We're at war nowA Song of Ice and Fire RPG
The game has begun. Will you win, or will you die?
Últimos assuntos
» Ausências
por The Maiden Sab Abr 29, 2017 3:25 pm

» [RP fechada] Mind Games
por Syndor Qua Mar 22, 2017 10:35 pm

» Pedido de atualização
por Francesca Sweet Sab Mar 18, 2017 8:23 pm

» [RP Fechada | 18+] Tell Me
por Dennis Braund Sab Mar 18, 2017 1:56 am

» [Quest Narrada] A Seita Branca
por Nanien Mormont Qui Mar 16, 2017 11:04 pm

» Avaliação de treinos
por Meena Ter Mar 14, 2017 12:52 pm

» [ Quest Narrada ] - Saquear!
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:44 pm

» [RP Fechada] Something Else?
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:32 pm

» Check-in [Fevereiro]
por Hyperion Targaryen Dom Mar 12, 2017 2:55 pm

» [RP FECHADA] Distant past
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:35 pm

» [RP FECHADA] The deer on ice
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:25 pm

» [RP Fechada | Flashback] Recovery drink
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:49 am

» [RP Aberta][Flashback] Kung Fu Panda
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:34 am

» [RP FECHADA] Beyond the view
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:22 am

» [Quest Narrada] Human hunting
por Theon Snow Qua Mar 08, 2017 4:22 pm

» Solicitação de Grupos
por Davos Icewood Ter Mar 07, 2017 10:15 pm

» [RP fechada] What do you see?
por Dorian Mormont Seg Mar 06, 2017 11:14 pm

» [Quest Narrada] Hot room
por Narrador Seg Mar 06, 2017 10:52 pm

» [Quest Narrada] Do not succumb
por The Maiden Made of Light Seg Mar 06, 2017 8:55 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.2
por Theon Snow Seg Mar 06, 2017 4:23 pm

» [RP Fechada] Crazy Kids
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 2:55 am

» [RP FECHADA] Confidence
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 1:15 am

» Quest Narrada - O Lugar de um Lorde
por Dorian Mormont Dom Mar 05, 2017 9:11 pm

» [RP fechada] Looking for a Fight
por Nälla Dom Mar 05, 2017 12:19 pm

» [RP Fechada | 18+] Facing the Lioness
por Dennis Braund Sab Mar 04, 2017 5:15 pm

» [RP FECHADA] Primeiros passos
por Arthor Stark Sex Mar 03, 2017 5:01 pm

» [RP fechada +18] Wicked Game
por Dennis Braund Sex Mar 03, 2017 4:33 pm

» [Quest Narrada] Dia da Caça, Dia do Caçador
por R'hllor Sex Mar 03, 2017 3:11 pm

» [Aviso] Pedidos no WOD-Resources
por Narrador Qua Mar 01, 2017 7:35 am

» Pedidos de quest
por R'hllor Ter Fev 28, 2017 11:54 pm

» [RP FECHADA +18] - Into the Lion's Den
por Susanne Glover Ter Fev 28, 2017 5:23 pm

» [RP FECHADA - 18+] Coming back? Are you sure?
por Erin Lannister Ter Fev 28, 2017 5:03 pm

» [RP Aberta] Hunting The Chicken
por Roth Whiteforest Seg Fev 27, 2017 2:25 pm

» [RP Fechada, flashback] You only live once
por Cory Silversun Seg Fev 27, 2017 1:37 am

» [RP fechada | Flashback] Old man, poor man
por Masamune Tsubakein Dom Fev 26, 2017 10:39 am

» [RP FECHADA] I Put a Spell on You
por Quinn Elijah Flowers Dom Fev 26, 2017 6:02 am

» [RP FECHADA] Flashback — running through the fire
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 5:12 pm

» [RP Fechada] Mirror of the Destiny, can you show me...? ~ Flashback
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 4:51 pm

» Premiações [Fevereiro]
por Anole Tallhart Sab Fev 25, 2017 4:16 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:20 pm

» [RP ABERTA] Mademoiselle Marchand
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:12 pm

» [RP FECHADA] O dever de um Lord #1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:08 pm

» [RP FECHADA] Recomeço
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:56 am

» [RP FECHADA - FLASHBACK] forget it
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:49 am

» Atualizações Específicas
por Roth Whiteforest Sab Fev 25, 2017 10:57 am

» [RP Fechada] Bring Me Virgins
por Dennis Braund Sab Fev 25, 2017 2:45 am

» [TREINO] Black Warrior
por Alice Targaryen Sex Fev 24, 2017 4:59 pm

» [RP ABERTA] Dance Of The Druids
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 2:02 pm

» [FP] Hew Tyrell
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 12:41 pm

» Solicitação de Conquistas
por R'hllor Qui Fev 23, 2017 11:42 pm

» [RP Fechada] The precise attack
por James Lannister Qui Fev 23, 2017 11:03 pm

» [FP] Desmond Targaryen
por Desmond Targaryen I Qua Fev 22, 2017 5:21 pm

» Quest Narrada - Uma transa de matar
por Narrador Qua Fev 22, 2017 1:36 pm

» RP FECHADA - Win or Die
por Drywn Graceford Ter Fev 21, 2017 1:01 am

» [RP Fechada/Flashback] Do not go, my dear
por Alannys Ashford Seg Fev 20, 2017 11:24 pm

» [RP Fechada] The witch and the prostitute
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 10:35 pm

» Quest narrada - Uma nova tarefa
por Alaric Umber Seg Fev 20, 2017 10:25 pm

» Quest narrada - O dia de amanhã
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 9:42 pm

» Quest Narrada - Onde se separa a menina da mulher
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:13 pm

» Quest Narrada - Sérios problemas
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:09 pm

» Moderação de tópicos
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:46 pm

» [RP fechada - Flashback] - The water hears and understands
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:44 pm

» RP Fechada - Mercy
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 2:24 pm

» [RP FECHADA] Reading until dawn
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 1:22 pm

» [Dungeon] Frozen Treasure - Inscrições
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 12:01 am

» [RP FECHADA] Um novo homem [+18]
por Elizabeth Tyrell Dom Fev 19, 2017 11:09 pm

» [RP FECHADA] PREFÁCIO — Disturbing nights
por Dorian Mormont Dom Fev 19, 2017 10:40 pm

» [RP Fechada] A Beautiful Day to Walk
por James Lannister Dom Fev 19, 2017 5:20 pm

» [Quest One Post] Careful, child
por The Maiden Made of Light Sab Fev 18, 2017 11:02 pm

» RP fechada - Aquecimento de inverno
por The Old Gods Sab Fev 18, 2017 5:32 pm

» [RP Fechada] Moment Between Sisters
por Leana Targaryen Sab Fev 18, 2017 1:23 pm

» [RP FECHADA] THE BEAST INSIDE
por The Black Goat of Qohor Sab Fev 18, 2017 1:01 pm

» [RP Fechada] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 7:54 pm

» [RP Fechada - Flashback] Try Again
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:58 pm

» [RP Fechada/flashback] The golden age
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:46 pm

» [RP Fechada - Flashback] Only policy
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:22 pm

» [FP] Ambrose, Garth.
por The Maiden Made of Light Sex Fev 17, 2017 3:32 am

» [RP Fechada] House of Memories
por Elyria Arryn Sex Fev 17, 2017 1:27 am

» [Dados] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 12:35 am

» [RP Fechada] Red lips always lie
por Layna de Braavos Qui Fev 16, 2017 9:53 pm

» [RP Fechada] Ascensão
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 7:36 pm

» [RP Fechada] Jobbery.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:45 pm

» [RP Fechada] Fallin Apart
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:41 pm

» [RP Fechada] Bastard... and Mastermind.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 5:44 pm

» [FP] Lancelyn Wyl (EM CONSTRUÇÂO)
por Lancelyn Qui Fev 16, 2017 5:24 pm

» [RP FECHADA] Snowed woods
por Alaric Umber Qua Fev 15, 2017 11:07 pm

» [Quest Narrada] Murder
por Narrador Qua Fev 15, 2017 10:44 pm

» [RP FECHADA +18] Lose It
por Terry Ashford Qua Fev 15, 2017 10:31 pm

» [RP Flash. +18] — She knows what I think about
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 8:29 pm

» [Rp Fechada] Oloko
por Eustass Kid Qua Fev 15, 2017 8:17 pm

» [RP Aberta] A Agonia dos Corvos
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 7:57 pm

» [RP Fechada] Lift Now
por Memphis Greyjoy Qua Fev 15, 2017 4:22 pm

» [RP FECHADA] Girls and knives, good brides
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 4:02 pm

» [RP FECHADA] O Conselheiro da Fortaleza De Águas Claras.
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 3:49 pm

» Promoção: Convide seus amigos
por James Lannister Qua Fev 15, 2017 11:40 am

» [Quest Narrada] The father's bones
por The Maiden Made of Light Qua Fev 15, 2017 7:12 am

» Quest narrada - Bravo?
por Lorien Hill Qua Fev 15, 2017 6:56 am

» Quest Narrada - Sussurros
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:23 pm

» [Quest Narrada] O satã
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:15 pm

" />

[RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Nanien Mormont em Dom Set 04, 2016 4:57 pm

Savior
RP fechada com participação de Dorian Mormont e Nanien Breaver. O flashback se passa no dia em que Dorian a salvou de ser vendida.


someday i'm sure
I'll make them bow




avatar
Imagem : are you sure?
Mensagens : 193
Nome do jogador : Márcia
Dragões de ouro : 79
Veados de prata : 73
Estrelas de cobre : 4
Idade : 28
Salário extra : 17%
http://winordie.forumeiros.com/t1976-ficha-de-relacoes-nanien-mormonthttp://winordie.forumeiros.com/t1698-cronologia-nanien-breaverVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Nanien Mormont em Dom Set 04, 2016 9:33 pm

meet me p. 1
o
s maus-tratos às mulheres que estavam juntas dela eram visíveis e as faziam chorar vez ou outra, tanto pela dor, quanto pelo medo. Nunca, em sua vida, a garotinha tivera tanta vontade de chorar, porém, nunca, em sua vida, o choro não saíra. O cheiro horrível de fezes e urina misturado com sangue e suor fazia daquele lugar um inferno em alto mar. Todas elas, as mais velhas, sentiam medo do que lhes podia acontecer. Prostituição, escravidão, talvez os dois juntos e ainda mais. Nanien não sabia o que era nenhuma dessas coisas, ninguém nunca parara para lhe explicar, mas tinha um ódio mortal de ambas. Se aquilo era ruim o suficiente para fazer alguém chorar, então era seu dever impedir que todas sofressem nas mãos de tais coisas.

Nanien, não mais que dez anos. Num mutirão de 40 mulheres, ela era a única que batia de frente com os piratas.

O cabelo e o “shorts” que usava estavam tão sujos que, se não fosse pelo cabelo no fim das costas, ela seria facilmente confundida com um garoto – caso, também, não abrisse a boca. Sua voz infantil e pouco fina junta de uma coragem sobrenatural fazia a graça de seus raptores, que sentiam prazer de estapeá-la no meio da cara logo depois que ela exigia uma explicação para aquilo. “É a vida, garotinha”, eles lhe respondiam, e observá-la se levantar do chão com os olhos marejados só lhes dava mais sensação de poder.

Mas aquelas lágrimas nunca desceram pelo rosto.

Quando batia a noite, e poucos deles se mantinham acordados, era a hora do assalto. Três deles ficavam na parte de baixo, vigiando todas elas juntas, assustadas, tremendo de frio, medo, fraqueza. Mal lhes dava algo para comer, e quando ela recebia, dividia ao máximo que conseguia. “Eu não preciso de tudo isso”, era sua desculpa sorridente de quando se separava de todas para que não ouvissem seu estômago roncar. Os roxos espalhados pelo corpo indicava que não eram só tapas. A maldade cometida por uma garotinha que desejava liberdade era imensa. Chutes, empurrões, trabalho forçado. O estupro apenas não acontecera, vez dessa, pois as unhas finas foram direto em contato com os olhos de um deles. O homem chorou de dor. Diziam que havia perdido a visão de tão forte que ela empurrara os dedos – de tanto ódio pela maldade cometida. Logo, eles botaram na cabeça de que ela seria vendida a preço mais alto porque, além de “preservada”, era birrenta. Qualquer homem sádico iria adorar amarrá-la das mãos aos pés e fazer dela um brinquedo, apenas para ouvi-la gritar “pare”. Contudo, em sua concepção, ela nunca deixaria isso acontecer. Se podia fazer alguém ficar cego com os dedos, então podia fazer o mundo inteiro ficar cego. Esse era o seu espírito.

Os pés sujos e descalços não faziam barulho sobre a madeira velha e pouco cuidada. Seu peso estava extremamente abaixo do ideal, e para manter o bom humor, ela ria quando lhe diziam: “não vá lá para cima, pois o vento te levará!”. Ela pensava que voar podia ser uma boa opção. Podia parar em algum lugar e pedir ajuda – ou não, pois não teria ninguém para cuidar delas. Era sua função mantê-las seguras.
Os olhos estavam abertos e Nani parecia um pequeno fantasma perambulando pelos arredores enquanto a luz da lua entrava pelos pequenos buracos e frestas das bordas. Os piratas responsáveis por vigiá-las sempre dormiam, todas as noites. Eram mulheres. O que poderiam fazer além de chorar? E com esse pensamento, apenas o ronco era ouvido. Eles se sentavam ao chão, escoravam-se em alguma parede e pronto, sua alegria estava feita. As energias seriam restauradas para as novas torturas do dia seguinte. Era nesses momentos da noite, em que o incômodo do barulho lhe alcançava os ouvidos, em que as mulheres sussurravam “não vá de novo”, em que o coração dizia “corre, antes que te vejam”, que ela andava livremente pelo espaço inferior do navio.

Primeiro, ela roubava comida. Os restos que eles comiam eram sempre deixados para jogar ao mar. Nenhum deles compartilhava de alguma compaixão. Não havia iluminação, então andar por aí não era problema. Depois de tanto tempo acostumada com a escuridão, ela se tornara parte da escuridão. A técnica era prender a respiração e a cada vinte passos, recuperá-la. Isso deixaria o corpo com um peso fixo e não a cansaria tão rápido. Ao andar pelos cantos e abrir portas, ela as forçava para cima. Assim, qualquer ruído causado pela má manutenção ou ferrugem se anularia pelo roçar da madeira na outra. Tempos atrás, quando elas entraram naquele lugar, o vaivém do mar lhe causava náuseas. Agora, Nanien se sentia um peixe, como se conseguisse surfar sem se deixar arrastar pelas inclinações.

A cozinha cheirava a lixo. Parecia que nenhum lugar daquele navio tinha alguma higiene ou levava a ideia de uma limpeza em conta. As partes não usadas dos alimentos ficavam num balde que transbordava. Algum tipo de caldeirão ainda quente se encontrava em frente à porta aberta, e um conjunto de facas em cima de uma mesa.
Tirou a blusa. Usaria como bolsa. Pegou qualquer resquício de comida que não precisaria de alguma “forma” para ser comida primeiro. Algumas batatas, cenouras, frutas estragando, e uns panos sujos, úmidos e secos. Fez um nó. Ou tentou. Ao menos, não chegara a abrir no meio do caminho. Pegou a menor das facas, botou na parte das costas, arrumada dentro do shorts. O cabelo esconderia facilmente, e ela facilmente podia se machucar, mas não chegara a pensar nessa possibilidade. O que lhe fizera pestanejar por alguns segundos fora o que tinha dentro daquele caldeirão. Podia não ter um cheiro bom, mas ajudaria muito todas aquelas mulheres...

O instinto não a deixara voltar.
Com medo, a ponta dos pés servira de apoio para seus passos leves. Passara por um deles. Nojento. Era o que mais se gabava de diversão quando ela era estapeada. Mostraria pra ele o que era diversão quando não pudesse mais rir. Novamente, prendeu a respiração e se botou ao caminho, até que conseguisse voltar. As pupilas dilatadas observaram as mulheres recuadas, abraçadas, dormindo, ou tentando. Não lhe deixaria voltar a andar se soubessem o que estava fazendo – de novo. Apesar de gostarem da ajuda, Nani era só uma garotinha. Como instinto de mãe era aquela coisa – antes eu do que você –, era complicado que corresse tanto perigo. Mesmo que para ela significasse diversão e sobrevivência.

Deixou as comidas ali, junto da blusa. Se os retirasse, eles sairiam rolando e o barulho seria maior, descobririam. Puxou um pouquinho de cabelo para frente para não passar frio e voltou às rotas. A faca ainda lhe acompanhava. Tomando rumo para a cozinha de novo, dessa vez, seu objetivo era água. Sabia que um dos barris ali carregava água e a maioria dos outros carregava vinho, pois eles viviam cheirando a vinho. Bastou seguir o rastro do chão grudento e o cheiro para que descobrisse qual deles era o desejado. Aquela água tinha um cheiro forte. Não sabia se beber aquilo podia matar, mas não se arriscaria a tentar. A tampa mal colocada o deixara semiaberto, e com dificuldade pela altura, ela enfiou um copo de metal lá dentro na vontade de salvar um pouco. O movimento do navio, entretanto, a fizera desequilibrar e derramar a metade do que havia pego. O copo não era grande mas a ideia de arriscar pegar mais poderia durar a noite inteira. Só que, para esse, ela precisara de ajuda. Precisara acordar uma delas para que pudesse segurar.

— Você é doida?! – sussurrou ela. — Se descobrirem que você andou pegando tudo isso, vão te cortar o pescoço e colocar o corpo como um aviso. –
Por dentro, Nani sabia que aquela não era a coisa mais delicada que alguém podia lhe dizer por ajudar. Mas o nervosismo já tomara conta de si diversas vezes. Ela sabia como era sentir medo.
— Sou. – e foi a única coisa que respondera.

Treino:
Furtividade



someday i'm sure
I'll make them bow




avatar
Imagem : are you sure?
Mensagens : 193
Nome do jogador : Márcia
Dragões de ouro : 79
Veados de prata : 73
Estrelas de cobre : 4
Idade : 28
Salário extra : 17%
http://winordie.forumeiros.com/t1976-ficha-de-relacoes-nanien-mormonthttp://winordie.forumeiros.com/t1698-cronologia-nanien-breaverVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Nanien Mormont em Seg Set 05, 2016 1:43 am

meet me p. 2
S
entou-se ao chão, quieta e leve feito uma pluma. O estômago lembrara-lhe de que a janta ainda não havia sido servida, e que fazia falta naqueles momentos. Apesar do cansaço por acordar cedo e ser a última a dormir por ficar de vigia para as outras, ela ainda se sentia na obrigação de cuidar de sua saúde física.

Abrindo sua bolsa feita pela blusa, a pequena teve o cuidado de segurar tudo entre as pernas, cruzadas feito um índio. A coluna reta impedia que a ponta da faca lhe machucasse as costas. Não que isso fosse problema. Ela já usaria. A garota acordada em sua frente se assustou ainda mais por ela ter aquilo. Se roubar comida já era um grande feito, roubar armas então lhes daria o maior dos presentes: uma morte lenta e dolorosa. Sua boca se abrira para falar algo, reclamar, encher a paciência, e um olhar sério fora o bastante para que ela desistisse da ideia. Dentre os alimentos roubados, Nani tirou uma cebola, posicionando-a em frente aos pés. Pegou um dos panos secos e rasgou-o ao meio, molhando uma de suas pontas na água do copo que a outra ainda segurava, dessa vez, quieta. Colocou-o em cima do joelho. Pegando a faca com certo cuidado, posicionou acima da cebola que segurava com cuidado e cortou-a ao meio, guardando uma das partes. A outra ela novamente cortou, mas em anéis grossos, cinco deles. Os olhos lacrimejaram por alguns instantes e piscar era inevitável. O nariz ficara úmido e ameaçava de escorrer.

— Por que o choro? –
— Eu não estou chorando. – Retrucou, um pouquinho nervosa. Os dedos fizeram um pequeno nó na blusa depois de tirar uma cenoura em bom estado e entregar para a garota. — Come. E não grita. –

Arrastou a bunda para mais perto dela. Com a parte molhada do paninho, ela encaixou o indicador, cobrindo-o. Assim, ficaria mais fácil de cuidar dos machucados. Com todo o cuidado do mundo, ela limpou a testa e o braço sujos de sangue, causados por ferimentos de dias atrás que se recusavam a fechar. Então, com muita paciência, Nani segurou uma das rodelas de cebola em frente ao rosto. Aquilo lhe ardera a mente. Mas ela queria mostrar o que faria. Então fez uma mímica, como se estivesse passando em seu rosto e em seu braço. No fim, ela indicou silêncio com o dedo indicador em meio aos lábios. Aquilo doeria. Ou iria arder. E ela teria de ficar quieta. Fez um “sim?” com a cabeça e esperou a resposta.

...
...
Sim.

A contagem até três fora rápida e a intenção era passar o passar o tubérculo sobre a pele sem fazer fricção. Uns 30 segundos de “massagem” fora o suficiente e Nanien tirou o excesso de líquido dos arredores dos cortes. No fim das contas, a garota estava quase que aos prantos de dor. — Faça isso nas outras. Eu já volto. –

Passos rápidos até a cozinha para voltar com mais dois copos d'água e panos nos ombros. A única diferença era que, em um dos copos, a água era salgada e quente. Aproveitara das últimas chamas que mantinham o caldeirão quente para esquentá-la. Chamou outra mulher. Limpou-a da mesma forma. Pediu silêncio da mesma forma. Mas aquilo lhe ajudaria. Molhou o outro paninho roubado na água salgada e aplicou no machucado, sempre espiando seus rostos. Ambos eram horrivelmente dolorosos, e ela agradecia por ter apenas roxos espalhados e dores musculares.

Cebolas ajudavam na cicatrização, aliviação da dor e limpeza. O incômodo que sentiam agora não duraria até o raiar do sol. A água salgada ajudava na cicatrização acelerada e contra infecções. Lembrava de terem ensinado-a na base da tentativa. Independente de qual usasse, suas intenções eram as mesmas.

— Aqui. Dividam a comida. – Falou-lhes em tom baixo, enquanto limpava a lâmina com um dos panos sujos. — Eu vou pegar água. Tentem não deixar nada. O que sobrar, eu jogo no mar. – E guardando-a nas costas novamente, a mais nova pôs-se a andar no mesmo caminho de sempre.


Treino:
Medicina



someday i'm sure
I'll make them bow




avatar
Imagem : are you sure?
Mensagens : 193
Nome do jogador : Márcia
Dragões de ouro : 79
Veados de prata : 73
Estrelas de cobre : 4
Idade : 28
Salário extra : 17%
http://winordie.forumeiros.com/t1976-ficha-de-relacoes-nanien-mormonthttp://winordie.forumeiros.com/t1698-cronologia-nanien-breaverVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Dorian Mormont em Seg Set 05, 2016 7:43 pm

Remember
The day...

  Era manhã. Dorian estava saindo para treinar, e foi a seu velho quarto, na época que não ocupava o quarto do lorde. O local estava levemente empoeirado por estar sem visitas a tanto tempo. Tinha uma cama, um pequeno armário para as roupas e um bau. Um bau a qual Dorian guardava muitas coisas que ele não utilizava mais, mas usou muito quando mais novo. Talvez hoje já não lembrasse mais como se usava nada que poderia encontrar ali. Mas a mente do mancebo estalava em curiosidade do que poderia reencontrar, ou se foi retirado por algum servo e levado para algum arsenal do castelo. Se aproximou, abaixou, e lá estava. O bau quadrado de couro, com a face de um urso entalhada em cima da tampa. Não havia trancas, e as largas e longas mãos do Mormont abriram aquele objeto. Cartas, colares, anéis, e um chicote, com um gancho serrilhado na ponta. A mente de Dorian estalou, enquanto agarrava o cabo daquele objeto com as duas mãos e segurava firme. Na época das navegações de Dorian, campanha a qual ele fez para afastar os piratas de sua costa e da costa do norte.  

--------------------------------------------------------------------------------------------------

   Dorian Mormont, vinte e quatro anos. Jovem, alto, forte, ousado, sorridente e confiante. Estas palavras poderiam resumir o recente lorde da ilha do Urso. Muito conhecido pelo bom humor, o equilíbrio, e as maluquices na hora de abordar um navio. Apesar de sua frota, e seus galeões de guerra, Dorian não estava em um dos maiores navios. Na realidade, o navio do lorde era de nível mediano em relação aos grandes galeões de guerra, lotados de homens. Naquele momento, Dorian liderava o retorno a ilha, com a grande frota um pouco mais atrás. Viajavam de lamparinas apagadas e em baixa velocidade. Conheciam aquele mar, aquela região, ainda mais calmo como estava aquela manhã, e apesar da neblina ser considerada algo horrível para muitos marinheiros, para os Ursos, era até comum.  — Aaah! Lar doce lar... Dá pra sentir daqui o cheiro dos pinheiros. – Comentou Dorian. E que figura ele era dentro do navio? Um homem, debruçado sobre o parapeito, olhando o vai e vem da água. Protegido por um grande manto e encapuzado, o que o destacava dentre todos os homens de capuz, era o fato do dele possuir orelhas de Urso. Uma piada que Dorian fez consigo mesmo, que arrancou muitas risadas no começo, mas era ótimo para identificar o lorde com facilidade no meio da batalha, ou até mesmo dentro das maiores naus.   —Senhor! Um navio pirata está parado, escondido na neblina próximo ao caís. Existe muita movimentação a bordo. Devem estar preparando para um ataque. – Dorian escutou tudo aquilo, e se alongou. Em seu quadril, pendurado no cinto de armas, um chicote com um gancho serrilhado na ponta, que sem duvida prenderia perfeitamente em madeira, e logo ao lado, as espadas uma de cada lado da cintura do Urso.  — Se aproximem sorrateiramente. Preparem para a abordagem. – O frio que atingia o peito do urso não era problema algum para o mesmo, pois a camiseta de mangas longas negra e o colete de couro reforçado no peito aguentavam bem o frio. Como ele se sentia? Intenso, confiante. Seria mais uma luta a qual ele iria vencer como sempre venceu, e sairia orgulhoso de si.

  A manobra de invasão iniciou. Os navios tinham praticamente o mesmo tamanho, e estavam começando a se aparelhar. Aparentemente, a manhã deixava os piratas sonolentos e não haviam notado o navio Mormont se posicionando a seu lado, o foi era muito útil para Dorian. Aliás, onde estaria Dorian? " Lá vai ele de novo... " Disse o velho capitão do navio e amigo do jovem lorde. O Mormont estava correndo pelo para-peito do próprio navio, analisando o dos piratas. E lá estava o mastro traseiro, alvo comum do jovem. O chicote desenrolou, era longo, muito longo. Foi para trás, onde os guerreiros que preparavam para a abordagem se encolheram pra não serem atingidos, e estalou no ar, no caminho que cruzou. A beirada enrolou na madeira, o gancho travou firme. O Mormont deu dois puxões para afirmar, e saltou.

  A velocidade da corrida de antes, somada ao salto, fez com que o Mormont, que segurava firme o chicote com as duas mãos, começa-se sua viagem por cima das águas salgadas. Era quase um macaco pendurado a um cipó. O mesmo praticamente rodou o navio pirata, e quando estava pra completar o giro, passando por cima do navio, ele se soltou. Estava a cerca de quase três metros de altura. Quando se soltou, caiu na madeira do hall principal do navio em praticamente um giro, para amortecer a queda. De costas para as mulheres, na realidade, nem chegou a vê-las ali no canto da embarcação. Lentamente ele se levantava, o pouso nunca era confortável.  O primeiro pirata que o viu, potencialmente o que cuidava das mulheres, sacou seu sabre e começou a caminhar na direção daquela silhueta com 'orelhinhas'. Dorian? Sacou as espadas, aparou o golpe do oponente com a arma canhota, e com a destra, ultrapassou o estomago do homem, que desfaleceu aos joelhos em dor, sem morrer de imediato. Tranquilo, como se caminhasse pelo próprio navio, o Mormont começou a assobiar uma canção, enquanto a canhota rodopiava a espada entre os dedos.

  Um segundo homem, este a qual Dorian não havia visualizou a tempo, começou a tocar o sino. O navio pirata começou a se acender em falar e lamparinas, o que não era nem de longe uma boa para o Mormont. Apressado, ele arremessou a espada canhota na direção do homem, que assobiou pelo ar antes de acertar-lhe com tamanha violência que se alojou e dividiu o rosto do pirata nojento, que desfaleceu para trás. Por tudo que era canto, começou a sair pirata. Até do chão, por assim dizer. O Mormont caminhou alguns passos para trás, até que escutou um pequeno coro de vozes agudas assustadas, se encolhendo. Olhou para trás, e lá estavam... Uma soma de absurda de mulheres. As sobrancelhas franziram, junto do cenho.   — Tsh... Cadê esses desgraçados, devem tá tirando uma com a minha cara. – Comentou Dorian, questionando sobre seus homens que não chegavam. Então se virou para frente. Existia agora uma parede de piratas enfurecidos, contra um Mormont cercado. E então, aconteceu. A corneta de anuncio do navio de Dorian, os piratas ficaram confusos, os ganchos começaram a surgir e puxar o navio para perto. Os números começaram a se igualar, e Dorian avançou.

Treino :
Acrobacia

 
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Nanien Mormont em Qua Set 07, 2016 12:36 am

“brave young girl”
G
ritou.— Não existe coisa melhor do que uma puta quente no final do dia!
— É claro que existe! – Retrucou o outro, com tamanha convicção que a menininha quis vomitar. — Uma puta quente e vinho! Dá pra sentir o corpo pegar fogo! – E as risadas que se seguiram eram roucas, grossas, e por suas bocas saíam desejos que pensariam ter no final do dia. Com a venda de tantas mulheres no mercado, o lucro seria perfeito para um final de semana curtindo o calor corporal de outra pessoa.

No dia seguinte ao furto à cozinha, eles as acordaram cedo, mandando-as ficarem na parte de cima do navio. Durante todo o percurso, que devia ter durado umas sete horas, eles se gabaram e mostravam no horizonte o lugar onde estavam chegando, onde o futuro delas começaria, onde o lucro deles teria igual começo. Puxavam cabelo de umas, assediavam outras, e o destino de uma delas até parecera se perder em uma das salas fechadas para qual a levaram. De lá de dentro, ouviram-se gritos, e a alma de Nanien tremeu de fúria. Estivera se esforçando tanto para deixar todo mundo bem, e num momento como aquele, a tristeza lhe batera de forma precisa e forte, deixando-a vulnerável a pensamentos desagradáveis, pois aquela era a realidade. Ela era só uma garota de dez anos que sabia andar por aí sem ser vista e fazer alguns curativos, tão básicos como andar para frente.

Porém, a tristeza virou fúria. A fúria lhe provocara tanta inquietação que viera acompanhada de uma vontade imensa de vomitar.


— Aonde é que você aprendeu tudo isso? – Fora a pergunta de uma das mulheres, agora enfaixada com um dos pedaços do pano limpo.
Os olhos cansados porém insistentes da menor fitaram-na como uma criança perdida, como alguém que busca no fundo da mente lembranças do tempo em que aquilo havia acontecido pela primeira vez.
A verdade era que Nanien passava o maior tempo nas ruas. Logo, arrumar briga com outras crianças (e crianças armadas) não era difícil. Sua pele era pálida, seu corpo era fino e magro. Para uma criança, ela não era chamativa pela beleza, senão por seus olhos claros. Dia sim dia não, ia na casa de uma mulher alta, de cabelos negros, pele com poucas rugas. Por serviços manuais, ela lhe deixava tomar banho e comer alguma coisinha. Nos dias que não aparecia, era sensato pensar que não queria que notassem novamente seus machucados. Aquilo foi o mais próximo de família que ela chegou a ter.
— Me ensinaram. – Respondeu-a, em meio a um bocejo.
— ...Corajosa. Você é. – Completou, seguido de um agradecimento feito por um sorriso.
Retribuiu-lhe o sorriso com outro, mas, dessa vez, menor. A imagem da mulher que diariamente via lhe passou pela cabeça. A bolsinha de moedas que ela segurava e tentava esconder antes do jantar. Aquela comida lhe dera sono... Esperava que ela não tivesse comido também.


Num piscar de olhos, o navio começou a se encher de homens diferentes. Ela nem percebera como tudo tinha começado, apenas tinha. E o enjoo foi crescendo na medida em que elas começaram a ficar sem escapatória. Em sua frente, um homem alto, com um casaco estranho, falando coisas aleatórias. E pelos cantos começaram a surgir mais homens.
— Voltem pra baixo! – Gritou, abrindo a pequena passagem no chão. Logo abaixo dela, havia uma escada. O aglomerado de mulheres desceu correndo, algumas chegaram a pular, mas todas elas sabiam para o canto onde voltar.


someday i'm sure
I'll make them bow




avatar
Imagem : are you sure?
Mensagens : 193
Nome do jogador : Márcia
Dragões de ouro : 79
Veados de prata : 73
Estrelas de cobre : 4
Idade : 28
Salário extra : 17%
http://winordie.forumeiros.com/t1976-ficha-de-relacoes-nanien-mormonthttp://winordie.forumeiros.com/t1698-cronologia-nanien-breaverVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Dorian Mormont em Seg Set 12, 2016 12:03 pm

Agora
podemos começar

  Os homens começaram a igualar, e quando o Mormont deu uma pequena olhadela para trás, apenas viu uma pequena mão branca fechando um alçapão que levava ao interior do convés, um local protegido. Sem duvida, a melhor escolha para as mulheres. Então, era hora de avançar.  

  Os seguidores Mormont emplacavam os piratas em seu navio, igualando os números lentamente.  Porém, Dorian ainda estava ali, encurralado por três homens. O do meio, com uma arpão que aparentemente seria usado como lança, preocupava mais Dorian do que os outros dois com cimitarras na mão. E então, aconteceu. O homem de arpão arremessou a arma na direção de Dorian, que se jogou para o lado e enxergou a arma cravando na parede atrás dele. Sem duvida teria sido o suficiente para acabar com o Urso se tivesse acertado. Teria que interceptar aquela arma de alguma maneira. O homem estava prestes a puxar o arpão pela corda, e como Dorian estava em um dos lados, onde o arpão impedia o rapaz da direita avançar para impedi-lo, o Urso só se preocupou com o da esquerda, que iria avançar para impedir Dorian de cortar a corda. O que o Urso então, fez?

  Rolou por debaixo do Arpão, trocando de lado. O rapaz da esquerda atacou o vácuo, o da direita se surpreendeu com um Dorian semi-ajoelhado a sua frente. Em um movimento horizontal e limpo, atingiu os nervos entre o joelho e a canela do rapaz, que não conseguiu sustentar a dor se manter de pé. O arponeiro, estava já para dar o segundo tranco do arpão, quando Dorian subiu um corte com a canhota, vertical e direto. A corda escapou com gosto do arpão, o homem chegou a trupicar para trás, sem cair. O Urso? Girou o corpo, em um golpe perfeito e até estiloso da destra, um outro corte horizontal e limpo. A garganta do homem espirrou sangue como uma cortina entre Dorian e o pirata da esquerda. No rosto do Mormont, uma confiança sem igual, a ponto dele sorrir pela certeza de que aquele a sua frente estava morto. Quando a cortina cessou, o Mormont urrou e avançou. O jovem pirata, estremeceu ao ver um homem tão grande vindo em sua direção, que não chegou a reagir. Dorian transpassou as duas espadas nos ombros do rapaz, cravando-o na parede dava acesso a um piso elevado onde ficava o timoneiro. O jovem gritava pela dor, mas o Mormont apenas queria saber uma coisa: — AONDE ESTÁ O CAPITÃO?! – "Não sei! " Gritou o jovem. Então, o Mormont aplicou um murro cruzado com tamanha violência no rosto do rapaz, que ele cuspiu alguns dentes. E então...  — AONDE, ESTÁ, O, CAPITÃO?! – Repetiu pausadamente, mas o choroso pirata apenas repetiu sua última resposta. Então o Mormont, enfurecido, agarrou o arpão antes preso na madeira, e puxou. A ponta cerrilhada abriu uma fenda tamanha na madeira que chegava a ser assustador. " Não, por favor, não... " Repetia de maneira gaga, um piratinha de boca inchada. Mas a resposta de Dorian foi: "Não existiu 'Por favor não', para as mulheres que estupraram, para os homens que mataram e as cidades que saquearam. " E então, ocorreu. O Mormont utilizou o arpão em um giro violento para rasgar a região inferior do abdomen do pirata, que assistiu o próprio intestino escorrendo para fora do corpo. E enquanto ele gritava, Dorian rotacionou o arpão e transpassou a arma pela boca do rapaz, estourando dentes, rasgando língua e cravando a arma na madeira que existia atrás da nuca. O jovem chegou a gorgolejar após o último movimento, então, o corpo desfaleceu.

  Dorian então puxou as próprias espadas do ombro do rapaz. Quando olhou para trás, notou que o tinir de espadas estava cessando, até que o último foi morto, então, houve a comemoração. Todos gritavam e urravam pela vitória, mas... Onde estava o capitão? E então, começou. O Mormont ia de homem em homem, perguntando onde estava o capitão. Gritou, onde estava o capitão, e ele não achava o homem. Então, no centro do convés, seu coração temeu.

  As meninas. O capitão estava com as meninas.

Treino:
Acrobacia
 
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por R'hllor em Seg Set 12, 2016 3:07 pm

   
Avaliação de treino de habilidade

Nanien Breaver

   
Narrativa muito bem conduzida, demonstrando muito bem os pensamentos da personagem, mostrando ao leitor o sofrimento pelo qual Nanien passa e, ainda assim, resiste e busca sua liberdade. O treino de furtividade em si foi muito bem narrado também. Parabéns!

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (10/10)

   
Total (100/100)
   


   + 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
   - 10% de experiência por ter a habilidade no nível 3

   
Recompensas
   
+ 108 pontos de experiência em Furtividade
   
Avaliação de treino de habilidade

Nanien Breaver

   
Novamente a narrativa foi muito bem conduzida. Mostra-se a faceta de Nanien onde se preocupa com as outras, ainda que continue ríspida em suas ações, enrijecida pela sua história de vida. Os cuidados realizados foram bem narrados, sendo coerentes. Parabéns!

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (10/10)

   
Total (100/100)
   


   + 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
   - 10% de experiência por ter a habilidade no nível 3

   
Recompensas
   
+ 108 pontos de experiência em Medicina e Cura





avatar
Imagem : Rhllor is the source of all good (Melisandre)
Mensagens : 271
Nome do jogador : Moita
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Deuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por R'hllor em Seg Set 12, 2016 3:18 pm

   
Avaliação de treino de habilidade

Dorian Mormont

   
Situação bastante diferenciada, sendo bem contextualizada. A interpretação do personagem foi muito bem feita, assim como o treino de acrobacia em si, parabéns! Alguns erros de ortografia, principalmente de digitação.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (9/10)

   
Total (99/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 65% de experiência por ter a habilidade no nível 9

   
Recompensas
   
+ 46 pontos de experiência em Acrobacia
Avaliação de treino de habilidade

Dorian Mormont

   
Habilidade já em nível máximo.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (0/40)
   + Estrutura e Coesão (0/30)
   + Enredo e Criatividade (0/20)
   + Ortografia e Organização (0/10)

   
Total (0/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos

   
Recompensas
   
+ 0 pontos de experiência em Acrobacia





avatar
Imagem : Rhllor is the source of all good (Melisandre)
Mensagens : 271
Nome do jogador : Moita
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Deuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Nanien Mormont em Qua Set 14, 2016 3:21 pm

LET HER GO
E
não só estava com todas as mulheres como havia feito uma de refém. Não existia outros homens na parte de baixo, todos haviam subido para defender o pouco que tinham. Se todas elas se juntassem e caíssem em cima dele, uma ou duas poderiam morrer, mas salvaria todo o resto. Homens estranhos também estavam no convés, e se fossem outros piratas, elas teriam saído de um inferno para acabarem em outro. Aquilo não era uma vitória, e sim uma confirmação de uma derrota dupla.

Ele segurava uma faca a frente do pescoço de uma das moças que uma vez havia ajudado com curativos. Seu corpo tremia, mais de fraqueza do que de medo, sua boca pálida desejava gritar por socorro enquanto os olhos marejados adquiriam uma colorização vermelha. “Se alguém fizer alguma besteira por aqui, ela morre”, era o que ele repetia em voz baixa, esperando que os estranhos na parte de cima fossem embora sem dar falta de todas elas.

Nanien tinha que tentar. Por mais que fosse derrotada duas vezes, ela tinha que tentar. Em pouco menos de dois meses, sua história já contava terrores que talvez nenhuma outra pessoa poderia ter passado – ou assim pensava ela.

A situação era a seguinte: todas as mulheres estavam juntas no cantinho que sempre ficaram, amontoadas e chorosas. Em frente a elas, o capitão segurava uma pelo cabelo e a ameaçava de morte. E em frente a ele, Nani se botara segurando a faca que roubara algumas noites atrás, aquele corpinho magro e pálido, e mesmo assim, não deixava de usar toda sua pouca coragem para tentar fazer o certo.

Sua mente agiu em pequenos segundos. Ela sabia o que fazer.

Apontou-lhe a faca e fez cara de brava. Algumas das mulheres imploravam para que ela voltasse para trás e ficasse quieta, mas ela não seria ela mesma se o fizesse.

— SOLTA ELA AGORA! – Ordenou, em voz alta. — AGORA OU EU VOU TE CORTAR EM PEDACINHOS! – E bateu o pé com força, fazendo um pequeno estrondo.
O mais velho riu em deboche, mas com certo receio. Podia ser uma criança segurando uma faca, mas ainda era uma faca. — Com toda certeza que vai, pirralha. Fique longe se não quiser ser a próxima a sangrar. –
Como resposta, Nanien continuou batendo o pé no chão e se aproximando lentamente, fazendo o barulho se repetir diversas vezes. O que parecia uma brincadeira para o outro, era uma artimanha bem pensada.

Com tanto barulho assim, as pessoas na parte de cima poderiam seguir o som de sua voz e passos. Se fossem pessoas boas, ajudariam-nas. Se fossem ruins... bom... Ela não queria pensar nisso.

Treino:
Intimidação
 


someday i'm sure
I'll make them bow




avatar
Imagem : are you sure?
Mensagens : 193
Nome do jogador : Márcia
Dragões de ouro : 79
Veados de prata : 73
Estrelas de cobre : 4
Idade : 28
Salário extra : 17%
http://winordie.forumeiros.com/t1976-ficha-de-relacoes-nanien-mormonthttp://winordie.forumeiros.com/t1698-cronologia-nanien-breaverVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Dorian Mormont em Qua Set 14, 2016 4:04 pm

O bem
sempre vem

No convés, o coração do Mormont batia com força. Temor pela vida das pessoas que antes recuaram da batalha. Na mão de algum maniaco. Na mão de algum desgraçado cruel, sem alma. Então uma pequena voz aguda soou. Depois, leves vibrações no convés, pancadas como pisadas fortes. O homem vestiu o capuz e se virou para ir para o mesmo alçapão que a menininha liderou as outras mulheres. Mas aquilo daria visão direta para o pirata, caso ele estivesse lá embaixo mesmo.

Camuflado pelo barulho de seus homens comemorando, o Mormont correu pelo convés até o outro lado, abrindo ali um outro alçapão. Quando ele se lançou para dentro e caiu de cócoras, dois piratas que guardavam o alçapão ameaçaram abrir as bocas para avisar o capitão do outro lado. Com uma velocidade violenta, o Mormont cravou a espada destra na garganta de um, e assim que a puxou de volta, aproveitou do próprio impulso para aplicar um golpe duplo com as espadas na garganta do oponente. E assim, os dois piratas foram ao chão rapidamente. Contudo, o baque dos corpos caindo foi suficiente para alertar o capitão, que lentamente olhou para trás.

Enquanto os corpos caiam, o Mormont rotacionou as espadas, jogando o sangue por toda aquela madeira, e retornando as espadas as bainhas. Quando terminaram de cair, o Urso já estava com a adaga na mão. Conforme o capitão se virava para olhar, a adaga foi arremessada. Mas não de qualquer maneira. Dorian sentia uma confiança sem igual ao arremessar aquela arma, tanto que a segurou pela lâmina, pois em seus pequenos treinos, descobriu que arremessando ao segurar pela lâmina, a arma tem 100% de certeza que a lâmina ira atingir. E então, arremessou.

E cravou no meio da testa do desgraçado, que desfaleceu feito um bosta para trás. Então, elas gritaram. Dorian caminhou pelo corredor apertado por baixo do convés, até onde elas estavam, por onde a adaga voou. Então, encapuzado, com o rosto oculto, ele fitou o desespero e a dor naquelas faces. E uma pequena garota, com uma faca nas mãos, apontando para onde antes estava o pirata. A mesma menina que antes parecia ter tentado afronta-lo no convés. Aquela menina, REALMENTE, era uma Mormont. Só não sabia. Por conta disso, ele soltou o próprio manto, e se aproximou da menina, colocando-o sobre ela. Iria aquece-la. E as orelhinhas de urso, ficavam mais fofas para ela. —Eu sou Dorian Mormont, o Urso do Norte. Vocês estão salvas.

Treino:
Adagas
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Nanien Mormont em Qui Set 15, 2016 2:43 am

L E A V E!
O
corpo latejou por um instante. Ele havia ajudado todo mundo e até aquele momento não pedia nada em troca. Por pensar que tudo havia acabado, os músculos relaxaram, como se não houvesse mais nada para fazer. Com isso, a fraqueza bateu, deixando-a um pouquinho mais vulnerável. Mas como toda guerreira tem um pulguinha atrás da orelha, mesmo fraca, ela não deixou de erguer a faca para Dorian, tirar o capuz de sua cabeça, fazer-lhe cara de brava. — NINGUÉM LIGA PRO SEU NOME! DEIXA ELAS EM PAZ! – Os lábios formaram um bico e as rugas de sua expressão surgiram. Nanien o encarava com tamanha fúria que ele poderia sentir o corpo ficar quente somente pela bravura da garota em desafiá-lo. Ela teria muitas opções: tacar a faca na cara dele, gritar, morder sua mão, colocar as unhas em seus olhos, chutar-lhe a panturrilha. Mas tudo o que fez fora ficar ali, sentindo os pés sendo banhados pelo sangue do pirata morto, e por mais que o cheiro e a sensação não fosse a coisa mais agradável do mundo, ela não tirou os olhos do Mormont nem desviou a faca da direção de sua garganta. Claro, ela era consideravelmente (muito) menor que ele, então as possibilidades de atacar sem um plano muito bem feito era pequena. Nanien sabia de sua desvantagem. E acabara de mostrar-lhe outra.

O braço, fraco, magro, começara a minimamente tremer. A menor havia compartilhado toda a comida de todos os dias e raramente dormia para ficar de guarda - no máximo algumas fisgadas que lhe deixavam cada vez mais sonolenta. As pálpebras estavam pesadas, e por mais que não quisesse demonstrar, era visível. E mesmo com todo aqueles empecilhos, ela não deixou de fitá-lo seriamente, com a intenção de que alguma coisa (qualquer coisa) acontecesse.

Treino:
Intimidação


someday i'm sure
I'll make them bow




avatar
Imagem : are you sure?
Mensagens : 193
Nome do jogador : Márcia
Dragões de ouro : 79
Veados de prata : 73
Estrelas de cobre : 4
Idade : 28
Salário extra : 17%
http://winordie.forumeiros.com/t1976-ficha-de-relacoes-nanien-mormonthttp://winordie.forumeiros.com/t1698-cronologia-nanien-breaverVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avaliação de treino de habilidade

dorian mormont

Poderia me desmanchar em elogios ao tempo empregado para a narrativa, que se mostra ágil, com ação desenrolando-se o tempo todo. No entanto, gostaria mesmo de elogiar a capacidade de me confundir. Quando não notei menção alguma à adaga desde o começo do post, estava começando a considerar o treino zerado, mas então você a puxou e a arremessou. Bem, houve algum conteúdo, mas ele é insuficiente para ser realmente pontuado com o máximo. Atente-se ao desenrolar do treino e acredito que se dará melhor na próxima. Além do mais, alguns erros de acentuação como a falta do agudo em "caíam" e "maníaco" geraram um desconto pequeno em ortografia.

Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (10/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (5/20)
+ Ortografia e Organização (9/10)

Total (53/100)


+ 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
- 25% de experiência por ter a habilidade no nível 5

Recompensas
+ 39 pontos de experiência em Adagas

avatar
Imagem :
Mensagens : 121
Nome do jogador : Hooded
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Many-Faced God em Dom Set 25, 2016 10:07 am

Avaliação de treino de habilidade

Nanien Breaver

Notei alguns erros no texto, que geraram descontos, mas posso notar que a sua escrita é boa. Senti a falta de algum detalhe, além de me parecer um pouco incoerente na parte em que citou nervosismo da parte do seu captor, já que também ele tinha uma arma e suponho que ele devia ser mais experiente na batalha.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (37/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (19/20)
+ Ortografia e Organização (8/10)

Total (94/100)


+ 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
+ 10% de experiência por ter a habilidade no nível 0

Recompensas
+ 120 pontos de experiência em intimidação
Avaliação de treino de habilidade

Nanien Breaver

Gostei da descrição, porém, voltei a notar alguns erros.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (19/20)
+ Ortografia e Organização (9/10)

Total (98/100)


+ 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos

Recompensas
+ 116 pontos de experiência em intimidação




avatar
Imagem : Stranger, Stranger...
Mensagens : 819
Nome do jogador : Ross
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Dorian Mormont em Dom Set 25, 2016 9:42 pm

Born
in the wrong house

Os homens começaram a se livrar dos corpos piratas em cima do navio, e se preparar para executar a ordem de Dorian que era disfarçar o navio e, depois de certo tempo, trazer ele para sua frota. Neste processo todo, os homens desceram também para o interior do convés, e lá estava... A menina apontando a faca para Dorian. O Lorde notou que os soldados ameaçaram avançar, então, com uma das mãos fez sinal para pararem. Se aproximou dela, frente a frente, se ajoelhou. Avançou um pouco o peitoral a ponto de deixar a ponta daquela faca de cozinha apoiar em seu peito. Alguns dos homens soltaram "Milorde!" quase de imediato. — Se deseja vingança contra o homem errado, vai ser tão igual aos homens que eu matei. Mas se desejar a justiça, então, venha comigo. – E assim, largou a decisão da vida de um importante lorde nas mãos de uma pequena criança. E abriu os braços, oferecendo-a o tão famoso na ilha, 'abraço de urso', uma brincadeira de Dorian para velhos e crianças.

avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Nanien Mormont em Dom Out 23, 2016 4:28 pm

protect
A
pesar de ser corajosa, era importante lembrar que também era apenas uma criança segurando uma faca. Nanien podia ter a mais dura das personalidades e ainda sim ter o coração amolecido por ações que ela já não sentia por mais de meses.

O rosto endureceu numa expressão de ódio e raiva e ela chegou a apertar ainda mais a faca em seu peito, fazendo com que a roupa seguisse o rastro daquela ponta afiada. Ele era um homem, igual todos os outros, e matariam-nas assim como os outros planejavam. Ou talvez não. Talvez aquela face paternal e que repassava tanta segurança a alertasse de uma possibilidade nova. De que todas sairiam dali a salvo, teriam suas vidas de volta, poderiam retornar a suas casas. Talvez ela pudesse retornar também! Ver Mianna de novo seria ótimo. E Nani lhe contaria tudo o que passara e tudo que aprendera com ela não teria sido em vão.

Diziam que, para saber o que se passa na mente de uma criança, você deveria ser uma. Ou ao menos para entende-la. E o mundo se perguntaria o que raios se passava na mente daquela criança que, a segundos, estava para matar um homem, e que agora o abraçava. Não soltara a faca de maneira alguma. Mas o coração sentiu falta de um aconchego, de uma proteção. Acabou que encontrara por ali, nos braços e sobretudo quente de Dorian.


Última edição por Nanien Mormont em Dom Out 23, 2016 5:20 pm, editado 1 vez(es)


someday i'm sure
I'll make them bow




avatar
Imagem : are you sure?
Mensagens : 193
Nome do jogador : Márcia
Dragões de ouro : 79
Veados de prata : 73
Estrelas de cobre : 4
Idade : 28
Salário extra : 17%
http://winordie.forumeiros.com/t1976-ficha-de-relacoes-nanien-mormonthttp://winordie.forumeiros.com/t1698-cronologia-nanien-breaverVer perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Dorian Mormont em Dom Out 23, 2016 5:23 pm

O Urso
e suas filhas


A garota era forte. Firme, resistente. Mas dava para sentir nela a necessidade, Dorian via que era o que ela precisava. E quando menos esperava, a faca que forçava suas vestes ficou de lado, e ela o abraçou. A expressão da garota antes de se render, era tão rígida que parecia doer. Mas lá estava ela em seus braços.

Calmo, Dorian a envolveu beijou o topo de sua cabeça e suspendeu em seu colo. Olhou para as mulheres, que pareceram aliviadas por um momento, e agora com todos os homens ali, o Mormont deu a ordem. — Levem todas para a Ilha do Urso, aqueçam, dê o que comer e o que beber, também o que vestir e onde dormir. Vamos falar com cada uma pra ver o que podemos fazer a respeito.

E foi assim, que o Urso do Norte salvou pobres vitimas de um final ridículo. E conheceu o que no futuro iria se tornar sua maior companheira.


avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] Flashback — SAVIOR

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum










O Win or Die foi inaugurado a 09.09.2015. O RPG passa-se no mundo de As Crónicas de Fogo e Gelo, criadas por George R. R. Martin, mais de 50 anos depois dos acontecimentos dos livros. A trama inicial foi criada pela Staff, mas agradecemos a todos os nossos jogadores pela sua ajuda na evolução da mesma.
A nossa skin foi inteiramente criada por Ross (Many-Faced God), incluindo os templates de post e da página inicial, para uso exclusivo no Win or Die RPG, com o apoio da Soph (The Maiden) e do Tiago (Baelor Targaryen). O slider do nosso mural foi criado por CSS Slider. As imagens usadas foram tiradas do Google e editadas por Ross. Agradecemos ainda ao FM Codes e Best Skins pelos seus tutoriais de Javascript. Plágio é crime.

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::