We're at war nowA Song of Ice and Fire RPG
The game has begun. Will you win, or will you die?
Últimos assuntos
» Ausências
por The Maiden Sab Abr 29, 2017 3:25 pm

» [RP fechada] Mind Games
por Syndor Qua Mar 22, 2017 10:35 pm

» Pedido de atualização
por Francesca Sweet Sab Mar 18, 2017 8:23 pm

» [RP Fechada | 18+] Tell Me
por Dennis Braund Sab Mar 18, 2017 1:56 am

» [Quest Narrada] A Seita Branca
por Nanien Mormont Qui Mar 16, 2017 11:04 pm

» Avaliação de treinos
por Meena Ter Mar 14, 2017 12:52 pm

» [ Quest Narrada ] - Saquear!
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:44 pm

» [RP Fechada] Something Else?
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:32 pm

» Check-in [Fevereiro]
por Hyperion Targaryen Dom Mar 12, 2017 2:55 pm

» [RP FECHADA] Distant past
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:35 pm

» [RP FECHADA] The deer on ice
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:25 pm

» [RP Fechada | Flashback] Recovery drink
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:49 am

» [RP Aberta][Flashback] Kung Fu Panda
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:34 am

» [RP FECHADA] Beyond the view
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:22 am

» [Quest Narrada] Human hunting
por Theon Snow Qua Mar 08, 2017 4:22 pm

» Solicitação de Grupos
por Davos Icewood Ter Mar 07, 2017 10:15 pm

» [RP fechada] What do you see?
por Dorian Mormont Seg Mar 06, 2017 11:14 pm

» [Quest Narrada] Hot room
por Narrador Seg Mar 06, 2017 10:52 pm

» [Quest Narrada] Do not succumb
por The Maiden Made of Light Seg Mar 06, 2017 8:55 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.2
por Theon Snow Seg Mar 06, 2017 4:23 pm

» [RP Fechada] Crazy Kids
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 2:55 am

» [RP FECHADA] Confidence
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 1:15 am

» Quest Narrada - O Lugar de um Lorde
por Dorian Mormont Dom Mar 05, 2017 9:11 pm

» [RP fechada] Looking for a Fight
por Nälla Dom Mar 05, 2017 12:19 pm

» [RP Fechada | 18+] Facing the Lioness
por Dennis Braund Sab Mar 04, 2017 5:15 pm

» [RP FECHADA] Primeiros passos
por Arthor Stark Sex Mar 03, 2017 5:01 pm

» [RP fechada +18] Wicked Game
por Dennis Braund Sex Mar 03, 2017 4:33 pm

» [Quest Narrada] Dia da Caça, Dia do Caçador
por R'hllor Sex Mar 03, 2017 3:11 pm

» [Aviso] Pedidos no WOD-Resources
por Narrador Qua Mar 01, 2017 7:35 am

» Pedidos de quest
por R'hllor Ter Fev 28, 2017 11:54 pm

» [RP FECHADA +18] - Into the Lion's Den
por Susanne Glover Ter Fev 28, 2017 5:23 pm

» [RP FECHADA - 18+] Coming back? Are you sure?
por Erin Lannister Ter Fev 28, 2017 5:03 pm

» [RP Aberta] Hunting The Chicken
por Roth Whiteforest Seg Fev 27, 2017 2:25 pm

» [RP Fechada, flashback] You only live once
por Cory Silversun Seg Fev 27, 2017 1:37 am

» [RP fechada | Flashback] Old man, poor man
por Masamune Tsubakein Dom Fev 26, 2017 10:39 am

» [RP FECHADA] I Put a Spell on You
por Quinn Elijah Flowers Dom Fev 26, 2017 6:02 am

» [RP FECHADA] Flashback — running through the fire
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 5:12 pm

» [RP Fechada] Mirror of the Destiny, can you show me...? ~ Flashback
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 4:51 pm

» Premiações [Fevereiro]
por Anole Tallhart Sab Fev 25, 2017 4:16 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:20 pm

» [RP ABERTA] Mademoiselle Marchand
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:12 pm

» [RP FECHADA] O dever de um Lord #1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:08 pm

» [RP FECHADA] Recomeço
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:56 am

» [RP FECHADA - FLASHBACK] forget it
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:49 am

» Atualizações Específicas
por Roth Whiteforest Sab Fev 25, 2017 10:57 am

» [RP Fechada] Bring Me Virgins
por Dennis Braund Sab Fev 25, 2017 2:45 am

» [TREINO] Black Warrior
por Alice Targaryen Sex Fev 24, 2017 4:59 pm

» [RP ABERTA] Dance Of The Druids
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 2:02 pm

» [FP] Hew Tyrell
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 12:41 pm

» Solicitação de Conquistas
por R'hllor Qui Fev 23, 2017 11:42 pm

» [RP Fechada] The precise attack
por James Lannister Qui Fev 23, 2017 11:03 pm

» [FP] Desmond Targaryen
por Desmond Targaryen I Qua Fev 22, 2017 5:21 pm

» Quest Narrada - Uma transa de matar
por Narrador Qua Fev 22, 2017 1:36 pm

» RP FECHADA - Win or Die
por Drywn Graceford Ter Fev 21, 2017 1:01 am

» [RP Fechada/Flashback] Do not go, my dear
por Alannys Ashford Seg Fev 20, 2017 11:24 pm

» [RP Fechada] The witch and the prostitute
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 10:35 pm

» Quest narrada - Uma nova tarefa
por Alaric Umber Seg Fev 20, 2017 10:25 pm

» Quest narrada - O dia de amanhã
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 9:42 pm

» Quest Narrada - Onde se separa a menina da mulher
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:13 pm

» Quest Narrada - Sérios problemas
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:09 pm

» Moderação de tópicos
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:46 pm

» [RP fechada - Flashback] - The water hears and understands
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:44 pm

» RP Fechada - Mercy
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 2:24 pm

» [RP FECHADA] Reading until dawn
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 1:22 pm

» [Dungeon] Frozen Treasure - Inscrições
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 12:01 am

» [RP FECHADA] Um novo homem [+18]
por Elizabeth Tyrell Dom Fev 19, 2017 11:09 pm

» [RP FECHADA] PREFÁCIO — Disturbing nights
por Dorian Mormont Dom Fev 19, 2017 10:40 pm

» [RP Fechada] A Beautiful Day to Walk
por James Lannister Dom Fev 19, 2017 5:20 pm

» [Quest One Post] Careful, child
por The Maiden Made of Light Sab Fev 18, 2017 11:02 pm

» RP fechada - Aquecimento de inverno
por The Old Gods Sab Fev 18, 2017 5:32 pm

» [RP Fechada] Moment Between Sisters
por Leana Targaryen Sab Fev 18, 2017 1:23 pm

» [RP FECHADA] THE BEAST INSIDE
por The Black Goat of Qohor Sab Fev 18, 2017 1:01 pm

» [RP Fechada] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 7:54 pm

» [RP Fechada - Flashback] Try Again
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:58 pm

» [RP Fechada/flashback] The golden age
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:46 pm

» [RP Fechada - Flashback] Only policy
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:22 pm

» [FP] Ambrose, Garth.
por The Maiden Made of Light Sex Fev 17, 2017 3:32 am

» [RP Fechada] House of Memories
por Elyria Arryn Sex Fev 17, 2017 1:27 am

» [Dados] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 12:35 am

» [RP Fechada] Red lips always lie
por Layna de Braavos Qui Fev 16, 2017 9:53 pm

» [RP Fechada] Ascensão
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 7:36 pm

» [RP Fechada] Jobbery.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:45 pm

» [RP Fechada] Fallin Apart
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:41 pm

» [RP Fechada] Bastard... and Mastermind.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 5:44 pm

» [FP] Lancelyn Wyl (EM CONSTRUÇÂO)
por Lancelyn Qui Fev 16, 2017 5:24 pm

» [RP FECHADA] Snowed woods
por Alaric Umber Qua Fev 15, 2017 11:07 pm

» [Quest Narrada] Murder
por Narrador Qua Fev 15, 2017 10:44 pm

» [RP FECHADA +18] Lose It
por Terry Ashford Qua Fev 15, 2017 10:31 pm

» [RP Flash. +18] — She knows what I think about
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 8:29 pm

» [Rp Fechada] Oloko
por Eustass Kid Qua Fev 15, 2017 8:17 pm

» [RP Aberta] A Agonia dos Corvos
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 7:57 pm

» [RP Fechada] Lift Now
por Memphis Greyjoy Qua Fev 15, 2017 4:22 pm

» [RP FECHADA] Girls and knives, good brides
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 4:02 pm

» [RP FECHADA] O Conselheiro da Fortaleza De Águas Claras.
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 3:49 pm

» Promoção: Convide seus amigos
por James Lannister Qua Fev 15, 2017 11:40 am

» [Quest Narrada] The father's bones
por The Maiden Made of Light Qua Fev 15, 2017 7:12 am

» Quest narrada - Bravo?
por Lorien Hill Qua Fev 15, 2017 6:56 am

» Quest Narrada - Sussurros
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:23 pm

» [Quest Narrada] O satã
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:15 pm

" />

[RP FECHADA | +18] They Don't Keep Us Up At Night

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

They Don't Keep Us Up At Night
A RP irá começar com o post de Jack. Esta é uma RP FECHADA,  conta apenas com a participação de Jack e de Meera. A interação irá se desenvolver no quarto de Meera. É uma noite fria e o jovem fora chamado para os aposentos dela.
avatar
Imagem :
Mensagens : 16
Nome do jogador : Jack Dähl Bouwknech
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Primeiro trabalho como servo.
______________________________________________________________________________________
Esperando
______________________________________________________________________________________




Ainda não havia me acostumado com o frio daquele lugar, muito menos com o quão sinistro ele parecia ser. Raramente via as servas conversando e notei diversas cicatrizes e ferimentos nelas, provavelmente infligidos pelas suas senhoras. Não tinha entendido muito bem como tudo se desenvolveu, mas acabei como servo das mulheres que comandavam aquele lugar.

Também não podia reclamar, não quando fui tão bem tratado por Meera, doce morena que me entregou roupas quentes, evitando que eu congelasse ate a morte, e mesmo com roupas tão grossas inda tremia de frio, sentindo saudades do reino que deixei para trás, mesmo sabendo que não voltaria mais para la nem que me dessem autorização para isso. Essa era minha nova casa, ou pelo menos era isso que repetia para mim mesmo quando uma das servas me encontrou na cozinha, comendo alguns pedaços de carne que haviam sobrado do almoço.

Ela parecia nervosa e amedrontada, mal olhando para mim enquanto falava que eu devia servir a senhora Meera naquela noite, pois ela exigia que eu levasse seu jantar para o quarto, onde ela me esperava. A mulher parecia tão temerosa que eu mesmo comecei a me preocupar, parando imediatamente de comer e depois de passar as mãos na calça, limpando-as rapidamente, tratei de encontrar uma bandeja limpa onde a cozinheira pôs alguns pedaços de pão, carne que havia acabado de sair do fogo, algumas frutas e uma jarra de vinho, me ordenando que tivesse cuidado ao levá-la.

Ao chegar na porta do quarto dela, passei a bandeja para a mão direita e com a esquerda bati na porta para avisar minha presença. Aviso dado, entrei no quarto e pus a bandeja sobre uma mesa, voltando os olhos para Meera, fiz uma breve reverência - Necessita de mais alguma coisa, senhora? - Imitava o modo como as servas agiam em sua presença, tentando não demonstrar que era um estrangeiro.


______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag: Em pé
with: Tremendo
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.
avatar
Imagem :
Mensagens : 16
Nome do jogador : Jack Dähl Bouwknech
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

— they don't keep us up at night


Cinco sóis e cinco luas, foi o tempo que se passara desde que Lady Bolton admitira o servo dothraki sobre o seu teto. Dera-lhe tudo o que precisava, e muito mais: comida, bebida, alojamento, roupas quentes e, mais que isso, livrara-o do miserável mercador que viera até si, no ímpeto de lhe vender artefactos triviais a preço de ouro. Claro que o comerciante nunca mais ousaria colocar os seus pés no Forte do Pavor, muito menos enganá-la com falas mansas e promessas de luxos e opulências. Ainda assim, o tempo passara, e estava na hora de ver de que utilidade o ex-servo dothraki seria. Meera nunca daria guarida a alguém como o garoto esfarrapado e esfaimado que viera a conhecer no pátio do Forte; não sem averiguar cuidadosamente o que poderia ganhar ao prover tal proteção - era esse o modo como a morena agia.

Assim, e na aproximação da sexta lua desde que Jack fora recebido na sua casa, a morena transmitiu a palavra a uma das servas mais antigas e competentes do castelo de que esperaria que o seu jantar lhe fosse trazido aos seus aposentos, pelo forasteiro. Aguardou pacientemente durante o compasso de espera que se seguiu, entre o momento em que a palavra fora dada, e o momento em que, finalmente, o rapaz deu duas pancadas secas na porta de madeira, adentrando no seu quarto. Ao voltar a avaliá-lo através das frias e duras íris azul-glaciar que tanto escondiam, Meera inquiriu-se sobre o porquê de, dentre tantas almas perdidas e deixadas à deriva de um destino cruel, apiedara-se daquela que se encontrava à sua frente. Concluiu apenas então que desconhecia o que a levara a ter um lapso de benevolecimento; a Bolton nunca antes na sua vida fora clemente para com outrém. Todavia, e no fim de contas, a única coisa que teria impacto no destino do jovem dothraki seria os serviços que o mesmo poderia, ou não, prestar. A vida no Forte do Pavor não era fácil, muito menos para uma jovem na flor da idade cujas pretensões eram constantemente contrariadas pelo simples encher e esvaziar dos pulmões do garoto de onze anos que albergava sob o seu teto. Se lidar com as burocracias essenciais à sustentação do seu lar, impôr a sua legitimidade e fincar a sabedoria das suas palavras já era fatigante, tratar a irmã bastarda e o bastardo usurpador e ainda ter a eutimia necessária para lidar com todos os inábeis que mal a serviam era pedir demasiado das capacidades da jovem regente, que controlava-se todos os dias para conter o instinto que manifestava-se, desenfreado, dentro do seu peito.

Naquela noite em especial, a morena trajava um vestido que se distinguia dos demais. Ao passo que grande parte das vestes que mantinha guardadas num baú eram pesadas, feitas em prol do combate ao frio intenso da região e com materiais como peles, couros fervidos e pêlos dos mais variados animais característicos da estação que quase sempre se refletia naquela parte do continente, a peça que a Bolton vestia era feita de um delicado veludo. Tal voludo caía perfeitamente sobre o corpo de Lady Bolton, acentuando as suas curvas onde era pretendido, e contrastando de uma forma admirável mas não berrante com o seu tom pálido de pele. O vestido era rubro, rubro como o sangue que corria pelas suas artérias e veias, impulsionado pelo órgão pulsante que a nortenha desprezava tanto. De encontro com a sua pele, o escarlate fazia parecer que a sua pele leitosa não possuía manchas ou marcas, tão fina e delicada como uma boneca de porcelana. E não era para menos, pois a aparência de Meera causaria um aparato no coração e calças de qualquer homem com visão.

Caminhou com passos cuidados até à superfície onde o servo tinha pousado a bandeja, furtando uma única uva do cacho que fora trazido em meio aos mais variados alimentos. Para dizer a verdade, não tinha fome; nunca fora muito uma mulher que comia com vigor, ou vontade. Assim, foi até ao garoto - que permanecera prostrado no mesmo lugar, Meera não sabia se por receio ou incerteza quanto ao modo de agir. Apreciou a sua reverência, bem como guardou para si as palavras proferidas pelo jovem, limitando-se apenas a morder a uva retirada anteriormente. Deixou que mais alguns segundos se passassem - o efeito presente no suspense dava-lhe algum conforto - e só então se dignou a falar. "Necessito sim, Jack. É o meu desejo que você me acompanhe nesta refeição. Já jantou, por acaso?" Inquiriu, deixando que uma leve sombra de sorriso se difundisse na sua expressão.

Pouco se importando com o desconforto apresentado pelo antigo escravo até então, Meera deixou-se cair suavemente sobre o colchão da sua cama. "Por favor, faça-se confortável. Não precisa de fomentar os receios e incertezas que consigo ler na sua expressão. Não o enviarei de volta ao khalasar - de forma alguma - apenas desejo trocar algumas palavras consigo." E então sorriu, um sorriso que o servo dificilmente conseguiria interpretar. Esperava que o garoto compreendesse o pedido ocultado por detrás das suas meras palavras, no entanto não tinha como saber se tal aconteceria, de verdade.

— Our blades are sharp


[hideedit]


Última edição por Meera Bolton em Qui Jul 14, 2016 8:45 am, editado 1 vez(es)
avatar
Imagem :
Mensagens : 160
Nome do jogador : Soph
Dragões de ouro : 161
Veados de prata : 196
Estrelas de cobre : 00
Idade : 18
Salário extra : 8%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Noite inesquecível..
______________________________________________________________________________________
Comendo
______________________________________________________________________________________





O rapaz permanecia parado ao lado da mesa onde havia posto a refeição de sua senhora, as mãos junto ao corpo enquanto aguardava novas ordens, mãos essas que permaneciam não altura da virilha, unidas para dar um ar de servidão e espera ao rapaz que também utilizava daquele método para esconder um pouco da sua ereção. Era uma vergonha para o garoto ficar daquele modo na presença daquela que ele servia, mas também era um rapaz saudável, o que tornava impossível que seu corpo não reagisse a provocação que era observar as belas curvas da morena, acentuadas por seu vestido de tecido fino que caia sobre seu corpo como a mais leve das sedas, dando uma impressão quase de pureza a mulher, ou daria se a cor não fosse tão chamativa, a parte do decote dando uma ampla visão ao jovem do começo dos seios da morena, seios que pareciam tão joviais, de uma cor branca como a neve que vira pela primeira vez quando cavalgava ate o Forte do Pavor, nome que fora aprender apenas um dia depois. Era ali que estava, em um lugar tenebroso, de novo tenebroso e sendo convidado a se sentar e comer da refeição de uma verdadeira deusa.

- Não, minha senhora, ainda não jantei. - Mentiu, temendo desagradar Meera que no momento saboreava uma pequena uva nos lábios vermelhos e impossivelmente delicados que fizeram o rapaz suspirar com a voz baixa, tentando não demonstrar o quanto desconcertado estava com toda aquela situação. - Agradeço por isso. - Seu corpo ainda estava tenso, o frio daquele castelo ja não o incomodava tanto, não quando seu sangue era bombeado com mais velocidade em suas veias, o nervosismo fazendo-o esquecer totalmente de qualquer desconforto referente ao seu próprio corpo, pelo menos no resto de seu corpo, ja que seu sexo teimava em pulsar sob suas vestes, denunciando cada vez mais os pensamentos condenáveis que passavam por sua mente suja de Dothraki.

Jack se sentou em uma cadeira, de frente para ela e com a mesa impedindo que Meera tivesse qualquer visão da virilha do rapaz, o que o relaxou um pouco mais, possibilitando que ele pegasse um pequeno pedaço de carne e o levasse ate a boca, engolindo depois de algumas mastigadas para enfim voltar o olhar para ela, dando um sorriso meio sem jeito ao observar os lábios da mulher formar uma curva sútil, seus pensamentos um total mistério para o garoto. - Pode perguntar o que quiser. - Sorriu em resposta, voltando a comer calmamente.

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.
avatar
Imagem :
Mensagens : 16
Nome do jogador : Jack Dähl Bouwknech
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

— they don't keep us up at night


Durante todo o período de tempo que a nortenha estivera a falar, o servo tentara manter uma pose respeitadora e digna do cargo que lhe fora atribuído - sem obter um grande sucesso com tal ato. O dothraki não fora feito para as formalidades westerosis, costumes tão enraizados na cultura dos seus povos que nenhum dos mesmos chegava a, sequer, questioná-los. Ainda assim, e por detrás de toda a atrapalhação que advinha do fator que a morena notara primeiramente, Meera percebeu também algo, algo que ia de encontro com todo o propósito daquela noite. Por detrás do aspeto enregelado do dothraki, por detrás da postura rígida e o mais cordial possível - quase como se se tratasse de um ser sem vontade própria, apenas comandos ordenados -, por detrás até mesmo do ar acanhado do jovem, Meera conseguia perceber o seu olhar, e interpetar os sentimentos que os mesmos trespassavam.

Uma leve gargalhada, algo nada habitual do seu carisma, irrompeu pelos lábios rosados de Lady Bolton ao perceber o olhar de Jack, que se prendia no decote do seu vestido de uma forma nada discreta. A jovem convivera com o servo tempo suficiente para aprender que este era alguém recatado e que tentava ao máximo passar desapercebido então foi com ainda mais jubilo que observou cada detalhe das suas ações atentamente, manipulando-as de forma a corresponderem ao seu desejo. Meera gostava de jogos mentais; era uma verdade inquestionável. Dessa forma - e para infortúnio do rapaz, que ia sendo manipulado pela morena - Meera ia chegando cada vez mais perto do seu objetivo, mexendo cada vez mais com a cabeça do servo.

"E quem disse que eu queria perguntar algo?" Sorriu discretamente, uma satisfação perversa presente no olhar fleumático que tantos mistérios guardava. Analisou o jovem dos pés à cabeça, as íris de um azul penetrante dando a sensação de que seriam capazes de congelar qualquer organismo vivo, através de um simples olhar de relance. Então ergueu-se da cama de dossel que lhe servira de suporte até então, avançando até ao moreno após decidir que aquele era o momento perfeito para agir. Os seus passos eram calmos e cuidados, todavia, ágeis o suficiente para não dar ao garoto a oportunidade de escapar àquela teia que estivera a tecer durante os últimos dias e, especialmente, naquele encontro tardio que os dois presenciavam. Ao se encontrar perto o suficiente para tomar qualquer tipo de atitude, Meera parou. Trocou um longo olhar com Jack, acabando por lhe ordenar que se erguesse também do seu assento com um gesto de mão, o seu olhar fixo na figura forte mas não escultural que se erguia perante si. Num último ímpeto, antes do ato final, a morena abriu o sorriso de anteriormente, desvalorizando o ar tão temeroso quanto de surpresa.

Levando as mãos até ao pesado casaco de peles que Jack trajava sobre as camadas inferiores de roupa, a Bolton puxou-o, unindo os lábios dos dois num beijo que começara lento e, de certa forma, delicado, mas que rapidamente fora aprofundado pela morena, transdormando-se em algo mais quando o Dothraki finalmente cedeu ao desejo patente em toda a sua forma. Ainda conseguia sentir a incredulidade na tensão que se acomulava por todo o corpo do servo, porém sentiu-o muito mais receptivo e assertivo quando decidiu despojá-lo do casaco. Na lareira em frente à cama da Lady do Forte do Pavor, chamas compreendidas num espetro de cor entre o vermelho e o amarelo cresciam e decresciam de dimensões, demonstrando mais ou menos vida enquanto crepitavam, preenchendo a divisão com um bafo aconchegante e uma luz bruxuleante, que tremelicava à medida que a madeira ia queimando.
— Our blades are sharp


[hideedit]


Última edição por Meera Bolton em Qui Jul 14, 2016 8:45 am, editado 1 vez(es)
avatar
Imagem :
Mensagens : 160
Nome do jogador : Soph
Dragões de ouro : 161
Veados de prata : 196
Estrelas de cobre : 00
Idade : 18
Salário extra : 8%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Noite inesquecível.
______________________________________________________________________________________
O servo indisciplinado
______________________________________________________________________________________





O jovem Dothraki parou de comer assim que ouviu a risada da mulher, desviando o olhar de seu decote para o rosto de Meera se sentiu intrigado com o motivo pelo qual lady Bolton o agraciava com seu bom humor em uma entonação agradável aos ouvidos, mesmo que também preocupante, pois ali ele pôde notar um toque de malícia, e pela sua experiência sabia que estava sendo o alvo de alguma brincadeira antes arquitetada pela mulher. Esperava apenas que essa brincadeira não o custasse nada que fosse sentir falta.

O mais confuso para o rapaz foi ouvir que ela não tinha interesse em lhe perguntar nada, o que foi totalmente contra o que ela o deixou pensar. Talvez estivesse considerando a ideia de puni-lo por ter encarado daquela maneira seu decote, não que ele tivesse culpa uma vez que era impossível não encarar o belo e chamativo volume no busto da mulher, uma beleza com a qual ate mesmo a maioria das dothrakis poderia apenas sonhar em possuir. Sentiu o corpo ficar tenso enquanto ela se aproximava, avaliando o rapaz de maneira ate mesmo constrangedora para ele.

Quando ela estava perto o bastante para que ele sentisse o cheiro de sabão e algo doce que não soube identificar, suspirou, mesmo que inconsciente desse ato não tinha nenhuma outra reação além de admirar a beleza e o aroma de sua nova senhora antes que seus olhares se cruzassem. Ela conseguiu facilmente monopolizar toda a atenção do moreno para os olhos de uma cor azul clara. Uma cor tão profunda e fria que o fez imaginar se tratar de alguém cuja alma já havia sido levada, sentiu-se pequeno e ao mesmo tempo ainda mais encantado por ela, em um transe que se desfez apenas quando notou a ordem silenciosa imposta á ele e assim se levantou.

O sorriso dela o fez se acalmar um pouco, mas seu coração bombeava cada vez mais rápido o sangue pelo corpo esguio do dothraki, mais á cada segundo daquele momento que parecia se prolongar á horas sem fio. Foi quando ela o tocou que ele finalmente entendeu o que acontecia, percebeu mesmo que apenas por alguns instantes a luxúria refletida nos olhos de sua senhora e soube que o mesmo poderia ser visto nos seus. Não demonstrou resistência alguma quando foi puxado e pôde enfim sentir o toque delicado dos lábios dela sobre os seus, como se a mais pura seda se derramasse sobre seu lábios. As mãos do moreno foram timidamente ate a cintura dela em um reflexo, o corpo inteiro tenso se negava a aceitar aquele fato. Era uma situação impossível para ele que se considerava apenas um servo dispensável aos olhos da madame, mas conforme o beijo ia se intensificando ele foi se entregando ao momento.

Sua língua já deslizava para dentro da boca da morena quando as mãos se fecharam ao redor do tecido fino que cobria o belo corpo da Bolton, puxando-os e com um alto som de rasgo livrou a mulher de suas vestes, deixando todo o corpo esbelto nu para seus olhos contemplarem. No entanto o rapaz evitou observar o corpo de sua senhora, sabia que perderia o controle ao fazer isso. - me desculpe, prometo conseguir um novo - conseguiu dizer ao separar os lábios dos dela, temendo sua ira, mas não conseguindo parar o que fazia, Jack começou a beijar todo o pescoço da mulher, a pele era impossivelmente lisa, sem nenhuma imperfeição que ele pudesse notar. Antes que o desejo consumisse sua lógica lembrou de ter pensado sobre como aquilo poderia ser possível,mas na verdade não se importava, queria apenas sentir mais o corpo dela, tê-la para si.

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.
avatar
Imagem :
Mensagens : 16
Nome do jogador : Jack Dähl Bouwknech
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

— they don't keep us up at night


Por mais que Lady Bolton fosse uma pessoa fria - tão fria que alguns dos seus subjugados chegavam a comentar entre si que o coração da mulher era feito de gelo em vez de músculo - todos os seus sentidos despertavam na iminência do prazer, da mesma forma que os brotos primaveris se abriam revelando flores de belas colorações e odores de cada vez que mais um Inverno passava. Os seus sentidos encontravam-se mais ativos que nunca. Aos seus ouvidos chegava o leve som do crepitar da madeira que estalava sobre as labaredas ardentes que acima dela se impunham, bem como o som violento provocado pelo fustigar do vento contra as janelas dos seus aposentos, os uivos solitários que ecoavam por todo o Forte. Podia sentir perfeitamente o toque urgente e necessitado dos lábios de Jack contra os seus, bem como a possessão evidenciada pelas suas mãos, que percorriam atabalhoadamente o corpo da morena. A Bolton sentia-se viva como não se sentira durante muito tempo; nem todos os sadicismos que praticava rotineiramente para se divertir eram capazes de transcender o prazer obtido durante o ato sexual, e esse era um prazer pelo qual ansiava ardentemente.

"É bom que consigas mesmo," proferiu em tom mandatório, porém aquela era a última coisa a inquietar o seu íntimo. Surpreendera-se com a ação do servo mais do que alguma vez admitiria, todavia poderia apenas afirmar que tal ação pungia a sua vontade e as suas próprias ações. Meera não sabia ser nada além de dominante, mas que prazer se poderia obter ao dominar alguém que era passivo por natureza?

A Bolton deixou que um leve suspiro escapasse por entre os seus lábios ao sentir os do garoto beijar o seu pescoço. Enquanto isso, tratava de livrá-lo das camadas de peles e tecidos que outrora trajara, não se atentando às roupas que ficavam caídas, espalhadas pelo chão. No seu âmago, a inquietação acrescia a cada segundo que passava, a consciência do que estava por vir mais presente que nunca. Jack podia ser um simples servo de origens estrangeiras, mas era algo novo, algo interessante. Era bem parecido e causava na mulher um efeito que nenhum nortenho com quem alguma vez se deitara causara. Então, ao levar os dedos hábeis até à bainha das calças que o Dothraki trajava, Meera sorriu depravadamente, desatando o cordão e forçando o tecido a percorrer as suas pernas em sentido descendente.

Desprovida de qualquer pudor - e uma vez que se conseguira ver livre dos trajes de ambos - a nortenha deixou que uma das mãos permanecesse baixa, apoderando-se do membro do garoto, massageando o músculo que já apresentava parte da sua imponência. A outra mão viajou pelo seu tronco - marcando a passagem com o leve arranhar das suas longas unhas na pele nua do forasteiro - até que, por fim, se embrenhou nos fios escuros de Jack, puxando-os de forma que os dois rostos voltassem a estar demasiado próximos, e unindo os seus lábios uma vez mais num beijo que materializava toda a luxúria que emanava dos dois amantes e pairava no ar pesado do quarto. O odor de especiarias carregava o ar, adocicado de uma forma que não chegava a incitar o asco, mas agraciava os seus sentidos. Por algum motivo, as servas do castelo insistiam sempre em perfumar os aposentos da sua senhora.

As línguas de Meera e Jack debatiam-se num confronto aceso, ambas buscando alcançar o maior controle sobre a outra. Suspiros ocasionais sobrepunham-se aos sons do ambiente em que se encontravam, suspiros esses que deliciavam os ouvidos e o ego da morena, que decidiu interromper a diversão. Retirou a mão do membro de Jack, já em riste, quebrando também o beijo que os dois partilhavam. Sabia que o servo evitava contemplar as formas do seu corpo por receio de algo que apenas o próprio compreendia, porém era precisamente aquilo o que a jovem desejava. Mais do que um servo assertivo, ela procurava no garoto o seu lado feroz - que julgava já ter desperto. Assim, recuou os passos necessários para que embatesse contra a cama, o sorriso depravado transformando a expressão fria numa máscara de sedução e engano.

— Our blades are sharp
avatar
Imagem :
Mensagens : 160
Nome do jogador : Soph
Dragões de ouro : 161
Veados de prata : 196
Estrelas de cobre : 00
Idade : 18
Salário extra : 8%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Noite inesquecível.
______________________________________________________________________________________
O servo indisciplinado
______________________________________________________________________________________





Até agora nada na vida de Jack havia lhe dado tanto prazer quanto os beijos quentes da morena. Os lábios tão delicados e perfeitamente moldados que por alguns instantes ele temeu desmanchar a linha perfeita que o envolvia cada vez mais, como uma droga da qual você se vicia apenas em alguns segundos de uso. Os lábios descendo pela pele macia da mulher, marcando-a com pequenas mordidas e chupões que se tornavam mais fortes a cada nova peça de sua roupa que ela insistiam em tirar, levando ambos a um caminho no qual não teria volta, no qual o seu leal servo não permitiria que voltassem, mesmo que isso fosse a causa de sua perdição.

Suspirou no ouvido da lady quando sua calça caiu liberando o membro viril que golpeou a virilha da maior. Mesmo nú ele percebeu que o frio em nada o incomodava, pelo contrário, o rapaz se sentia mais quente e necessitado do que jamais se sentiu mesmo sob o calor escaldante do mar dothraki. Mas foi quando sua mão tocou o membro latejante do rapaz que ele estremeceu. Jamais havia sido tocado daquela maneira, jamais provocado como as mãos finas da morena conseguia fazer, apertando levemente o membro do garoto que involuntariamente moveu um pouco o quadril, roçando o membro não apenas nos dedos longos e finos da mulher como também em seu corpo. A excitação aumentando ainda mais - perigosamente mais para um garoto que nunca teve relação com mulheres - até o momento em que as unhas maldosas da mulher param ao atingir sua nuca que foi agarrada com firmeza para então o moreno se ver envolvido em mais uma série de beijos. No começo foi meio desengonçado, vez ou outra batendo de leve o dente contra o dela, mas Meera parecia paciente e em pouco tempo as línguas se envolvia em um beijo selvagem e cheio de desejo.

Ele ficou ali, imóvel enquanto a mulher que o tinha na palma da mão sentava sobre a cama. A posição na qual se mantinha, mostrando todo o corpo para o moreno enquanto em sua face uma expressão de pura perversão o hipnotizava, fazia o convite irresistível que ele tanto esperava. Andou a passos largos até a cama em frente a mulher. O membro balançando a cada novo passo enquanto os olhos do servo mantinham-se concentrados em admirar cada parte de seu corpo. Desde as pernas magras e sexy, a intimidade rosa e inchada com os lábios pequenos passando então para os seios grandes e convidativos ao homem. - Desculpe não ser mais gentil. - Foi tudo que conseguiu dizer ao levar as mãos até o ombro da garota e jogá-la para trás. Antes que ela se recuperasse o rapaz já estava sobre si, beijando seus lábios com selvageria para então - dominado mais uma vez pelas ondas elétricas que intensificavam seu corpo e confundia sua mente - desceu as mãos sobre os seios dela e apertou ambos com força. Uma curiosidade quase tão grande quanto seu tesão tomou conta do rapaz. Massageava, apertava, puxava os bicos dos seios e depois os soltava para então dar alguns tapas, experimentando a textura e o formato que eles adquiriam ao serem prensados nas mãos ásperas e cheias de calos de anos de trabalho.


______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.
avatar
Imagem :
Mensagens : 16
Nome do jogador : Jack Dähl Bouwknech
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

— they don't keep us up at night


Ao ouvir as palavras do servo, a dama não compreendeu por completo a sua profundidade, mas não tardaria a descobrir. Jack aproximou-se sem o manto de temor e pudor que trajava diariamente, desconsiderando até mesmo a ausência de uma ordem dada pela sua senhora. No momento em que se encontrava a uma distância suficientemente próxima, exerceu sobre os seus ombros a força necessária para a deitar, debruçando-se sobre si e não hesitando em se apossar dos seus seios num ato que deixava denotar alguns traços de inocência, quase como numa curiosidade distorcida.

Meera permitiu que o garoto se divertisse a explorar aquela parte do seu corpo durante um período de tempo em que, enquanto ele experimentava o toque e as sensações que poderia prover a alguém, ela suspirava suavemente, a voz levemente enrouquecida pelo desejo inebriante que começava a ser despertado. As suas mãos - independentes do torpor que se começava a espalhar pelo seu corpo como veneno através do sangue - viajaram até à nuca de Jack, as unhas cravando-se uma vez mais antes dos dedos ágeis abandonarem o pescoço para percorrerem as costas nuas e curtidas pelo duro sol do Mar Dothraki. Procurava provocá-lo ocasionalmente, em estímulos que esperava que funcionassem a seu favor.

Suspirou uma vez mais, a volúpia aquecendo-a por dentro. Os seus seios eram puxados e massageados pelas mãos calejadas do servo, manipulados ao seu bel prazer, e os seus lábios ainda embatiam contra os dele num beijo selvagem e voraz. Jack - que estivera meio desnorteado até então, alheio a atos daquela natureza - procurava agora alcançar algum domínio sobre a morena, e isso era o que a divertia mais. Conseguia ver os sinais da sua excitação tanto através do membro ereto que agora era prensado contra a sua coxa como através dos atos necessitados do servo, a forma como a sua língua lutava bravamente.

O beijo foi interrompido para que ambos se conseguissem recuperar. A respiração da Bolton estava completamente descompasada, o ar parecia adensar-se ao ser inspirado e, através dos seus olhos, era agora possível ver um fogo arder por detrás da muralha de gelo que eram as suas íris. Sabia que assim que passasse do ponto a que os dois se dirigiam com uma pressa desenfreada não teria volta, não poderia desfazer o que fora feito ou repôr a simples relação entre servo e senhora que tinham mantido até ali. Mas Meera desejava-o, e isso era tudo o que precisava de saber, no momento. Futuramente, as desventuras com Jack podiam até perder a sua graça e o servo podia passar a ser apenas mais um dos brinquedos estragados que circulavam pelo Forte, mas agora o garoto era um brinquedo por estrear, e a Lady nunca desperdiçaria uma oportunidade como aquela.

Decidida a continuar com a diversão, a morena rolou na cama de forma a ficar sobre Jack, o sorriso preenchido com a devassidão que lhe era intrínseca. Dobrou-se sobre o corpo do rapaz, aproximando-se tanto que as testas dos dois por pouco não se tocavam. Roubou um beijo provocador, fazendo questão de roçar os seus peitos no tronco nú, despojada de qualquer pudor que alguma vez tivesse existido. "Vamos fazer com que a sua primeira vez valha a pena." Desceu sobre si, unindo os corpos dos dois da forma mais completa que conhecia, sentindo o seu membro preenchê-la com uma satisfação viciosa. Aguardou uns momentos para que o garoto pudesse aproveitar todas as sensações que a união propiciava, não tardando a movimentar o quadril de encontro à sua virilha com um ritmo que, inicialmente, era lento, mas que foi aumentando. Voltou a juntar os seus lábios num beijo urgente, arfando levemente com a penetração.

— Our blades are sharp
avatar
Imagem :
Mensagens : 160
Nome do jogador : Soph
Dragões de ouro : 161
Veados de prata : 196
Estrelas de cobre : 00
Idade : 18
Salário extra : 8%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Noite agradável
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________




A curiosidade, assim como o prazer, do garoto eram intensos enquanto ete manipulava os seios fartos da mulher. Pressionando, puxando, esfregando os polegares nos bicos, e mesmo que não conseguisse ver o que fazia, sabia que estava agradando sua senhora tanto quanto a ele mesmo. Os beijos ferozes que chegavam a machucar os lábios do garoto eram prova disso. O pobre dothraki não tinha nenhuma experiencia com aquilo. Vez ou outra acertando os dentes no de sua amante ou mordendo a lingua dela sem querer em erros contragedores até finalmente pegar o ritmo, acompanhando e intensificando os beijos sem nenhum pudor.

Mesmo que fosse mais do que ele já havia feito em toda sua vida, Jack queria mais, seu corpo clamava por mais. A vontade de deixar os lábios de Meera e descer a boca até seus seios, tocar o interior dela com o membro pulsando entre suas pernas eram desejos sobrepostos apenas pelo temor em desagradá-la, pelo menos em quanto ele estava racional o bastante para se importar com isso.



A surpresa veio quando ela rolou por cima do rapaz, ficando em uma posição inédita para ele. Sempre que vira alguém nesses momentos, geralmente o homem castigava a pobre garota ficando sobre ela sem nenhuma gentileza. Isso era diferente, e melhor, percebeu ele ao notar o sorriso da morena. Ela parecia ainda mais excitada naquela posição, fazendo ele prender a respiração - mesmo sem perceber - soltando-a sob um gemido rouco ao sentir os lábios dela mais uma vez sobre os seus, a maciez dos seios de sua mestra quando esta se abaixou para beijáva-lo e novamente se afastou, deixando o garoto com uma vontade por mais.

Ele poderia dizer exatamente o momento em que perdeu todo o controle, onde o temor e respeito pela mulher deram lugar ao puro prazer e excitação. Este momento foi quando sentiu seu membro entrar na carne macia de Meera. Quando esta jogou seu corpo de encontro ao dele, encaixando seu sexo na intimidade úmida e apertada. Ele tentou dizer algo, mas tudo que saiu de sua garganta foram gemidos altos a medida que o mesmo levava as mãos até as laterais da morena e forçava ela cada vez mais rápido em direção a sua virilha, em certo momento - levado pelo ato - aplicou um tapa na nádega da Bolton, logo voltando a forçar a intimidade dela contra a sua. Os braços esguios, mas fortes do garoto eram mais que o suficiente para erguer o corpo magro da mulher, fazendo-a cavalgar sobre si.
______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.
avatar
Imagem :
Mensagens : 16
Nome do jogador : Jack Dähl Bouwknech
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avaliação de treino de habilidade

Meera Bolton

Admito que não possuo contato frequente com a língua portuguesa oficial, visto que recorri a dicionários para que soubesse o significado de algumas palavras e se o uso delas estava adequado ao texto. Isso não é, de forma alguma, erro do escritor, só para constar. Até achei interessante a experiência. Quanto ao treino da habilidade, foi treinada de forma suave, sem muita profundidade. Admito que esperava que se aprofundasse, com mais insinuação ou linguagem corporal. Notei um erro pequeno de digitação na repetição da palavra "veludo", que acabou por se transformar em "voludo". No mais, o espaço dedicado ao treino em si foi curto, trabalhe nisso, ok? Permaneça evoluindo, parabéns.

Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (30/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (17/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (87/100)


+ 15% de experiência pelo atributo de inteligência com 6 pontos
+ 10% de experiência por ter a habilidade no nível 0

Recompensas
+ 112 pontos de experiência em Sedução


Avaliação de treino de habilidade

Meera Bolton

Nesse treino, os acontecimentos se desenrolaram apontando para a habilidade, o que muito me agradou. Não tenho ressalvas aqui, além de poder elogiar seus escritos, uma vez que me prendem com facilidade. Parabéns.

Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 15% de experiência pelo atributo de inteligência com 6 pontos
+ 0% de experiência por ter a habilidade no nível 1

Recompensas
+ 115 pontos de experiência em sedução


avatar
Imagem :
Mensagens : 121
Nome do jogador : Hooded
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum










O Win or Die foi inaugurado a 09.09.2015. O RPG passa-se no mundo de As Crónicas de Fogo e Gelo, criadas por George R. R. Martin, mais de 50 anos depois dos acontecimentos dos livros. A trama inicial foi criada pela Staff, mas agradecemos a todos os nossos jogadores pela sua ajuda na evolução da mesma.
A nossa skin foi inteiramente criada por Ross (Many-Faced God), incluindo os templates de post e da página inicial, para uso exclusivo no Win or Die RPG, com o apoio da Soph (The Maiden) e do Tiago (Baelor Targaryen). O slider do nosso mural foi criado por CSS Slider. As imagens usadas foram tiradas do Google e editadas por Ross. Agradecemos ainda ao FM Codes e Best Skins pelos seus tutoriais de Javascript. Plágio é crime.

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::