as suas intenções, só esperava que ele a ajudasse nisso.

ACT LIKE A LADY THINK LIKE A MAN.
thanks wrd for this code.


Elayna Crane
THE RED LADY

avatar
Imagem :
Mensagens : 12
Nome do jogador : Vic
Dragões de ouro : 15
Veados de prata : 189
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 2%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Dorian Graceford em Qui Ago 25, 2016 5:12 am






Can't Hide



Assim que terminou de falar, Dorian e lady Crane continuavam a dançar e logo ela pôde refletir a respeito das palavras ditas pelo homem. Muito provável que ele esteja certo, afinal era um Ajuramentado e deveria estar ao lado de sua lady, protegendo-a e fazendo suas vontades. O pobre Graceford estava perdido em pensamentos enquanto aguardava a resposta de Elayna, a imaginar centenas de coisas agradáveis que poderia dizer-lhe, dúzias de elogios sobre as roupas ou a beleza dela, e imaginava também dezenas de cenas que, de algum modo, teriam de ser esquecidas pela sua posição na hierarquia do reino.

Tão logo ele abaixou a cabeça para dizer algo e ao mesmo instante a moça erguia a dela, indo de encontro ao rosto do rapaz. Dorian recuou a cabeça poucos centímetros para trás, mas ainda assim não conseguia evitar o olhar vidrado nos lábios finos e róseos da Crane, tampouco esconder o desejo que aflorava dentro de si, libertando os sentimentos mais sinceros e puros de um homem. Que pecado. Mordeu o lábio sem saber o que responder para a jovem, de fato que ela sabia o porquê e sentiu-se envergonhado em responde-la, temia que a resposta pudesse vir a ofendê-la de algum modo "um cavaleiro qualquer e uma Lady, você sabe o que as pessoas costumam dizer e a julgar" foi o que pensou em responder, entretanto preferiu manter o silêncio.

Rapidamente a dama continuou o diálogo, e aparentava estar igualmente interessada na jovem Martell de cabelos dourados - Certamente - Respondeu Dorian, de forma polida e igualmente amistosa. Não sabia ao certo quais reações teriam Alannys para com ele caso fosse até ela, nem se receberia bem a desconhecida da Campina e futura aliada de seu marido. Desejou guardar para si todos os sentimentos e o que pensava a respeito disso, era apenas um soldado e nada mais, se tivesse sorte um dia morreria com honra com uma espada cravada no peito, tendo o nome vagamente lembrado na contagem dos mortos e na lembrança dos parentes, e nada mais do que isso. Era o que os soldados representavam, apenas um corpo empunhando uma espada. Todavia, naqueles poucos minutos de dança que se sucediam, sentia que não era apenas um corpo e que possuía uma alma dentro de si, que momentos bons como aquele acabavam tão depressa que mal conseguia sentir o gosto da graça.

Um grito ecoou por todo o salão, os pares de danças que curtiam a musica - assim como eles - pararam, atônitos. O Graceford voltou a sanidade, desviando o olhar para o seu Lorde. Empate? Pensou o rapaz. Obviamente homens como eles não queriam provar todo a força de combate que tinham, ainda mais Garad que comumente era visto enfiado nos livros estudando sobre seus vizinhos em Westeros "Um estrategista assíduo", diziam "Sabe tudo sobre os 7 reinos" eram os boatos espalhados por entre os guardas de Vaufreixo.

Dorian voltava a atenção novamente para Elayna, que demonstrava um desejo de manter-se próxima ao Ahsford. Afinal, Dorian já sabia que mulheres como ela eram pessoas importantes, e que alianças entre as casas eram primordiais e, que, mulheres de personalidade como ela não poupariam em usar quem quer que fosse para aproximar-se de alguém de seu interesse. O Cavaleiro assentiu com a cabeça positivamente, com um sorriso gentil e disse:

- Claro, Milady. Vossa Graça adoraria conhecê-lo, é um bom homem e simpático com as mulheres. Lady Alannys também é uma mulher simpática e igualmente adorável. - Sorria com os olhos quase fechados - Venha, por favor. - E seguia caminho à mesa onde a Martell se encontrava. Assim que chegaram à mesa do casal, Dorian apresentou-a aos dois, sem prolongar-se na conversa e também, possivelmente, interrompendo-os

- Milorde. Milady. - Reverenciava a ambos com o tronco inclinado - Se me perdoem a intromissão... Esta é Lady Elayna Crane, da casa Crane de Lago Vermelho. E está ávida a conhece-los. Suponho que devam ter muitos assuntos importantes a tratarem juntos. Com vossa licença, vou me retirar. - Sorria simpaticamente para o casal e também para a dama, virando-se de costas e se afastando pouco a pouco da mesa.  

valeu @ carol!
Notes: Itálico = Pensamentos



Your love's got me looking so crazy...
play
®
avatar
Imagem : O lindão
Mensagens : 63
Nome do jogador : Guilherme
Dragões de ouro : 9
Veados de prata : 53
Estrelas de cobre : 10
Idade : 26
Salário extra : 13%
Ver perfil do usuário
Espada Ajuramentada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Nanien Mormont em Sab Ago 27, 2016 3:37 pm

thinking out loud again
N
ani ouvira cada palavra da outra. E durante toda a troca de discursos, os olhos se fizeram no urso, que falava com uns, ria com outros, dava alguns passos por aí e já se encontrava ocupado novamente.

Nessas trocas de opiniões e devaneios, Nanien pareceu ter caído num abismo de memórias e pensamentos.

Dorian era mais que um rosto bonito, do que braços fortes, do que um homem habilidoso em qualquer coisa que fizesse. Dorian era um homem de bom coração, que se empenhava cada vez mais para que todos à sua volta estivessem felizes e confortáveis com seus dias. Ele tinha capacidade de arrancar a cabeça de alguém para dar um sermão na mesma frequência que podia deitar sob o sol e te ouvir até que a lua se fizesse presente, era só pedir. Sua presença a fazia querer dançar, sorrir, cantar com os criados, fazer a maior das festas para celebrar aquela união. Se fosse pensar bem, aquela comemoração não estava aos pés de seus feitos. Ao contrário dela, o homem sempre se mantinha firme, de pés no chão, mesmo que seus sonhos parecessem tão altos a ponto de tocar as nuvens daquele lugar gelado. Chegava a pensar se sua vida não tinha estagnado num ponto apenas por tê-la por perto. Se todo o cuidado que estavam tendo com a gravidez não lhe era incômoda. A face chegara a desmanchar por um instante. Mas aí pensou que, se tivesse algo errado com ambos, eles não agiriam de forma tão amorosa e conversariam sobre diversas coisas todos os dias. Não brincariam com o futuro filho e inventariam qualidades que ele possivelmente desenvolveria. Nani podia ter recaídas, algum mal estar, se sentir meio incapacitada vez ou outra por não conseguir fazer muita coisa. Mas o amor que ela sentia por ele nunca sofrera recaídas – pelo contrário, olhá-lo sorrir e seguir em frente até mesmo quando as energias lhe faltavam só fazia com que o amor crescesse mais e mais. E ela esperava um dia poder retribuir todo aquele esforço. E começar era simples: manter-se bem.

Um sorriso apareceu ao rosto como alguém que tem a incrível certeza do que fazer. Seguida, ela abaixou o copo com vinho e deixou-o de lado. Apenas o cheiro tivera contato consigo. Apesar de doce, havia diversas coisas doces que podiam lhe encher a boca. E Nanien sendo Nanien, nunca recusaria uma frutinha sequer.

Quando a mão fora segurada por Alannys, a maior parecia ter sido puxada de sua mente para de volta a festa. Olhou-a, e depois olhou para frente. Não sabia quem era a moça e nem o homem em questão.

Sinto muito... Não a conheço. – respondeu-a e, instintivamente, voltou a olhar o Mormont. Dessa vez, parecia mais apaixonada do que preocupada.


someday i'm sure
I'll make them bow




avatar
Imagem : are you sure?
Mensagens : 193
Nome do jogador : Márcia
Dragões de ouro : 79
Veados de prata : 73
Estrelas de cobre : 4
Idade : 28
Salário extra : 17%
http://winordie.forumeiros.com/t1976-ficha-de-relacoes-nanien-mormonthttp://winordie.forumeiros.com/t1698-cronologia-nanien-breaverVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Terry Ashford em Dom Ago 28, 2016 1:40 am




O casamento evento do ano?




Antes que Elyria respondesse-me, uma refeição aparentemente deliciosa fora posta em minha frente, os serviçais disseram ser carne de carneiro, enquanto a refeição posta para a Mormont era carne de pato. Sem mais delongas comecei a degustar sem muita pressa a refeição, que de fato estava muito boa. Ela agora respondia-me algumas coisas, alternava entre garfadas e prestar atenção nela. Disse que não era uma combatente, apesar de possuir aquele sobrenome, no entanto deixava claro seu desejo em ter futuramente tais habilidades. No entanto, afirmava ser inteligente o suficiente para que pudesse derrubar homens, não entendi muito bem o que ela quis dizer, no entanto não duvidava de suas palavras.

— Quem sabe algum dia eu possa te ensinar, né? Além disso, pessoas inteligentes são tão importantes numa batalha quanto as que possuem intimidades com batalhas, talvez sejam até mais importantes. Por trás de todo exército existe alguém que os comanda, bom, pelo menos é o que eu acho. — Sinalizei com minha mão para um dos que serviam ali, não disse nenhuma palavra, no entanto ele pareceu entender o que eu queria já que encheu meu copo com a bebida que servia. A bebida que fora servida não era do meu conhecimento, no entanto não hesitei em bebê-la, era um pouco forte, talvez fosse algo não apropriado para a minha idade, no entanto eu estava numa festa, deveria aproveitar.

— Já faz alguns anos, morreu cumprindo sua função, deve ter sido por uma boa causa, não? — Sorri para ela, tentando amenizar o clima no qual eu mesmo causei ao citar isso. Falava do que pretendia para o futuro, viajar. Viagens eram legais, a ida até a Ilha dos Ursos fora a primeira desde muito tempo. — Deveria mesmo visitar a Campina. O clima lá é bem mais agradável, pelo menos para mim que não estou acostumado com o frio do Norte, tu já deve ter acostumado-se com ele. Então você foi uma das responsáveis pela comida de hoje? Devo te elogiar, a comida está saborosa. — Falei enquanto colocava uma garfada cheia de comida na boca.

Virava-se para a mesa na qual eu havia apontado, dizia reconhecer o homem que estava lá sentado, era o seu irmão mais velho, este um membro da guarda real, chamava-se Duncan Mormont. — Um membro da guarda real? Então ele deve ser um cavaleiro dos bons, há pouquíssimos membros da guarda real, deve ser o sonho da maioria dos cavaleiros. No entanto deve ser ruim ter que passar o resto da vida sem poder casar ou ter filhos, além de abdicar de suas terras. Se ele é seu irmão mais velho, a razão de Lorde Dorian comandar a Ilha dos Ursos é por conta do cargo de Sir Duncan Mormont. — Disse, ainda observando aquela mesa. Pude ver que após a demonstração entre os dois lordes, pude ver o Urso ir até a mesa para cumprimentá-lo.


tags; words; notes; §


avatar
Imagem :
Mensagens : 230
Nome do jogador : Filipe
Dragões de ouro : 54
Veados de prata : 42
Estrelas de cobre : 03
Idade : 16
Salário extra : 30%
http://winordie.forumeiros.com/t1450-fp-ashford-terryVer perfil do usuário
Comandante da Companhia Dourada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Agnieszkah Nthrythnarg em Dom Ago 28, 2016 6:08 pm


Coragem. Era disso que precisava naquele momento, precisava apenas atravessar o mar de pessoas estupidamente bem vestidas, com seus títulos, terras e elegância para chegar até seu alvo. Em sua mente parecia tudo tão fácil, mas na prática ainda se via ali, parada, junto de um rapaz que conhecera enquanto estava hospedada na casa de Dorian (soubera seu nome a um guarda assim que chegara ao quarto ao qual fora remanejada). — Besteira, eu nervosa? — Murmurou para si atraindo alguns olhares nada agradáveis em sua direção. A morena apenas bufou, pegando a taça de vinho que uma das servas distribuindo pelo festejo.

Então… — Iniciou a frase, levando a taça até os lábios róseos, sorvendo o líquido delicioso, de fato, aquela era dos melhores que já provara e que tivera a oportunidade de fazê-lo. Umedeceu a boca com a ponta da língua, apoiando todo o peso na perna direita. — Sahar, acertei vosso nome? — Arqueou a sobrancelha esquerda fitando o rapaz ao seu lado, era péssima em lembrar nomes. — Hm, sabe aquele homem ali? — Apontou em direção do seu salvador que fazia um espetáculo com outro homem; eles dançavam, uma dança atraente, a única dança que Agnes se interessava: a dança das espadas. — Eu irei até ele mesmo não sabendo sua posição. Irei me ajoelhar, como nunca fiz perante um homem e o protegerei. Você fará o mesmo? — Questionou, sorvendo o restante da bebida para conseguir a coragem que necessitava.

Diferente das mulheres que trajavam vestidos requintados, bordados e volumosos, a morena optou pelo seu traje usual: calça de couro, botas, blusa branca e um corset preto, além de um casaco de pele de cordeiro para ajudar a suportar o frio cotidiano do norte. Internamente se questionava do por que de estar ali? O homem a salvara, mas além disso, dera-lhe um teto provisório e a convidara para o festejo em meio a alguns nobres. Não somente ela, mas todas as pessoas que estava no esconderijo. Talvez, existisse de fato pessoas boas no mundo.

E é por isso que ela daria sua vida…

Aplausos. Dirigiu a face em direção dos protagonistas, observando-o se distanciar até outro homem. Encheu o ar em seus pulmões, expirando lentamente em seguida. Era aquele o momento que esperava e tinha de fazê-lo antes de se entupir de bebida e esquecer a razão de estar ali. As botas batiam contra o chão, com pisadas firmes e decididas. Atrás de si outra par de pernas que pertenciam a Sahar, provavelmente aproveitaria a ocasião. pelo menos esperava que o homem os ouvisse.

Parou. Lá estava ele, com seus cabelos negros, pele clara e altura superior ao seus reles 1,66. Tossiu para encontrar as palavras certas, mas a frase que recitou duzentas vezes simplesmente fugiram. — Dorian, hm, senhor. — Praguejou internamente, não sabia nada sobre etiqueta e muito menos sobre títulos. Odiava-se pela ignorância, mas o que podia fazer? Um terço de sua vida fora viver entre ogros, sem um pingo de educação. Mordeu o lábios inferior nervosa, baixando o olhar e retirando da bainha a espada velha, o som dela sendo retirada chamara a atenção de alguns guardas que se posicionaram prontos para interrompê-la. porém o ato da moça os deixaram-nos estagnados, assim como os demais ao seu redor; rente ao homem Agnes se ajoelhara, deitando a espada sobre as duas palmas, como em sinal de oferta, suas íris azuladas encarava o homem nos olhos sentindo algo brando em seu peito da mesma forma que se sentira quando ele a ajudara, um sentimento paterno, acolhedor.

Sou Agniezkah Nthrythnarg, uma das várias pessoas que ajudara e que não são apenas gratas, mas que dariam a vida pelo senhor se for necessário, e és por isto que estou aqui, rente a ti, apesentando a Tempestade como sua aliada, solicitando assim uma oportunidade de lhe retribuir tudo que tens feito. Eu ofereço minha espada para lhe servir, meu corpo como vosso escudo e minha lealdade para lutar ao seu lado. Desejo ser sua companheira de batalha, aquela que lhe ajudará a vencer seus obstáculos e conquistar quaisquer coisa que almeja. — Pausou brevemente, ainda fitando-o, tentando de alguma forma transparecer confiança e seriedade em suas palavras. — Por favor, aceita-me como vossa serva, responderei a ti, apenas a ti. — finalizou. Agnes deixara seu coração controlar as palavras que saiam da sua boca. Nunca tivera alguém que a fizesse se ajoelhar, ela não era domada facilmente. Tudo na vida tinha uma exceção, e a pessoa a sua frente era esta uma delas.
Cold; "Hello Sor"; Party.



Última edição por Agnieszkah Nthrythnarg em Ter Ago 30, 2016 9:15 pm, editado 2 vez(es)


the horsewoman
Open up my eyes and tell me who I am. Let me in on all your secrets, no inhibition, no sin. How deep is your love? Is it like the ocean? Pull me closer, again. How deep is your love? So tell me how deep is your love could it go deeper.
avatar
Imagem :
Mensagens : 22
Nome do jogador : Panda-chan
Dragões de ouro : 9
Veados de prata : 37
Estrelas de cobre : 6
Idade : 22
Salário extra : 2%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Sahar de Pentos em Seg Ago 29, 2016 12:21 am

[



isn't me?



Here
we
STAND
]



Já fazia algum tempo desde que Sahar e Dorian se encontraram pela primeira vez, num bosque distante onde o Mormont costumava treinar com seus soldados. Tinha chegado no Norte faziam 1 semana e não conhecia ninguém, ainda que fosse um rapaz extrovertido e aberto a novas amizades Sahar possuía um certo receio de se aproximar das pessoas, era comum ouvir que os Nortenhos eram pessoas frias e apegadas aos costumes dos homens antigos. Para filho de um ex-escravo de Pentos, como ele era, se mudar para um outro continente sem conhecer uma pessoa sequer era no mínimo arriscado, e para a sorte do Pentosi, justo no dia que tinha acabado de chegar na Ilha dos Ursos ele salvara a vida de ninguém mais e ninguém menos que Dorian Mormont, o senhor do lugar. O Destino parecia estar indo a favor do rapaz.

Mas não foi assim tão fácil. No anseio de buscar informações e capturar os bandidos, Sahar foi junto do Mormont até uma taverna onde travaram um duro combate contra os assaltantes que culminou com um grave ferimento no braço do cavaleiro. Todavia, os cuidados foram depressa e Sahar não se lembrava mais de nada depois que desmaiou por conta da perda de sangue, lembrava-se apenas de acordar no dia anterior em uma cama com o braço totalmente enfaixado com um pano de tecido esquisito.

•••

Era o dia da festa comemorativa pelos feitios do Lorde Mormont, mas também não poderiam esquecer dos homens que o ajudaram, em especial Sahar que havia salvo antes a vida do rapaz quando este enfrentava bravamente 2 dos finados bandidos. Sahar não estava apropriado para uma festa como os Lordes e Ladys que frequentavam o grande salão, usava apenas uma tunica bege por baixo de um manto de pele de cordeiro para esquentar-se do frio; uma calça de cor preta junto de uma bota de couro fervido, da mesma cor. Em suas mãos segurava uma taça de vinho vazia, pela contagem já era a 5ª ou 6ª taça que esvaziava naquela primeira hora da festa, por sorte o rapaz era acostumado com a bebida e não se embriagava rápido. Ao seu lado estava uma mulher, não parecia ser tão mais nova do que Sahar e muito se distanciava da aparência de uma Lady de Westeros, porém possuía uma beleza igualitária mesmo em sua postura firme e se aparentava mais em ser uma cavaleira do que qualquer outra coisa. O negro a olhou fixamente, atencioso no que ela tinha para dizer - Exato. - Respondia a questão referente ao seu nome.

- Aquele é Dorian Mormont e eu também far... - Antes que pudesse terminar a jovem se deleitava sobre a ultima gota de seu vinho, partindo em retirada se direcionando ao Mormont. Sahar balançou a cabeça para o lado direito, franzindo a testa, quem era aquela figura? Milhões de duvidas passavam pela sua cabeça, mas naquele momento sentiu-se encorajado a fazer o mesmo, se ela podia porquê ele não? O cavaleiro caminhou com pressa até o Urso, percorrendo todo o salão onde algumas pessoas dançavam, desviando dos corpos e dos copos suspensos. Seguia a moça em passos firmes, reparava em seu andar "É, realmente é uma cavaleira". Aguardou pelo momento oportuno, esperando o término da fala da pessoa ajoelhada a sua frente, e se aproximou da mesma ficando ao seu lado. Sahar retirou a sua espada da bainha junto com o cinto que a prendia, batia a longa espada no chão deixando-a deitado próxima ao pé de Dorian.

- Lorde Dorian Mormont - Deu uma breve pausa, abaixando a cabeça, não era acostumado com toda as regras de etiqueta dos Reinos de Westeros - Vigiarei as suas costas, serei a sua mão e espada, por ter me salvado da morte certa devo à ti a minha vida. Juro à ti minha força e espada, perante todos aqui presentes, até o dia de minha morte. Não falharei em servi-lo, senhor.



[addictional info.]
Post #010
Words: ??
Tagged: Sahar; Ilha do Urso
Notes: --
Lyrics: polly @ nirvana
Thanks, IT





avatar
Imagem :
Mensagens : 21
Nome do jogador : Guilherme
Dragões de ouro : 8
Veados de prata : 67
Estrelas de cobre : 1
Idade : 00
Salário extra : 4%
Ver perfil do usuário
Espada Ajuramentada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Susanne Glover em Seg Ago 29, 2016 12:01 pm

Let's party!
advantage that no one is drunk
Seu olhar ainda era vago. Sentia certo frio, mas não tinha a quem culpar, quem escolheu a roupa foi ela. Sorriu com a ideia, sem vontade alguma de trocar de roupa; deixaria os convidados horrorizados, no mínimo. Uma mulher como amazona era algo bastante incomum, mesmo que na Ilha mulheres lutando ao lado dos homens fosse algo completamente normal. Observou tudo e todos, analisando cada uma de suas ações, olhares. Estava atenta a tudo, mesmo sabendo que estavam em perfeita segurança, mas algo, algum tipo de pressentimento "chamava sua atenção". Se algo acontecesse, Nanien era sua prioridade, sabia mais que bem, que Dorian iria se virar.

Caminhou com a maior delicadeza possível, deixando a coluna sempre ereta. O frio da lâmina da adaga que carregava em sua coxa fazia-a lembrar que aquela não era ela, nunca existiram um "lady" antes de Susanne. Talvez num futuro próximo ela se casasse com um dos moradores da Ilha, ou se apaixonasse de uma maneira tão impactante que não fosse capaz de dizer a Dorian que ficaria ali junto a eles. Ou talvez não se casasse. Sempre era um opção. Se sentia deslocada ao meio de todas aquelas pessoas, como se aquele não fosse seu lugar, o que na verdade, realmente não era. Era uma festa! Susanne tinha que se divertir, certo? Decidiu que, se fosse para pelo menos se sentir bem, Nanien e a Ursinha eram a melhor ideia. Não se atreveu a pegar outra taça de vinho, caminhando diretamente a mesa dos Mormonts. Ao avistar Braever, um sorriso iluminou a face tristonha, e Glover apenas chegou por atrás de Nani, dando-lhe um beijo demorado na bochecha - Minha Ursinha e minha lady favoritas estão bem? - perguntou com a sobrancelha arqueada, um sorriso de lado. Virou-se para a mulher belíssima ao lado da futura Mormont, um sorriso caloroso nos lábios - E quem é esta linda mulher ao seu lado? - o sorriso havia crescido. Seu humor sempre melhorava ao ficar perto da Nanien. Lembrou-se de algumas aulas que tinha tudo a anos atrás, fazendo uma reverência atrapalhada pela falta de treino - Sou Susanne, Susanne Glover, Espada Juramentada do Dorian - a muito tempo que agia sem os modos de lady, mas na verdade não se importava. Ela estava se importando com muita pouca coisa ultimamente.

Observou tudo e todos, como sempre fazia. A maioria eram completos estranhos para ela, e uma boa parte era composta de conhecidos; uma minoria de amigos. Gargalhou abruptamente, balançando a cabeça com um sorriso largo de surpresa ao encontrar seu Lord lutando com um homem a quem nunca tinha visto na vida, pigarreando alto para tentar se recompor. Observou também os servos e guardas, vendo que um deles, que acabara de lhe oferecer uma taça de vinho, era um completo desconhecido. Apertou um poucos os olhos, achando a situação estranha. Conhecia absolutamente todas as pessoas que trabalhavam na Ilha dos Ursos. Procuraria saber melhor no dia seguinte, poderia estar se enganando; Nanien também poderia ter contratado algumas pessoas de última hora, mas era melhor prevenir do que remediar.

Passou o resto do tempo perto da mesa dos Ursos, comendo alguns aperitivos de vez em quando, mas, de uma forma irônica, solitária. Observou com um sorriso feliz a cena que se desenrolou em seguida, vendo que mais uma pessoa estava a ficar na ilha. Duas novas Espadas para os Mormonts. Esperava que se tornasse amiga de ambos, gostava de conhecer novas pessoas.


Última edição por Susanne Glover em Sab Set 03, 2016 10:05 am, editado 1 vez(es)


avatar
Imagem :  Try Again
Mensagens : 279
Nome do jogador : Serafim
Dragões de ouro : 58
Veados de prata : 90
Estrelas de cobre : 2
Idade : 26
Salário extra : 44%
http://winordie.forumeiros.com/t1927-ficha-de-relacao-susanne-gloverhttp://winordie.forumeiros.com/t1165-glover-susanne-aguardando-vagas-no-norte#9769http://winordie.forumeiros.com/t1616-cronologia-susanne-glover#14468Ver perfil do usuário
Conselheira

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Elyria Arryn em Seg Ago 29, 2016 2:35 pm



she stands too!
gone

O escudeiro Ashford atacou seu prato, dando a indicação que Elyria precisava para começar a degustar a refeição. No ponto, estava perfeitamente temperada, o que dava um prazer satisfatório à Mormont. Ouviu o rapaz falar a respeito de lhe ensinar habilidades combativas, um sorriso de canto aparecendo nos lábios da nobre. Terry era uma companhia maravilhosa e a fazia questionar-se a respeito de seu gosto por crianças. Com a chegada do herdeiro Mormont cada vez mais próxima, a Jovem Ursa não havia pensado ainda se estava preparada para o choro do bebê, além de outras questões menos amigáveis. Sabia que Nanien e Dorian eram mais do que capazes de criar o herdeiro, mas ainda planejava ajudar, queria ser uma tia presente.

- Bem, eu aceito. Aposto que, para me defender, jogar-me em cima de você seria a melhor opção, visto que meu tamanho facilitaria a cobertura de seu corpo. - Riu para o escudeiro, dando uma nova garfada na carne de pato. - Comandantes, ao meu ver, nada mais são do que homens que temem a morte. Admiro aqueles que lutam ao lado de seu exército, mas aqueles que se escondem por trás das mesas de estratégias enquanto outros morrem em seu lugar me causam verdadeira indignação. - Sua resposta fora digerida juntamente com o carneiro que o rapaz tanto parecera gostar. Percebeu a tentativa dele de tornar o clima mais leve, mas reconhecia que ali existia uma ferida ainda não cicatrizada, o que incomodava a Mormont em vários aspectos, uma vez que ela não estivera disponível para o pai em seus dias finais. Assentiu com a cabeça, concordando com Terry. - Creio que não exista honra maior do que morrer pela causa. Seu pai foi honrado, e a minha casa bem sabe reconhecer isso. - Ouviu-o quanto ao convite de visita à Campina, a testa se franzindo lentamente. Seria maravilhoso poder voltar ao clima quente, não que Elyria odiasse o frio. Gostava muito dos ventos nortenhos, mas a oportunidade de tal visita seria grande o suficiente para testá-la em contato com outras famílias nobres, o que lhe causava um frio na barriga delicioso. Antes que pudesse responder, também foi elogiada pela comida, o que lhe arranco um riso fácil. - Agradeço pelo convite e realmente fico tentada a fazer uma breve e tranquila visita. Se pudesse, iria hoje mesmo. E sim, eu mesma coordenei a cozinha com afinco. Queria deixar tudo perfeito para meu irmão e auxiliar Nanien, visto que sua barriga já não a permite fazer tantas coisas sozinha. - Elyria ouvia com tranquilidade as palavras a respeito de Duncan, assentindo vez em quando, ou não expressando reação mediante aquela admiração cega pelo membro da Guarda Real. Duncan não deixara a Ilha devido a seu cargo na Guarda Real, e a Jovem Ursa queria comentar aquilo, mas seu bom senso a impediu, mantendo-a com os lábios selados. - Sim, ele é bom no que faz. - Limitou-se a dizer.

Os olhos se focaram na demonstração de lealdade por conta de duas pessoas quanto à Casa Mormont. Ambos juravam suas espadas a Dorian, o que ressentia Elyria. Estava feliz pelo irmão, que facilmente conseguia que as pessoas o adotassem como lorde, dando suas vidas em troca de protegê-lo, mas sabia que sua própria costa não tinha segurança alguma. Com Nanien grávida, a segurança dela vinha em primeiro lugar, mesmo que seu irmão ordenasse que alguma de suas espadas se dedicasse exclusivamente a proteger a Jovem Ursa. Se, por acaso, ela se casasse ou precisasse deixar a Ilha dos Ursos, ninguém lhe acompanharia, visto que a lealdade era direcionada a Dorian como lorde. A mais nova não pretendia pedir uma escolha ao irmão.


lalala. nada a declarar. post 01. ♥ dino

avatar
Imagem :
Mensagens : 158
Nome do jogador : Estrela
Dragões de ouro : 148
Veados de prata : 171
Estrelas de cobre : 4
Idade : 30
Salário extra : 34%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Dorian Mormont em Ter Ago 30, 2016 6:08 pm

Por que de joelhos
se são meus amigos?

  Dorian estava mergulhado em estranhas sensações. A sua frente, Duncan Mormont, seu irmão. A quanto tempo? Não sabe, mas sentia falta. Falta daquela figura, pois sempre foi alguém que Dorian admirou e nem sempre teve por perto para poder nutrir por ele, uma boa amizade. Sempre ocupado, treinando, crescendo, conquistando, expandido... Um guerreiro que o Lorde Mormont não conseguiria nunca superar, pois admiração por alguém não se supera, só cresce. Próximo a ele, a Baratheon, o olhar do lorde foi até ela por um breve instante, sua cabeça inclinou para frente em um breve cumprimento e sinal de respeito. Ele tomou o ar, iria chamar pelo irmão quando... " Dorian, er.. Senhor. " Ele se virou, estava feliz por ser tratado pelo nome, sem títulos nem nada na frente. Mas logo, veio o senhor. Quando se virou, notou Sahar, isso arrancou um sorriso enorme da parte de Dorian. Mas a voz que o chamou era feminina. Então, foi quando ouviu aquele caloroso juramento, e a espada oferecida para ele. Ela terminou de falar, e então, foi a vez de Sahar.  

  Ao Mormont, não sobrou muitas palavras. Em seu olhar, existia um brilho. Tanto para a mulher abaixada, quanto para o amigo em pé a sua frente. O ar deixou as narinas, e um sorriso brotou na face do mancebo. Primeiro, iria tratar da menina abaixa. Agnieszkah. A perna canhota de Dorian se abaixou, com o joelho pousando no chão enquanto o pé direito ficava firme no piso de madeira. Mesmo ajoelhado, Dorian era muito maior que a menina. Mas isso não fazia diferença. Os olhos fitaram a espada oferecida, e logo em seguida, os olhos da mulher que oferece a espada. Ele sabia quem ela era. Uma das pessoas que ele salvou, que Sahar o ajudou a salvar. Isso fez com que Dorian desse uma pequena olhada para Sahar, e retornasse o olhar para Agnies.  — Eu te aceito, Agnies. Mas não somente como minha serva, mas sim, como minha amiga. E não tem porque uma amiga ficar ajoelhada na frente de outro, a não ser que esteja aqui para contar um segredo. – A última parte da frase, ele sussurrou para ela. Então, aproximou o rosto da mesma, e sussurrou novamente. Mas o sussurro era alto, alto suficiente para qualquer um ouvir. Mas, ainda sim, era com a voz forçada como em um sussurro. Uma visível brincadeira. — Vou te conta um segredo. Mas não fala pra ninguém, em? Ter vencido aqueles homens não significaria nada, se você e os outros, não tivessem sido resgatados respirando. Obrigado por estar aqui. – E novamente, um sorriso. Um largo, cheio de dentes alinhados e brancos. Então, ele apoiou a destra na nuca da menina, e a beijou o topo da cabeça, como um pai faz com uma pequena filha.  

  Então, ele se levantou, acreditando que Agnies e Tempestade também. Agora, Sahar. O olhar duro, direto na expressão do rapaz, fechado, sem sorrisos ou gentilezas. Mas lentamente começou a clarear, surgindo um sorriso, e em dois pequenos passos, Dorian avançou até Sarrar e o abraçou, como faria com um irmão. — Estamos quites, Sahar. Você me salvou, e eu te salvei. E fico feliz, que isso vá continuar. Da próxima vez, não me assuste daquele jeito. Não teve graça nenhuma.   Soltou Sahar do abraço, o segurou nos dois ombros, sorriu e maneou a cabeça positivamente. A família Mormont cresceu ali, sem duvida. E com está ideia, que ele olhou para Nanien na mesa principal. " Se me dão licença... " E passo a passo, ele retornou até a espos... Noiva.

 
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Tristan Stark em Qua Ago 31, 2016 12:03 am


The Wolf




Winter is Coming!


O guardião do Norte respirou fundo, levemente enjoado com o balanço do barco. Nunca admitiria aquilo, e nenhum de seus vassalos ou servos jamais perceberia, mas Tristan não era nenhum pouco adepto das viagens marítimas. Sentia-se muito mais confortável quando montado em seu corcel de batalha, ou mesmo caminhando a pé, pois navios simplesmente não faziam bem a ele, basicamente desde que se lembrava. No entanto, o lorde de Winterfell não possuía escolha, afinal, era o único jeito de chegar à ilha dos ursos. E é claro que o homem não perderia a chance de reunir-se com alguns de seus principais vassalos, sem falar na chance de encontrar lordes sulistas com quem poderia lidar.

Durante toda a viagem, não dirigiu a palavra a ninguém, limitando-se a polir a lâmina de Irmã Negra, a espada de aço valiriano com fio tão grande que praticamente podia cortar alguém só de encostar da maneira errada. Ainda assim, o homem não utilizava a arma em batalha há anos, guardando-a apenas para execuções e outras ocasiões em que ela fosse necessária. Uma apresentação formal como aquela era uma dessas situações, e para isso o aço deveria brilhar como a própria lua, tão imponente quanto o senhor que comandava todo o Norte. Era o item perfeito para ressaltar todo o poder que o Stark tinha em suas mãos.

Quando o navio finalmente aportou, o homem foi o primeiro a desembarcar, seguido logo em seguida por toda a sua comitiva. Reconhecido pelos servos da casa Mormont, nenhum homem ousou reclamar de sua espada desembainhada, que mesmo assim foi colocada em sua bainha por pura cortesia. Tristan não desejava ofender aos seus anfitriões, mas também não pretendia deixar sua espada com qualquer um. A manteria até o momento em que achasse necessário mantê-la. Quando se ofereceram para guiar o lorde até a fortaleza, o Stark simplesmente dispensou a ajuda. Com exceção dos moradores, conhecia a ilha como ninguém, afinal, era sua obrigação como guardião.

Passos precisamente majestosos guiaram o lobo negro até a entrada da fortaleza, junto de toda a sua comitiva. Ao longe, Tristan já era capaz de ouvir toda a conversa que vinha de dentro do local, sorrindo com o canto de seus lábios, levemente animado com o que poderia espera-lo naquele local. Alguma coisa dizia que a noite seria extremamente produtiva não apenas para ele, como também para Winterfell e, ousava dizer, todo o Norte. Com esse pensamento, ele adentrou o salão, e um dos seus homens tomou a dianteira, dizendo alto e claro.

— Introduzo lorde Tristan Stark, senhor de Winterfell, guardião do Norte... — o homem continuou a dizer todos os títulos e apresentações básicas, e o Stark apenas esperou que ele acabasse, para que então pudesse entrar no grande salão da casa Mormont. Não sabia onde estava o lorde, mas podia ver a sua lady na mesa, acompanhada de uma jovem loira, além de outras pessoas que ele não conhecia. O barulho era ainda maior dentro do salão, especialmente após a chegada do homem. E Tristan tinha de admitir que não achava aquilo ruim.



The Winter is Coming - Stark
avatar
Imagem :
Mensagens : 56
Nome do jogador : Gabs
Dragões de ouro : 62
Veados de prata : 84
Estrelas de cobre : 00
Idade : 44
Salário extra : 4%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Garad Ashford em Qua Ago 31, 2016 11:05 pm


Like Water
Focado era como o senhor de Vaufreixo se encontrava naquele instante. Completamente focado em cada pequeno movimento do lorde urso, em cada detalhe de todo o ambiente que o rodeava. Estava completamente acordado e atento a simplesmente tudo o que o rodeava, da mesma maneira que havia aprendido a fazer anos antes, quando sequer era um adulto. Sua espada movia-se com leveza e graça, e sob o controle de Garad ela bloqueava cada um dos ataques que poderiam encerrar aquela pequena luta sem muitas dificuldades. Para alguém que a dominava, a dança da água poderia ser completamente assombrosa, mas o rapaz nem sempre havia sido tão bom na técnica.

...


— Você está morto — disse o braavosi ao futuro lorde da campina, logo depois de, pela terceira vez em menos de cinco minutos, lançar a espada do garoto ao chão com um movimento extremamente belo, resultando na ponta de uma espada de madeira tocando a sua garganta. Como sempre, o jovem sequer havia sido capaz de acompanhar os movimentos, simplesmente havia sentido sua arma sendo dominada e então abandonar seu aperto, e no instante seguinte ele estava “morto”. Parte da culpa caía sobre a espada empunhada que, apesar de feita de madeira, era completamente recheada por esferas de chumbo, tornando-a mais pesada que uma arma normal.

— Isso não é justo — bravejou o jovem Ashford, enquanto empurrava a espada de seu mestre e voltava a pegar a sua, segurando-a com dificuldade e sentindo como se ela pudesse cair a qualquer instante apenas pelo peso. — Por que não posso usar a espada com as duas mãos? Ela é muito pesada! Por isso que não para de cair — como uma criança mimada, o rapaz, que na época tinha treze anos, continuou com as reclamações, seu tom de voz raivoso e ao mesmo tempo com uma pitada de orgulho ferido.

— Esta não é a dança dos cavaleiros de Westeros — respondeu Dario, com o seu sotaque carregado de sempre. Ao mesmo tempo em que falava, o homem entrou em sua posição de luta, apontando a espada para cima na direção do aprendiz. — Você só precisa de um braço, assim diminui o alvo dos seus inimigos. E quando lutar, o aço deve ser parte do seu corpo, garoto. Você está deixando um braço seu cair no chão a cada vez que eu te desarmo — a resposta foi dada com calma e paciência, assim como tudo o que o braavosi falava, o que de certa forma irritava ao jovem, mas ele sabia que o mestre estava certo.

Dario não esperou que Garad estivesse pronto para um ataque, apenas moveu a sua espada com graça contra o seu corpo, em um movimento diagonal e executando um giro de pulso perfeito, o que fez com que a lâmina ficasse para baixo enquanto movia-se contra a cintura do westerosi, que foi rápido o bastante para lançar um movimento desleixado de bloqueio que impediu o ataque, apesar de fazer com que a mão perdesse grande parte da resistência e quase derrubasse o item mais uma vez. Ainda com graça, o homem moveu sua lâmina de madeira mais uma vez, para cima e visando um ataque no rosto da criança, que conseguiu por pouco se safar batendo sua espada contra a dele.

— Ataque seu inimigo, não a espada dele — disse o homem, enquanto realizava um terceiro ataque, outro giro de pulso visando o tronco de Garad, que quase não foi bloqueado graças ao peso do item que a criança segurava. — Você está tentando me matar, garoto. Não está tentando cortar a minha arma — outro ataque, e dessa vez o rapaz simplesmente não conseguiu defender-se. Em um giro rápido com todo o seu corpo, Dario segurou a lâmina da arma do garoto e então apontou ambos os itens para o pescoço dele. — Morto de novo. Mas você conseguiu melhorar um pouco, garoto. Siga assim.

...


A cada ataque bloqueado, Dorian parecia mais e mais afetado, quase como se começasse a se tornar alguém diferente. Seus golpes se tornaram mais fortes e quase insanos, enquanto o Ashford continuava sua dança, para bloquear e impedir cada um. E então veio o seu golpe final, ao mesmo tempo em que vinha o último ataque de Dorian, e logo em seguida tudo o que Garad ouviu foi um grito ecoado de ‘empate’. Os olhos do lorde focavam-se nos de seu inimigo, que pareciam perder a razão. Seria aquele o verdadeiro Mormont.

— Parece que acabamos por hoje — disse, antes de deixar sua espada com um servo, e então ambos seguiram caminhos separados, simples assim. Enquanto Dorian foi para a porta, provavelmente receber alguém, o Ashford caminhou a passos largos de volta à mesa da família Mormont, onde sua esposa o esperava. Não gostava de deixá-la sozinha, pois Alannys era inocente demais aos olhos do lorde. — Demorei muito, minha lady? — ele perguntou, ao finalmente sentar-se ao lado da Martell.

Foi então que viu Dorian – não o Mormont, mas sim o homem que havia jurado sua espada a ele. Ao seu lado havia uma mulher com roupas que definitivamente indicavam uma alta posição. No mínimo ela era uma nobre, talvez até mesmo uma lady. O Ashford tentou lembrar-se do rosto da mulher, talvez fosse alguém que já conhecia, mas nada veio à memória até o momento em que o guerreiro se aproximou e introduziu a dama ao casal. Elayna Crane, lady de Lago Vermelho. Sabia que a mulher havia assumido o controle da casa após a morte de seu marido, mas nunca havia se encontrado com ela.

— Milady — o homem disse, curvando-se em um gesto educado. — Eu sou Garad, lorde da casa Ashford, e esta é a minha esposa, Alannys, da casa Martell — o lorde sorriu com cordialidade, antes de lembrar-se do motivo para Crane ser a lady regente. — Sinto muito por sua perda, milady — disse, com uma voz que realmente demonstrava o pesar, apesar de sequer conhecer o antigo lorde Crane.

Habilidade Treinada:
Espadas

® Credits to Lux




avatar
Imagem : Ashford
Mensagens : 215
Nome do jogador : Gabs
Dragões de ouro : 141
Veados de prata : 49
Estrelas de cobre : 4
Idade : 36
Salário extra : 42% + 50%(Fevereiro)
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Apokálypsis em Sex Set 02, 2016 10:47 pm

Metallica
find u
//Another life  

Mireya, sirva-os com mais vinho. É dia de festejo, precisamos mantê-los felizes com um bom vinho em mãos. — A mulher com trajes simples, pele clara, quase pálida orientava-a empurrando uma jarra contendo o vinho em seu interior. Nesta nova vida, era apenas uma serva a trabalho em uma festa recheada de nobres, perfeita demais para arrancar qualquer informação.

Tomou a jarra com a mão destra, empurrando a porta madeirada  — que dava acesso a cozinha — adentrando no espaço reservado para as festividades. O vestido vagabundo em tom mostarda iam até os pés, sem nenhum volume como as damas usavam, as alças caiam nos ombros mostrando a sua pele alva o volume generoso dos seios. O local era aquecido pela lareira, sendo assim, não necessitava usar panos pesados. Era ideal também para movimentar-se com maior liberdade. isto estava incluído a possibilidade de uma fuga.

Mas, a morena não pretendia falhar.

Parou imediatamente servindo um nobre que requisitara mais vinho, entretanto o velho não estava interessado necessariamente com a bebida e sim na mulher que estava distribuindo-o. Os dedos ásperos roçaram propositalmente no dorso de sua mão assim que ela despejava o líquido sobre a taça. Aquele ato a incomodara, sentindo nojo daquele homem repugnante que não respeitava nem a esposa cansada do seu lado. Suspirou pesadamente, retirando a mão com um pouco de rigidez e apertando a alça da jarra, deixando os nós dos dedos esbranquiçados pela força da pressão.

Manteria a calma, não sairia no papel. Aquele homem não era o tributo que procurara.

Girou os calcanhares e começara a andar, observando cada pessoa do salão com atenção apurada. Atrás de si escurou uma cadeira sendo arrastada para trás acompanhada de alguns passos duros. O nobre. Resolveu ignorá-lo, captando com as orbes esverdeadas a cabeleira do homem que procurara: Duncan Mormont. Aproveitaria a estupidez daquele velho para chamar a atenção do seu alvo. Apokálysis caminhara com suavidade até uma mesa onde um homem se deliciava com a comida, parecia faminto. Seus olhos eram um azul semelhante ao mar, observando que talvez seu gênio era igual as ondas do mar, calmas e ferozes, nunca se sabia exatamente o que as águas traiçoeiras poderiam fazer. E, de fato, afundar-se naquele olhar poderia custar muito caro.

Mais vinho, meu senhor?— dissera, dando uma apequena ênfase na forma como tratara. Depositou um pouco de vinho sobre a taça que estava vazia, vislumbrando sua face por detrás dos cílios volumosos, enquanto voltava a sua posição inicial. Isto seria possível se o nobre de momentos atrás não tivesse puxado seu cotovelo com brutalidade, levando o corpo da serva para próximo de si com brutalidade. Estava bêbado. era nítido pela forma cambaleante que mantinha-se de pé. Poderia facilmente desvencilhar-se do homem, mas precisava manter o disfarce, e, principalmente, precisava levar o guarda real para um local menos movimentado. — Não deves jamais virar as costas para um homem sem sua permissão, cadela. — Os dedos pressionaram seu pulso, aquilo deixaria a marca de vermelhidão. Franziu o cenho, numa expressão fingida de dor, assim como a tentativa vã de desvencilhar-se do cavaleiro. — Senhor, solte-me, está me machucando. — cerrou os olhos com uma careta simulada. Odiava-se por dentro por ter que recorrer a atuação, mas para conseguir o que buscava tinha de recorrer as todas chances possíveis.

Treino de habilidade:
Atuação
robb stark


We work in dark, to serve the light. We are assassins.

avatar
Imagem :
Mensagens : 47
Nome do jogador : Oi eu sou o Goku
Dragões de ouro : 60
Veados de prata : 63
Estrelas de cobre : 00
Idade : 24
Salário extra : 2%
Ver perfil do usuário
Homem Sem Rosto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Duncan Mormont em Sab Set 03, 2016 4:11 am




Eu já tinha me impregnado com tanta cerveja que meus pensamentos depressivos se tornaram caóticos. Nesses últimos meses apenas a bebida podia me ajudar. Me sentia constantemente dividido entre o suicídio e o assassinato daqueles que me cercavam. O que eu via? O poder. O perigoso poder destruindo tudo que me cerca e todos que um dia amei. Ele atrai o pior, sempre. Corrompe o melhor, sempre. Que tipo de amigo abandona o outro? Que tipo de homem abandona a família? Que tipo de guarda abandona seu Rei? Serra me fez fazer tudo isso. E o pior, Serra queria que eu fizesse tudo isso novamente. Não, foram minhas decisões. Serão minhas decisões. Eu não honrava o nome de Jorah. Eu não era digno de estar em sua casa, e é por isso que eu não estava feliz naquele ambiente. Ainda assim, minhas escolhas são tudo que tenho.

Por que eu não consigo lembrar de Jorah vivo? É como se fosse impossível visualizar seu rosto hoje em dia. Aquele salão não me atingia nostalgicamente, mas apunhalava meu coração com pensamentos verdadeiros... eu não fazia parte dali. Jorah estava enterrado naquela ilha, eu o enterrei. As últimas lembranças que eu tinha de meu pai é da terra caindo sobre seu corpo sem vida. Eu ainda conseguia me lembrar do cheiro da chuva... e de como foi difícil jogar a terra naquele velho rosto cansado. O velho me ensinara tudo o que sabia sobre espadas, escudos e lanças, mas nunca fora muito bom em me ensinar palavras. Me peguei olhando pela janela do salão, voltando para um dia que tinha gosto de fel. Um dia amargo. Um dia de despedida. –Eu deixaria sua espada, mas ela vai enferrujar no solo. – disse, por fim, como se estivesse me desculpando. –Os deuses lhe darão uma nova, imagino. Gostaria que não tivesse morrido, sor. – Fiz uma pausa, inseguro do que mais precisava ser dito. Não conhecia prece alguma, nenhuma inteira pelo menos; o velho nunca fora muito de rezar. –Você foi um cavaleiro de verdade e nunca me bateu quando não mereci. – finalmente consegui dizer. –Exceto aquela vez em Porto Real. Foi o garoto da estalagem que comeu a torta que a viúva fez, não eu, eu disse para você. Não importa agora. - Eu ainda conseguia sentir o gosto da lágrima. -Que os deuses o guardem, sor. – Chutei um pouco de terra no buraco e então comecei a enchê-lo metodicamente, sem olhar para a coisa no fundo. Ele teve uma longa vida. Devia estar mais perto dos setenta do que dos sessenta anos, e quantos homens podem dizer isso? Pelo menos vivera para ver outra primavera.

Os devaneios eram vários e não iriam parar até que eu remoesse toda dor em meu peito. Eu me sentia um hipócrita. Eu não era um homem honrado, como poderia ser? Eu estou aqui, enquanto meu rei, meu irmão, sucumbia nas mãos de Serra. Eu abandonei minha família por causa de Serra, agora estou abandonando minha segunda família pela mesma mulher. Talvez eu devesse abraçar o maligno de uma vez. Me lembrei então de quando estava em Essos e fui mandado em uma missão pela Companhia Dourada até Asshai. Minha fé nunca foi tão forte como naquele dia. Foi naquela ocasião fúnebre que descobri que voltar para Westeros era a coisa certa. Veja, minha juventude pelo Mundo Conhecido me levou à vários lugares, mas não existe nenhum que eu lembre que me traz tantos arrepios quanto Asshai... Eu lembro de uma grande árvore negra sob uma tempestade. Atrás de mim eu ainda escuto a respiração calma do Estranho. Nós tínhamos matado tantas pessoas naquele dia que toda vegetação de erva-fantasma fora coberta pelo sangue dos orientais. O som do trovão era como o rugido de Drogon. Eu posso jurar ter visto centenas de dragões sobre os céus naquela noite. Ao redor da grande árvore os corvos começaram a cantar e foi então que eu contemplei a silhueta que cantarolava o som da morte enquanto passeava pelos mortos. Em seus braços os corvos descansavam... Aquele ser era o Sétimo. Eu vi o Estranho aquele dia... depois de tantas preces ele resolveu aparecer como quem me agradecesse. Os sussurros nos meus ouvidos me fizeram sucumbir, ou talvez tivesse sido o cansaço da batalha... talvez eu venha exigindo muito de mim mesmo. Existem coisas que eu não posso cumprir, me desculpem.

Avistei o cabeçudinho se esgueirando pela festa, era Egg, o único a quem eu ainda não tinha decepcionado. Ele voltava para mesa logo atrás de Cersei, enquanto fazia caretas pelas costas da mulher. Primeiro ela se sentou, depois veio Egg. Eu já tinha bebido demais e minha cabeça doía, não por causa da cerveja, mas eu estava em um nível de depressão que já não me permitia levantar-me daquela mesa. Egg então citou minha irmã, olhando para o outro lado do salão. Realmente, Elyria era uma bela mulher, mas aonde ela estava? Segui os olhos violetas do pequeno e contemplei os de minha irmã. Elyria estava olhando para mim, porém no momento em que virei ela deu de ombros. Eu sorri... e fui aumentando o sorriso até que eu me peguei gargalhando e senti todo o peso ir embora. Passei a mão no rosto e empurrei a caneca vazia para longe. Tudo estava claro agora... tudo estava claro. -O amigo parece gostar de você, Egg. Por que não vai o chamar para dançar? - Falei enquanto ria, lançando uma piscadela para Egg em seguida. O pequeno estava interessado em minha família, muito mais do que eu estava quando cheguei na festa. Realmente, onde estava Dorian? Observei Egg e Cersei acenarem com a cabeça para alguém atrás de mim, e então quando olhei para trás fui surpreendido por costas largas e um cabelo comprido. Lá estava ele, meu irmão. Ocupado demais lidando com jovens e honrados guerreiros. Dorian deveria ter se tornado um grande homem, pois apenas um grande homem poderia inspirar jovens como aqueles.

Fiquei de costas para mesa enquanto observava o rito, mas logo fui surpreendido por uma bela mulher que me oferecia mais vinho. Eu tinha começado rápido demais, porém os pensamentos que me crucificavam já não estavam presentes. Não haveria problema mais um copo de vinho para tirar o gosto de cerveja da boca. -Por favor. - Sorri para a mulher, porém quando fui voltar meus olhos a Dorian, tive uma surpresa. O maldito ainda estava vivo... Rickard Flint, o indigente Flint... Cambaleante, agressivo e bêbado, só poderia ser ele. Bati com o cálice na mesa e me levantei. Soquei o ombro de Rickard com tanta força que ele foi forçado a largar a mulher. O segundo soco foi direto em seu nariz, fazendo seu sangue nortenho das montanhas de Pederneira jorrarem em alguns convidados da mesa ao lado. Não o atingi no estômago, afinal, não queria ser lavado com vomito Flint aquela noite. Terminei segurando em seus braços e o encarando com um sorriso irônico no rosto. -Duncan! Seu grande bastardo. - Rickard gargalhou bêbado e com a boca sangrando. O silêncio naquela parte do salão já não estava presente após nosso abraço. -Sinto muito por seu pai, Rickard. - Segurei sua nuca e o desferi alguns tapas amigáveis. Como eu estava surpreso... o maldito Flint ainda vivia. -Agora vá lavar esse rosto, velho amigo. Volte aqui depois, temos muito pra conversar. - A mulher ainda estava lá. Ela não me pareceu chocada com a situação, deveria ser uma nortenha. Os lordes sulistas olhavam aquilo com estranheza, bem, parece que eu não tinha perdido o jeito... Uma vez nortenho, sempre nortenho. Desprendi a espada longa das costas e a joguei sobre a mesa, Egg saberia o que fazer. Não era legal ficar andando armado, não agora que eu me sentia em casa. Com minhas mãos de camponês toquei o pulso da copeira, analisando-o. -Espero que Rickard não a tenha machucado. Ele sempre foi um bêbado tarado, mas é uma boa pessoa quando está são. - Passei a mão sobre o vermelhidão da pele, descendo até seus dedos. Peguei o médio e o indicador e o coloquei logo sobre meus olhos. -Se sinta livre para enfiar os dedos nos olhos do próximo, caso vier a se repetir. - Sorri para moça, fechando sua mão e colocando a ânfora de vinho sobre a mesa. -Acho que depois disso você merece uma folga, não é? Sente-se e beba comigo. - Eu sempre quis fazer isso com as copeiras de Serra, afinal, a princesa torturava as pobres coitadas de uma maneira que até o mais sádico sentiria pena. Ali eu tinha a oportunidade de me redimir. Existiam muitos copeiros pelo salão, um a menos não faria diferença. Antes de me sentar, passei os olhos pelo hall a procura de Dorian, não demorando muito para achá-lo ao lado de uma linda mulher. Sorri ao conseguir ver o rosto de meu irmão pela primeira vez no dia. Sorri mais ainda ao notar sua felicidade ao lado da noiva. Tudo estava bem.

Thanks to Evil Queen


avatar
Imagem :
Mensagens : 113
Nome do jogador : Duncan
Idade : 41
http://winordie.forumeiros.com/t792-mormont-duncan#6741Ver perfil do usuário
Senhor Comandante da Guarda Real

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Wendel Manderly em Sab Set 03, 2016 12:56 pm



Posteriormente, em seguida, deveria ter mandado um de seus filhos lhe representar na Ilha dos Ursos para o festival que segueria, claro, se não fosse o fator de Alona está em Correrrio e Olyvar cuidando de assuntos pessoais da casa Manderly, sobrando a serviço do Lorde representar o Tritão. Não era um homem festeiro e, durante esses anos de vida, Wendel fez votos aos sete em respeito a abandonar quaisquer tipos de festejos em memória de sua esposa... fazia tantos anos que ficara de luto pela sua amada que nem lembrava mais do último sorriso, causando várias vezes a negligência de deixar a educação de seus filhos a parentes próximos.  Alona, como de costume, ficou ao lado do pai para dedicar-se ao seu agrado, Wendel, enviado para tornar-se cavaleiro, ficou anos fora, enquanto o resto de seus filhos eram educados por Septões.  

A navio que carregava o Estandarte do tritão ostentava uma quantidade de soldados invejáveis a qualquer casa Nortenha que assim visse, porém, optou por deixar todas as suas forças em Porto Branco, não atreviasse em manter confiança, os malditos nascidos de ferro poderiam atacar a qualquer momento. Nessa breve ocasião, levava consigo o maior número de mercenários, contratados através de uma pequena porcentagem do cofre de Castelo Novo... por volta de alguns trezentos homens, com cada navio ostentando cinquenta destes trezentos, sendo ao todo seis navios. A estratégia era manter suas forças intactas e usar mercenários para fazer a escolta do senhorio de Faca Branca. O Lord poderia não ter uma habilidade tão avantajada com sua lâmina, mas, toda sua inteligência e persuasão compensavam cada falta de habilidade em combates. Anteriormente,  os Manderly, que já eram os mais ricos vassalos da casa Stark, tiveram suas riquezas ampliadas quando Wyman Manderly,  o Lord Gordo, demonstrou toda fidelidade para os Lobos ao iniciar uma conspiração. E assim continuasse, a Corte do Tritão estará em enterna dívida para com seus susseranos.  

O vento que soprava as velas ajudaram os navios a fazerem o contorno através das águas chorosas, navegando em direção a Ilha dos Ursos. No ambiente atual, Manderly assentava em uma luxuosa cadeira que ficava a frente da cadeira de Sor Oswell, o único de todos os seus cavaleiros quem confiava... moderadamente.  Levou a mão ao movimentar uma peça de forma de tritão pelo mapa, colocando em cima de uma pequena porção de terra ao sul de Skargos. Bem aqui, nesse exato lugar e maldito lugar! Quando voltarmos de viagem vou movimentar uma pequena proporção dos meus navios para destroçar todos esses selvagens que ousarem a subestimar nossa supremacia sobre o mar Nortenho. Dizia em uma exclamação de empolgação. Quando os antigos Reis do Inverno os acolheram, seus antepassados juraram guarnecer todo o mar Nortenho,  bem como oferecer todo auxílio... era uma dívida que nunca seria paga, a gratidão só poderia ser mostrada com ações, coisa que estava no sangue. Moveu então outra peça, desta vez colocando-a em Fosso Cailin, a fortaleza de difícil penetração, qual graças a ela, os seus resistiram a invasão Andala. -Também quero que mande jovens recrutas, algumas centenas, para fortificar as defesas do Fosso. Contudo, quero que antes mande um corvo a casa Reed informado da colaboração. Com o número necessário os Nortenhos poderiam colocar um exército sulista para correr, naquela posição.

Barulhos de batida na porta da cabine foram logo ouvidos, sendo assim informados da enfim chegada ao local desejado. Wendel, com toda sua alegria, que conseguia reunir, preparou-se e prosseguiu para o Castelo,  antes, colocando de todos dos seus trezentos apenas duzentos e cinquenta no reforço para proteção do Porto local, trazendo o resto dos cinquentas para a festa consigo. Ao todo, a cavalgava até a fortaleza Mormont, durou um período de alguns minutos, que se dispôs a entrar em conversa com seu cavaleiro, sobre outros detalhes pessoais, para assim entrarem no Castelo quando entrassem.  



Não demorou para entrar,  assim que foi feita a identificação,  nem a guardar os cavalos no estábulo local, para assim, quando finalmente chegassem, tomariam seus lugares a mesa e cuidaria pessoalmente de deixar Oswell atento para que os mercenários não bebessem em serviço, não poderia dar-se o luxo de ter mercenários bebados no controle do caminho de volta. Talvez muitos questionariam o fato do exagero na segurança, a questão era que o homem valorizava a segurança a cima de tudo, um homem temeroso significava um homem vivo enquanto um homem corajoso significava um homem burro, desprovido de qualquer raciocínio lógico. Sentando-se a mesa aos demais, olhou para ambos os lados a procura de tortas, identificando quase nenhuma ao processo.

Treinamento:
Arte da Guerra.

DEFENSOR DOS DESPOJADOS.
note ☁ note ☁ note ☁ thanks wrd for this code.
avatar
Imagem :
Mensagens : 5
Nome do jogador : SIborn
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Terry Ashford em Dom Set 04, 2016 4:19 am




O casamento evento do ano?



O salão parecia mais calmo após o término da demonstração, agora, homens e mulheres ali presentes optavam por comer e beber, uma minoria arriscava alguns passos de dança. Elyria era uma ótima companhia, seu senso de humor era ótimo, diferente da grande maioria dos adultos. — Acredito que todos devemos temer à morte. Isto nos mantem vivos, mas concordo que um comandante que guie seus soldados dentro do campo de batalha são figuras extraordinárias. — Disse, não pude evitar uma leve risada anteriormente por conta de sua resposta sobre eu ensinar-lhe a lutar. Dava mais algumas boas garfadas na comida, a bebida ajudava a descer embora não devesse estar bebendo aquilo, não estava acostumado a tomar isso.

— Administrou muito bem, espero ser convidado futuramente para outros banquetes. — Esbocei um sorriso no rosto. Posteriormente ouvi ela falar sobre o seu irmão mais velho, não disse muitas palavras apenas confirmando o fato dele ser bom. Talvez a relação entre os dois não fosse muito boa. Na sequência via uma bela cena, dois cavaleiros, sendo um homem e uma mulher juravam lealdade para a casa Mormont, não sabia a força que os dois tinham, mas dificilmente seriam mais habilidosos que o lorde, era o que achava pelo que vi ali. Pessoas importantes chegavam a todo momento, Lannister, Bolton, Stark ... Esse último que era o guardião do Norte, responsável por todas as casas da região, alguém importante. — Lorde Stark. O protetor do Norte. Parece que todos estão interessados na comida. — Cochichei rindo.

tags; words; notes; §


avatar
Imagem :
Mensagens : 230
Nome do jogador : Filipe
Dragões de ouro : 54
Veados de prata : 42
Estrelas de cobre : 03
Idade : 16
Salário extra : 30%
http://winordie.forumeiros.com/t1450-fp-ashford-terryVer perfil do usuário
Comandante da Companhia Dourada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por The Lady of Spears em Qua Set 07, 2016 2:58 pm

Avaliação de treino de habilidade

Nanien Breaver

Foi um treino bem sem profundidade. A única argumentação que vi foi uma leve menção a tal aliança entre os homens após falar sobre o Dorian mas não se focou nisso e o enredo ficou bem fraco.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (20/30)
+ Enredo e Criatividade (8/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (78/100)


+ 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
+ 10% de experiência por ter a habilidade no nível 0

Recompensas
+ 106 pontos de experiência em Argumentação
avatar
Imagem :
Mensagens : 306
Nome do jogador : Vic
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por The Lady of Spears em Qua Set 07, 2016 7:39 pm

Avaliação de treino de habilidade

Apokálypsis

Gostei bastante do treino. Avistei dois erros ortográficos, mas fora isso foi muito bom.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (9/10)

Total (99/100)


+ 15% de experiência pelo atributo de inteligência com 6 pontos
+ 0% de experiência por ter a habilidade no nível 1

Recompensas
+ 114 pontos de experiência em Atuação
avatar
Imagem :
Mensagens : 306
Nome do jogador : Vic
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Cersei Baratheon em Qui Set 08, 2016 4:54 pm

That was my problem

Some people like the way it feels
Some people wanna kill their sorrows
Some people wanna fit in with the popular


Se Cersei revirasse mais alguma vez os olhos, talvez eles ficassem grudados e ela não precisasse mais de observar o ambiente que a rodeava. Estava inquieta, como sempre fora desde criança. Seu pé batia copiosamente no chão mas sem provocar qualquer ruído capaz de ser escutado por entre o barulho do salão lotado. Pouco faltava para cavar um buraco e se enfiar lá até a festa terminar, ponderou por várias vezes se esgueirar até o exterior mas não iria correr riscos. Assim, permaneceu na sua desejada e infeliz solidão até um rosto conhecido se aproximar e retirar o copo que segurava por entre as mãos. Cersei observou com um certo desagrado, difícil de esconder, enquanto a sacerdotisa bebericou do seu vinho e se sentou sem grandes formalidades.
- Não viu nas chamas meu problema aumentar? - perguntou, deixando que um leve sorriso surgisse no seu rosto pela primeira vez desde que chegara em terras de ursos.
Pelo canto do olho viu o jovem Egg se aproximar e sentar ali do lado.
"E parece que alguém aqui está querendo perder a língua"  foi seu primeiro pensamento ao ouvir as palavras dele, mas se segurou para não falar de um jeito tão feroz com o pequeno, Egg não tinha culpa da péssima relação que Cersei tinha com festas, ainda que sempre tentasse mexer com a paciência da mulher.
- Ela nunca sumiu. - esclareceu, pousando as mãos sobre a mesa enquanto seus olhos vagueavam novamente pela sala.
- Você não tem nada de interessante para fazer, Egg?
Porque ele preferia estar ali sentado junto dela enquanto existiam certamente múltiplas coisas mais empolgantes para uma criança? Não preferia ver os homens lutar ou brincar com outros meninos da sua idade? Bom, Cersei nunca fora boa em lidar com os mais pequenos, exceto com sua irmã, ela cuidara dela durante muitos anos. Por onde estaria Annis? Estaria bem de saúde? Talvez seus pais a tivessem vendido em casamento para algum lorde, tal como tentaram fazer com ela algumas vezes. Felizmente, ou não, Cersei sempre conseguia escapar de casamentos forçados. Conseguia escutar a voz de sua mãe bem no fundo da sua cabeça, falando que o tempo passava com rapidez e que Cersei tinha já 19 anos. Revirou os olhos perante tal pensamento, ela não era velha demais para casar, nem nova demais, ela simplesmente fora criada para um bem maior, que transpunha qualquer situação humana.
Egg conversava agora com Sor Duncan, animado com a luta de espadas entre os dois homens e Cersei continuava esperando por um milagre ou um buraco onde pudesse se esconder. De um jeito ou de outro, sua vontade era, sem dúvida, pegar seu cavalo e sair dali.



you win or you die
Every man shall reap what he has sown, from the highest lord to the lowest gutter rat. And some will lose more than the tips off their fingers, I promise you. They have made my kingdom bleed, and I do not forget that.

avatar
Imagem : Stannis reborned
Mensagens : 308
Nome do jogador : Joana
Dragões de ouro : 44
Veados de prata : 26
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 10%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por The Lady of Spears em Qui Set 08, 2016 5:28 pm

Avaliação de treino de habilidade

Varyan Frostwolf

A parte do texto onde treina a habilidade é bem pequena e pouco descrita. Poderia ter usado mais a criatividade na hora de descrever a viagem de barco. Não encontrei outros erros.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (20/30)
+ Enredo e Criatividade (10/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (80/100)


+ 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
+ 10% de experiência por ter a habilidade no nível 0

Recompensas
+ 101 pontos de experiência em Navegação
Avaliação de treino de habilidade

Varyan Frostwolf

Não caracterizei seu post como treino de Arte da Guerra. Você narrou a luta que acontecia, porém não elaborou no assunto de guerra ou batalha em seu texto.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (0/40)
+ Estrutura e Coesão (0/30)
+ Enredo e Criatividade (0/20)
+ Ortografia e Organização (0/10)

Total (0/100)


+ 0% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
+ 0% de experiência por ter a habilidade no nível 8

Recompensas
+ 0 pontos de experiência em Arte da Guerra
Avaliação de treino de habilidade

Garad Ashford

Ótimo treino. Gostei bastante do flashback e sua escrita foi impecável! Parabéns.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 30% de experiência pelo atributo de inteligência com 10 pontos
- 65% de experiência por ter a habilidade no nível 9

Recompensas
+ 65 pontos de experiência em Espada
+ Técnica de habilidade: Resgatador de Donzelas (Nível 10)
+ 1 de força
+ 2 de resistência
avatar
Imagem :
Mensagens : 306
Nome do jogador : Vic
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Colin Arryn em Sab Set 10, 2016 12:34 am


Nice to meet you!
try again! try harder!
Finalmente a comitiva tinha chegado à ilha. O percurso não tinha sido fácil. Sair do Vale era sempre uma aventura e um perigo. Os saqueadores ainda eram um grande problema que seu pai tinha que exterminar. O comunicado da festa chegou ao Ninho da Águia dias antes e não demorou muito até que mais da metade da corte já soubesse e quisesse comparecer à festa. O que era impossível, por causa dos perigos e da demanda que exigiria.

O pai de Sor Colin não andava muito bem de saúde já havia um bom tempo e por esse motivo o encarregou de ir até à sede da Casa Mormont para representar os Arryn. Era herdeiro do ramo secundário, mas mesmo assim ainda tinha um nome a zelar.

-Filho - seu pai lhe dissera - não  posso ir devido à minha saúde, mas você é mais que capacitado para nos representar. Então vá, faça amigos para nossa casa, se divirta. Beba e dance!

...

Com isso em mente o Cavaleiro adentrou no salão. Vestia um gibão azul e branco, botas de couro e um broche em madrepérola no formato do brasão de sua casa. Sentiu a diferença de temperatura quando passou pelo portal. A festa estava animada, comida de todo tipo, dança e até sinais de luta ele pôde reparar.

Uma moça passava carregando alguns copos com cerveja e Colin tratou de pegar um para si. Podia ver muitos Lordes conhecidos na festa. Lorde Ashford, Manderly, Stark e outros. Tenho que tratar de conversar com eles depois, pensou. No entanto o que lhe chamou a atenção foi a mesa destinada aos Mormont, conhecia alguns que estavam sentados de outras ocasiões, mas uma pessoa em particular lhe chamou atenção. Não se lembrava de tê-la visto antes. Uma jovem muito bonita, com cabelos negros caindo em cascata por cima dos ombros e usando um vestido muito elegante. Demonstrando que se tratava de uma moça de nascimento elevado. Nesse instante seus olhares se cruzaram e não pode conter o sorriso. É realmente muito bonita.

A festa se manteve animada, havia música, dança, risadas. Todos muito felizes pela vitória alcançada pelos Mormont. Sor Colin viu Lorde Stark e se pôs em marcha para ir comprimentá-lo, porém no meio do caminho o Lorde se pôs a convesar com outro homem com ar régio. Bom, eu tento depois. Não queria começar uma conversa interrompendo outra. Virou-se para se afastar, pensando algo para beber, mas se deparou com alguém. É ela, a moça que tinha reparado mais cedo.

- Boa noite - disse sorrindo -  sou Colin Arryn.


as high as honor
avatar
Imagem :
Mensagens : 44
Nome do jogador : M
Idade : 25
Salário extra : 0%
http://winordie.forumeiros.com/t1662-arryn-colinVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Elyria Arryn em Sab Set 10, 2016 1:23 am



she stands too!
gone

A noite simplesmente parecia não acabar e, para Elyria, ela nunca acabaria. Adorava aquela sensação de felicidade em seu lar, o seio de sua família, e não a desperdiçaria por nada. Os olhos atentos procuravam rostos que pudesse reconhecer, de forma que fosse capaz de exercitar sua lembrança acerca dos lordes e ladys aliados aos Mormont, mas sua memória parecia ainda não ser tão apurada. Dentre estes, um rosto encontrava-se virado justamente para ela, o rapaz esboçando um sorriso ao passo que a jovem permitia-se corar. Terry continuava com seu bom humor, substancialmente mudado devido à presença de comida em seu estômago.

- Creio que deva ficar lisonjeada por minhas receitas serem claramente mais importantes que o representante do Norte por esta noite. - Sorriu para o menino, abrindo a boca para comentar algo a mais, mas sendo interrompida por uma serva que informava ter tido problemas com a carne, que aparentava estar em um ponto diferente do que seria considerado apetitoso. Suspirando, Elyria pediu perdão ao escudeiro Ashford e ergueu-se, indo atrás da moça que a chamara, instruindo enquanto caminhavam entre aquelas pessoas importantes. - Se o pato não está no ponto correto, sugiro que o refaça. Não tente salvar a comida, isso altera o sabor original e... - A serva sumiu entre as pessoas que dançavam ou conversavam, deixando a Jovem Ursa sozinha no salão. Ao verificar que havia um espaço por onde conseguiria voltar à mesa, tentou ir até ele, mas alguém virou rapidamente em sua direção, por pouco não esbarrando na nobre. A Mormont ficou sem reação ao encarar o mesmo rapaz que sorrira para ela em meio à multidão, mas ali estava ele, fazendo a mesma coisa. Ouviu seu cumprimento, escondendo uma risada. - Boa noite. Mesmo que não me dissesse ser um Arryn, estaria estampado praticamente em sua testa. - Referia-se à roupa do rapaz, que praticamente gritava o seu sangue de águia. - Sou Elyria Mormont, passarinho. E posso dizer que está bem longe do seu ninho, não? - Sorriu, fazendo uma reverência graciosa. Ele havia quase atropelado a nobre, será que não aguentaria uma brincadeira?


lalala. nada a declarar. post 01. ♥ dino

avatar
Imagem :
Mensagens : 158
Nome do jogador : Estrela
Dragões de ouro : 148
Veados de prata : 171
Estrelas de cobre : 4
Idade : 30
Salário extra : 34%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Bethanny W. Jones em Seg Set 19, 2016 6:16 pm



Atrasada? Sempre.
▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Caminhando e cantando e seguindo a canção. Somos todos iguais braços dados ou não...



Era fim de tarde, o último dos raios de sol brilhava no céu e Bethanny ainda se encontrava no pátio central observando os novatos que treinavam. Em meio a tantos rapazes, uma garotinha de madeixas castanhas se destacava na tentativa de lançar uma adaga.

Em um movimento fluido e continuo, a morena desembainhou a faca do cinto atado a perna e a jogou no alvo, a girando na mão para ficar na posição oposta da sacada: o movimento era simples e tinha o  objetivo potencializar a força e a precisão da lâmina. O projétil deslizou suavemente pelos cabelos de Bethanny e lhe arrancou uma mecha, se fincando no alvo atrás dela. A pequena suspirou e olhou o meu resultado decepcionante, tinha acertado o alvo errado.

Bethanny se aproximou da pequena, um sorriso gentil em seus lábios.

── Os resultados seriam ótimos, se você quisesse acertar tudo menos o alvo ── a loira brincou e estendeu a mão num pedido mudo, a morena lhe passou a adaga a qual embainhou na cintura. Bethanny andou para trás, amarrando o emaranhado de cabelo num rabo de cavalo alto. ── Farei uma pequena demonstração.

A loira repetiu o gesto da mais nova em desembainha as adagas, sem nenhum movimento desnecessário. Sem se atrapalhar, ela girou a faca na mão e em uma linha reta perfeita, a disparou contra o alvo, atingindo o centro. Morte instantânea ── Mais uma ── A loira pediu e a pequena entregou. Repetindo o gesto de tirar da bainha, este movimento foi mais rápido: Beth jogou a faca na diagonal no momento que esta estava longe o suficiente da bainha. O resultado não foi o centro perfeito, mas algo bem perto disso.

── Uau... ──
a mais nova exclamou. Bethanny apenas riu.

── Vou lhe dar uma dica: veja bem... Os princípios do combate, seja com garras, dentes, espadas, arcos ou bestas, são os mesmos: não se mova rápido demais nem lento demais. Existem outras, claro, e o combate a longa distancia tem suas regras especias: a primeira que você deve saber é que não deve acertar o seu alvo, mas tornar-se una com ele. ── ela afagou a cabeça da garota e ao longe ouviu o som ecoar, a festa em homenagem ao melhor amigo já tinha começado. Bethanny estava atrasada, clássico. ── Ora, ora... Preciso ir... Encontre-me aqui amanhã e lhe ensino mais. ── ela sorriu e se despediu, dirigindo-se para o salão de bailes.




(...)



Se havia algo que a loira abominava era esse tipo de evento...

Bethanny nunca tivera fascínio pela vida que as mulheres duquesas, condessas, princesas e quantas "esas" fossem; tinham. Seus olhos brilhavam quando se via no mar, quando enfrentava perigos e vivia aventuras. Já estava na faixa dos trinta anos e essa parte de si nunca tinha mudado. Mas, o que ela mais odiava eram os vestidos. Se sentia esquisita dentro daquela roupa que, apesar de belíssimas eram desconfortáveis. Apertavam-na na região dos seios e certos decotes expunham em demasia o corpo. A capitã não entendia como as mulheres gostavam tanto da peça de roupa.

Mas ali estava ela, por mais inusitado que fosse usando o maldito vestido - o evento exigia tal vestimenta - afinal, grandes lordes estariam ali. Beth trajava um vestido azul bebê, contrastando com seus olhos cerúlea, a saia caia sem muito volume até os pés, enquanto a cintura era marcada por um cinto negro. Um abertura simples deixava exposto parcialmente os seios enquanto os ombros estavam desnudos deixando a amostra as diversas imagens tatuadas em sua pele. O cabelo loira platinado descia como uma cascata pelas suas costas, sem penteados ou acessórios. Bethanny era simples, era uma plebeia e sempre seria.


Habilidade Treinada:

Adagas




Fight!


...
[/b][/b]


Betty
Mormot's House | North
avatar
Imagem : I am sexy and I Know it.
Mensagens : 32
Nome do jogador : Ana
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 183
Estrelas de cobre : 00
Idade : 30
Salário extra : 22%
Ver perfil do usuário
Capitão da Guarda

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Aberta] Here we Stand!

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum










O Win or Die foi inaugurado a 09.09.2015. O RPG passa-se no mundo de As Crónicas de Fogo e Gelo, criadas por George R. R. Martin, mais de 50 anos depois dos acontecimentos dos livros. A trama inicial foi criada pela Staff, mas agradecemos a todos os nossos jogadores pela sua ajuda na evolução da mesma.
A nossa skin foi inteiramente criada por Ross (Many-Faced God), incluindo os templates de post e da página inicial, para uso exclusivo no Win or Die RPG, com o apoio da Soph (The Maiden) e do Tiago (Baelor Targaryen). O slider do nosso mural foi criado por CSS Slider. As imagens usadas foram tiradas do Google e editadas por Ross. Agradecemos ainda ao FM Codes e Best Skins pelos seus tutoriais de Javascript. Plágio é crime.

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::