We're at war nowA Song of Ice and Fire RPG
The game has begun. Will you win, or will you die?
Últimos assuntos
» Ausências
por The Maiden Sab Abr 29, 2017 3:25 pm

» [RP fechada] Mind Games
por Syndor Qua Mar 22, 2017 10:35 pm

» Pedido de atualização
por Francesca Sweet Sab Mar 18, 2017 8:23 pm

» [RP Fechada | 18+] Tell Me
por Dennis Braund Sab Mar 18, 2017 1:56 am

» [Quest Narrada] A Seita Branca
por Nanien Mormont Qui Mar 16, 2017 11:04 pm

» Avaliação de treinos
por Meena Ter Mar 14, 2017 12:52 pm

» [ Quest Narrada ] - Saquear!
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:44 pm

» [RP Fechada] Something Else?
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:32 pm

» Check-in [Fevereiro]
por Hyperion Targaryen Dom Mar 12, 2017 2:55 pm

» [RP FECHADA] Distant past
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:35 pm

» [RP FECHADA] The deer on ice
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:25 pm

» [RP Fechada | Flashback] Recovery drink
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:49 am

» [RP Aberta][Flashback] Kung Fu Panda
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:34 am

» [RP FECHADA] Beyond the view
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:22 am

» [Quest Narrada] Human hunting
por Theon Snow Qua Mar 08, 2017 4:22 pm

» Solicitação de Grupos
por Davos Icewood Ter Mar 07, 2017 10:15 pm

» [RP fechada] What do you see?
por Dorian Mormont Seg Mar 06, 2017 11:14 pm

» [Quest Narrada] Hot room
por Narrador Seg Mar 06, 2017 10:52 pm

» [Quest Narrada] Do not succumb
por The Maiden Made of Light Seg Mar 06, 2017 8:55 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.2
por Theon Snow Seg Mar 06, 2017 4:23 pm

» [RP Fechada] Crazy Kids
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 2:55 am

» [RP FECHADA] Confidence
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 1:15 am

» Quest Narrada - O Lugar de um Lorde
por Dorian Mormont Dom Mar 05, 2017 9:11 pm

» [RP fechada] Looking for a Fight
por Nälla Dom Mar 05, 2017 12:19 pm

» [RP Fechada | 18+] Facing the Lioness
por Dennis Braund Sab Mar 04, 2017 5:15 pm

» [RP FECHADA] Primeiros passos
por Arthor Stark Sex Mar 03, 2017 5:01 pm

» [RP fechada +18] Wicked Game
por Dennis Braund Sex Mar 03, 2017 4:33 pm

» [Quest Narrada] Dia da Caça, Dia do Caçador
por R'hllor Sex Mar 03, 2017 3:11 pm

» [Aviso] Pedidos no WOD-Resources
por Narrador Qua Mar 01, 2017 7:35 am

» Pedidos de quest
por R'hllor Ter Fev 28, 2017 11:54 pm

» [RP FECHADA +18] - Into the Lion's Den
por Susanne Glover Ter Fev 28, 2017 5:23 pm

» [RP FECHADA - 18+] Coming back? Are you sure?
por Erin Lannister Ter Fev 28, 2017 5:03 pm

» [RP Aberta] Hunting The Chicken
por Roth Whiteforest Seg Fev 27, 2017 2:25 pm

» [RP Fechada, flashback] You only live once
por Cory Silversun Seg Fev 27, 2017 1:37 am

» [RP fechada | Flashback] Old man, poor man
por Masamune Tsubakein Dom Fev 26, 2017 10:39 am

» [RP FECHADA] I Put a Spell on You
por Quinn Elijah Flowers Dom Fev 26, 2017 6:02 am

» [RP FECHADA] Flashback — running through the fire
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 5:12 pm

» [RP Fechada] Mirror of the Destiny, can you show me...? ~ Flashback
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 4:51 pm

» Premiações [Fevereiro]
por Anole Tallhart Sab Fev 25, 2017 4:16 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:20 pm

» [RP ABERTA] Mademoiselle Marchand
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:12 pm

» [RP FECHADA] O dever de um Lord #1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:08 pm

» [RP FECHADA] Recomeço
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:56 am

» [RP FECHADA - FLASHBACK] forget it
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:49 am

» Atualizações Específicas
por Roth Whiteforest Sab Fev 25, 2017 10:57 am

» [RP Fechada] Bring Me Virgins
por Dennis Braund Sab Fev 25, 2017 2:45 am

» [TREINO] Black Warrior
por Alice Targaryen Sex Fev 24, 2017 4:59 pm

» [RP ABERTA] Dance Of The Druids
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 2:02 pm

» [FP] Hew Tyrell
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 12:41 pm

» Solicitação de Conquistas
por R'hllor Qui Fev 23, 2017 11:42 pm

» [RP Fechada] The precise attack
por James Lannister Qui Fev 23, 2017 11:03 pm

» [FP] Desmond Targaryen
por Desmond Targaryen I Qua Fev 22, 2017 5:21 pm

» Quest Narrada - Uma transa de matar
por Narrador Qua Fev 22, 2017 1:36 pm

» RP FECHADA - Win or Die
por Drywn Graceford Ter Fev 21, 2017 1:01 am

» [RP Fechada/Flashback] Do not go, my dear
por Alannys Ashford Seg Fev 20, 2017 11:24 pm

» [RP Fechada] The witch and the prostitute
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 10:35 pm

» Quest narrada - Uma nova tarefa
por Alaric Umber Seg Fev 20, 2017 10:25 pm

» Quest narrada - O dia de amanhã
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 9:42 pm

» Quest Narrada - Onde se separa a menina da mulher
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:13 pm

» Quest Narrada - Sérios problemas
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:09 pm

» Moderação de tópicos
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:46 pm

» [RP fechada - Flashback] - The water hears and understands
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:44 pm

» RP Fechada - Mercy
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 2:24 pm

» [RP FECHADA] Reading until dawn
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 1:22 pm

» [Dungeon] Frozen Treasure - Inscrições
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 12:01 am

» [RP FECHADA] Um novo homem [+18]
por Elizabeth Tyrell Dom Fev 19, 2017 11:09 pm

» [RP FECHADA] PREFÁCIO — Disturbing nights
por Dorian Mormont Dom Fev 19, 2017 10:40 pm

» [RP Fechada] A Beautiful Day to Walk
por James Lannister Dom Fev 19, 2017 5:20 pm

» [Quest One Post] Careful, child
por The Maiden Made of Light Sab Fev 18, 2017 11:02 pm

» RP fechada - Aquecimento de inverno
por The Old Gods Sab Fev 18, 2017 5:32 pm

» [RP Fechada] Moment Between Sisters
por Leana Targaryen Sab Fev 18, 2017 1:23 pm

» [RP FECHADA] THE BEAST INSIDE
por The Black Goat of Qohor Sab Fev 18, 2017 1:01 pm

» [RP Fechada] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 7:54 pm

» [RP Fechada - Flashback] Try Again
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:58 pm

» [RP Fechada/flashback] The golden age
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:46 pm

» [RP Fechada - Flashback] Only policy
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:22 pm

» [FP] Ambrose, Garth.
por The Maiden Made of Light Sex Fev 17, 2017 3:32 am

» [RP Fechada] House of Memories
por Elyria Arryn Sex Fev 17, 2017 1:27 am

» [Dados] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 12:35 am

» [RP Fechada] Red lips always lie
por Layna de Braavos Qui Fev 16, 2017 9:53 pm

» [RP Fechada] Ascensão
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 7:36 pm

» [RP Fechada] Jobbery.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:45 pm

» [RP Fechada] Fallin Apart
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:41 pm

» [RP Fechada] Bastard... and Mastermind.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 5:44 pm

» [FP] Lancelyn Wyl (EM CONSTRUÇÂO)
por Lancelyn Qui Fev 16, 2017 5:24 pm

» [RP FECHADA] Snowed woods
por Alaric Umber Qua Fev 15, 2017 11:07 pm

» [Quest Narrada] Murder
por Narrador Qua Fev 15, 2017 10:44 pm

» [RP FECHADA +18] Lose It
por Terry Ashford Qua Fev 15, 2017 10:31 pm

» [RP Flash. +18] — She knows what I think about
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 8:29 pm

» [Rp Fechada] Oloko
por Eustass Kid Qua Fev 15, 2017 8:17 pm

» [RP Aberta] A Agonia dos Corvos
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 7:57 pm

» [RP Fechada] Lift Now
por Memphis Greyjoy Qua Fev 15, 2017 4:22 pm

» [RP FECHADA] Girls and knives, good brides
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 4:02 pm

» [RP FECHADA] O Conselheiro da Fortaleza De Águas Claras.
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 3:49 pm

» Promoção: Convide seus amigos
por James Lannister Qua Fev 15, 2017 11:40 am

» [Quest Narrada] The father's bones
por The Maiden Made of Light Qua Fev 15, 2017 7:12 am

» Quest narrada - Bravo?
por Lorien Hill Qua Fev 15, 2017 6:56 am

» Quest Narrada - Sussurros
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:23 pm

» [Quest Narrada] O satã
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:15 pm

" />

RP [FECHADA]Flashback. Urso mole em torres duras, tanto bate até que fura

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Urso mole em torres duras, tanto bate até que fura
Esta é uma RP fechada, participando dela estão Dorian Mormont, Ramsay Frey e Varyan *sobrenome difícil*. Ela começa com o post de Dorian. Essa RP acontece alguns dias depois da reunião nortenha. É uma tarde nublada e fria como qualquer outra do inverno. Ramsay acabara de chegar a ilha sem ter mandado nem uma carta explicando. Esta com alguns poucos guardas, aguardando o lorde urso enquanto canta em voz alta a música da mulher do Dornês.



avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma visita
inesperada, mas bem-vinda



O tinir do aço era alto para quem estava do lado de fora da fortaleza Mormont. Mas aos que estavam dentro, assistiam um duelo incrível. Dorian Mormont, contra três de seus melhores homens, Joshua, e os Irmãos Jorge e Molron, gêmeos.
 
Dorian estava com uma espada longa nas mãos, naquele instante, combatendo a pressão de outra espada longa, essa forçada por Joshua, um jovem loiro de olhos claros que era uma cabeça mais baixa que Dorian. Joshua deveria ter cerca de dezoito a dezenove anos, e era forte como o lorde... Quando tinha aquela idade, claro. Mas naquela altura, os braços de Joshua tremiam enquanto ele forçava sua arma contra Dorian, que, estrategicamente, havia deixado as lâminas travas quase nas alturas dos cabos. Isso facilitava ao Mormont sustentar o peso da espada. Quanto mais próximo da ponta fosse a pressão, mais difícil era de sustentar. Algo que o Mormont aprendeu treinando.
 
Mas, quando se deu conta, os dois irmãos vieram pelos flancos de Dorian em perigosas estocadas. O Mormont, ágil como sempre, saltou para trás,  fazendo as espadas dos dois rapazes trombarem umas nas outras, tinindo alto. Jorge a esquerda de Dorian, Molron à direita. Ambos idênticos, sem tirar nem por rapazes de cabelos castanhos ondulados e olhos amendoados. Belos e fortes, mesmo sendo dois anos mais jovens que Joshua, eram tão fortes quanto. Podia se dizer que Josh era mais estratégica, e os meninos, mais... Energéticos.
 
Porém, Jorge, dos dois, era o mais impulsivo, e avançou na direção de Dorian em um ataque poderoso na horizontal, vindo da esquerda para a direita. Ele usava uma espada mais curta do que a de Dorian. Veloz, o Mormont recuou sua própria espada, movendo-a para esquerda, aparando o golpe do jovem Jorge ali.
 
Molron, porém, se apoiando na oportunidade do irmão, tentou vir com uma estocada na linha de cintura de Dorian. Jovens e inexperientes, mal notaram que os olhos do lorde já varria toda a região, notando que Joshua havia sumido, possivelmente flanqueando o lorde para pega-lo pelas costas. E então, era hora de agir com um pouco mais de fervor.
 
Molron estaria a cerca de três a dois segundos de atingir Dorian. Como ele sabia? Molron ainda precisava de mais um passo para ter alcance com sua espada curta. Foi assim que Dorian deixou sua espada longa se deitar sobre a espada de Jorge, que, pesando ao extremo, fez o jovem usar as duas mãos para sustentar o peso da espada do Lorde. Aproveitando deste apoio que aliviava os braços de Dorian do peso, ele puxou um golpe horizontal, da esquerda para direita.
 
Assustado, Jorge pulou para trás, gritando o nome do irmão — Que espantado, cancelou a estocada e também saltou em recuo. Então o golpe de Dorian iria passar ao vento? Não. Algo mais perigoso vinha a suas costas.
 
Joshua estava preparando um corte horizontal com sua espada longa, e o Mormont ainda estava concluindo o movimento do corte da espada horizontal. Mas um pequeno detalhe, que fez alguns dos guardas sussurrarem: Dorian estava girando o pulso, e adaptando a posição das mãos para que elas não se cruzassem, enquanto guiava a espada como alguém que joga um casaco por cima dos ombros; e desta forma, a espada longa de Dorian se tornou um fio de aço na vertical, protegendo suas costas, onde a espada de Joshua bateu e o aço tiniu mais uma vez.
 
Os jovens perderam o ar, Dorian por sua vez, também já estava sem, brevemente cansado. Mas a surpresa durou pouco, pois Joshua gritou ‘ AGORA! ‘ e os gêmeos acordaram. Primeiro Molron, avançando com a espada em um corte horizontal. Dorian reagiu. Urrou pela força que usou, mas conseguiu trazer a espada, de suas costas, em um poderoso golpe vertical: Este que poderia ser usado na cabeça do jovem escudeiro, ceifando sua vida, mas claro que o lorde não faria isso, e direcionou para a espada, que com o impacto da espada longa somada a força de Dorian, simplesmente saltou da mão do rapaz diretamente para o chão. A espada de Dorian, por sua vez, bateu com a ponta no chão e travou ali.
 
E assim a batalha se findou. Jorge avançou, apoiando a ponta da espada na altura do coração do lorde, e Joshua se provou mais uma vez astuto, mesmo que após ter sua guarda quebrada, ele abandonou a espada longa no chão, puxou um punhal de algum local de suas vestes e apoiou na garganta de Dorian. Todos arfavam, Molron, massageava a mão, e após a bela exibição do treino daqueles nortenhos, alguns que assistiram aplaudiram, e Dorian só passou a rir.
 
Pois é, vocês ainda me vencem usando este trambolho. — Se referia a espada longa. — Mas com minhas duas espadas, eu teria vencido vocês.
 
Joshua soltou um ‘ É claro, milorde. ‘ em um tom brincalhão e debochado. Os gêmeos riram. Dorian riu. Empurrou o jovem loiro, que acabou por soltar um riso também. Eram amigos, sem duvida. Mas um batedor se aproximou veloz. Desceu de seu cavalo, e sussurrou aos ouvidos de Dorian sobre a presença do lorde Frey.
 
 
Sabe, das Gemeas até a ilha do Urso é uma gigantesca viagem. E isso é algo que Dorian respeitava. Por conta disso, ordenou que buscassem seu manto. Arrancou a espada longa da terra, e Joshua trouxe um pano para limpar a brilhosa lâmina do lorde, que levou a espada para a bainha. Era um pouco maior do que as armas comuns de Dorian, estas que também estavam presas no mesmo cinto de armas, preso sobre o tabardo de Dorian.
 
O manto do Urso era belo, com a pelugem do urso negro caçado servindo com uma proteção exemplar ao redor do pescoço do Mormont, e no centro das costas de Dorian o símbolo da casa Mormont ali, desenhado na pele do animal que compunha a vestimenta.
 
Trouxeram então o corcel de Dorian, aquele enorme animal que quase sempre estava inquieto e preparado para uma batalha. O Mormont montou, os rapazes correram para buscar suas montarias, se aproximaram de Dorian, e assim partiram, com algumas dezenas de guardas seguindo o lorde logo após que cruzaram os portões da fortaleza.
 
 
 
 
 
Quando finalmente se aproximava do Caís, Dorian podia escutar uma voz mais alta do que as outras, e uma voz que ele já ouviu. Era Ramsay, a cantarolar uma desconhecida cantiga para o Nortenho.
 
Os homens Mormont formaram um grande U, abraçando os homens que faziam a companhia do Frey, e deixando Dorian, ainda montado, praticamente frente a frente com o lorde que já tivera o prazer de conhecer antes.
 
Ramsay! A muito que me devia está visita, de fato. Mas não esperava que fosse esperar a chegada do cruel inverno para que isso acontecesse. Ao que devo a honra de sua visita? — Fez uma pausa, ao notar que o companheiro não estava montado. — Raios, que falta de educação a minha. Joshua, busque um cavalo para o lorde Ramsay. Certifique-se que seja um dos melhores.
 
“ Sim, milorde! “ Respondeu o rapaz, que veloz, disparou com sua própria montaria para ir buscar um cavalo para Ramsay. Educado, Dorian desmontou do seu, se aproximou do sulista e lhe estendeu a mão, como um igual, em busca de um firme aperto de mãos. Estaria Dorian agindo de maneira debochada ou falsa? Fingindo ‘alegria’ com a presença de Ramsay? Ou de fato era uma visita inesperada, porém bem-vinda? Alguns dos homens Mormont olhavam para seu lorde com estranheza, pois sabiam que Dorian conhecia o lorde Frey, mas esperavam que o Urso tivesse algum ressentimentos pelos velhos acontecimentos que existiram no passado. Mas Dorian era um adepto a novos tempos, e visando isso, sem duvida, Ramsay era uma bem-vinda visita inesperada. Ainda mais bem-vinda pelo fato de estar com um pequeno numero de homens.
 
 
Treino:
Espada Longa
 
  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Visita
______________________________________________________________________________________
Mulher do Dornês
______________________________________________________________________________________




A cavalgada estava sendo longa, longa demais para o pobre Ramsay. Paravam o mínimo de vezes possível e só depois que saíram das terras fluviais. Os rebeldes ainda atacavam indiscriminadamente a espera de que algum dos Tully criassem culhões e os matassem logo, ou fossem mortos por eles, algo que o Frey sabia ser quase impossível de acontecer.
- A mulher do dornês era bela como o sol
e seus beijos, quentes como a primavera.
Mas a espada do dornês era feita de aço negro
e o seu beijo, a mordia de uma fera.
A mulher do dornês cantava no banho,
numa voz que era pêssego doce. -


Ramsay acompanhava a voz de seus homens em uma cantoria plena e divertida, vez ou outra ele e seus soldados riam ao chegar no melhor refrão da música. Suas vozes altas abafando o som dos cacos dos cavalos batendo contra a neve e as vezes até mesmo fazendo o jovem lorde esquecer das feridas que começavam a se abrir em suas pernas e coxas, lembrando-o de sua inexperiência com o cavalo. As vezes até mesmo era recebido por algumas piadas inocentes e um pouco descabidas dos homens ao perder momentaneamente o controle de seu cavalo. Por sorte deles, o Frey também se divertia com aquilo, deixava a viajem menos tensa e mais prazerosa do que realmente o era, por isso ele sempre lhes dava essa liberdade.

Mas a espada do dornês tinha a sua canção,
e mordia como se sanguessuga fosse.
Jazendo no chão, rodeado de escuridão,
seu sangue ele saboreou,
Os irmãos se ajoelharam e rezaram uma oração,
e ele sorriu e ele riu e cantou,
"Irmãos, oh irmãos, os meus dias estão no fim,
o dornês minha vida desfez,
Mas que importa, não há homem que não tenha de morrer,
e eu provei a mulher do dornês!"  


Agora o Frey cantava sozinho, seus homens eram cercados pelos nortenhos enquanto Ramsay distraidamente desmontava de seu cavalo e continuava a cantarolar o último verso da música, mais e mais até que Dorian finalmente chegasse, cessando assim a cantoria do alegre e inexplicavelmente divertido Frey. - Não. - Respondeu ao ver a mão estendida do lorde Nortenho e inconsequentemente puxou o velho para um abraço forte entre os dois, talvez despertando olhares curiosos e preocupados dos soldados dele, não que o Frey se importasse. Naquele dia, sua personalidade alegre era felizmente a que predominava.

- Você sabe como é... Tava sem fazer nada. Acabei por engravidar uma mulher a qual vou tomar como esposa... Então pensei comigo mesmo, por que não esbanjar alegria na casa do único nortenho que não cospe no chão ao me ver passar? - Ramsay sorriu, um sorriso sincero e divertido antes que em resposta alguém cuspisse no chão, não sabia quem havia sido, talvez até um de seus homens por mero acaso, mas aquilo desmanchou o sorriso do lorde por alguns instantes. - Bem... Não sou tão forte quanto o grande urso, então a viagem acabou comigo. Quero andar um pouco, se importa?

Habilidade treinada:
Equitação

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma visita
inesperada, mas bem-vinda



Dorian não ouviu praticamente nada da música, ao menos, não da letra. Só da melodia. Parecia o tipo de música debochada que faz homens rirem quando bêbados e inconsequentes. Não era o tipo de cantoria de Dorian, e isso não importava.
 
Recebeu o abraço do Frey, e em momento algum recusou de retribui-lo. Ao ouvir a cuspidela, a carranca de Dorian foi tamanha que o sumir do sorriso de Ramsay seria a menor das preocupações. Tanto dos soldados de Dorian, quanto dos próprios soldados do Frey. Afinal, Dorian era uma cabeça mais alto do que o homem mais alto entre eles. Isso fazia de Dorian o mais alto entre todos. E isso já era suficiente para intimidar, além do fato das noticias correrem rápido de como Dorian era assustador em combate.
 
Ouviu então, o pedido de Ramsay para uma caminhada. Não seria problema, apesar de ser uma caminha um tanto longa.
 
Se prefere assim, sem problemas. Deixe seus homens repousando no navio, enquanto os meus vão preparar aposentos decentes. Está seguro comigo.  — Com um gesto da mão, os gêmeos sabiam que eram pra se despachar dos cavalos. E assim começou o processo, enquanto Dorian, demonstrando uma confiança exemplar ao Frey, iria caminhar com ele tranquilamente por suas ruas em direção a fortaleza. Nenhum dos dois com comitivas. Não era necessário proteções quando não iriam se atacar.  — Engravidou uma mulher que vai tomar como esposa? Achei que seu negócio era jardinagem.
 
Existia um claro tom de brincadeira na voz de Dorian. Um deboche, mas não do tipo que buscava humilhação. Mas sim, o que você usa com um amigo a qual entenderá que aquilo era apenas para descontrair.
 
Devo lhe dizer que repeti sua técnica de julgamento na muralha, a algumas luas atrás. Um líder selvagem.  — Comentou, ao se lembrar do ocorrido. — Mas temo dizer que mesmo que minha decisão tenha sido de assustar, os homens ainda temiam mais o lorde comandante. Aquele homem causa calafrios.
 
A ilha do urso era um lugar animado. Crianças corriam próximas de Dorian, algumas poucas até se aproximavam dele e abraçavam sua perna, gritando “Dori!”. O Mormont se ocupava apenas em rir, acariciar os cabelos, trocar algumas palavras e depois se desculpar com o Frey pelas pequenas pausas. Ninguém, entre os civis, se ocupava em saber quem era que Dorian estava levando a seu salão. Confiavam em seu senhor. Amavam e respeitavam suas decisões. Mas os guardas que eram vistos pela cidade, olhavam para Ramsay com certo receio. Não chegava a ser nojo, ou desdém. Mas, receio. Receio de que Dorian pudesse ser enganado. O receio de um povo que ama seu lorde e teme a presença do que um dia já foi uma ameaça no passado.
 
  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caminhada
______________________________________________________________________________________
Conversa de amigos
______________________________________________________________________________________




Dorian parecia descontraído ao lado de Ramsay, o que por sua vez fez o Frey dar algumas boas risadas enquanto caminhavam. - Você sabe... Minha esposa é realmente incrível. Era uma mercenária e assassina, provavelmente tentando me enganar para me matar, mas bastou algumas noites violentando-a para que ela engravidasse e ficasse um pouco mais dócil. - O Frey sorriu, não ligando para o fato de que o velho lorde provavelmente o repreenderia por isso. - Eu acho que a amo, mesmo que não tenha certeza se seria morto enquanto durmo. - Falou por fim, caminhando ao lado do lorde Urso pela estrada.

O lugar parecia alegre, e para onde quer que olhasse era possível ver uma quantidade imensa de pessoas andando pra la e pra cá, algo bem similar ás vilas que cercavam o território do homem. Dorian logo voltou a falar, provocando um sorriso nos lábios do Frey a medida que andava, este sorriso morreu imediatamente quando o jovem lorde ouviu sobre o comandante da patrulha, o mesmo que Tristan descaradamente assumiu como filho e herdeiro.

- Meu pai me contava histórias sobre os grandes Outros, sabe... Antes que os antigos rebeldes que matei o emboscasse. Quando eu era pequeno, era um garotinho medroso e maltratado, por isso odiava histórias assustadoras. - Relembrou, um sorriso triste se formando nos lábios do homem antes que ele voltasse a sorrir para Dorian. - Ele falou sobre essas criaturas. Disse que eram mortos que andavam e lhe arrastavam para o inferno. Disse que o inverno vinha com eles. Que apenas sua presença era o bastante para dar calafrios ao mais forte dos homens. Por algum motivo foi isso que senti na presença do desertor da patrulha. Algo nele faz com que eu tenha certeza de nunca admitir sua estadia em minha casa.

Foi só nesse momento que o jovem Frey notara que estava um tanto quanto sombrio, dessa vez forçando um sorriso para acabar com o clima. - Posso estar exagerando. Minhas plantas estão morrendo e os corpos congelados são péssimos adubos. Estou meio irritado. - Ele tinha de dar passadas mais longas que as normais para acompanhar o nortenho, fazendo com que ele se sentisse menor do que realmente era, mas isso era bom, exercício fazia maravilhas no frio.

Habilidade treinada:
Magia e oculto

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.



avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma visita
inesperada, mas bem-vinda



Uma mercenária assassina e fria que possivelmente mataria enquanto dorme, repentinamente, vira sua esposa. Em toda Westeros Dorian acharia aquilo um absurdo. Mas com Ramsay? Olha, com Ramsay, isso é muito mais do que possível — É uma linda história de amor. Mas indiferente disso, ia repreende-lo, até ouvir dizer que talvez a ame. Dorian se casou com uma mulher que ele chamou de filha. Quem era ele para falar alguma coisa? Naquele instante, o Nortenho chegou a pensar que ‘toda forma de amor é valida, se de fato houver amor, e não dor.’ Se esquecendo da parte das ‘noites de abuso’.
Bem. Pelo menos, você está sentindo o amor. Digo, é algo bom, entende? Espere até vir a paternidade, é ótimo também. — Isso o fez recordar, não havia contado a Ramsay que havia se tornado pai.   — Aliás, nem te contei, não é? Tenho dois filhos. Uma garota e um garoto. São minhas melhores jóias.  
 
Melkor Sn..Stark. Melkor Stark. Um homem a qual o inverno o cerca, e isso, ensinou Dorian a temê-lo. Ouvia o que Ramsay falava. Lamentou pelo falecido Frey, que Dorian esperava no intimo, que tivesse o melhor do filho, sem a loucura que o garoto possui. Seria um bom homem. Imaginar um pequeno Ramsay ouvindo histórias de apavorar, deu certa sensação de compaixão da parte de Dorian. Afinal, Frey ou não, era um humano, e isso disparou algo na mente de Dorian. Ramsay ganhava um espaço não mais como lorde, mas como pessoa, e talvez amigo. Dorian havia conhecido algo mais sobre ele.
 
Mas as palavras continuaram. Mortos que te arrastavam para o inferno. Matar o vivo era simples. Ele morre, e permanece morto. Mate um morto, e ele vai se erguer de novo, afinal, já está morto. As faces dos homens que Dorian já matou vieram a sua mente, e por um instante, o corpo do urso tremeu por baixo de suas vestes. O couro de suas luvas rangeu enquanto ele apertava o cabo de sua espada na linha de cintura, buscando certa segurança. Um detalhe que o barulho dos passos não permitiria Ramsay perceber.
 
Calafrios frente aos caminhantes. “ Por acaso foi isso que senti na frente do desertor. “ Melkor não desertou para ir até a Reunião, mas... Dorian sentiu aquele calafrio antes. Ao apertar a mão daquele homem na muralha. “ Nunca aceita-lo em minha casa. “ Por um instante o Mormont pensou consigo mesmo. ”E se não tivermos escolha em recebe-lo ou não? Afinal, o inverno já chegou. “ Mas nada comentou.
 
Então, ouviu-o tentar quebrar o gelo com a breve piada. Isso foi bom, retirou Dorian de onde estava. Frente a frente com um Caminhante vestido de Patrulheiro, que fazia Dorian tremer como uma criança com frio. O Mormont sorriu, enquanto ambos começavam a caminhada que se dava na subida que daria acesso aos portões da fortaleza, que ficavam sobre um pequeno monte.
 
Sinto muito pelas plantas, nem tanto pelos corpos.  — Foi um trocadilho, uma brincadeira. Não sentia nem pelas plantas, nem pelos mortos. Eram coisas sem peso ou valor, que Ramsay resolveria de alguma maneira, e ele sabia disso. .  — Mas o inverno chegou. Agradeça pelo menos o corpo congelado não se levantar.
  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Visita
______________________________________________________________________________________
Papeando
______________________________________________________________________________________




Ramsay encarou Dorian com as sobrancelhas arqueadas, não conseguindo imaginar nada além de dois pequenos, selvagens e perigosos correndo pela ilha e tirando todos do sério. A imagem era tão divertida quanto preocupando aos olhos do Frey. - E com quem você casou, velho urso? - Perguntou, provavelmente pela primeira vez interessado na vida pessoal de alguém que não fosse de sua família. O inverno era perigoso, assim como Dorian falava e era nessas horas que mais precisavam se unir. No entanto, o último comentário do velho Mormont arrancou uma risada do Frey, que ignorando os olhares fixos nos dois deu um tapa leve no ombro do homem. - Droga, Dorian, assim tu vai acabar me fazendo queimar os prisioneiros. - Brincou sobre evitar a ressurreição dos mortos em suas terras.

- As coisas aqui parecem estar verdadeiramente agitadas, até mesmo em minhas terras, algumas dezenas de nortenhos apareceram querendo abrigo, da para acreditar nisso? - Ramsay mentiu, uma vez que ele havia feito de tudo para que os fugitivos do inverno tivessem um lugar bom para morar e assinm ficasse agradecidos ás obras do jovem Frey. - Construir três vilas em minhas terras para acomodar todos os viajantes, mas temo que talvez, em um futuro distante possa vir a falta comida. -Expressou a mais leve de suas preocupações. A economia nas gêmeas estava se recuperando rápido para tempos como aqueles, mas logo adentro na floresta tinham os rebeldes, um ataque bem concentrado deles e Ramsay perderia anos de alimentos.

- Não á muitos pescadores entre os que vierem atrás de mim, temo também que meu compatriotas poderiam cobrar mais que o justo por comida extra, então foi com essa preocupação que vim falar com você. - Mentiu, uma vez que a ideia de formar uma aliança econômica com Dorian havia lhe passado na mente apenas naquele momento. - Tem minha palavra que receberá todo o dinheiro para as mercadorias que puder me entregar mais no futuro, caso aja a necessidade de tal, assim como contaria com minha ajuda no mesmo, o que acha? - Ramsay teria esperado uma resposta, isso ia ser o mais diplomático e respeitoso a se fazer, mas quando chegaram no castelo e ele percebeu que o mesmo estava sendo reconstruído em um forte de pedra, soube que os gastos ali estavam sendo altos. Quase que imediatamente começou a calcular tudo aquilo em sua cabeça, mão de obra, materiais, alimentos para manter os construtores, ajudantes... Era difícil acreditar que os Mormont tinham tanto dinheiro para gastar. - Belo trabalho.


Habilidade treinada:
Matemática e economia

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.



avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Número e lucro
patrimônio e segurança



A caminhada lentamente chegava a seu fim. O som das carroçar puxando grandes pedaços de pedra começava a surgir, e os olhares que passavam a Dorian um cansaço de ter que imaginar como as pessoas eram rancorosas, passava. Então, ouviu a pergunta de Ramsay sobre sua família, e aquilo o fez sorrir. Então o Lorde realmente passava um ar de amizade para Dorian, não apenas de interesses, isso era muito bom.  — Nanien Breaver, uma das minhas antigas espadas Ajuramentadas. Hoje, é minha esposa. — E pouco depois, se queixou sobre os mortos. O Mormont apenas riu e concluiu: — É um método que pretendo adotar.
 
A caminha persistia por mais um pouco, estavam na metade da ladeira, o forte já se erguia ao céu, ao menos, as torres e a muralha de madeira. Não era lá tão alta assim, três a quatro Dorian’s para o alto, possivelmente. E a torres, uns cinco ou seis. Valendo um média de erro de 8~16 cm’s. Era uma boa muralha, e boas torres. Analisando isso, Dorian se recorda quando fez a sondagem por ali e se orgulhou do solo abaixo do castelo ser extremamente forte. Talvez seus antepassados quando construíram, montaram ele firme sobre, quem sabe, alguma enorme rocha que existia naquela colina. Porém, a voz do Frey tirou a mente de Dorian daqueles pequenos cálculos de sua própria fortaleza. — Fugitivos? A covardia mora no coração de todo homem, e nem todos escolhem ser valentes. Isso não me impressiona.
 
“Milordes!” avisou um homem que passava com uma carroça com grandes pedras lisas e trabalhadas. Dorian parou a caminhada para que o construtor passasse. Estavam primeiro trabalhando na muralha, trazendo para perto grandes pedaços de pedra e deixando a postos para começar a reforma. Já existia muitos montes de largas e longas pedras, pedras capazes de dar uma belo trabalho a uma catapulta. Dorian queria, após montar a muralha, transformar o portão em uma entrada de ponte levadiça, e cavar um bom foço ao redor do castelo. Isso dificulta a invasão das muralhas por meio de escadas.
 
Construção de vilas, me diz? A alguns anos atrás, minhas terras foram atacadas por selvagens. Incendiaram boa parte dessa minha pequena cidade. Eu respondi com sangue e esforço. Eu diria que a Ilha expandiu em população e casos, mas, convenhamos, eu tenho material pra isso. E graças a minha aliança com Vaufreixo, tenho mantido meus armazéns lotados. Até produzimos pães nos moinhos, algo não muito comum aqui na ilha. Não somos os Stark’s que possui os jardins de vidro. Comida será sempre um problema onde tem muita pessoa.
 
A conversa prosseguiu, mas agora, Dorian e Ramsay caminhavam na direção do portão. Já era visível os andaimes sendo preparados, novas toras de madeira para auxiliar as colunas de pedra pelo lado de dentro. Logo mais a reforma iria iniciar. E Dorian não pararia por aí. Pretendia acrescentar balestras no topo das torres. E a torre logo abaixo ter uma sala oca. Uma torre coberta, em resumo. Os arqueiros se recuperarem lá, enquanto algum valente atira das balestras em busca de se livrar das armas de cerco do oponente. Os ouvidos de Dorian continuavam atentos no que Ramsay falava, apesar da mente estar trabalhando em todo o desenho de como a muralha iria ficar, sem nem pensar na parte interna ainda. E também, na parte do bolso... E foi bem onde Ramsay tocou. — Acho benéfico dos dois lados. Vamos entrar e olhar nos mapas como funcionaria o transporte dos peixes, pois é o que posso te oferecer por um baixo preço. Frutas, entre algumas outras iguarias que consigo de Vaufreixo, ficaria um pouco mais caro por eu também pagar para um outro fornecedor. Vamos, vamos entrar.  
 
E após dizer isso, rumou para dentro do portão.
 
 
Treino:
Engenharia
  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Caça
______________________________________________________________________________________
A caverna do urso
______________________________________________________________________________________




Ramsay arqueio a sobrancelha brevemente ao ouvir a declaração de Dorian sobre sua esposa. Parece que não era apenas o Frey que tinha um desejo incomum por mulheres que o serviam, mas ele mesmo resolveu não comentar nada, pensando talvez que a intimidade dos dois não era tanta para tais brincadeiras relacionadas á família, um assunto que para o Frey era mais sério que qualquer outra coisa. Até mesmo quando o Frey contou sobre os moradores do Norte imigrando, Dorian o surpreendeu, mostrando aversão ao invés de consideração por aqueles homens. Se ia manter um relacionamento político com esse seu, talvez novo amigo estranho, teria de aprender mais sobre ele, saber ao ponto de que o urso se torne previsível aos olhos do lorde.

Por um momento ele pensou que Dorian não estivesse mais lhe escutando, o mesmo absorto demais em algo relacionado á muralha, talvez calculando quanto de seu bolso ela iria tirar, e isso era bom, sabendo que os Mormonts não eram tão ricos quanto sua casa e o tanto que teriam de desembolsar para as construções... Animou o Frey sobre as próximas negociações por comida. Foi mencionada frutas e outras coisas, mas isso nas Fluviais tinha em abundancia, e o frio as conservaria por um bom tempo, tornando desnecessária a compra de tais, mas o peixe lhe interessava, muitos benefícios que a carne vermelha não tinha, além de um gosto diferenciado.

Antes que percebesse estava sendo convidado para dentro do castelo do Mormont, algo que ele aceitou de bom grado, se apressando para dentro enquanto ouvia as palavras do dono do lugar. - Exatamente, creio que posso mandar alguns guardas em uma rota segura buscar os peixes, além de que já tenho dois navios e talvez acabe precisando apenas de licença para pescar em lugares bons que o senhor pode indicar, claro que pagarei bem para que não haja problemas. - O Frey negociava, já pensando em baixar proporcionalmente os custos daquela negociação.

Habilidade treinada:
Politica

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avaliação de treino de habilidade

dorian mormont

Parabéns, Dorian, mas um ótimo treino!


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 26% de experiência pelo atributo de inteligência com 9 pontos
- 35% de experiência por ter a habilidade no nível 6
+ 7% de experiência pelo dote inicial

Recompensas
+ 91 pontos de experiência em ENGENHARIA
avatar
Imagem : What is dead may never die, but rises again, harder and stronger.
Mensagens : 116
Nome do jogador : David
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : -
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Quem é
você



O lado de dentro era bem aconchegante. Quente, muitas servas se espalharam com a entrada do lorde e seu visitante. Eram todas jovens e formosas, Ramsay poderia notar rápido por um simples olhar. Mas em questão de segundos, ficou apenas homens; Joshua, um par de gêmeos, entre alguns outros.
 
Dorian foi direto para seu assento, e ofereceu um a seu lado direito.
 —  Vamos lá. Explane suas ideias.  
  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

   
Avaliação de treino de habilidade

Ramsay Frey

   
Ramsay, busque não descrever apenas superficialmente algo e marcar como um treino. Um treino deve ser mais aprofundado, mostrar aprendizado do personagem ou aplicação do que ele sabe. Fazer uma descrição de uma ação não é um treino. Sendo assim, não considero como suficiente para um treino de Equitação.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (0/40)
   + Estrutura e Coesão (0/30)
   + Enredo e Criatividade (0/20)
   + Ortografia e Organização (0/10)

   
Total (0/100)
   


   + 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
   + 10% de experiência por ter a habilidade no nível 0

   
Recompensas
   
+ 0 pontos de experiência em Equitação
   
Avaliação de treino de habilidade

Ramsay Frey

   
Como dessa vez aprofundou um pouco a descrição, considerarei um treino. Ainda assim achei a escrita um tanto confusa e contendo erros ortográficos. Para ser um bom treino, seria necessário que aprofundasse muito mais. Esforça-te!

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (10/40)
   + Estrutura e Coesão (10/30)
   + Enredo e Criatividade (10/20)
   + Ortografia e Organização (7/10)

   
Total (37/100)
   


   + 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
   - 10% de experiência por ter a habilidade no nível 2

   
Recompensas
   
+ 40 pontos de experiência em Magia e Oculto

   
Avaliação de treino de habilidade

Ramsay Frey

   
Novamente o treino não possuiu a profundidade necessária. Apenas se citou superficialmente os pensamentos sobre economia. Ao invés de "Quase que imediatamente começou a calcular tudo aquilo em sua cabeça, mão de obra, materiais, alimentos para manter os construtores, ajudantes...", seria interessante que desenvolvesse mais para que de fato pudesse ser um real treinamento. Sendo assim, não considero como suficiente para um treino de Economia e Matemática.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (0/40)
   + Estrutura e Coesão (0/30)
   + Enredo e Criatividade (0/20)
   + Ortografia e Organização (0/10)

   
Total (0/100)
   


   + 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
   - 45% de experiência por ter a habilidade no nível 7

   
Recompensas
   
+ 0 pontos de experiência em Economia e Matemática





avatar
Imagem : Rhllor is the source of all good (Melisandre)
Mensagens : 271
Nome do jogador : Moita
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Deuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Reunião de homens
______________________________________________________________________________________
Não, não é orgia gay
______________________________________________________________________________________







Ramsay sentou-se confortavelmente ao lado do lorde Dorian quando o mesmo ofereceu. Um sorriso quase divertido brincando nos lábios do jovem ao ter a autorização para levar os negócios adiante. Gostava de Dorian, sabia que ele era honrado e provavelmente o único lorde a ter algum respeito pelo Frey, mas mais do que isso, ele era influente, e poderoso. Se conseguisse que aquele homem viesse para o seu lado, então não haveria muitas preocupações em sua subida de volta ao poder. Não tinha meios militares para fazer o que pretendia, mas talvez, se conseguisse uma boa aliança politica com Dorian, a honra do homem poderia vir a obrigar que ele viesse em seu auxilio quando necessário.

- Na verdade vim aqui lhe pedir uma parceria. Tens mais riquezas e recurso do que minhas terras devido a punição que minha família sofre, tenho de admitir. - Mentiu, não deixando margens para duvidas quanto a maior parte do ouro que ele desviava dos impostos aos Tully. - Preciso de você, amigo. Não por realmente passar fome agora, mas por que podemos vir a passar no futuro. Conhece a irmandade sem bandeiras? São um exército que vem saqueando e matando indiscriminadamente sob o comando de um traidor. - Ramsay falou com certo nojo na voz. Tudo que ele sabia da irmandade era o que alguns espiões lhe contavam ou o que o próprio povo espalhava. - Meu povo esta com medo que eles sejam os próximos e não tenho homens o bastante para caçar esses criminosos.

O Frey estava sendo bom em rodear o assunto, primeiro falando de suas enfermidades, fazendo Dorian pensar que ele precisava do urso, o que era realmente verdade. Isso deixaria ele em desvantagem na negociação, mas era necessário para pelo menos chamar a atenção do homem. As vezes um bom lorde tem de abrir mão do orgulho para formar alianças vantajosas. - Os Tully estão ocupados demais me ignorando para pensarem em alguma estratégia. - Tentou afastar o desgosto na voz, não deu certo. O corpo tenso do rapaz denunciava o quão ele enojava seus líderes atuais, covardes e presunçosos. - Quero sua ajuda. Se o fizer saiba que terá um grande amigo nas fluviais. - Finalmente terminou, o tom de voz respeitoso mostrava que aquele era provavelmente um dos poucos momentos em que ele estava verdadeiramente são. O peso de suas decisões grandes demais para que ele permitesse seu lado divertido de se manifestar.

Habilidade treinada:
Política

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.



avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Os sem
bandeiras



Ouviu tudo atentamente. De fato, Ramsay parecia estar em uma saia justa. Mas compreendia também a razão da casa Tully em ficar com os dois pés atrás com o homem que estava a seu lado. A posição que o Frey se colocou era quase de um pedinte de socorro. Nessa situação delicada o Mormont tinha que pensar como um lorde, e no contexto politico, ele até tinha homens aptos a liderarem por ele pelo fato do Mormont estar evitando ficar longe de seus filhos... Mas existia um problema maior.
 
O rei do Norte, seu senhor, Tristan Stark. A casa Mormont reuniu uma força muito poderosa que Dorian se orgulhava disso. Tinha guerreiros habilidosos em sua casa, e alguns que saíram por suas necessidades, como as irmãs Glover, guerreiras exemplares dignas de abaterem Dorian em segundos de combate.
 
A irmandade sem bandeiras era um assunto conhecido entre os lordes. Sabia que era perigoso, um grupo que se aproveitava dos rios e da geografia das fluviais para saquear rápido e desaparecer ainda mais veloz. Pega-los teria de ser uma empreitada popular e contribuída por quase todos os lordes.
 
Sua situação é uma saia justa, Ramsay. E eu fico de mãos atadas sem a autorização do meu senhor, compreende? Sem ser os Tullys, algum outro nobre das Fluviais apresentou interesse na causa?
 
A melhor forma seria reunir os senhores fluviais e encontrar um meio interno de resolver. O norte havia recebido diretas ordens na reunião a algum tempo atrás, para se fortalecer e não se desgastar. E isso tornava a situação ainda mais delicada ao Mormont. Em seu coração, desejava ajudar. Em sua mente, sabia que não podia. Tinha que decidir com um dos dois.
  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Urso mole em pedra macia
______________________________________________________________________________________
Planejando a queda da Visenya
______________________________________________________________________________________







O Frey meio que se jogou na cadeira ao ouvir as palavras de Dorian, não era nada do que ele já não esperava, mas mesmo assim, ouvir isso foi como um tapa em sua face. - As casas das fluviais estão ocupadas demais com seus joguinhos pelo poder. - Respondeu, um toque de nojo em sua voz. Dorian era de longe o melhor aliado que o rapaz poderia querer, mas se não pudesse tê-lo como amigo, teria de ter certeza de não ser seu inimigo, ou pelo menos tentar não ser. - Ouvi rumores entre meus homens. - Respondeu, tentando não dizer a palavras "espiões". - As coisas estão tensas. Lordes contra lordes, muitos querendo poder, outros olhando com desconfiança para o que estou tentando criar. Os Tully se quer respondem minhas cartas. As vezes penso que planejam algo contra minha família, que os deuses não permitam, não sei o que eu faria se algo acontecesse á eles. - A expressão de Ramsay era séria, sabia que Dorian, um homem leal e honrado, se identificaria com seu desejo honesto de proteger a própria família.

- Agradeço que tenha me encontrado aqui, mas peço que reconsidere, por favor. Pagarei bem por qualquer ajuda que posso possibilitar. Informações, suprimentos e armamentos são sempre bem vindos. Logo uma guerra vai estourar nas terras fluviais, e eu quero estar pronto. - Dessa vez a voz de Ramsay estava calma, uma neutralidade poucas vezes vista no homem. Não era de implorar e muito menos o fazia naquele momento. Entregando informações importantes ao Dorian propositalmente era o modo do Frey obrigá-lo a escolher um lado, de preferência o do rapaz. - Os nortenhos estão realmente proibidos de marchar para as Fluviais? Quaisquer que sejam os motivos?

Queria saber o quão longe aquela ordem havia ido. Estava la no dia em que Tristan proibio o envolvimento de seus vassalos na guerra dos homens do tridente, mas tinha de ter certeza no quão neutros eles estavam, pois como ele mesmo disse " não sabia ao certo quem era realmente seu inimigo", mas sabia quem, dentre eles parecia estar ganhando. A única coisa pior do que trair seu lorde - ele concluira - era morrer por decisões idiotas dele. Era o momento de ponderar tudo que acontecia. Os rebeldes, as pessoas que viviam em suas terras e até mesmo os rebeldes que, incansáveis, destruíam e roubavam cada vez mais dos lordes distraídos.
Habilidade treinada:
Política

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.



avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O linguajar
de um bom homem



Nenhum lorde de fato é ‘proibido’ de algo. Dorian é livre pra marchar contra a vontade de Tristan e socorrer as fluviais se assim for necessário. Mas vamos analisar um pouco a história.
 
O Norte era aliado das fluviais pelo casamento histórico entre Eddard Stark e Cait Tully. E deste mesmo casamento houveram vários filhos que mais tarde vieram a falecer em batalhas e situações diferentes, uma delas, contando com o apoio Frey. Dorian não julgava o homem ao seu lado, de fato. Mas se mover contra seu suserano, pela proteção de uma família mal falada como a Frey, seria o óbito politico para sua família e ele sabia disso.
Historicamente falando, as gêmeas é um ponto de passagem quase obrigatório para quem passa pelas fluviais, principalmente exércitos. Assim como o Gargalo, as gêmeas são fortificações absurdas contra exércitos. Era praticamente impossível Ramsay estar com tanto pouco recurso, mesmo que as taxas Tully fossem altas. Afinal de contas, Ramsay estava ali, não? E isso custa um bom dinheiro, viajar tanta distância.
Uma terceira coisa. Ramsay havia comentado a construção de três vilas, incluindo também a migração de alguns nortenhos para as fluviais fugindo do frio do inverno e até mesmo... Do que ainda não é confirmado que retornou. Ramsay blefava aos ouvidos do urso, e blefava mal. Afinal de contas, os Tully já sabiam destas vilas? E se sabiam, poderiam de fato roubar dele o direito sobre este povo? A última vez que visitou Ramsay, anos atrás, ele tinha o favorecimento completo daquelas pessoas.
 
Ramsay, eu entendo sua posição. Como lorde, busca o melhor pra ti e para seu povo. E acredito que tanto eu, quanto Tristan, quanto até Serra sentada no trono de ferro prefere a segurança de Porto real a de minha humilde causa, aqui, nesse frio.
 
Onde Dorian quis chegar com aquela frase? Oras, simples. De que havia pegado o blefe do Frey e que não convenceu Dorian, um politico tão acostumado a um bom linguajar do povo. — Mas, meu caro amigo... — Disse o Mormont, em um amistoso e convincente de voz. — Mas, posso oferecer a sua esposa e filhos um local seguro quando o derramamento de sangue começar e garanto: Mandarei meus melhores homens e navio para busca-los e trazer eles em segurança até minha Ilha, e serão tratados como sangue do meu sangue. Afinal... —
 
Dorian se ajustou em sua cadeira, e olhou diretamente nos olhos do Frey. O olhar era firme, mas ocultava uma malicia convincente de um homem já acostumado a negociar. — Somos amigos o suficiente pra isso, não somos? —
 
Treino:
Lábia
 
  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uhul
______________________________________________________________________________________
Caminhando
______________________________________________________________________________________








Aquele olhar no Mormont... Era incrivelmente amisotoso para com o Frey. Negava o pedido do lorde e tentava passar um ar de 'sinto por sua dor", algo que Ramsay acharia hilário em outra situação, agora apenas o incomodava ainda mais. Ficava satisfeito em saber que os Nortenhos realmente não se meteriam em nenhuma guerra dentro das fluviais. Tudo que Ramsay tinha de fazer agora era decidir como avançar. Os melhores meios de abater os rebeldes e assim, quem sabe, ganhar um pouco mais de respeito e afeição dos lordes patéticos que governam o tridente.

- Agradeço a oferta e prometo considerá-la se chegar a esse ponto. - Ramsay sorriu, um sorriso largo e desleixado demais, algo próprio de seu jeito mais maníaco. - Olha.... Não sei se sabe... - Ele se aproximou subitamente do maior, encarando-o com os olhos castanhos brilhantes a medida que sua testa lentamente tocava a dele, a não ser que ele recuasse. O homem ouviu um movimento irritado dos guardas do velho urso, mas isso não era menos do que ele esperava. - Eu gosto de você, homem. Sei que ainda teremos muitos assuntos a tratar... - Continuou a falar, não era uma ameaça, seria estupidez provocar a ira de um dos melhores aliados que poderia ter e transformá-lo em seu pior inimigo. O Frey apenas se divertia.

Ficou óbvio que o outro não caiu em suas falácias, e isso provava que Dorian era tão ou até mesmo mais esperto que Ramsay. Ele só esperava não estar superestimando o nortenho. - Creio que não chegamos a um bom acordo aqui. - Suspirou, se afastando do homem para então se espreguiçar sobre a cadeira. - Sou bem vindo para passar uma noite aqui? Esta ficando escuro e sou um homem cauteloso. - Terminara, dando de ombros. Não queria realmente permanecer no lugar, mas sabia pouco ou quase nada sobre a "nova ilha Mormont". Teria de estudar mais a fundo e criar táticas de invasão se o futuro dos dois o obrigasse a isso. - Seria interessante fazer um passeio para conhecer melhor sua casa, amigo. - Terminou a frase com uma pitada de provocação, dando uma piscadela para o jovem que rangia os dentes enquanto o encarava, provavelmente nada satisfeito com a presença do ser.

O Frey sempre tinha de tomar cuidado perto de nortenhos, era como andar sobre pedaços afiados de metal, calculando cada passo e torcendo para que seus pés fossem resistentes o bastante para durar toda a caminhada. Por sorte os dele eram, iria conseguir os aliados que precisava e esmagaria qualquer um que ficasse entre ele e a segurança de sua família.

Habilidade treinada:
Política

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.



avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avaliação de treino de habilidade

ramsay frey

Ramsay, seu treino foi bom, mas pelo o que li, ele teria sido melhor avaliado como um treino de lábia. Peço que fique atento em seus treinos futuros!


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (30/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (90/100)


+ 18% de experiência pelo atributo de inteligência com 7 pontos
- 10% de experiência por ter a habilidade no nível 3

Recompensas
+ 97 pontos de experiência em política
avatar
Imagem :
Mensagens : 49
Nome do jogador : Serafim
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Astuto
mas nem tanto



O Frey era um homem esperto. Observador. Mas muito tolo de provocar os guardas do Mormont, afinal, ele passaria a noite com aqueles homens.
 
Dorian sorriu para Ramsay, era claro que permitiria o lorde sulista permanecer em seu território pelo tempo que for necessário. Contudo: Apenas por onde Dorian deseja-se que ele andasse. O Mormont o temia? Não. Ele temia o que o Frey poderia notar e dizer por aí.
 
Claro que é bem-vindo. Até mesmo, dois dos meus melhores homens da minha guarda vão permanecer contigo na pernoite, vigiando portas e janelas. Vai dormir extremamente seguro. —
 
  
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avaliação de treino de habilidade

dorian mormont

Um ótimo treino, sem dúvidas. Parabéns!


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (9/10)

Total (99/100)


+ 38% de experiência pelo atributo de inteligência com 12 pontos
+ 10% de experiência por ter a habilidade no nível 0

Recompensas
+ 147 pontos de experiência em lábia
avatar
Imagem :
Mensagens : 49
Nome do jogador : Serafim
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum










O Win or Die foi inaugurado a 09.09.2015. O RPG passa-se no mundo de As Crónicas de Fogo e Gelo, criadas por George R. R. Martin, mais de 50 anos depois dos acontecimentos dos livros. A trama inicial foi criada pela Staff, mas agradecemos a todos os nossos jogadores pela sua ajuda na evolução da mesma.
A nossa skin foi inteiramente criada por Ross (Many-Faced God), incluindo os templates de post e da página inicial, para uso exclusivo no Win or Die RPG, com o apoio da Soph (The Maiden) e do Tiago (Baelor Targaryen). O slider do nosso mural foi criado por CSS Slider. As imagens usadas foram tiradas do Google e editadas por Ross. Agradecemos ainda ao FM Codes e Best Skins pelos seus tutoriais de Javascript. Plágio é crime.

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::