We're at war nowA Song of Ice and Fire RPG
The game has begun. Will you win, or will you die?
Últimos assuntos
» Ausências
por The Maiden Sab Abr 29, 2017 3:25 pm

» [RP fechada] Mind Games
por Syndor Qua Mar 22, 2017 10:35 pm

» Pedido de atualização
por Francesca Sweet Sab Mar 18, 2017 8:23 pm

» [RP Fechada | 18+] Tell Me
por Dennis Braund Sab Mar 18, 2017 1:56 am

» [Quest Narrada] A Seita Branca
por Nanien Mormont Qui Mar 16, 2017 11:04 pm

» Avaliação de treinos
por Meena Ter Mar 14, 2017 12:52 pm

» [ Quest Narrada ] - Saquear!
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:44 pm

» [RP Fechada] Something Else?
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:32 pm

» Check-in [Fevereiro]
por Hyperion Targaryen Dom Mar 12, 2017 2:55 pm

» [RP FECHADA] Distant past
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:35 pm

» [RP FECHADA] The deer on ice
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:25 pm

» [RP Fechada | Flashback] Recovery drink
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:49 am

» [RP Aberta][Flashback] Kung Fu Panda
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:34 am

» [RP FECHADA] Beyond the view
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:22 am

» [Quest Narrada] Human hunting
por Theon Snow Qua Mar 08, 2017 4:22 pm

» Solicitação de Grupos
por Davos Icewood Ter Mar 07, 2017 10:15 pm

» [RP fechada] What do you see?
por Dorian Mormont Seg Mar 06, 2017 11:14 pm

» [Quest Narrada] Hot room
por Narrador Seg Mar 06, 2017 10:52 pm

» [Quest Narrada] Do not succumb
por The Maiden Made of Light Seg Mar 06, 2017 8:55 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.2
por Theon Snow Seg Mar 06, 2017 4:23 pm

» [RP Fechada] Crazy Kids
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 2:55 am

» [RP FECHADA] Confidence
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 1:15 am

» Quest Narrada - O Lugar de um Lorde
por Dorian Mormont Dom Mar 05, 2017 9:11 pm

» [RP fechada] Looking for a Fight
por Nälla Dom Mar 05, 2017 12:19 pm

» [RP Fechada | 18+] Facing the Lioness
por Dennis Braund Sab Mar 04, 2017 5:15 pm

» [RP FECHADA] Primeiros passos
por Arthor Stark Sex Mar 03, 2017 5:01 pm

» [RP fechada +18] Wicked Game
por Dennis Braund Sex Mar 03, 2017 4:33 pm

» [Quest Narrada] Dia da Caça, Dia do Caçador
por R'hllor Sex Mar 03, 2017 3:11 pm

» [Aviso] Pedidos no WOD-Resources
por Narrador Qua Mar 01, 2017 7:35 am

» Pedidos de quest
por R'hllor Ter Fev 28, 2017 11:54 pm

» [RP FECHADA +18] - Into the Lion's Den
por Susanne Glover Ter Fev 28, 2017 5:23 pm

» [RP FECHADA - 18+] Coming back? Are you sure?
por Erin Lannister Ter Fev 28, 2017 5:03 pm

» [RP Aberta] Hunting The Chicken
por Roth Whiteforest Seg Fev 27, 2017 2:25 pm

» [RP Fechada, flashback] You only live once
por Cory Silversun Seg Fev 27, 2017 1:37 am

» [RP fechada | Flashback] Old man, poor man
por Masamune Tsubakein Dom Fev 26, 2017 10:39 am

» [RP FECHADA] I Put a Spell on You
por Quinn Elijah Flowers Dom Fev 26, 2017 6:02 am

» [RP FECHADA] Flashback — running through the fire
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 5:12 pm

» [RP Fechada] Mirror of the Destiny, can you show me...? ~ Flashback
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 4:51 pm

» Premiações [Fevereiro]
por Anole Tallhart Sab Fev 25, 2017 4:16 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:20 pm

» [RP ABERTA] Mademoiselle Marchand
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:12 pm

» [RP FECHADA] O dever de um Lord #1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:08 pm

» [RP FECHADA] Recomeço
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:56 am

» [RP FECHADA - FLASHBACK] forget it
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:49 am

» Atualizações Específicas
por Roth Whiteforest Sab Fev 25, 2017 10:57 am

» [RP Fechada] Bring Me Virgins
por Dennis Braund Sab Fev 25, 2017 2:45 am

» [TREINO] Black Warrior
por Alice Targaryen Sex Fev 24, 2017 4:59 pm

» [RP ABERTA] Dance Of The Druids
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 2:02 pm

» [FP] Hew Tyrell
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 12:41 pm

» Solicitação de Conquistas
por R'hllor Qui Fev 23, 2017 11:42 pm

» [RP Fechada] The precise attack
por James Lannister Qui Fev 23, 2017 11:03 pm

» [FP] Desmond Targaryen
por Desmond Targaryen I Qua Fev 22, 2017 5:21 pm

» Quest Narrada - Uma transa de matar
por Narrador Qua Fev 22, 2017 1:36 pm

» RP FECHADA - Win or Die
por Drywn Graceford Ter Fev 21, 2017 1:01 am

» [RP Fechada/Flashback] Do not go, my dear
por Alannys Ashford Seg Fev 20, 2017 11:24 pm

» [RP Fechada] The witch and the prostitute
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 10:35 pm

» Quest narrada - Uma nova tarefa
por Alaric Umber Seg Fev 20, 2017 10:25 pm

» Quest narrada - O dia de amanhã
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 9:42 pm

» Quest Narrada - Onde se separa a menina da mulher
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:13 pm

» Quest Narrada - Sérios problemas
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:09 pm

» Moderação de tópicos
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:46 pm

» [RP fechada - Flashback] - The water hears and understands
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:44 pm

» RP Fechada - Mercy
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 2:24 pm

» [RP FECHADA] Reading until dawn
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 1:22 pm

» [Dungeon] Frozen Treasure - Inscrições
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 12:01 am

» [RP FECHADA] Um novo homem [+18]
por Elizabeth Tyrell Dom Fev 19, 2017 11:09 pm

» [RP FECHADA] PREFÁCIO — Disturbing nights
por Dorian Mormont Dom Fev 19, 2017 10:40 pm

» [RP Fechada] A Beautiful Day to Walk
por James Lannister Dom Fev 19, 2017 5:20 pm

» [Quest One Post] Careful, child
por The Maiden Made of Light Sab Fev 18, 2017 11:02 pm

» RP fechada - Aquecimento de inverno
por The Old Gods Sab Fev 18, 2017 5:32 pm

» [RP Fechada] Moment Between Sisters
por Leana Targaryen Sab Fev 18, 2017 1:23 pm

» [RP FECHADA] THE BEAST INSIDE
por The Black Goat of Qohor Sab Fev 18, 2017 1:01 pm

» [RP Fechada] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 7:54 pm

» [RP Fechada - Flashback] Try Again
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:58 pm

» [RP Fechada/flashback] The golden age
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:46 pm

» [RP Fechada - Flashback] Only policy
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:22 pm

» [FP] Ambrose, Garth.
por The Maiden Made of Light Sex Fev 17, 2017 3:32 am

» [RP Fechada] House of Memories
por Elyria Arryn Sex Fev 17, 2017 1:27 am

» [Dados] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 12:35 am

» [RP Fechada] Red lips always lie
por Layna de Braavos Qui Fev 16, 2017 9:53 pm

» [RP Fechada] Ascensão
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 7:36 pm

» [RP Fechada] Jobbery.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:45 pm

» [RP Fechada] Fallin Apart
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:41 pm

» [RP Fechada] Bastard... and Mastermind.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 5:44 pm

» [FP] Lancelyn Wyl (EM CONSTRUÇÂO)
por Lancelyn Qui Fev 16, 2017 5:24 pm

» [RP FECHADA] Snowed woods
por Alaric Umber Qua Fev 15, 2017 11:07 pm

» [Quest Narrada] Murder
por Narrador Qua Fev 15, 2017 10:44 pm

» [RP FECHADA +18] Lose It
por Terry Ashford Qua Fev 15, 2017 10:31 pm

» [RP Flash. +18] — She knows what I think about
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 8:29 pm

» [Rp Fechada] Oloko
por Eustass Kid Qua Fev 15, 2017 8:17 pm

» [RP Aberta] A Agonia dos Corvos
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 7:57 pm

» [RP Fechada] Lift Now
por Memphis Greyjoy Qua Fev 15, 2017 4:22 pm

» [RP FECHADA] Girls and knives, good brides
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 4:02 pm

» [RP FECHADA] O Conselheiro da Fortaleza De Águas Claras.
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 3:49 pm

» Promoção: Convide seus amigos
por James Lannister Qua Fev 15, 2017 11:40 am

» [Quest Narrada] The father's bones
por The Maiden Made of Light Qua Fev 15, 2017 7:12 am

» Quest narrada - Bravo?
por Lorien Hill Qua Fev 15, 2017 6:56 am

» Quest Narrada - Sussurros
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:23 pm

» [Quest Narrada] O satã
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:15 pm

" />

[RP Fechada] +18 --- Drug and Poison

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP Fechada] +18 --- Drug and Poison

Mensagem por Brandon Baelish em Sab Ago 20, 2016 7:21 pm

Drug and Poison
Esta é uma RP fechada e conta com a participação de Brandon Baelish e Mérope Lefford. Interessado em criar novas ramificações em sua vasta rede comercial, lorde Baelish recebe em seu principal bordel uma engenhosa e envolvente nobre das Terras Ocidentais, que o procurou interessada em lhe porpor o início de uma enriquecedora parceria financeira..


THE ONLY BAELISH LORD
no matter how many lives i live i will never forget


avatar
Imagem :
Mensagens : 45
Nome do jogador : ...
Dragões de ouro : 65
Veados de prata : 84
Estrelas de cobre : 00
Idade : 24 Anos
Salário extra : 2%
Ver perfil do usuário
Mestre da Moeda

Voltar ao Topo Ir em baixo





Or maybe I...



I hate the beach But I stand In California, with my toes in the sand Use the sleeves of my sweater Let's have an adventure Head in the clouds But my gravity's centered Touch my neck, and I'll touch yours You in those little high waisted shorts


Os corvos iam e voltavam, foi assim que o conhecimento adquirido tornou-se um esquema onde os dois lados não conheciam-se. - É uma má ideia, Lady Mérope. - Estava cansada de ter que ouvir o que era certo ou errado para uma lady, o que ela deveria fazer por ter aquele titulo, suas obrigações e deveres. E ouvir aquilo do Meistre da casa Lefford tinha sido a gota d'água. - Você me ensinou o que eu sei, talvez a culpa não seja minha. - Enquanto preparava seus corvos para a última mensagem o tom de sua voz não deixava de ser sarcástico.

O velho deixou o aviário sem falar nada e com um sorriso nos lábios a nobre celebrou sua vitória. - Vocês sabem o que eu tenho aqui? - Pegou a caixa onde deixava as "guloseimas" quando queria iniciar algum teste com as aves. Os dois machos se agitaram e começaram a se bicar pois a loira sempre fazia essa escolha do mais forte. - Ei! - Ao ouvir o som da voz mais ríspida os dois acalmaram-se. Eram como crianças, depois de um pito tornavam-se quietas na espera de alguma surpresa. A cabeça das aves mexiam-se de um lado para o outro. - Então... Comecem a falar. - A nobre abaixou-se para encarar os dois.

Tinha passado um bom tempo com eles nos últimos meses por conta das mensagens mandadas para Lord Baelish. Assim que a criação dos alucinógenos tomou forma, uma série de ideias percorreu sua mente, enchendo-a de cobiças. Não sabia de estratégias como seu pai e seu irmão, não sabia como liderar um exército ou formar alianças. Mas ela sabia o quando os homens gostavam de poder, de senti-lo na palma de sua mão. A questão era que Brandon Baelish administrava a diversão e se ele fosse atiçado com um bônus para isso as duas partes só teriam a ganhar.

- Isso é inútil, é o poço da minha loucura! - Sabia que cada movimento tinha um significado e essa era a única comunicação entre os corvos e a loira. Mas já tinha visto corvos que falam, ou apenas repetiam as mensagens, mas isso exigia um conhecimento muito avançado e ela lutava para que isso acontecesse, às vezes as mensagens poderiam se perder no caminho ou pior. Mérope mostrou a caixa com a comida e novamente os pássaros se agitaram, mas não bicaram-se. Um sorriso largo emoldurava o rosto da nobre, já era um começo e isso despertou um desejo maior.

A jovem tirou a tampa da caixa e revelou o conteúdo vazio, havia nada, nenhuma migalha. - Se quiserem... - Mérope abriu a gaiola, mas não permitiu a saída dos corvos. - Peçam permissão. - Os corvos abriram as asas e agitaram-se com fúria e mesmo com essa demonstração de imponência ela não saiu do lugar. - Vamos... - Qualquer som diferente seria o suficiente para tirar ela dali e deixar que os corvos saciem sua fome com alguma coisa caçada por eles já que não foram tratados. A nobre gritou algumas vezes para instigar e para demonstrar o que ela queria. Parecia que estava lidando com uma criança em seus primeiros aprendizados, principalmente a fala.

Então o corvo mais velho abriu as asas e fez tremer parte do papo, produzindo um som rouco. Mérope arqueou as sobrancelhas e saiu do caminho para que os corvos pudessem voar e ir atrás de comida, estava impressionada, com mais um pouco de treino aquilo poderia virar muito mais do que um grunhido rouco. Assim que as aves voltaram, tratou de mandar a última mensagem para Lord Baelish a mensagem tinha como objetivo avisar sobre o local de encontro e sobre qual assunto tratariam, apesar de já saber o que iria acontecer.

Habilidade Treinada::
Corvoaria
      

-x-

As amostras da mercadoria tinham sido feitas nas vésperas de sua viagem até o ponto de encontro. Tinha feito uma nova remessa, queria que Brandon provasse de algo feito quase que na hora, o efeito seria mais rápido por não estar tão passado e com isso as chances do negócio seriam firmados com maior eficácia, deixando nenhuma ponta solta ou duvidas quanto a mercadoria em questão. Sua comitiva seguiu para Porto Real, era possivel ver a Baía do Água Negra e a Fortaleza Vermelha, mas essa última parte pouco a interessava. O vestido branco de alças finas deixava suas costas nuas, fazia questão de mostram que não usava espartilhos e que preferia seu corpo livre.

Os guardas que a escoltavam finalmente abriram a porta da carruagem para que Mérope pudesse seguir para seu destino. O bordel tinha suas peculiaridades e sinalizações para informar que era ali onde pessoas com dinheiro poderiam saciar os seus desejos. Pediu para que os guardas a esperassem fora do estabelecimento e assim que entrou no bordel fora agraciada pelo cheiro de sexo, era como abraço de mãe... Tão convidativo. - Lady Lefford - Uma bela morena dos olhos puxados e dos seios fartos chamou pelo seu nome. - Creio que está aqui para me levar até Lord Baelish, mas não me incomodaria se me levasse até seus aposentos. - Mérope mordeu o lábio e deixou que a morena a guiasse.

Em uma sala aberta que parecia ser ali onde ele fazia seus encontros sem ser "incomodado" pelo sexo, o que não importaria muito para a loira ela até gostaria mais se estivessem conversando no meio de uma orgia como dois voyeur. - Brandon Baelish, devo dizer que estou entusiasmada - Ainda não conhecia seu sócio e não saberia se teria que agir com cautela ou se deveria confiar nas palavras do homem que portava uma postura elegante, manteria um pé atrás no começo da conversa e tudo dependerá dos acordos sobre o tráfico comércio.


THANK YOU SECRET!



avatar
Imagem :
Mensagens : 262
Nome do jogador : Liz
Dragões de ouro : 155
Veados de prata : 81
Estrelas de cobre : 3
Idade : 25
Salário extra : 44%
http://winordie.forumeiros.com/t1428-ficha-de-relacoes-merope-leffordhttp://winordie.forumeiros.com/t1382-cronologia-merope-leffordVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] +18 --- Drug and Poison

Mensagem por Many-Faced God em Sab Ago 27, 2016 9:16 am

Avaliação de treino de habilidade

Mérope Lefford

Gostei de ver que tentou fazer algo de um nível mais avançado, mas ainda sem o conseguir. Não encontrei erros. Foi um bom post, com boas descrições. Não vejo motivos para dar descontos nos critérios. Parabéns!


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 38% de experiência pelo atributo de inteligência com 12 pontos
- 55% de experiência por ter a habilidade no nível 8

Recompensas
+ 83 pontos de experiência em corvoaria




avatar
Imagem : Stranger, Stranger...
Mensagens : 819
Nome do jogador : Ross
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] +18 --- Drug and Poison

Mensagem por Brandon Baelish em Dom Ago 28, 2016 11:26 am


XXX Drugs XXX

A esperança é uma droga alucinógena.

Brandon pensava em bebericar alguma bebida qualquer da adega particular daquele escritório e, precisou rogar pedidos desesperados por paciência aos Sete, alguém batia sobre sua porta. Muitos detalhes administrativos precisava ser acertar e ordens a dar; estava sentindo-se cansado mesmo antes de começar sua labuta. — Lorde Baelish? Solomon, o taberneiro, deseja falar algo diante sua presença. O lorde suspirou pesarosamente, engolindo em seco o desejo de mandar um de seus capangas ir á merda junto com o indesejado visitante. — Podem entrar. O militar musculoso e mal encarado adentrou o mediano recinto, seguido por um baixo homem gordo de baixa estatura e um segundo homem forte de aspecto frio. Cada um dos homens armados se posicionou próximo a Solomon, um em cada lado de seu corpo gorducho. — Lo-lo-lorde Baelish, é um pra-prazer revê-lo. Os olhos castanhos de Brandon não demonstravam o mesmo sentimento. — Eu co-con-consegui o dinheiro que devia. Po-pode olhar, cinquenta dragões de ou-ouro.  O endividado colocou sobre a mesa um saco de couro completamente cheio, suava nervoso imaginando se aquilo seria o suficiente para quitar aquela maldita dívida.

O nobre cafetão nada disse, apenas lançou sobre a mesa as moedas, contando mentalmente se de fato estava ali o valor dito. Chegou a cheirar o metal, alisa-lo e raspar com o cabo de sua adaga, constatando não serem falsas. — Querido, de quanto era nossa dívida? Foi apenas o que disse, guardando sobre a bolsa todos os dragões dourados. — O-o que? Cinquenta dragões de ouro. Os joelhos do taberneiro mal suportando o peso de seu corpo. — Cinquenta dragões de ouro e trinta estrelas de cobre, é o valor de sua dívida. Brandon serviu para si um pouco de vinho dornês, bebericando um gole do líquido escarlate antes de encarar a face de Solomon. O devedor começou a rir, entregue aos nervos que quase lhe fazia defecar sobre a calça que trajava. Aos poucos todos dentro do cômodo começavam a gargalhar, até o lorde bater a destra sobre a mesa. — Onde está a porra das trinta estrelas de cobre? No mesmo momento todos pararam até mesmo de sorrir, os guardas segurando o punho de suas espadas. — Qu-que isso lorde. Nã-não precisamos nos atentar a esses de-de-detalhes. São apenas trinta estrelas de cobre. O Baelish não levantava de seu confortável assento, apenas aproximava seu rosto um pouco mais junto ao do taverneiro. — Entenda bem meu caro. Se eu pedir para você um vinho dornês, eu quero dornês. Não quero leite, água, ou qualquer outra bebida. Quero cinquenta dragões de ouro e trinta estrelas de cobre ou suas duas bolas. Olhou para os lados, os olhos castanhos encontrando os de seus capangas. — Roger e Scar. Os militares não precisaram de uma segunda chamada ou de uma ordem, sacaram suas espadas, apontando afiadas lâminas em direção ao pescoço de Solomon.

O gorducho de cabelos ralos engoliu em seco, algumas lágrimas caindo de seus olhos acinzentados. — Nã-nã-não, por fa-favor. Clamava amedrontado, o tecido de algodão cru de suas calças molhava graças ao mijo que escapava de seu curto pênis. — Pelos Sete meu lorde. Precisei vender parte de meu estabelecimento, um cavalo e minha filha mais moça hoje trabalha para o senhor, tudo para pagarmos o que lhe devo. São apenas trinta estrelas de cobre. Brandon não demonstrava clemência alguma, mantinha-se firme em seu desejo. — Roger e Scar. Proferiu uma segunda vez. O simples ouvir de seus nomes foi o suficiente para os homens aproximarem mais suas lâminas do pescoço grosso e carnudo do devedor. O taverneiro estremecia todas as partes de seu corpo, poderia morrer a qualquer momento. — Algum de vocês me empresta trinta estrelas de cobre? Suplicava, fazendo os dois guardas trocarem olhares. — Bem... Começou a dizer o mais robusto dos militares. - Eu empresto. O desesperado pobretão sorria, parecia livre de seu cruel destino. — Está ouvindo milorde? Ele empresta, eu pago você e depois encontro uma maneira de pagar o homem. Todos pareciam concordar com aquilo, ao menos até Roger dizer como desejava ser pago. — Eu não quero dinheiro, quero bunda. Bunda, popô, rabo, traseiro, ânus, cu. Brandon abria e fechava a boca, sem maiores reações, os outros dois acompanhavam-no naquela surpresa ganha ao ouvirem o que o intimidador homem havia dito. — O que? Nã-não... Eu não sou homossexual. O brutal rapaz de cabelos loiros e músculos grandiosos coçava a própria barba. — Eu também não sou homossexual, só é gay quem dá, né? Roger olhava para seu senhor, esperando por uma afirmação que nunca viria. O lorde de Harrenhal bebia seu vinho, escondendo sobre o recipiente de metal sua risada. — Érr... Tudo bem, então quero dinheiro. Três dragões de ouro. Solomon notava o quão impossível seria conseguir um acordo com um daqueles homens, todos eles desejavam extorqui-lo.

O ir e vir do pomo-de-adão em meio á respiração, proporcionou um pequeno corte sobre o pescoço de Solomon. Um filete de sangue escorria pela pele alva. — Façamos assim meu lorde. Eu irei até minha casa e trarei o dinheiro restante. Poderá me matar caso não cumpra com minha promessa. Por um longo minuto o lorde pensou sobre aquela proposta, olhando os orbes amedrontados do homem. — Tudo bem, pode ir. O baixo homem parecia não acreditar, tremia ao levantar após os guardas retirarem as espadas de seu pescoço. — Muito obrigado milorde. Brandon revirou os olhos e suspirou, bebericando o restante de sua bebida. Poucos segundos passaram após a saída de Solomon, até o nobre voltar seus olhos para seus leais capangas. — Sigam ele e tragam meu dinheiro. Façam a gentileza de lembra-lo que ninguém fica devendo algo a mim. Ambos reverenciaram o senhor dos Dedos, antes de deixa-lo sozinho.


Habilidade treinada:

- Intimidação



Baelish é Baile de Favela, Lefford é Baile de Favela. Quer desafiar, não tô entendendo, mexeu com Brandope vai voltar com a xota ardendo!




Última edição por Brandon Baelish em Sex Set 02, 2016 1:49 am, editado 1 vez(es)


THE ONLY BAELISH LORD
no matter how many lives i live i will never forget


avatar
Imagem :
Mensagens : 45
Nome do jogador : ...
Dragões de ouro : 65
Veados de prata : 84
Estrelas de cobre : 00
Idade : 24 Anos
Salário extra : 2%
Ver perfil do usuário
Mestre da Moeda

Voltar ao Topo Ir em baixo


XXX Drugs XXX

A esperança é uma droga alucinógena.

Brandon Baelish limpou com um pano de seda vermelha o suor em sua testa, o calor sufocante incomodava seu ser. A agitação e acúmulo de adrenalina sobre a corrente sanguínea tornou impossível ao lorde continuar sentado em sua acolchoada poltrona de couro. O moreno desejava se acalmar e, em seu íntimo, sabia ser preciso controlar o impulso de bater em algo, aquele dia estava apenas a começar e não tardaria a ter outros assuntos a tratar, um deles um tanto quanto mais especial do que os demais. Tomou para si a garrafa de vinho e aproximou o gargalo de seus carnudos e rosados lábios, bebendo três longos goles da bebida alcoólica antes de depositar o recipiente de vidro mais uma vez sobre a mesa. Aos poucos os sentidos de seu corpo entorpecia-se, nada diferente do que estava acostumado, muito menos que poderia atrapalha-lo. Obrigou-se a sentar sobre a poltrona, necessitava continuar á trabalhar. Odiava não poder contar com á ajuda de Elyria Rivers, a prostituta "braço direito" de seus investimentos no ramo de entretenimento adulto sexual.


Em movimentos límpidos e ritmo vicioso, o bico da pena branca de um velho corvo escrevia palavras e números, controlada pela destra incansável do lorde cafetão. Muitas páginas já haviam sido preenchidas com detalhes sórdidos e anotações sobre a contabilidade geral, tanto de seus bordéis, quanto de negociações financeiras agiotas. Apesar de o homem poder comemorar o aumento de sua lucratividade, atribuída principalmente aos empréstimos para pequenos empreendedores em toda Essos e Westeros; ele estava incomodado com a quantidade de devedores ainda existentes em sua planilha de cobranças.

Não conseguindo ouvir outro barulho além dos gemidos, em grande maioria falsos provindos de suas prostitutas, aos poucos perdia a paciência, porém necessitava continuar a fazer o balancete mensal para estudar as possibilidades mercantis que lhe pudessem atribuir maior receita econômica. Sobre um pedaço de papel rasgado, montou atentamente o cálculo matemático da contabilidade de seus custos, algo parecia errado aos seus olhos. O gasto referente á compra de vinho e tecidos não o agradavam. As prostitutas novatas não mais iriam se embebedar antes de atender os mais "rústicos" de seus clientes, ao menos não sem pagarem uma porcentagem maior de seus ganhos.

O moreno estava mal humorado e sua convidada não tardaria a chegar, precisava distrair sua mente e afastar os problemas que atormentavam seu ser. As mãos largaram o livro de registro e a pena, procurando sobre os demais pergaminhos á carta que recebeu cinco dias atrás. Ainda ficava intrigado graças ás palavras escritas por lady Lefford, ou pelo meistre da Casa, aquele detalhe não importava para si. Entre cordialidades e prováveis falsos votos saudosos que lhe desejavam abundante saúde e bem estar; juras sobre a possibilidade de firmarem um misterioso acordo mercantil chamavam á atenção do lorde tanto quanto leu pela primeira vez a correspondência. Ele mordiscou o lábio inferior, unindo a ponta dos dedos de suas mãos, aderindo á faceta pensativa e curiosa que o agitava.

Os minutos pareciam passar tão lentamente quanto o deslizar de uma lesma sobre o gramado de algum dos inúmeros jardins da Terra da Coroa, o Senhor de Harrenhal estava cansado de tanto analisar números. Antes de sucumbir á tentação de bebericar uma dose maior de bebida, Brandon encostou ás costas sobre sua poltrona, imaginando como seria sua primeira noite após voltar aos braços de sua noiva. Desejava ensina-la os rituais e formas corretas de adorar os deuses do amor. O robusto pau do moreno endureceu graças aos pensamentos e gemidos, os olhos fechavam e sua destra deslizava sobre o tecido da calça, estava sedento pela presença de Rhaenna e por instantes pensava tê-la naquele momento junto a si. Em baques fracos alguém bateu com os nós dos dedos sobre a pesada porta de madeira, não aguardando ordens para abrir passagens ao interior dos aposentos. — Lorde Baelish, anúncio a presença de lady Lefford. A bela loira de olhos verdes sorria com ternura, adentrando o recinto em passos vagarosos. O vestido branco marcava os robustos seios da mulher, quase delineando os mamilos. A mroena que á anunciou não demorou a segui-la.

Mérope exalava toda simpatia aguardava de uma mulher em sua posição, não demonstrando insatisfação por ter de encontrar o lorde naquele antro de pura perversão. O Baelish ajeitou o corpo sobre o assento, não querendo que notassem sua ereção. — Fico contente por estar tão entusiasmada. Saiba que para todos nós é um prazer recebê-la e, faremos de tudo para que sinta prazer durante nossas negociações. Os olhos castanhos passearam sobre o corpo da prostituta mensageira, agradecia o serviço dela com um de seus mais sinceros sorrisos, mesmo que em seu íntimo estivesse desejando castiga-la por não ter aguardado ordens antes de abrir a porta, e claro, por ela ter estragado aquilo que estava prestes a ser uma deliciosa e relaxante punheta. — Peço que se acomode em uma das cadeiras, deve estar cansada; pedirei para que uma de minhas meninas providencie o que desejar beber. Caso for de seu agrado, após revelar suas pretensões comerciais, posso mostra-la esse "humilde" bordel enquanto acertamos os detalhes de nossa possível parceria. O comerciante acenou para a prostituta morena, pedindo que ela aproximasse. — Sirva nossa convidada como ela pedir, quero que demonstre toda nossa hospitalidade. A mulher de olhos puxados umedeceu os lábios com a ponta da língua, sorrindo. — Claro milorde, como desejar. Tem algo que posso fazer por você, querida lady? As palavras submissas soavam atraentes e convidativas, o moreno gostava do modo como os profissionais naquele lugar trabalhavam; sempre dispostos a servir.

Habilidade treinada:

- Matemática e economia



Baelish é Baile de Favela, Lefford é Baile de Favela. Quer desafiar, não tô entendendo, mexeu com Brandope vai voltar com a xota ardendo!




THE ONLY BAELISH LORD
no matter how many lives i live i will never forget


avatar
Imagem :
Mensagens : 45
Nome do jogador : ...
Dragões de ouro : 65
Veados de prata : 84
Estrelas de cobre : 00
Idade : 24 Anos
Salário extra : 2%
Ver perfil do usuário
Mestre da Moeda

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avaliação de treino de habilidade

Brandon Baelish

Foi um ótimo treino. A narração foi muito boa e a parte de intimidação do post foi muito engraçada de se ler. Parabéns!


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 15% de experiência pelo atributo de inteligência com 6 pontos
+ 10% de experiência por ter a habilidade no nível 0

Recompensas
+ 125 pontos de experiência em Intimidação
Avaliação de treino de habilidade

Brandon Baelish

A parte do post onde falou sobre Economia e Matemática não foi nem um pouco maçante. Soube colocar a habilidade no post de um jeito que ficasse interessante de se ler. Parabéns!


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 15% de experiência pelo atributo de inteligência com 6 pontos
- 10% de experiência por ter a habilidade no nível 3

Recompensas
+ 105 pontos de experiência em Economia e Matemática

avatar
Imagem :
Mensagens : 306
Nome do jogador : Vic
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo





Or maybe I...



I hate the beach But I stand In California, with my toes in the sand Use the sleeves of my sweater Let's have an adventure Head in the clouds But my gravity's centered Touch my neck, and I'll touch yours You in those little high waisted shorts

A postura do lorde cativava a nobre, não por ter disciplina e sim porque era um homem de negócios. Sentou-se em uma das cadeiras e a mulher que a levou até ali ainda estava ao seu lado, dessa vez a ordem era para que ela atendesse Mérope de qualquer jeito o que fez seu corpo responder de uma maneira maliciosa. - Agradeço pela hospitalidade, lorde Baelish. - A nobre sorriu para ele antes de voltar sua atenção para a mulher. - Uma taça de vinho seria apropriada para esse tipo de conversa. - Mantinha o olhar no andar da outra, ainda não pediria para que fizesse algo de seu agrado e assim que a taça repousou em suas mãos não demorou para que a levasse até seus lábios. Já relutara muito em beber de lugares desconhecidos, mas agora se quisessem envenená-la que o faça.

Olhou para o homem novamente, antes de falar qualquer coisa tentou ler a linguagem corporal dele. - Então lorde Baelish, vamos falar de negócios. - Seu pai sempre falava que lugar de mulher era com os afazeres de costura e como deixar o marido feliz. Felizmente ela não seguiu esse "mandamento". Sempre gostou de escutar as negociações do outro lado da parede, sabia como persuadir e apontar os fatos que interessam a outra pessoa, como ter mais poder ou dinheiro, ter mais fama por ser o mais bravo ou o mais temido.    

- Quero que saiba que estou disposta a levar isso adiante com seriedade. - Retirou um frasco pequeno de seu decote, o conteúdo armazenado era viscoso, e em uma abertura logo abaixo da cintura ela retirou um pacote que continha uma erva aromática e sem propriedades alucinógenas. Preparou o conteúdo na pequena mesa de centro, misturou o óleo psyllium com a erva até que tomasse a consistência de uma pasta homogênea. Desfez o envelope que servia como um recipiente para armazenar a erva e enrolou o conteúdo ali já que seu cachimbo tinha ficado na carruagem.  

Chamou Baelish para sentar-se perto de onde ela estava, e com isso olhou nos olhos dele enquanto finalizava com maestria os detalhes. - Não quero que se sinta enganado quando a minha parte e para isso lhe darei uma amostra do produto mais puro. - Passou a mistura para ele enquanto terminava de explicar o que se tratava. - Deixei claro que estava procurando um sócio para poder oficializar o comércio de uma mercadoria que seria a numero um nos principais mercados. - Visava um futuro onde até Essos compraria os alucinógenos. Com ajuda de um palito longo levou o fogo até que parte da ponta ficasse queimada juntamente com a erva e o óleo.

- E essa mercadoria são os meu estudos de herbologia, minhas criações e adaptações entre ervas que relaxam e nos levam para outro lugar, mas só sua mente viaja. Você vai perceber coisas que não estão na sala, as cores se tornarão vibrantes, a sensibilidade será intensificada dependendo da resposta que seu corpo de acordo com o efeito da substância. - Mérope esperou que ele puxasse a fumaça para os pulmões. - Do mesmo modo que bebi de seu vinho, espere que não esteja pensando que estou te dando veneno. Porque preciso de você para isso dar certo. Ah, curta a viagem. -  Chamou a morena que ainda estava na sala e agora a nobre queria que ela obedecesse a ordem.

- Tire suas vestes. - Mérope mergulhou seus dedos no óleo e levou até a boa, guardando o conteúdo até que fizesse efeito. Mérope levantou-se da cadeira e tomou o lábio da mulher, passando parte do alucinógeno para a prostituta. A loira agarrou o seio esquerdo da morena enquanto sua língua explorava cada canto da boca dela. Olhou para o lorde e já podia ver o quanto ele estava curtindo a mercadoria, o efeito quando se fumava com alguma outra erva era mais rápido.     

Habilidade Treinada:
Lábia
    


THANK YOU SECRET!



avatar
Imagem :
Mensagens : 262
Nome do jogador : Liz
Dragões de ouro : 155
Veados de prata : 81
Estrelas de cobre : 3
Idade : 25
Salário extra : 44%
http://winordie.forumeiros.com/t1428-ficha-de-relacoes-merope-leffordhttp://winordie.forumeiros.com/t1382-cronologia-merope-leffordVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] +18 --- Drug and Poison

Mensagem por Many-Faced God em Seg Set 19, 2016 11:54 am

Avaliação de treino de habilidade

Mérope Lefford

Um bom treino, cativante, e criativo, porém, acho que não houve um grande uso da habilidade. Encontrei um ou outro erro.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (31/40)
+ Estrutura e Coesão (29/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (9/10)

Total (89/100)


+ 54% de experiência pelo atributo de inteligência com 16 pontos
- 15% de experiência por ter a habilidade no nível 4

Recompensas
+ 124 pontos de experiência em lábia
+ Técnica de habilidade: Caótico (nível 5)




avatar
Imagem : Stranger, Stranger...
Mensagens : 819
Nome do jogador : Ross
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


XXX Drugs XXX

A esperança é uma droga alucinógena.

O jovem lorde Baelish ajeitava mais uma vez seu corpo sobre a acolchoada poltrona de couro negro, estudando os traços singelos e belos da lady Lefford. Não poderia reclamar das circunstâncias daquela reunião, a loira certamente deveria ter ao seu dispor uma legião de homens e mulheres dispostos a corteja-la, desejava que todos os tratamentos mercantes fossem tão agradáveis como aquela que estava a ser iniciado. — Apenas disponibilizo o que existe de melhor para aqueles merecedores de minhas gentilezas, doce lady. É uma honra poder receber a irmã de um amigo. O suave e brilhante sorriso esbranquiçado da mulher aqueceu sua face, após anos convivendo com inúmeras prostitutas, não seria aquele simples gesto que o faria corar, porém algo especial parecia hipnotizar sua mente, obrigando-o a pensar no amor sentido por sua noiva, para que não caísse em tentação e acabasse transformando aquele encontro em uma intensa foda. — Como desejar. Creio que seus lábios mereçam provar do mais doce vinho que temos em nossa adega. O moreno lançou um breve olhar simpático em direção á prostituta morena dos olhos puxados, pedindo silenciosamente para que ela os servisse. Annabeth não demorou a cumprir o desejo de seu senhor e da excitante convidada, servindo duas taças repletas de vinho dornes aos nobres. — Muito obrigado querida. O agradecimento foi seguido por um breve sorriso e, antes que pudesse saborear a bebida, notou Mérope bebericando um gole, não esperava tanta confiança de uma mulher diante de um lorde de reputação tão questionável. Certamente a loira era um tanto quanto confiante ou excessivamente ingênua, não importava, estava indisposto a fazer algo de ruim com sua futura parceira mercantil, a menos é claro que ela fizesse por merecer.

Alguns segundos, talvez minutos passaram sobre um inebriante e ansioso silêncio, sendo quebrado após alguns goles de vinho pela harmônica voz de Mérope Lefford. — Negócios? Claro milady, não posso esconder a ansiedade que sinto em conhecer seus interesses comerciais. Brandon pousou a taça em que bebia sobre a mesa de madeira á sua frente, afundando suas costas sobre o encosto macio de sua poltrona. As pontas dos dedos de suas mãos tocavam-se, formando o desenho do que se assemelhava a um robusto losango. Os olhos não deixavam de estudar as feições da mulher a sua frente por um segundo se quer.

Afastando a curiosidade de sua mente com algumas mordiscadas na parte interna de seu lábio inferior, o Baelish ouvia atentamente os dizeres sobre seriedade, algo que para si poderia ser dispensável já que não estaria ali caso não esperasse seriedade diante daquelas negociações. — Não esperava nada diferente vindo de uma Lefford. Pronunciou com malicia, Os olhos acompanhavam os movimentos das delicadas mãos da loira, a cada momento mais demonstrava interesse a demonstração daquele produto diferenciado, apenas não conseguindo deixar de pensar em seus inimigos e na hipótese daquele líquido misturado com ervas aromáticas pudesse ser veneno.

Não hesitou em levantar ao ser manhosamente convidado pela lady, sentando sobre a superfície da mesa de madeira. Apoiou as mãos sobre suas coxas, ignorando a presença da prostituta morena, focando sua atenção no "fumo". — Uma amostra... Segurou o cigarro arqueando a sobrancelha esquerda, pensando se aquela poderia de fato ser uma boa ideia. — Tenho dinheiro, influência e outros recursos suficientes para ser esse parceiro, isso não é exatamente um problema. Girou o "bagulho" por entre os dedos, nunca havia fumado.

O fogo logo queimou a ponta do "produto", exalando sobre o ambiente o perfume adocicado e selvagem das ervas. Massageou com a mão livre os próprios lábios, meditando sobre cada palavra dita pela mulher. Os efeitos em um primeiro momento não atraiam sua atenção, aquela descrição não aparentava ser condizente a uma mercadoria que pudesse enriquecê-lo. Ainda não sentia segurança em provar daquele alucinógeno, mas recusar não era algo de seu feitio, principalmente diante de uma mulher que esbanjava confiança.

Sem pestanejar levou o cigarro junto aos lábios, tragando o máximo de fumaça que seus pulmões conseguiam segurar. Assoprou sobre a face de Mérope, sorrindo intensamente após tossir por alguns segundos. — Toda boa relação começa com uma grande dose de confiança, talvez estejamos começando com o pé direito essa parceria. Continuou a fumar encostado sobre o móvel, observando Annabeth aproximar-se de ambos.

Achou interessante o pedido feito pela lady Lefford, interessava saber quais poderiam ser os efeitos causados por aqueles entorpecentes diante de atos sexuais. Aos poucos os perfumes do corpo de Mérope, da prostituta e de outras peças do escritório pareciam ganhar cores, as pupilas dilatavam e uma relaxante dança de efeitos visuais tomava conta da mente do lord. — Continuem... Pediu sorridente para as mulheres, sentindo seu pau endurecendo graças á tensão sexual existente naquele mediano cômodo.

A morena de olhos puxados parecia gostar das carícias recebidas de sua companheira e das ordens de seu senhor, deslizando a mão direita sobre as costas da loira. Os olhos fecharam ao sentir o gosto do líquido alucinógeno em sua boca juntamente com os doces lábios da nobre, naquele momento Annabeth apenas desejava retribuir todo prazer recebido. Separou suas pernas e encostou os lábios de sua boceta sobre a coxa esquerda de Mérope, roçando vagarosamente em movimentos verticais. — Eu lhe agrado, lady? Sussurrou com ternura, deslizando os lábios sobre o pescoço de pele alva, sem pressa alguma, até conseguir mordiscar vagarosamente um dos biquinhos endurecidos e rosados da Lefford, mesmo que ainda sobre o tecido das vestes que a loira usava. A mão direita logo percorreu a coxa direita da lady, subindo por entre o tecido do vestido branco, massageando suavemente a parte interna da torneada coxa.

Brandon Baelish soltava a fumaça esbranquiçada, acariciando com a mão livre o volume em sua calça, desejando que Rhaenna pudesse estar ali para satisfazê-lo. A cada segundo passado o efeito da droga aumentava sobre seu ser e o desejo sexual crescia, sendo quase uma tortura ver a prostituta e sua sócia se agarrando tão intensamente. — Isso... Murmurou, rindo sem saber exatamente o motivo. Annabeth logo apoiou as costas de Mérope sobre a mesa, bem ao lado de onde o lorde estava percorrendo toda a virilha alheia com a ponta de seus dedos. Não demorou a introduzir dois deles dentro da pouco apertada loira, iniciando um viciante vai e vem enquanto deslizava a alça esquerda do vestido, interessada em explorar um pouco mais o corpo da Lefford. Brandon não sabia exatamente onde aqueles atos acabariam e como seriam finalizados os acordos comerciais, porém apreciava a possibilidade de assinar pela primeira vez um contrato utilizando porra ao invés de sangue ou palavras vazias.

Habilidade treinada:

- Lábia



Baelish é Baile de Favela, Lefford é Baile de Favela. Quer desafiar, não tô entendendo, mexeu com Brandope vai voltar com a xota ardendo!




THE ONLY BAELISH LORD
no matter how many lives i live i will never forget


avatar
Imagem :
Mensagens : 45
Nome do jogador : ...
Dragões de ouro : 65
Veados de prata : 84
Estrelas de cobre : 00
Idade : 24 Anos
Salário extra : 2%
Ver perfil do usuário
Mestre da Moeda

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avaliação de treino de habilidade

Brandon baelish

Um treino bem escrito. Notei apenas alguns erros de pontuação. Os parágrafos extensos e a falta do travessão, indicando o fim do diálogo, dificultou um pouco a leitura. No mais, nada a declarar.



Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (28/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (7/10)

Total (95/100)


+ 15% de experiência pelo atributo de inteligência com 6 pontos
- 10% de experiência por ter a habilidade no nível 3


Recompensas
+ 100 pontos de experiência em Lábia


avatar
Imagem :
Mensagens : 233
Nome do jogador : Leimann
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] +18 --- Drug and Poison

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum










O Win or Die foi inaugurado a 09.09.2015. O RPG passa-se no mundo de As Crónicas de Fogo e Gelo, criadas por George R. R. Martin, mais de 50 anos depois dos acontecimentos dos livros. A trama inicial foi criada pela Staff, mas agradecemos a todos os nossos jogadores pela sua ajuda na evolução da mesma.
A nossa skin foi inteiramente criada por Ross (Many-Faced God), incluindo os templates de post e da página inicial, para uso exclusivo no Win or Die RPG, com o apoio da Soph (The Maiden) e do Tiago (Baelor Targaryen). O slider do nosso mural foi criado por CSS Slider. As imagens usadas foram tiradas do Google e editadas por Ross. Agradecemos ainda ao FM Codes e Best Skins pelos seus tutoriais de Javascript. Plágio é crime.

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::