We're at war nowA Song of Ice and Fire RPG
The game has begun. Will you win, or will you die?
Últimos assuntos
» Ausências
por The Maiden Sab Abr 29, 2017 3:25 pm

» [RP fechada] Mind Games
por Syndor Qua Mar 22, 2017 10:35 pm

» Pedido de atualização
por Francesca Sweet Sab Mar 18, 2017 8:23 pm

» [RP Fechada | 18+] Tell Me
por Dennis Braund Sab Mar 18, 2017 1:56 am

» [Quest Narrada] A Seita Branca
por Nanien Mormont Qui Mar 16, 2017 11:04 pm

» Avaliação de treinos
por Meena Ter Mar 14, 2017 12:52 pm

» [ Quest Narrada ] - Saquear!
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:44 pm

» [RP Fechada] Something Else?
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:32 pm

» Check-in [Fevereiro]
por Hyperion Targaryen Dom Mar 12, 2017 2:55 pm

» [RP FECHADA] Distant past
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:35 pm

» [RP FECHADA] The deer on ice
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:25 pm

» [RP Fechada | Flashback] Recovery drink
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:49 am

» [RP Aberta][Flashback] Kung Fu Panda
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:34 am

» [RP FECHADA] Beyond the view
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:22 am

» [Quest Narrada] Human hunting
por Theon Snow Qua Mar 08, 2017 4:22 pm

» Solicitação de Grupos
por Davos Icewood Ter Mar 07, 2017 10:15 pm

» [RP fechada] What do you see?
por Dorian Mormont Seg Mar 06, 2017 11:14 pm

» [Quest Narrada] Hot room
por Narrador Seg Mar 06, 2017 10:52 pm

» [Quest Narrada] Do not succumb
por The Maiden Made of Light Seg Mar 06, 2017 8:55 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.2
por Theon Snow Seg Mar 06, 2017 4:23 pm

» [RP Fechada] Crazy Kids
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 2:55 am

» [RP FECHADA] Confidence
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 1:15 am

» Quest Narrada - O Lugar de um Lorde
por Dorian Mormont Dom Mar 05, 2017 9:11 pm

» [RP fechada] Looking for a Fight
por Nälla Dom Mar 05, 2017 12:19 pm

» [RP Fechada | 18+] Facing the Lioness
por Dennis Braund Sab Mar 04, 2017 5:15 pm

» [RP FECHADA] Primeiros passos
por Arthor Stark Sex Mar 03, 2017 5:01 pm

» [RP fechada +18] Wicked Game
por Dennis Braund Sex Mar 03, 2017 4:33 pm

» [Quest Narrada] Dia da Caça, Dia do Caçador
por R'hllor Sex Mar 03, 2017 3:11 pm

» [Aviso] Pedidos no WOD-Resources
por Narrador Qua Mar 01, 2017 7:35 am

» Pedidos de quest
por R'hllor Ter Fev 28, 2017 11:54 pm

» [RP FECHADA +18] - Into the Lion's Den
por Susanne Glover Ter Fev 28, 2017 5:23 pm

» [RP FECHADA - 18+] Coming back? Are you sure?
por Erin Lannister Ter Fev 28, 2017 5:03 pm

» [RP Aberta] Hunting The Chicken
por Roth Whiteforest Seg Fev 27, 2017 2:25 pm

» [RP Fechada, flashback] You only live once
por Cory Silversun Seg Fev 27, 2017 1:37 am

» [RP fechada | Flashback] Old man, poor man
por Masamune Tsubakein Dom Fev 26, 2017 10:39 am

» [RP FECHADA] I Put a Spell on You
por Quinn Elijah Flowers Dom Fev 26, 2017 6:02 am

» [RP FECHADA] Flashback — running through the fire
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 5:12 pm

» [RP Fechada] Mirror of the Destiny, can you show me...? ~ Flashback
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 4:51 pm

» Premiações [Fevereiro]
por Anole Tallhart Sab Fev 25, 2017 4:16 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:20 pm

» [RP ABERTA] Mademoiselle Marchand
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:12 pm

» [RP FECHADA] O dever de um Lord #1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:08 pm

» [RP FECHADA] Recomeço
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:56 am

» [RP FECHADA - FLASHBACK] forget it
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:49 am

» Atualizações Específicas
por Roth Whiteforest Sab Fev 25, 2017 10:57 am

» [RP Fechada] Bring Me Virgins
por Dennis Braund Sab Fev 25, 2017 2:45 am

» [TREINO] Black Warrior
por Alice Targaryen Sex Fev 24, 2017 4:59 pm

» [RP ABERTA] Dance Of The Druids
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 2:02 pm

» [FP] Hew Tyrell
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 12:41 pm

» Solicitação de Conquistas
por R'hllor Qui Fev 23, 2017 11:42 pm

» [RP Fechada] The precise attack
por James Lannister Qui Fev 23, 2017 11:03 pm

» [FP] Desmond Targaryen
por Desmond Targaryen I Qua Fev 22, 2017 5:21 pm

» Quest Narrada - Uma transa de matar
por Narrador Qua Fev 22, 2017 1:36 pm

» RP FECHADA - Win or Die
por Drywn Graceford Ter Fev 21, 2017 1:01 am

» [RP Fechada/Flashback] Do not go, my dear
por Alannys Ashford Seg Fev 20, 2017 11:24 pm

» [RP Fechada] The witch and the prostitute
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 10:35 pm

» Quest narrada - Uma nova tarefa
por Alaric Umber Seg Fev 20, 2017 10:25 pm

» Quest narrada - O dia de amanhã
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 9:42 pm

» Quest Narrada - Onde se separa a menina da mulher
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:13 pm

» Quest Narrada - Sérios problemas
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:09 pm

» Moderação de tópicos
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:46 pm

» [RP fechada - Flashback] - The water hears and understands
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:44 pm

» RP Fechada - Mercy
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 2:24 pm

» [RP FECHADA] Reading until dawn
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 1:22 pm

» [Dungeon] Frozen Treasure - Inscrições
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 12:01 am

» [RP FECHADA] Um novo homem [+18]
por Elizabeth Tyrell Dom Fev 19, 2017 11:09 pm

» [RP FECHADA] PREFÁCIO — Disturbing nights
por Dorian Mormont Dom Fev 19, 2017 10:40 pm

» [RP Fechada] A Beautiful Day to Walk
por James Lannister Dom Fev 19, 2017 5:20 pm

» [Quest One Post] Careful, child
por The Maiden Made of Light Sab Fev 18, 2017 11:02 pm

» RP fechada - Aquecimento de inverno
por The Old Gods Sab Fev 18, 2017 5:32 pm

» [RP Fechada] Moment Between Sisters
por Leana Targaryen Sab Fev 18, 2017 1:23 pm

» [RP FECHADA] THE BEAST INSIDE
por The Black Goat of Qohor Sab Fev 18, 2017 1:01 pm

» [RP Fechada] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 7:54 pm

» [RP Fechada - Flashback] Try Again
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:58 pm

» [RP Fechada/flashback] The golden age
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:46 pm

» [RP Fechada - Flashback] Only policy
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:22 pm

» [FP] Ambrose, Garth.
por The Maiden Made of Light Sex Fev 17, 2017 3:32 am

» [RP Fechada] House of Memories
por Elyria Arryn Sex Fev 17, 2017 1:27 am

» [Dados] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 12:35 am

» [RP Fechada] Red lips always lie
por Layna de Braavos Qui Fev 16, 2017 9:53 pm

» [RP Fechada] Ascensão
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 7:36 pm

» [RP Fechada] Jobbery.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:45 pm

» [RP Fechada] Fallin Apart
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:41 pm

» [RP Fechada] Bastard... and Mastermind.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 5:44 pm

» [FP] Lancelyn Wyl (EM CONSTRUÇÂO)
por Lancelyn Qui Fev 16, 2017 5:24 pm

» [RP FECHADA] Snowed woods
por Alaric Umber Qua Fev 15, 2017 11:07 pm

» [Quest Narrada] Murder
por Narrador Qua Fev 15, 2017 10:44 pm

» [RP FECHADA +18] Lose It
por Terry Ashford Qua Fev 15, 2017 10:31 pm

» [RP Flash. +18] — She knows what I think about
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 8:29 pm

» [Rp Fechada] Oloko
por Eustass Kid Qua Fev 15, 2017 8:17 pm

» [RP Aberta] A Agonia dos Corvos
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 7:57 pm

» [RP Fechada] Lift Now
por Memphis Greyjoy Qua Fev 15, 2017 4:22 pm

» [RP FECHADA] Girls and knives, good brides
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 4:02 pm

» [RP FECHADA] O Conselheiro da Fortaleza De Águas Claras.
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 3:49 pm

» Promoção: Convide seus amigos
por James Lannister Qua Fev 15, 2017 11:40 am

» [Quest Narrada] The father's bones
por The Maiden Made of Light Qua Fev 15, 2017 7:12 am

» Quest narrada - Bravo?
por Lorien Hill Qua Fev 15, 2017 6:56 am

» Quest Narrada - Sussurros
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:23 pm

» [Quest Narrada] O satã
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:15 pm

" />

RP Aberta - A Dança do Norte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Dorian Mormont em Qui Nov 03, 2016 8:32 pm

A Dança do Norte
RP aberta aos membros da Ilha do urso, que começará com o post de Darlessa Tallhart. Participam inicialmente da RP: Dorian Mormont e Darlessa Tallhart. É uma manhã fria, agora que o norte chegou. E ciente disto, Dorian e sua mestra de armas decidem aquecer suas habilidades ao brandirem espadas.
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Darlessa Tallhart em Qui Nov 03, 2016 10:14 pm


Born a goddess and
forged warrior
Tell me would you kill to save a life? Tell me would you kill to prove you're right?


Ela gostava de sentir o vento frio cortar seu rosto e mesmo em uma manhã tão gelada, Darlessa havia dispensado os casacos pesados de pele e lã. Seus passos marcavam a neve à medida que avançava pátio a dentro, com exceção dos guardas que haviam sido designados para fazer a proteção do castelo, ela era uma das poucas pessoas com coragem para enfrentar a manhã fria. De soslaio ela observava a todos, podia notar o quanto eles se sentiam incomodados, diferente dela, que caminhava normalmente. A morena se orgulhava de pertencer a casa qual viera, se orgulhava de servir ao seu lorde, era filha do Norte, o frio nada mais era do que parte da sua vida, pois eles nasceram para o frio. As mãos alvas da mulher repousavam suavemente na empunhadura de suas armas, os cabelos negros balançavam rebeldes, nenhum homem ousava lhe direcionar o olhar, mesmo com o traje de couro justo ao corpo marcando as curvas sinuosas. A Tallhart tinha o respeito de cada um daqueles homens, por sua força, inteligência e competência ao formar soldados para o exército de seu lorde. Havia conquistado o respeito de Dorian e isso era o que mais lhe deixava feliz, serviria a ele e sua Lady até o fim.

Quando chegou ao seu destino o lugar estava vazio, fora ela mesma quem dispensou os alunos, era uma turma iniciante, muitos ainda meninos, em uma manhã tão fria era melhor que permanecessem em seus lares ajudando suas famílias. Mas isso não significava que ela teria alguma trégua, jamais se permitiria ficar um dia se quer sem empunhar suas espadas. Permaneceu parada  diante da enorme bancada do arsenal, com maestria desembainhou a espada que estava presa do seu lado direito. Aquela era a primeira espada que havia conquistado após chegar a Ilha dos Ursos, uma espada de aparência simples, a empunhadura de tiras de couro não parecia nada muito elaborado, mas o brilho reluzente da lâmina encantava seus olhos. Cuidadosamente analisou o fio, não queria que ela o perdesse jamais, sabe-se lá quantos inimigos ela já havia abatido com aquela arma. Cuidadosamente ela repousou a espada e tomou a segunda espada nas mãos. Essa era mais rebuscada, sua lâmina era adornada em toda a extensão e no centro da empunhadura o brasão dos Tallhart.

O simples vislumbrar daquela arma encheu-lhe o peito de nostalgia, aquela espada tinha muito mais valor do que qualquer tesouro que ela pudesse ter. Ainda se lembrava do dia que a recebera de presente de seu pai, ele havia mandado forjar uma espada que fosse adequada a filha. Naquela época ainda era uma jovem garota, mas a tristeza tinha um tremendo peso em seus ombros, o luto ainda lhe corria o peito. Seu pai sempre fora um bom homem, nobre, gentil e muito correto, aprendeu com ele valores importantes como honra e lealdade, mesmo ela sendo a filha mais velha, respeitou cada uma de suas vontades, não a obrigando a se casar novamente, depois permitindo que ela fosse para Ilha dos Ursos. Família fora algo que ela sempre deu grande valor, seus pais sempre lhe foram muito caros e até mesmo por seus irmãos mais problemáticos, nutria um profundo apresso. A mão cuidadosamente percorreu a lâmina, o fio tão bom quanto do dia que fora feita.

Estava tão envolvida nos assuntos da Ilha que já fazia um bom tempo que não ia até Praça Torrhen, estranhava a falta de notícias, uma vez que sua mãe lhe escrevia periodicamente, contando a ela as atitudes impensadas de seu irmão mais velho. Tinha o desejo de ver com os próprios olhos como tudo estava, porém não tinha tempo para isso, o trabalho na Ilha era cada vez maior. Aquela falta de notícias a deixava deveras preocupada, talvez fosse o momento de pedir ao Lorde Mormont que um mensageiro fosse até Praça lhe trazer notícias, tinha esperanças que ele compreendesse sua preocupação e lhe concedesse esse pequeno favor. Balançou suavemente a cabeça, atendo-se ao real motivo de estar ali, precisava tirar algum tempo depois para contabilizar as armas do arsenal,separar quais estavam em bom estado e quais não estavam, essa era uma tarefa que ela mesma gostava de executar, mesmo que pudesse mandar alguém fazer por ela.  

Os passos firmes chamaram a atenção da morena que girou rapidamente nos calcanhares, observando quem se aproximava. Um singelo sorriso desenhou-se em seus lábios, mas a postura continuou esguia e firme: — Milord! — Exclamou a mulher, fazendo uma leve reverência: — Não esperava vê-lo por aqui em uma manhã tão gelada como essa. — Concluiu enquanto voltava sua atenção novamente para o arsenal. Diferentemente dela, Dorian tinha uma bela esposa e uma excelente Lady, Nanien havia conquistado a admiração de Lessa. A filha do casal ainda era muito pequena e com certeza precisava de toda a atenção dos pais, ele tinha uma família para cuidar e pensou que ele aproveitaria a manhã fria para estar com elas. A mestra de armas não se arrependia das escolhas que havia feito, os homens que lutavam ao seu lado eram seus irmãos e também parte de sua família, ela já não mais se via casada com um bom homem, cercada de crianças e gerindo uma casa, essa parte dela havia morrido junto com seu marido. Tomou suas espadas na mão e novamente virou-se para o Mormont: — Estava pensando em treinar um pouco. Me acompanha? —Perguntou com um tom polido para o homem. Já havia convivido com ele tempo o suficiente, para saber o quanto ele apreciava pequenos duelos.


Post: 001 with: Dorian Mormont in: Ilha dos Ursos
No matter how many lives that I live, I will never regret
avatar
Imagem :
Mensagens : 46
Nome do jogador : Lessa
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 30
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Capitão da Guarda

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Dorian Mormont em Sex Nov 04, 2016 4:50 pm

Tallhart
and Mormont

Havia acordado mais cedo do que devia, de certa forma. Norian dormia em seu berço, Danien, entre Nani e Dorian em sua cama. Ao dispertar, o filho estava segurando firme a camiseta de seu pai. Calmo, o urso maior acariciou o pequeno com sua mão que praticamente era capaz de agarrar aquela cabecinha pequenina e quase careca. O garoto, ao sentir o toque, reagiu soltando a blusa do pai e suspirando fundo, se virando ao tentar fugir do calor e do mínimo peso que a mão de Dorian oferecia aquele momento. Sorriu, sem mostrar os dentes, um pequeno sorriso ao soslaio, e então ergueu o olhar para Nanien. Dopada resumia o que a ursa estava. Para ela, se aproximou e lhe beijou a testa.
 
Do lado de fora da fortaleza, onde tinha a bela cachoeira, Dorian resolveu se banhar. Loucura, no frio? Talvez. Ou costume, até porque, águas frias, tempo frio, vida inteira no frio... Isso não deveria ser normal para um nortenho? Se lavou em belos mergulhos. Um servo deixou uma vestimenta para seu lorde ali por perto.
 
Seco, cabelo penteado. Uma camiseta de mangas longas verdes escuras, um tabardo de couro bem apertado a seu corpo, calças de tecido com reforço em couro e botas de couro fervido. Cinto de armas, com as duas espadas tradicionais de Dorian, sua adaga e machado presa na linha traseira da cintura. E por último, o manto.
 
Era final de semana, a casa do urso ficava fechada, não trabalhavam estes dois dias. A grande maioria ficavam em suas casas, e segundo orientação do lorde ,evitar as ruas durante o período de inverno. Selvagens poderiam ultrapassar as muralhas e virem parar na ilha e isso só tornaria mais arriscado para civis na rua. Então o trabalho era só dias de semana, e finais de semana, curtindo o calor de suas residências.
 
Então, iria se exercitar, como faz todos os dias. Direto para o pátio do castelo, quando se encontrou com Darlessa. Foi recebido pela mestra de armas com toda honraria, uma formalidade que inúmeras vezes já dispensou, mas ela, nunca abandonou. Então passou a respeitar.
 
Convidado então pra um pequeno treino, um duelo, o Mormont sorriu apenas para demonstrar que iria aceitar. No estande de armas de treino, pegou duas espadas de tamanho médio-longo, com lâminas largas. A força do lorde Urso é muito alta, e armas daquele porte pareciam ser galhos nas mãos dele.
 
Pegue leve comigo, acabei de acordar. – O tom foi de brincadeira. Dorian estava com armas sem fio, para não ter perigo de machuca-la em algum acidente. — Estou pronto.
 
Após comentar isso, ele já estava alguns passos de distância da mulher. Sua perna esquerda a frente, a destra mais atrás e levemente flexionada, uma posição ótima para investidas, retornos e jogo de pernas. O braço esquerdo erguido e levemente flexionado, como se estivesse recolhido, mantendo a espada na horizontal frente o corpo, enquanto a mão direita, frente ao peitoral praticamente, sustentava a segunda espada formando quase um X, uma defesa bem fechada.

  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Darlessa Tallhart em Sex Nov 04, 2016 11:34 pm


Born a goddess and
forged warrior
Tell me would you kill to save a life? Tell me would you kill to prove you're right?


Dorian Mormont havia conquistado a lealdade e o respeito de Darlessa há muito tempo, na verdade o urso havia conquistado sua amizade. Não era apenas a obrigação que mantinha a mulher na Ilha dos Ursos, realmente os servia por seu querer. Poderia ter escolhido levar a vida que quisesse, mas permanecer ali, sempre foi a sua escolha. O lorde não era como a maioria que ela já havia conhecido, era um homem de jeito simples, muito honrado e justo. Ela sempre via algo da personalidade de seu pai nele e talvez tenha sido um dos motivos para que Lessa o admirasse. Ele sempre a tratou sem formalidades, como uma verdadeira amiga e muitas vezes conversavam não só sobre combates e assuntos administrativos. Mas mesmo assim a mestra de armas mantinha a formalidade que deveria existir entre eles, o urso sempre seria seu Lord acima de todas as coisas. Ter a companhia dele naquela manhã fria seria bom, não gostava de praticar em bonecos, isso era para as crianças. A resposta dele fez a mulher sorrir singelamente, gostava do humor do homem: — Claro meu Lorde! Vou lembrar desse pequeno detalhe. — Respondeu com o mesmo tom descontraído enquanto caminha até a bancada de armas.  Deixou ali suas duas espadas, não havia motivos para usa-las, mas escolheu duas espadas mais leves e menores, adequadas ao seu porte, ambas sem fio, própria para treino. Não que não tivesse força para manejar algo maior, mas não havia intensão alguma em machucar seu companheiro de treino.

Quando os dois estavam finalmente de armas em punho a atmosfera havia mudado completamente, não havia animosidade, mas uma rixa saudável de quem venceria aquele pequeno combate. Os olhos cianos da morena fixaram-se na figura do grande homem a sua frente, estavam em uma distância de combate, logo o tilintar do choque das espadas ecoara por todo o pátio e com certeza chamaria a atenção de quem estivesse por perto. Dorian tinha a vantagem no tamanho e na força, além do homem ser um exímio combatente, ali não haveria o fator surpresa, ambos conheciam as capacidades de cada um em batalha e Lessa precisaria tirar proveito de cada ínfimo ponto fraco, de cada pequena brecha que ele abrisse para ela. Não seria um duelo fácil, talvez fosse isso que tornasse a ideia tão excitante, adorava os desafios e principalmente se isso significasse testar sua perícia com alguém tão habilidoso. Seus olhos acompanharam cada movimento que o corpo dele executava, a perna destra estava atrás, flexionada, oferecendo lhe uma base mais firme, o que dificultaria e muito uma tentativa derruba-lo, sem contar que lhe conferia mais agilidade quando uma passada fosse necessária, por exemplo, se ele fosse investir contra ela. As mãos brancas apertaram a empunhadura e ambas as armas, sua respiração parecia não existir, naquele momento suas armas eram a extensão de seu próprio corpo.

O combate era muito mais do que duas pessoas se matando como animais, para a Tallhart era uma arte, uma dança de movimentos únicos e muito bem executados, ainda que muitos não vissem dessa forma. Talvez por essa razão sempre tenha exigido tanto de si mesma durante toda a sua vida, Darlessa não se recordava de um só dia que não tivesse treinado, um só dia que não tivesse empunhado sua arma, ela poderia ser aquela que ensinava, mas sabia que ainda tinha muito o que aprender. Dorian fechou sua guarda, as espadas estavam praticamente cruzadas diante de seu rosto, uma posição muito confortável, se ela atacasse ele se defenderia com facilidade, mas se ela permanecesse na defesa, ele teria como ataca-la com facilidade. A perna direita da moveu-se lentamente, deixando assim seus pés mais afastados, ela precisava priorizar sua velocidade, tinha o corpo menor e mais leve que o dele, se fossem competir em termos de força estaria em uma nítida desvantagem. Ela girou ambas as armas na mão, seu corpo precisava acompanhar seu raciocínio e torcia para que conseguisse isso.

As espadas de Darlessa inicialmente permaneceram cruzadas diante de seu corpo, o braço direito mais firme e reto, o esquerdo mais relaxado e um pouco mais para trás, formando um pequeno ângulo. Não iria esperar pelo primeiro ataque, era ela quem deveria ser mais rápida, seu cenho se estreitou quase fazendo com que suas sobrancelhas se juntassem, seus pés com agilidade deram dois passos para trás, enquanto seus braços movimentaram-se em direção ao chão, como se as lâminas fossem atingir o solo, ela sabia que ele já estava preparado para seu ataque, mas será que ele estava preparado para toda aquela agilidade empregada.  Obviamente, ela não focou em atingir alguma parte do corpo dele que pudesse machuca-lo, no máximo ele se lembraria dela por algumas horas, o sorriso travesso nos lábios da mestra de armas denunciou que sua ação seria inusitada. A perna direita flexionou-se a tal ponto que seu joelho poderia tocar o solo a qualquer momento, mas o movimento já havia sido friamente calculado. Foi quando usou toda a força gerada para investir contra o homem, com uma rapidez vista em poucos guerreiros, avançado para cima do homem como um lobo. A espada que estava na mão direita subiu em corte inclinado chocando-se contra o par de lâminas, a esquerda, também veio de baixo para cima, mas não em um ângulo tão inclinado e sim mais horizontal na altura de seu abdômen, obrigando-o a recuar alguns passos. Seus olhos e instintos então voltaram-se para a ação dele e ler cada movimento para que pudesse se esquivar da melhor maneira.  



Post: 002 with: Dorian Mormont in: Ilha dos Ursos
No matter how many lives that I live, I will never regret
avatar
Imagem :
Mensagens : 46
Nome do jogador : Lessa
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 30
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Capitão da Guarda

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Dorian Mormont em Sab Nov 05, 2016 2:15 am

Astutos combatentes

O treinamento daria inicio. Suspensos segundos analisando o corpo de Darlessa, pegando os detalhes, e percebeu que sua pequinez poderia dificultar a precisão dos próprios golpes, facilitando a ela desviar de golpes altos da parte do Urso. Deixou isso anotado na mente, antes do embate se iniciar.
 
Notou como ela então, se curvou. Conhecia a malicia da Mestra de Armas, e ciente de que isso seria também a causadora de algum tipo de... Golpe falso, para ocultar o que seria real. Ciente disso, o Mormont deixou o peso vir mais para a perna direita, que estava atrás, ciente que poderia a qualquer instante precisar jogar a canhota para trás e recuar. Então, começou.
 
Quando o joelho dela estava praticamente tocado no chão, Dorian pode notar, até mesmo, sentir em seu instinto, que ela iria avançar, e isso ocorreu. Um ângulo de espada, um golpe vertical que vinha de baixo para cima e ocuparia as duas armas do Mormont. Algo estava errado... A experiência em combate do lorde deixava seus reflexos aguçados, e quando as próprias espadas, em um x, receberam o impacto da espada que subia, o Urso notou que o segundo braço da Tallhart armava um golpe horizontal.
 
Ciente de que se jogar para trás iria remover sua vantagem de alcance naquele instante, Dorian meio que ‘jogou’ a bunda para trás, inclinando o corpo para frente. A ponta da lâmina da mestra de armas passou praticamente raspando no cinto de armas de Dorian. Mas agora que passou, estava fora de risco por alguns segundos, segundos estes que foram o tempo de resposta de Dorian.
 
Abriu aquele X, deixando a espada da Tallhart terminar seu rumo para o alto, caso ela ainda sustenta-se força naquele golpe. Após abrir o X, o Mormont retornou com dois movimentos. O primeiro, as duas espadas voltavam em uma velocidade mediana na direção do pescoço da mulher, fechando-a em duas direções, um golpe que com armas reais decapitaria, e naquele treino, iriam parar no pescoço dela antes de tocar a pele, para evitar ferimentos.
 
E o segundo golpe, foi mais como um passo. O Mormont jogou a perna canhota praticamente encostada ao corpo da Tallhart, para caso ela jogar o corpo para trás, para desviar das espadas, ele jogasse sua perna direita em um poderoso chute frontal, aproveitando de seu grande tamanho e agilidade.

  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Darlessa Tallhart em Sab Nov 05, 2016 6:10 pm


Born a goddess and
forged warrior
Tell me would you kill to save a life? Tell me would you kill to prove you're right?


Desde o primeiro movimento que seu corpo executou, Darlessa esperava que o lorde conseguisse desviar ou até mesmo aparar, não havia sido nenhuma surpresa para ela quando a lâmina dele cedeu dando passagem a sua, o intuito era claro, que ela perdesse tempo continuando o golpe e abrindo ainda mais sua guarda para uma futura investida. Ao perceber o ceder das lâminas, a morena recuou o braço trazendo a espada para a lateral de seu corpo. Mesmo aqueles sendo o primeiro movimento do combate, o corpo de Lessa já estava aquecido e pronto, o frio já não incomodava mais e tudo que havia era seu oponente a frente. Talvez, para quem estivesse observando a luta de fora, os movimentos ágeis de ambos os combatentes se dava em apenas uma ínfima fração de segundo, mas para Darlessa, era como se a luta tivesse seu próprio tempo e seu próprio ritmo. Seus olhos ferinos leram primeiramente a expressão de Dorian, depois seus movimentos, o mais sutil movimento de seus músculos, nada poderia escapar de seus olhos ou isso significaria a derrota rápida e fulminante. Seus pulmões encheram-se de ar e naquele momento ela tinha uma escolha muito rápida para fazer e tinha que fazer a mais correta possível.

Assim que as lâminas dele se posicionaram ela já sabia o que vinha a seguir, a perna na lateral de seu corpo indicava que ele já teria um contragolpe em caso de uma provável esquiva. Em uma batalha não havia espaços para erros e por mais que todo aquele embate não passasse de um duelo amistoso, Darlessa fazia o seu melhor, seu senhor tinha que ver com os próprios olhos que tinha uma pessoa capacitada treinando seus soldados. Além do mais, sua honra e caráter não permitiam que existisse displicência em combate, fosse ele amistoso ou não. A espada mão esquerda da mulher, também ficou baixa por um instante, talvez dando a nítida sensação de que ela estava baixando sua guarda, a perna de Dorian permanecia rente ao seu corpo, mas não no intuito de ataca-la, com certeza pretendia usa-la de apoio para algum possível ataque. Aquela parecia uma situação complexa para a mestra de armas, se tentasse uma esquiva para trás, abriria sua defesa dando a ele que atacasse com chutes ou qualquer outra coisa, se não fizesse algo o duelo acabava ali mesmo.

Darlessa porém, era uma mulher que já havia enfrentado muitos inimigos, entrado em várias batalhas. Talvez um soldado mais inexperiente tivesse ficado apreensivo em seu lugar, mas ela sempre tinha aquele leve sorriso de quando batalhava. Sua respiração ainda não estava ofegante, precisava aproveitar enquanto tinha um bom folego para continuar com a luta e tentar assim achar alguma vantagem. Ambos os joelhos se flexionaram com rapidez tirando seu pescoço da linha de ataque das espadas. Naquele momento agradeceu mentalmente seu pai por sempre lhe ensinar tanto a direita quanto a esquerda, seu corpo se projetou um pouco para frente no escasso espaço que tinha, as mãos se colocaram quase unido as duas lâminas que usava. Ele poderia ter apoio para um lado do corpo, mas teria para o outro? A perna esquerda da mulher esticou-se abruptamente, seu tronco inclinado dificultava que ele acertasse, seu corpo girou com rapidez, em uma rasteira que ia direto ao pé que estava mais afastado. O giro das mãos com as lâminas não dava muita opção a ele além de se afastar ou ter o pé atingindo. Quando seu giro terminou a mulher já se colocava de pé e com as duas espadas paralelas ao seu corpo.



Post: 004 with: Dorian Mormont in: Ilha dos Ursos
No matter how many lives that I live, I will never regret
avatar
Imagem :
Mensagens : 46
Nome do jogador : Lessa
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 30
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Capitão da Guarda

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Dorian Mormont em Sab Nov 05, 2016 6:23 pm

Um nortenho
por dez sulistas

A astúcia da mestra de armas do Mormont era de impressionar. Invés dela se amedrontar com seu senhor e recuar, o que é o padrão de uma pessoa que enfrenta um homem do porte de Dorian, ela avançou, após se abaixar para escapar dos golpes que pegariam sobre o pescoço dela. Teria sido isso o ‘fim’ para o Urso? Ele acabaria por cair na rasteira que viria para sua perna direita?
 
Talvez, se a experiência em combate desarmado não fosse tão grande quanto com espadas, e seu conhecimento acrobático o permitisse a execução de um escape de último instante. Enquanto ela se abaixava, em frações de segundos, Dorian jogou o peso para a perna esquerda na frente. Por que? Porque era óbvio que Darlessa, tão próxima a ele, poderia a qualquer instante pescar sua perna direita. Ele precisaria de um forte salto para trás para escapar das armadilhas da mestra de Armas.
 
No momento em que a rasteira dela iria dar o inicio, o Mormont saltou usando a perna esquerda, e recolhendo a direita. Um pequeno salto, coisa de meio metro para trás, mas suficiente para passar por cima da serpente perigosa que foi aquela perna passando por ali. Contudo, algo que a abaixada Darlessa poderia, ou não, prever, seria um golpe que o Mormont aplicaria no meio do salto. No momento em que ele errou, instantes antes, o golpe no pescoço da mestra de armas, seus braços se cruzaram, dando a ele o direito de retornar em um golpe ‘aberto’. E ele fez isso, durante o salto.
 
Mas porque durante o salto? Oras, simples. Para que apenas as pontas das espadas raspassem pela vestimenta da mulher, um pouco abaixo de seu busto, na região do estomago. O salto e o golpe foram sinais para Darlessa que se fossem armas afiadas, aquela altura, poderia estar com as tripas para fora. Claro, isso, se ele acertasse.
 
Mas, de uma forma ou de outra, aquele combate já se provou algo digno. A complexidade dos movimentos, a ação, a agilidade e experiências aplicadas em cada fração de segundo apontava que ambos eram guerreiros dignos de seus conhecimentos. Mas um pequeno sinal foi dado por Dorian. Um suspiro, como alguém que segurou o folego e agora, havia o perdido. Tantas ações em sequência, cansavam, mesmo que minimamente, a qualquer um. E Dorian não era livre dessa consequência.
 
Treino:
Vigor
 
 
 

  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Militsa Tallhart em Sab Nov 05, 2016 6:40 pm






Walking Among Bears


 Finalmente a singela luz do sol se mostrava timidamente no horizonte quando Militsa chegara em fim à Ilha dos Ursos. Para ela o fato de estar ali representava muitas coisas além da vontade de estar ao lado de sua irmã mais velha outra vez, para ela seria mais uma oportunidade de crescer e se aprimorar como uma boa guerreira que almejava ser.

Ela chega finalmente aos portões e mostra aos guardas a carta enviada pelo senhor daquelas terras, ela sequer havia dito uma única palavra mesmo que ao se aproximar tenha sido interrogada, porém, ao entregar aos homens o papiro com a letra e assinatura do lorde e eles conferirem a veracidade a deixam passar para resolver seus assuntos.

Ela chega até o castelo do homem após uma modesta caminhada, talvez não fora tão longa assim e apenas estivesse demasiadamente exausta da longa viagem que fizera nos últimos dias. Ao chegar à porta do notável castelo nota um guarda segurando uma lança, ela sorri brevemente questionando.

- Lord Dorian? -

 O guarda não compreende muito bem o que a mulher perguntava mas supondo que ela desejaria conversar com o homem ele aponta para a direção onde ele deveria estar, Militsa acena com a cabeça agradecendo a informação. Realmente ele deveria ser um bom homem para que seus homens fossem tão educados com forasteiras, havia ouvido rumores sobre o tal Lord dizendo que era um homem com estatura de quem poderia abrir sozinho portões de ferro, sabia que era um valente e exímio guerreiro além de um bom Cheff.

 Depois de vários minutos caminhando vejo o tal homem em batalha com, Darlessa? Sem pensar muito bem sobre o que de fato poderia estar acontecendo ela dispara em uma corrida até os dois, estando próxima o suficiente ela parava entre os dois ficando de costas para sua irmã.  Com os braços erguidos e apontando a lança para o rosto do grandioso homem ela mantinha seus braços firmes e uma empunhadura bastante agressiva.

 Suas pernas ligeiramente afastadas e suavemente flexionadas lhe davam uma base firme e de fácil mobilidade caso algo viesse a ocorrer, ela era leve e rápida mas não deixava de levar em consideração as capacidades do homem a sua frente. Ela com olhar fulminante e um respiração controlada mantinha a atenção no homem que estava com suas espadas cruzadas a sua frente como se aguardasse uma investida.

- O que está havendo aqui?-  Era seu questionamento breve e direto.

Ela não ousava olhar para sua irmã e deixar seu talvez oponente agir sem que ela percebesse, ela aguardava a resposta sem nem mesmo levar em consideração de que o homem em sua frente seria quem ela estava procurando.

Sem estar ciente do que estava acontecendo acabava agindo por puro instinto e disparava em corrida contra  

It's a Love Story baby just say yes ♪♪♪♪

Lovatic CG


avatar
Imagem :
Mensagens : 44
Nome do jogador : Michellen
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Mestre-de-armas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Darlessa Tallhart em Sab Nov 05, 2016 8:03 pm


Born a goddess and
forged warrior
Tell me would you kill to save a life? Tell me would you kill to prove you're right?


A estratégia teria sido perfeita, a sequência de movimentos muito bem executadas e sua perna rápida o suficiente para derrubar qualquer outro homem, mas seu Lorde tinha a mesma ou até mais experiência de combate do que ela. Darlessa sabia que assim como ela, ele tinha a capacidade de ler os movimentos dos adversários, o que tornava mais fácil esquivar-se dos ataques, não era impossível acerta-lo, mas a sinergia de dois combates daquela estirpe levava a luta a um patamar muito mais elevados que outros combates realizados ali. Ela tinha total espeito pelo homem a sua frente, devotava sua vida a proteger a ele e sua família, não havia dúvidas que ela daria a própria vida para que isso acontecesse, mas naquele momento ele era seu oponente e seu rosto não escondeu a frustração por não o ter acertado. Todavia, ela tinha em mente que o guerreiro que enfrentava era dono de uma habilidade sem igual e equipara-lo não era uma tarefa fácil, sabia admitir que seu lorde era um combatente melhor do que ela e somente em conseguir manter-se em um nível próximo ao dele, lhe deixava contente, mas lembrava a ela que precisava sempre e sempre melhorar, pois assim como Dorian, haveriam possíveis inimigos tão habilidosos quanto ele.

Precisou de força nas pernas para o impulso de se levantar e agilidade para girar perfeitamente, porém aquela ação lhe concedera uma pequena desvantagem que ela não calculou.  Notou o pequeno pulo dado pelo urso, porém o movimento de suas espadas passou despercebido. Quando seu corpo terminou de endireitar-se notou o par de lâminas já bem próximos a parte superior de seu abdômen, por instinto seu corpo deu um pequeno salto para trás, as espadas cruzaram-se a milímetros de acerta-la, talvez em uma luta de verdade aquilo lhe custaria um ferimento grave e mortal. A mulher olhou um tanto assustada para Dorian, não conseguiu que prever aquele movimento e entendeu quando ele correspondeu seu olhar. Lessa abaixo as armas, ofegante, seus músculos estavam fadigados com esforço feito, tinha sempre a nítida sensação de cansar-se mais nos treinos do que quando estava no campo de batalha, talvez fosse a adrenalina que aqueles momentos lhe proporcionavam que a deixavam tão excitada: — Será que estamos ficando velhos meu lorde? — Disse em um tom bem-humorado, o que era raridade vindo dela. Na verdade, quando estava com Dorian ou Nanien, a expressão fria deixava um pouco o rosto de Lessa: — Lhe darei um breve momento para descansar. — Ralhou como se ele fosse um aluno, enquanto buscava seu próprio folego.

Seu olhar fitava o chão quando um vulto se colocou entre os dois, a mão de Darlessa já segurava a arma com mais agressividade quando reconheceu a silhueta a sua frente e a voz com o mesmo tom preocupação. A postura da combatente era perfeita, dando a ela total controle da situação de ambos os lados. Imediatamente Darlessa olhou para seu lorde e sua mão repousou no ombro da morena que acaba de questionar o que acontecia ali, suavemente a puxou para trás e para mais perto de si, tomando o controle da situação e tentando resolver qualquer problema que a atitude precipitada de sua irmã pudesse causar: — Tenha calma Militsa! Estamos apenas treinando minha irmã. — Explicou enquanto abaixava a lança de sua irmã e agora ela se colocando entre a garota e Dorian. Sua irmã mais nova era tão parecida com ela que chegava a ser assustador, tinham os mesmos trejeitos, os mesmos gostos e manias. Desde que podia se lembrar, ela sempre estava ao seu redor, observando-a e tentando copiar seus passos. Sempre buscava ter uma conduta correta com tudo e com todos, pois tinha ciência de que a mais nova em algum ponto iria replica-la.


Darlessa suspirou e encarou o urso: — Meu Lorde, essa é minha irmã, Militsa Tallhart. Peço desculpas por seu ímpeto, mas acredito que ela pensou que me faria algum mal. Não é mesmo irmã? — Disse olhando a mais nova com um pequeno sorriso nos lábios. Não podia culpa-la, a mais nova não poderia se lembrar com exatidão das feições de Dorian e o duelo entre eles estava bem acirrado. Depois que a situação já estava as claras, Lessa levou mão ao rosto da menina puxando-a para perto de si e beijando-lhe a testa ternamente, depois abraçou-a com saudade e a acolheu entre seus braços: — O que faz aqui? Não a esperava por agora! Teria pedido que fosse escoltada até aqui. Como foi a viagem? — Perguntava curiosa. A mestra de armas era uma irmã zelosa, principalmente com as duas irmãs, cuidara de ambas desde que nasceram. Ela então ergueu o olhar e sorriu para Mili novamente: — Agora sua vez de se explicar com o Lorde. — Disse carinhosamente soltando-a e indicando o Lorde da Ilha dos Ursos que estava parado diante de ambas.



Post: 005 with: Dorian Mormont in: Ilha dos Ursos
No matter how many lives that I live, I will never regret
avatar
Imagem :
Mensagens : 46
Nome do jogador : Lessa
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 30
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Capitão da Guarda

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avaliação de treino de habilidade

Dorian Mormont

Os movimentos foram descritos com maestria, como de costume, e a habilidade foi muito bem treinada, sem erros que fossem graves o bastante para gerar descontos.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
- 15% de experiência por ter a habilidade no nível 4

Recompensas
+ 103 pontos de experiência em Vigor


avatar
Imagem :
Mensagens : 233
Nome do jogador : Leimann
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Militsa Tallhart em Sab Nov 05, 2016 8:53 pm






The Great Bear


Enquanto fitava o grande homem diretamente em seus olhos desejando com todas as suas forças que ele tentasse reagir Militsa ouve a voz de sua irmã, não compreendendo muito bem o que ela dizia por estar com sua mente focada unica e exclusivamente no grande e portentoso homem diante dela.

Militsa sente sua irmã tentar abaixar sua lança mas inicialmente ela resiste, era como se a jovem mulher estivesse em um êxtase aguardando uma boa batalha, mas percebendo a insistência ela se acalma e passa a prestar atenção no que sua amada irmã lhe dizia e tudo o que ela ouviu era que aquele homem diante dela era quem ela deveria servir, era ele o senhor da Ilha dos Ursos.

 Subitamente Militsa sente seu corpo estremecer diante da imponente figura e sente-se envergonhada e assim ela abaixa sua arma a deixando cair no chão enquanto ouvia as explicações que sua irmã mais velha dava ao Lord.

 Abraçando a irmã com profundo carinho ela lamentava o ocorrido.     

 - Me perdoe irmã, não percebi que estavam em um treino de combate, lamento o meu comportamento precipitado.-

  Sua irmã era muito atenciosa e preocupada com toda a família mas era ainda mais com as irmãs mais novas, isso sempre fora um grande ensinamento para Militsa mostrando que a família deveria sempre cuidar um dos outros e fora este aprendizado que a fizera tirar um mal julgamento da situação, sem hesitar ela seria capaz de dar a sua vida para proteger sua irmã mais velha.

 - Não quis lhe trazer preocupações, decidi que faria uma surpresa chegando um pouco antes do previsto.- E realmente fora uma surpresa, talvez não tão agradável.

- A viagem ocorreu bem e sem muitos imprevistos, um pequeno grupo de bandidos tentou me saquear mas acredito que terão tempo suficiente para refletir sobre este erro enquanto apodrecem nas campinas. Sabes que aprendi a me cuidar sozinha, tive uma ótima pessoa em quem me espelhar. -

 Sendo lembrada de sua gafe ela se afasta da irmã e se aproxima do grande Lord, se colocando de joelhos diante dele a jovem mulher abaixa sua cabeça enquanto cruza seu braço direito enfrente ao seu busto em sinal de humildade e arrependimento.

- Meu Lorde, não tenho palavras para expressar meu arrependimento e minha vergonha. Vim aqui para servir-lhe porém lhe faltei com o respeito ao apontar-lhe a arma que trouxera para servir-te. Aceito qualquer castigo que tenhas para mim, e caso não seja exigir muito de sua generosidade lhe peço uma única chance para que possa me redimir e não envergonhar meu sangue que já lhe serve.-

Permanecia ali diante de Dorian enquanto aguardava a sua decisão final.

It's a Love Story baby just say yes ♪♪♪♪

Lovatic CG


avatar
Imagem :
Mensagens : 44
Nome do jogador : Michellen
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Mestre-de-armas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Dorian Mormont em Sab Nov 05, 2016 9:25 pm

O peso
de uma escolha

As coisas aconteceram tão rápidas. Quando todos os movimentos haviam sido concluídos, seus músculos tensos reclamavam de seus esforços, e quando pararam distantes um do outro, na singela troca de olhares após as pontas de sua arma quase terem obtido o sucesso, pode notar em Darlessa que ela se surpreendeu com o Urso. E isso pra ele, já foi como uma vitória.
 
Riu quando ela comentou sobre ambos estarem ficando velhos. Dorian tinha trinta e sete anos, uma idade avançada de certa forma, valendo que haviam homens que morriam por doenças e ‘velhice’ muito mais jovens que ele. Contudo, o Mormont já se mostrou tão saudável e forte do que homens que tinha metade de sua idade ou até menos, dependendo dos casos. A grande verdade era: Darlessa não era um oponente qualquer, e sem duvida, o cansava.
 
Em um suspiro que finalizou em um breve assobio, o lorde apoiou as espadas nos ombros; mas um leve vulto passou por ele, e quando se deu conta, uma mulher estava apontando uma lança para si. Ia entrar em posição, quando ouviu o nome ‘Militsa!’. Seria ela, a jovem Tallhart que Dorian convidou a prestar serviços para a ilha? Bem, a dúvida foi concluída quando Darlessa a abraçou.
 
Apesar das irmãs sorridentes, a expressão de Dorian estava fechada, robusta... Darlessa poderia até mesmo se sentir recuada, intimidada em relação ao fato de ver o Mormont daquela forma. Era raro, quase nunca poderia ser visto assim. Talvez de fato ele iria punir a mais jovem Tallhart que agora estava ajoelhada perante ele.
 
Ajoelhe ao lado dela, Darlessa. — O tom de Dorian era de poucos amigos, e um sinal de que era uma ordem que não deveria ser contestada.
 
Depois que as duas estivessem ajoelhadas, o Mormont ergueria sua espada até o ombro de Darlessa.

 
 Serviu-me bem e fiel, até aqui. Até agora. — O tom era quase de desgosto, como se fosse dispensa-la. Seria tudo aquilo uma atuação? Não. Dorian estava buscando intimida-la, para que ela sentisse o peso da responsabilidade que viria, e para que Millitsa soubesse o homem que iria servir; era bondoso, mas rígido. — Mas não me és mais útil, não desta forma. Eu, Dorian Mormont, lorde da ilha dos Ursos e protetor destas terras, lhe tiro do cargo de mestra das armas. — E ao concluir a frase, ele suspirou, e então, sorriu. E o alivio então surgiria. — Erga-se, Darlessa, Capitã da Guarda Mormont. Monte sua companhia com os melhores homens que desejar, e proteja minha família como protege sua irmã. — Então, a espada avançou para o lado, pousando no ombro de Millitsa. — Você. Brava como um Urso, se ergueu perante mim, sem nem menos questionar quem fosse. Se todos os meus homens tiverem a bravura que possui, terei um verdadeiro exercito. — Parou então, por um segundo, para recuperar o ar. E então... — Conclua o que sua irmã começou, Millitsa, Mestra de Armas da Ilha dos Ursos. Levantem e me mostrem seu valor.
 
E assim, ele recuou a espada, voltando a apoia-la em seu ombro, e dando alguns passos para trás, deixando-as sentir agora o peso de seus títulos e responsabilidades, daqui para frente.
Treino:
Intimidação

 
 
 

  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Darlessa Tallhart em Sab Nov 05, 2016 11:07 pm


Born a goddess and
forged warrior
Tell me would you kill to save a life? Tell me would you kill to prove you're right?


Por mais que estivesse eufórica com a presença de sua irmã, a situação se mostrava delicada e preocupante. Bastou apenas seu olhar se direcionar para o semblante de seu lorde para saber que algo não estava bem, que algo estava errado e isso fez com que a mulher ficasse receosa, seu semblante um pouco mais pesado. Sabia que a mais nova não havia agido por maldade, era apenas o instinto de proteger quem se ama e a relação de irmãs que possuíam era muito forte. Mas será que Dorian poderia entender? Compreender isso? Lessa esperava que sim, de todo o seu coração desejava que sim. Mas não havia nada que poderia fazer, naquele instante ela estava impotente diante de toda a situação, ali, era apenas a serva do Lorde e estava sujeita a suas regras. Suas mãos se uniram diante de seu corpo, a mulher abandonou a postura informal de outrora e mantinha seu olhar fixo ao seu lorde enquanto sua irmã se explicava e pedia desculpas. Não podia negar que estava preocupada, temia que Dorian a castigasse, Mili havia sim errado, mas não merecia uma punição severa, pelo menos esse era o seu pensamento de irmã mais velha.

Ainda que estivessem separadas a tanto tempo, a mais velha conhecia a irmã como a palma de sua mão, seus medos e anseios. Desejava poder abraça-la e lhe passar segurança, mas aquele era um momento em que ela deveria arcar com as consequências de seus atos. Lembrava-se de quando eram crianças, Lessa jamais deixou que ela fosse castigada sozinha, outras tantas assumia a culpa das irmãs para que não fossem punidas com rigor. Mas aqueles eram tempos que já haviam ficado para trás a muito tempo, Mili era uma mulher e assim como ela, tinha que arcar com as consequências de seus atos, fossem elas boas ou não. Mas cada vez que observava o semblante de Dorian, o seu próprio se tornava mais preocupado, raramente havia o visto com feições tão severas e seu coração ficava mais inquieto a cada instante. O que ele faria? Qual castigo ele aplicaria? Sabia que seu lorde poderia ser um homem muito severo com aqueles que lhe desrespeitavam.

A voz retumbante do Lorde ecoou pelo pátio aberto, a ordem fora dada com severidade e ela prontamente atendeu. Seus joelhos se dobraram diante dele e sua cabeça suavemente abaixou-se, não o fintaria nos olhos. Sua irmã era sua responsabilidade e se fosse também castigada pela atitude, não questionaria, não a deixaria sozinha nem mesmo em um momento difícil como aquele. Os dedos continuaram entrelaçados unindo suas mãos, sua respiração estava ainda um pouco ofegante, mas pesada e lenta. Em todos os anos que vivia na Ilha, Dorian jamais havia chamado sua atenção, na verdade, ela era quase um exemplo a ser seguido por todos. Mas naquele instante, tinha sua parcela de culpa na situação e arcaria com todas as suas responsabilidades como sempre fez. Tinha certeza que essa era a atitude que seu pai esperaria dela em um momento como aquele, se era o certo a se fazer, somente restava a ela aceitar o que Dorian sentenciasse.

Quando as primeiras palavras saíram da boca do homem, seu peito estava angustiado como a muito tempo não ficava, sentia o coração batendo quase na garganta. Seus lábios se crisparam e o nervosismo da situação deixava suas mãos cada vez mais geladas. Cada palavra era dita com um tom de sentença, uma sentença que ela sabia que seria irrevogável. Emoções era algo que raramente atingia Darlessa, mas somente em pensar que poderia ser expulsa da ilha, a mestra de armas sentia um pavor como nunca havia sentido antes, era uma situação que ela jamais havia pensando que pudesse acontecer. Sua vida, sua existência e todo o seu trabalho estava ali e ainda havia todo o apreço que sentia pelo homem, a amizade! Não! Ele não poderia manda-la ir daquela forma e por mais que desejasse falar, seu caráter impedia que ela o fizesse, apenas abaixou a cabeça um pouco mais e tentava imaginar como poderia lidar com essa perda.

Porém o alívio veio rápido, antes mesmo do que ela pudesse imaginar, quase pediu a ele que repetisse a frase, mas seria abusar e muito da bondade de seu lorde. A mulher se ergueu com um sorriso nos lábios, um sorriso sincero e verdadeiro como não se via em seu rosto: — Meu lorde... — As palavras pareciam lhe faltar naquele momento, queria agradecer, queria dizer o quanto estava feliz, mas não sabia como se expressar: — Tenha a certeza que defenderei sua família e sua casa como faria pela minha. — Falou um tanto eufórica e já de pé. Seus olhos depois voltaram-se para sua irmã, o orgulho que sentia da menina naquele momento não poderia mensurar com palavras. Quando ela se ergue ao seu lado virou-se para ela e a abraçou ternamente por um momento curto: — Seja bem-vinda Mestre de Armas. Tenho certeza que vai fazer um trabalho tão bom ou melhor que o meu. — Disse ela encarando os olhos da menina: — Tenho muito orgulho de você minha irmã. — Concluiu e depois voltou seu olhar para Dorian: — Muito obrigada, meu senhor. Farei mais do que meu melhor em seu nome. — Disse para o urso, mostrando toda a gratidão que por ele sentia.



Post: 006 with: Dorian Mormont in: Ilha dos Ursos
No matter how many lives that I live, I will never regret
avatar
Imagem :
Mensagens : 46
Nome do jogador : Lessa
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 30
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Capitão da Guarda

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Militsa Tallhart em Dom Nov 06, 2016 12:05 am



 A Decisão


   Estando ajoelhada frente à Lord Dorian com seu braço cruzado frente ao seu busto ela apenas ouvia o homem ordenar com um tom de voz autoritário e direto que Darlessa se ajoelhasse ao lado de Militsa. O coração da jovem disparou no mesmo instante e sua mente fora invadida por centenas de pensamentos, seria ela também castigada? O corpo da jovem mulher começa a tremer de modo quase incontrolável ao pensar que sua imaturidade e desejo de proteger a irmã a havia prejudicado de uma forma gravíssima.

 Por um instante Militsa queria se erguer e implorar para que Darlessa não fosse castigada pelo episódio que acabara de ocorrer, ela não tinha nenhuma centelha de culpa naquilo tudo, fora pura e simplesmente a ação de Militsa que desencadeou toda aquela problemática. Mas em respeito à irmã a qual aparentemente jazia demasiadamente preocupada ela se manteve calada enquanto o homem prosseguia.


 — Serviu-me bem e fiel, até aqui. Até agora. —

 O tom de desgosto na voz do grande Lord era quase que palpável e isso fazia o corpo da franzina mulher estremecer ainda mais e seus lábios se contraíam como se desejasse chorar, mas ela lutaria com todas as suas forças para não o fazer, ela deveria suportar a dor da culpa pelo o que ela já imaginava que viria a seguir.

— Mas não me és mais útil, não desta forma. Eu, Dorian Mormont, lorde da ilha dos Ursos e protetor destas terras, lhe tiro do cargo de mestra das armas. —

 Neste instante sua mente fora tomada por uma pressão que quase lhe tirou a consciência e momentaneamente paralisada permitiu que seus olhos diversas lágrimas rolassem, Militsa não disse nada mas seu silêncio entregava que ela estava completamente abalada, ela não temia mais nenhuma punição mesmo que fosse sentenciada às piores formas de torturas nada seria tão doloroso quanto ao que acabara de causar para sua própria irmã.

Militsa era definitivamente uma mulher de personalidade firme e decidida, muitas vezes até fria e insensível com estranhos e isso lhe concedia uma grande resistência quando lhe tentavam atingir com palavras para abalar seu psicológico. Porém, a grande fraqueza da mulher era seu amor por toda a sua família, para ver esta pequena mulher furiosa e sedenta pelo jorrar de sangue só era preciso ameaçar um membro de sua família. Em contra partida, para deixa-la tão fraca e vulnerável quanto uma criança recém nascida bastava atingir sua irmã, aquela por quem ela nutria um amor imensurável.

 Por esta razão Militsa estava com sua punição aplicada, deveria viver com o remorso, com a dor de ver sua irmã perder tudo aquilo que já havia conquistado com seu árduo trabalho e empenho, ela deveria se lembrar das cartas que Darlessa enviava dizendo como se sentia bem ao servir o tão bondoso Lord e protetor da Ilha dos Ursos, e agora deveria lembrar de tudo isso e de que ela Militsa Tallhart havia destruído tudo isso por ser inconsequente.

Em uma fração de segundos o corpo da pequena mulher parecia iria desmoronar, ela sequer expressava algum tipo de reação diante da fala do nobre, então ela apenas aguarda a conclusão de sua decisão.


— Erga-se, Darlessa, Capitã da Guarda Mormont. Monte sua companhia com os melhores homens que desejar, e proteja minha família como protege sua irmã. —

  Assim ela cai com os dois joelhos no chão curvando-se ainda mais enquanto apoiava-se sobre ambas as mãos que tocavam o solo, sem saber o que sentia ela observava o chão do pátio empoeirado e marcado pelo tempo. Darlessa havia na realidade sido promovida na hierarquia, mas ainda assim isso não queria dizer que tudo estava bem. Qual teria sido a intenção do grande senhor ao dar as impressões avessas à sua real intenção?

 Se recompondo Militsa abre singelo sorriso em sinal de alegria pela sua irmã então ela sente a espada do grande nobre tocar seu ombro, ela mantém sua cabeça abaixada e seu semblante torna-se sério e frio uma vez mais, não importava a decisão tomada pelo portentoso homem ela acataria sem relutar.

 — Você. Brava como um Urso, se ergueu perante mim, sem nem menos questionar quem fosse. Se todos os meus homens tiverem a bravura que possui, terei um verdadeiro exercito. —

Ela seria capaz de fazer qualquer coisa por sua família enfrentaria até mesmo os vagantes brancos com a mãos nuas se isso fosse para salvar sua irmã, não era digno de orgulho para a jovem mas uma obrigação entregue à ela devido os laços familiares.

— Conclua o que sua irmã começou, Millitsa, Mestra de Armas da Ilha dos Ursos. Levantem e me mostrem seu valor. —

  Um enorme tremor balança o corpo da pequena mulher que estava ali prostrada diante daquele homem tendo sua irmã como testemunha de suas palavras, ela não conseguia entender e acreditava que na verdade aquele nobre senhor fosse na realidade um louco. Ele acabara de confiar um título de grande importância para uma pessoa que estava pronta para matar ou morrer, e que certamente faria de tudo para mata-lo caso estivesse disposto a seguir o combate se Darlessa não tivesse realizado uma rápida intervenção.

Alguns segundos se passaram até que ela sorri compreendendo as intenções de Lord Dorian, ela se levanta e recebe as congratulações de sua irmã a abraçando de forma breve e afetuosa, então mais uma vez Militsa apanha sua lança. Diferente da primeira vez neste momento ela se ajoelha uma vez mais e estendendo a arma para o homem na horizontal. Como se se fosse lhe entregar a lança ela o fitava dentro de seus olhos enquanto se pronunciava de forma respeitosa.

- Meu valoroso senhor neste instante percebo o que minha irmã escrevia sobre a sua pessoa, lhe sou grata por esta honra, acredite em minhas palavras quando digo que esta lança protege somente a família desta humilde guerreira.- A mulher tomava folego para lutar contra um pequeno choro que vinha em sua garganta.

- A partir deste momento Lord Dorian, protetor da Ilha dos Ursos eu o tenho como minha família, e junto do senhor todos os seus homens e sua própria família. Esta lança que uma vez lhe fora apontada agora lhe servira até os últimos dias desta guerreira que lhe fala.-

Ela recolhe a sua arma e se levanta lentamente ainda fitando o homem em seus olhos com grandiosa gratidão, se pondo ao lado de sua irmã ela nutria dentro de si o que Darlessa lha havia dito, queria ser tão boa quanto sua irmã ou melhor, queria poder ser ainda melhor e poder orgulhar não apenas Darlessa mas também o homem que agora ela servia.

2014 © Bluee • CG

avatar
Imagem :
Mensagens : 44
Nome do jogador : Michellen
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Mestre-de-armas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Dorian Mormont em Dom Nov 06, 2016 1:56 am

O peso
de uma escolha


Belas palavras dirigidas pela lança oferecida. Dorian? Não desviou o olhar um instante se quer dos olhos da jovem guerreira, dando todo o valor para cada lágrima que enchia aqueles olhos e cada palavra solta por aqueles lábios. Quando ela concluiu o juramento, ele maneou a cabeça positivamente, e tomou alguns passos para trás. Encarou, primeiro Milli. Depois Darlessa. Então, rotacionou as espadas pelos flancos, e entrou em posição de combate.



 — Chega de lágrimas. — Disse o lorde, em forte tom, com um sorriso nos lábios. — Me mostrem o que as irmãs Tallhart são capazes!
 

  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avaliação de treino de habilidade

DORIAN MORMONT

Esse treino de intimidação fora mais explorado, gostei de como usou a habilidade, mostrando a onipotência do Lorde Urso. Continue evoluindo!


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
- 5% de experiência por ter a habilidade no nível 2


Recompensas
+ 113 pontos de experiência em Intimidação


avatar
Imagem :
Mensagens : 233
Nome do jogador : Leimann
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Darlessa Tallhart em Dom Nov 06, 2016 9:01 pm


Born a goddess and
forged warrior
Tell me would you kill to save a life? Tell me would you kill to prove you're right?


Aquele com certeza era um dia que ela jamais teria imaginado para si, um dia que com certeza ela não esqueceria. Mas Darlessa não deixaria que as emoções tomassem conta dela e apenas sorriu singelamente, o que era mais comum a ela. As palavras de Militsa mostrava como sua pequena irmã havia crescido e se tornado tudo o que ela sempre esperava. Agora teria ela ao seu lado e não podia imaginar quantas coisas poderiam fazer juntas, como seria bom ter ela trabalhando junto a ela. A mulher caminhou até a mais nova que não conseguiu conter as lágrimas diante de toda a situação criada por Dorian. Se ele não fosse eu Lorde, com toda certeza lhe daria uns belos socos pelo que havia feito as duas passarem, mas se contentaria em dar alguns bons puxões de orelha nele quando compartilhassem uma boa caneca de vinho. Se aproximou da caçula e limpou-lhe o rosto, um gesto fraternal e carinhoso, queria que ela se sentisse em casa ali como ela mesma se sentia: — Pedirei que arrumem um quarto para você bem perto do meu. Assim poderemos conversar até tarde como antigamente. — Disse em um tom cuidadoso.

Mas ainda estavam no pátio e a manhã passava um pouco da metade, o Urso ainda estava à procura de um desafio e aquele seria um bom momento para testar suas capacidades: — Então deseja enfrentar nós duas? — Disse confiante enquanto se abaixava para pegar o par de espadas que estavam no chão. Ela olhou para a irmã de soslaio e depois para o lorde urso, não gostava desse tipo de combate, mas naquela situação em específico ela sabia que não seria algo desleal, tinha conhecimento das capacidades dele dentro de um campo de batalha, sabia que ele estava habituado a esse tipo de combate, enfrentar ambas não seria nenhum real problema para ele. Lessa girou as duas espadas nas mãos cortando o ar, não era nenhuma novidade que ela gostava de se exibir com ambas as armas nas mãos. O tilintar do encontro das lâminas ecoou por todo o pátio, dessa vez, perna direita a frente e a esquerda mais atrás, com o joelho levemente flexionado, olhou para a irmã e sorriu:  — Cuidado com essa lança, ok? — Brincou para a mais nova.

Inicialmente a posição parecia a mesma de antes, mas o semblante rígido da guerreira escondia o que ela tinha em mente, com um movimento suave separou as espadas, seus braços estavam levemente para trás assim como as espadas, tudo indicava que seria um ataque com investida, mas como ela o executaria, somente sua mente sabia naquele momento. Quando Darlessa partiu, ela foi tão rápida quanto seu lorde poderia ser. A ideia já estava clara em sua mente e esperava que a irmã compreendesse seu movimento, ela também queria ver o quanto ela havia evoluído em combate. A medida que se aproximou do homem as lâminas rapidamente movimentaram-se no ar, sendo trazidas pelas mãos de Lessa para a frente do corpo da mulher, atacando-o simultaneamente com as duas espadas na região de seu tronco, buscando movimento que não desse a ele outra opção senão bloquear com as duas armas que tinha em mãos. Ainda se lembrando da experiência anterior com o Lorde, mantinha todos seus sentidos atentos e usava as espadas a frente como proteção. Em algum momento ele teria que abrir a guarda e esse seria o momento perfeito para o ataque de Mili.


Post: 010 with: Dorian Mormont in: Ilha dos Ursos
No matter how many lives that I live, I will never regret
avatar
Imagem :
Mensagens : 46
Nome do jogador : Lessa
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 30
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Capitão da Guarda

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Militsa Tallhart em Seg Nov 07, 2016 2:45 am



Primeiro Teste



Feito seu juramento ao Lord Dorian a jovem mulher se põe de pé e ouve sua irmã dizer que tentaria conseguir um quarto para Militsa próximo ao dela, aquilo fazia com que ela sorrisse animada por se sentir extremamente feliz estando perto de Darlessa outra vez, e assim poderia reviver alguns momentos felizes de sua infância uma vez mais.

 A voz de Dorian agora interrompia o momento familiar enquanto ele se mostrava pronto para um combate, Militsa fica surpresa em ver que ele desafiava as duas Tallhart, desacreditada daquilo ela tenta assimilar se ele seria realmente um guerreiro tão formidável ou um Lord que subestimava aquela dupla de guerreiras.

Em sua mente surge a lembrança das cartas de sua irmã falando sobre aquela figura incomum, ela não elogiaria tão bem um guerreiro se este não fosse capaz de ser ao nível ou melhor do que ela, e Militsa sabia da dura realidade entre ela e sua irmã em questão de habilidade com armas.

Militsa nota sua irmã se preparar e logo em seguida avançar contra o oponente, ela não compreendia a razão do alerta quanto sua arma até o momento em que reparou o fato das espadas de ambos não possuírem fio e serem arredondadas. Ela sorri vendo que ainda era uma jovem ingenua e de pouca percepção ao lado daquelas duas figuras forjadas para batalha, ela deixa sua arma de canto e leva sua mão até suas costas apanhando o cabo de sua nova arma.

De seu fino cinto ela saca uma nova arma com qual ela fizera sua fama na Praça de Torhenn. Pegando os vários lances de voltas da arma feita de couro ela estende seu braço ao lado de seu corpo no sentido horizontal, ela solta os lances da arma deixando o longo couro caírem fazendo um som macio ao tocarem bruscamente o solo. Militsa e seu chicote estavam prontos para a batalha.

 A distância entre ela e seu alvo era mediana, desta forma ele se encontrava dentro do raio de ação da guerreira, ela dava alguns passos para o lado direito zoneando seu inimigo e saindo de trás de sua irmã. A mulher da alma de aço ergue seu braço o girando em círculos fazendo com que sua arma formasse uma espécie de arco no ar, ela lança seu golpe contra a mão direita de seu novo Lord. Se o acertasse de fato, o golpe faria com que o couro do chicote estalasse alto e impacto em seu alvo faria com que ele sentisse leve ardor em sua destra.

Mesmo que o guerreiro usasse uma proteção em suas mãos o impacto poderia tirar um pouco de seu tempo de resposta, ela tentava facilitar a ação da irmã sendo para ela um apoio ao invés de entrar diretamente em combate. Militsa não achava viável atacar corpo-a-corpo um rival sem o conhecer e sem o estudar previamente.

Para Darlessa aqueles treinos deveriam ser rotineiros, contudo, para sua irmã aquela situação era diferente, a jovem com alma de ferro confiaria na mais velha para ser o agente ativo naquela luta.

 A Capitã da Guarda dos Ursos poderia ter a certeza de que seria amparada constantemente por sua irmã mais jovem, Militsa levaria aquele combate realmente a sério para mostrar que Lord Dorian não havia errado em nomear-la como sua nova Mestra de Armas.

 Feito seu primeiro movimento Militsa puxa rapidamente seu chicote e estende seu braço sobre sua cabeça,agora ela movia seu braço em movimentos circulares outra vez, fazendo com que seu pulso girasse suavemente no mesmo sentido e com moderada intensidade. O chicote rasgava o ar emitindo agudos assovios, aquilo arrepiava a pele de Militsa de tão agradável que lhe era aquele som.

 A feroz e minúscula mulher lança mais um ataque, desta vez alvejando o espaço vazio ao lado da orelha direita de seu alvo, a intenção não realmente de atingi-lo mas de fazer o alto som ecoar o mais próximo possível de seu ouvido. Atordoar sua audição seria algo vantajoso para as irmãs devido o incomodo que isto causaria ao nórdico.

 Militsa sabia que tentar puxar seu alvo ou alguma parte de seu corpo seria impossível visto o tamanho do homem, era clara a diferença de força bruta entre os dois, então ela deveria ficar atenta e confiar em sua irmã caso o homem conseguisse em algum momento apanhar o chicote dela, pois a jovem limitava-se somente aos ataques à distância.

Aquela luta seria de estratégias onde uma deveria completar a limitação da outra, as irmãs mostrariam que os laços de família não se limitava somente ao afeto, mas que se estendiam também na sinergia em combate.

Desta maneira ela lança a arma em direção ao ouvido de Dorian e o estala com toda força que poderia, o som invadiria seu ouvindo fazendo com um alto ruido ecoasse por sua cabeça, inevitavelmente ele teria de levar uma de suas mãos ao local agredido afim de abafar o ruído e amenizar o incomodo. Ao menos era o que ela esperava caso tivesse sucesso em sua ação, dessa forma ela estaria criando uma boa distração em favor do ataque que sua irmão realizava, enquanto Darlessa estava a caminho de sua investida Militsa tentaria diminuir as chances de uma resposta por parte do Lord.

Habilidade em Treinamento:
- Chicote -


2014 © Bluee • CG

avatar
Imagem :
Mensagens : 44
Nome do jogador : Michellen
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Mestre-de-armas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Dorian Mormont em Seg Nov 07, 2016 3:19 am

Fast!
Fast!


O novo duelo então se iniciara. Sabia que se ele deixasse espaço para as duas irmãs, um grande problema poderia começar. Notou Millitsa se afastando para guardar a lança, analisou todo o corpo da garota e viu o chicote. E de imediato já soube que aquilo iria literalmente atrapalhar ele: Precisava eliminar rápido Darlessa.
 
Encarou a nova Capitã, e notou como ela vinha em sua direção. E pela primeira vez, ela iria experimentar o que era uma Carga de Dorian Mormont. E o que é uma carga, lorde urso? A Carga é uma técnica baseada em um forte impacto do corpo, em uma corrida reta. Em outras palavras? Dorian rotacionou as espadas ao redor do corpo, e correu na direção de Darlessa.

Notou que ela utilizou suas espadas em um golpe duplo, forçando Dorian erguer as próprias armas para bloquear as duas armas. O aço tiniu tão alto que chamou atenção dos guardas; Graças a Darlessa ter corrido na direção de Dorian, assim como Dorian na direção de Darlessa, o impacto dos dois foi ainda maior, e os braços se ergueram. Isso era bom para ele, pois fazia tudo parte de seu planejado plano. Assim que aconteceu a colisão e os braços se ergueram, ele usou um ousado golpe, atribuído de toda sua astucia e agilidade. Um rasteirou chute da perna direita, empurrando uma perna de Darlessa contra outra. A levaria para o chão, dando a ele tempo para lidar com Millitsa.
 
Contudo, o corpo de Dorian se queixou, e o suor começou a descer. Isso fazia com que a ideia de recuar surgisse para o lorde, e ele saltou para trás, buscando fugir do alcance das pernas de Darlessa. Mas no meio de seu salto, um estalo fez arder seu pulso direito, e quando olhou, lá estava Milli com seu chicote. Quando retornou o olhar para ela, já era tarde, o segundo golpe ocorreu. O chicote bem ao lado do seu ouvido, um zumbido chato que fez ele até mesmo pausar de mal jeito. 

A maneira que a orelha assobiava era de certa forma até irritante, e foi nessa 'irritação', que o foco do grande Urso mudou. Ele encarou a novata, e agora, que pousou de joelhos, seu arranque foi assustadoramente maior. Era quase como se ele corresse arrastando as pontas das armas no chão, como um urso avançando em quatro patas. O corpo reclamava para Dorian de seu esforço, mas isso só o motivava mais a avançar contra a novata. Ele iria sim aplicar uma carga, acertar a jovem com o ombro para joga-la contra  o chão. 
 
Treino:
Vigor

  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por The Lady of Spears em Seg Nov 07, 2016 3:04 pm

Avaliação de treino de habilidade

Militsa Tallhart

Foi um ótimo treino. As descrições dos seus movimentos tiveram bastante conteúdo e a narração foi muito boa de ser ler. Apenas alguns erros de ortografia geraram descontos.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (8/10)

Total (98/100)


+ 30% de experiência pelo atributo de inteligência com 10 pontos
- 10% de experiência por ter a habilidade no nível 3

Recompensas
+ 118 pontos de experiência em Chicote

Avaliação de treino de habilidade

Dorian Mormont

Gostei que em meio a uma batalha que necessita do Vigor, você não esqueceu de explicar como estava sendo afetado pelo combate! Bom treino.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
- 25% de experiência por ter a habilidade no nível 5

Recompensas
+ 93 pontos de experiência em Vigor
avatar
Imagem :
Mensagens : 306
Nome do jogador : Vic
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Darlessa Tallhart em Ter Nov 08, 2016 8:39 pm


Born a goddess and
forged warrior
Tell me would you kill to save a life? Tell me would you kill to prove you're right?


As lâminas se encontraram com tamanha força que o tilintar ecoou por todo o pátio, chamando a atenção dos homens que ali estavam. Darlessa podia ser uma mulher, mas bastava olhar para seu corpo para não ver que era como as outras, suas curvas ainda que sinuosas não eram delicadas, os braços muito bem torneados, bem como as pernas de músculos fortes mostravam que era uma mulher criada no calor da batalha e de fato era. Era mais alta que a maioria das moças, suas mãos não tinham o toque delicado, eram mãos calejadas e sujas de sangue. Mesmo que Dorian fosse uma figura assustadoramente grande, Darlessa era uma figura extremamente exótica. Seus braços forçaram para manter as espadas travadas, cada linha dos músculos da mulher ficou visível o couro justo que cobria seu braço, seu cenho franziu devido a força empregada, mas ela não recuou nenhum milímetro se quer. Os cabelos caíram bagunçados pelos ombros, talvez nem mesmo sua irmã conhecesse a Darlessa em um campo de batalha, Militsa ainda não conhecia fúria que residia naquele coração e não sabia se gostaria que ela conhecesse.

O chute veio mais rasteiro do que a morena calculou, suas pernas chocaram-se uma com outra, desequilibrando o pesado corpo de Lessa, o chão naquele momento era inevitável e tudo que fez foi permitir que seu corpo caísse da melhor forma possível para não se machucar. Essa era uma lição que havia aprendido com seu tio ainda quando treinavam, se ela precisasse ir ao chão, que fosse, mas se levantasse antes mesmo que seu oponente pudesse perceber. As costas encontraram o chão duro, sua expressão se contraiu levemente, porém a mão soltou as espadas antes do fim da queda. Ela respirou fundo e praguejou mentalmente por ter caído em um truque tão bobo como aquele. Jogou as mãos paralelas as cabeça, as pernas dobraram formando um ângulo agudo, aproveitando-se da força que tinha nos membros inferiores, impulsionou seu corpo colocando-se de pé novamente, tão rápido quanto tinha ido ao chão. Sua agilidade era imensa, não teve nenhum problema em executar aquele movimento que já havia feito inúmeras vezes.

Ficou de tempo a tempo de ver a investida de Dorian contra sua irmã, o que fez era contrair o rosto, já havia visto aquilo e tinha certeza que ele arremessaria sua irmã metros de distância. Ela estava acostumada aos grandes choques com o Urso, mas Mili não. Não teve muito tempo para pensar, só podia fazer o obvio naquela situação. Vindo um pouco em diagonal a morena investiu contra o lorde, uma corrida mais rápida do que ela pretendia, mas necessária. Precisava ser rápida e muito naquele momento, muito mais do que já havia sido. Talvez o desejo de proteger a irmã tenha falado mais alto que suas próprias capacidades físicas, alcançou o homem em uma fração de tempo inumana para a maioria. Seu corpo curvou-se rapidamente, seus braços envolveram o peito do grande homem e seu corpo girou ficando na frente do dele, aproveitando-se da estatura menor. Absorveu todo o impacto que irmã tomaria da pancada, seu corpo de imediato reclamou, podia jurar que havia escutado alguns ossos de seu corpo estralar. Sua perna direita ficou um pouco mais atrás dando sustentação a ela e gerando força, mas sua resistência não durou muito tempo, logo três tapinhas no ombro do Lorde sinalizaram que ela estava desistindo: — Por tudo que é mais sagrado, Milorde! Me lembre de nunca mais fazer isso. — Queixou-se enquanto sentia fortes dores pelos braços: — Da próxima vez vou a floresta bater de frente com um urso! — Brincou com o homem e depois virou-se para a mais nova: — E você me deve um odre de vinho depois dessa. Para mim é o fim. — Disse dando alguns passos para trás e olhando para os dois: — Se me permitem... Vou me enfiar na água para ver se essa dor melhora. — Olhou para os dois  se retirando em seguida.


Post: 012 with: Dorian Mormont in: Ilha dos Ursos
No matter how many lives that I live, I will never regret
avatar
Imagem :
Mensagens : 46
Nome do jogador : Lessa
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 30
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Capitão da Guarda

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Militsa Tallhart em Ter Nov 08, 2016 9:40 pm

Um Golpe



 
Assistir de perto o combate de Darlessa e Lord Dorian me deixava de boca aberta, era completamente real, como se ambos estivessem lutando cada um por sua vida e essa foi a primeira impressão que tive quando os vi lutar momentos antes. Darl não era uma guerreira que recuava, seus passos eram sempre para frente e jamais para trás e isto era algo que tomava como aprendizado, a batalha de força havia sido impressionante e ao mesmo tempo assustadora.

Jamais havia visto ter dificuldades ao medir sua força contra alguém antes, seu corpo era forte e cada linha de seus músculos ficavam evidentes sob a camisa de couro, a primeira impressão que se tinha era de que a qualquer momento a roupa iria rasgar pela força dos músculos. Não demorou para a disputa acabar, Lord Dorian usa de um chute baixo nas pernas de Darl a fazendo desabar, antes que eu pudesse pensar em algo o vejo partir com grande velocidade em minha direção.

" Ele é humano?" Foi o que se passou em minha cabeça naquele momento.

Eu afastava minhas pernas enquanto me preparava para agir quando vi Darlessa disparar atrás do homem e se agarrar em suas costas, ela conseguiu girar e trazer seu corpo para frente do corpo daquela fera que vinha contra mim. Não tinha mais tempo para agir em resposta, apenas firmei minha base e cruzei meus braços em frente ao meu corpo, as palmas abertas viradas para frente garantiriam que o impacto contra as costas de Darl fosse reduzido.

Finalmente a colisão aconteceu, eu sempre fui meno do que minha irmã e com um corpo mais franzino, sofrer um impacto como aquele me fez ser arremessada para alguns metros de distância, meus braços haviam estralado e doíam um bocado, na realidade eu acreditava que até mesmo a minha alma estaria dolorida naquele instante.

Ouço Darl fazer algumas brincadeiras mas nada digo, não havia uma intimidade entre o Lord e eu por isso me dei o direito de ficar em silêncio. Minha irmã me dizia que eu estava em débito com ela, não era algo muito caro então a pagaria com certeza. Me levanto do chão e faço breve reverência ao Lord em sinal de respeito.

- Com sua licença Milord, estarei me retirando também, obrigada pelos ensinamentos.-

Me viro devagar e vou até aonde havia deixado meu chicote cair, o pego do chão e o limpo por todo seu cumprimento, após fazer suas voltas eu o prendo em meu cinto e vou até minha lança, depois de tê-la em mãos eu me retiro seguindo Darl.


Notes: Bláblá ♦ Tagged: Você ♦ Words: Muitas 'O' ♦ Wearing: No momento, não importa

♦ The White Swan ♦ @CG
avatar
Imagem :
Mensagens : 44
Nome do jogador : Michellen
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Mestre-de-armas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Aberta - A Dança do Norte

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum










O Win or Die foi inaugurado a 09.09.2015. O RPG passa-se no mundo de As Crónicas de Fogo e Gelo, criadas por George R. R. Martin, mais de 50 anos depois dos acontecimentos dos livros. A trama inicial foi criada pela Staff, mas agradecemos a todos os nossos jogadores pela sua ajuda na evolução da mesma.
A nossa skin foi inteiramente criada por Ross (Many-Faced God), incluindo os templates de post e da página inicial, para uso exclusivo no Win or Die RPG, com o apoio da Soph (The Maiden) e do Tiago (Baelor Targaryen). O slider do nosso mural foi criado por CSS Slider. As imagens usadas foram tiradas do Google e editadas por Ross. Agradecemos ainda ao FM Codes e Best Skins pelos seus tutoriais de Javascript. Plágio é crime.

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::