We're at war nowA Song of Ice and Fire RPG
The game has begun. Will you win, or will you die?
Últimos assuntos
» Ausências
por The Maiden Sab Abr 29, 2017 3:25 pm

» [RP fechada] Mind Games
por Syndor Qua Mar 22, 2017 10:35 pm

» Pedido de atualização
por Francesca Sweet Sab Mar 18, 2017 8:23 pm

» [RP Fechada | 18+] Tell Me
por Dennis Braund Sab Mar 18, 2017 1:56 am

» [Quest Narrada] A Seita Branca
por Nanien Mormont Qui Mar 16, 2017 11:04 pm

» Avaliação de treinos
por Meena Ter Mar 14, 2017 12:52 pm

» [ Quest Narrada ] - Saquear!
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:44 pm

» [RP Fechada] Something Else?
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:32 pm

» Check-in [Fevereiro]
por Hyperion Targaryen Dom Mar 12, 2017 2:55 pm

» [RP FECHADA] Distant past
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:35 pm

» [RP FECHADA] The deer on ice
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:25 pm

» [RP Fechada | Flashback] Recovery drink
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:49 am

» [RP Aberta][Flashback] Kung Fu Panda
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:34 am

» [RP FECHADA] Beyond the view
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:22 am

» [Quest Narrada] Human hunting
por Theon Snow Qua Mar 08, 2017 4:22 pm

» Solicitação de Grupos
por Davos Icewood Ter Mar 07, 2017 10:15 pm

» [RP fechada] What do you see?
por Dorian Mormont Seg Mar 06, 2017 11:14 pm

» [Quest Narrada] Hot room
por Narrador Seg Mar 06, 2017 10:52 pm

» [Quest Narrada] Do not succumb
por The Maiden Made of Light Seg Mar 06, 2017 8:55 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.2
por Theon Snow Seg Mar 06, 2017 4:23 pm

» [RP Fechada] Crazy Kids
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 2:55 am

» [RP FECHADA] Confidence
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 1:15 am

» Quest Narrada - O Lugar de um Lorde
por Dorian Mormont Dom Mar 05, 2017 9:11 pm

» [RP fechada] Looking for a Fight
por Nälla Dom Mar 05, 2017 12:19 pm

» [RP Fechada | 18+] Facing the Lioness
por Dennis Braund Sab Mar 04, 2017 5:15 pm

» [RP FECHADA] Primeiros passos
por Arthor Stark Sex Mar 03, 2017 5:01 pm

» [RP fechada +18] Wicked Game
por Dennis Braund Sex Mar 03, 2017 4:33 pm

» [Quest Narrada] Dia da Caça, Dia do Caçador
por R'hllor Sex Mar 03, 2017 3:11 pm

» [Aviso] Pedidos no WOD-Resources
por Narrador Qua Mar 01, 2017 7:35 am

» Pedidos de quest
por R'hllor Ter Fev 28, 2017 11:54 pm

» [RP FECHADA +18] - Into the Lion's Den
por Susanne Glover Ter Fev 28, 2017 5:23 pm

» [RP FECHADA - 18+] Coming back? Are you sure?
por Erin Lannister Ter Fev 28, 2017 5:03 pm

» [RP Aberta] Hunting The Chicken
por Roth Whiteforest Seg Fev 27, 2017 2:25 pm

» [RP Fechada, flashback] You only live once
por Cory Silversun Seg Fev 27, 2017 1:37 am

» [RP fechada | Flashback] Old man, poor man
por Masamune Tsubakein Dom Fev 26, 2017 10:39 am

» [RP FECHADA] I Put a Spell on You
por Quinn Elijah Flowers Dom Fev 26, 2017 6:02 am

» [RP FECHADA] Flashback — running through the fire
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 5:12 pm

» [RP Fechada] Mirror of the Destiny, can you show me...? ~ Flashback
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 4:51 pm

» Premiações [Fevereiro]
por Anole Tallhart Sab Fev 25, 2017 4:16 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:20 pm

» [RP ABERTA] Mademoiselle Marchand
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:12 pm

» [RP FECHADA] O dever de um Lord #1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:08 pm

» [RP FECHADA] Recomeço
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:56 am

» [RP FECHADA - FLASHBACK] forget it
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:49 am

» Atualizações Específicas
por Roth Whiteforest Sab Fev 25, 2017 10:57 am

» [RP Fechada] Bring Me Virgins
por Dennis Braund Sab Fev 25, 2017 2:45 am

» [TREINO] Black Warrior
por Alice Targaryen Sex Fev 24, 2017 4:59 pm

» [RP ABERTA] Dance Of The Druids
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 2:02 pm

» [FP] Hew Tyrell
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 12:41 pm

» Solicitação de Conquistas
por R'hllor Qui Fev 23, 2017 11:42 pm

» [RP Fechada] The precise attack
por James Lannister Qui Fev 23, 2017 11:03 pm

» [FP] Desmond Targaryen
por Desmond Targaryen I Qua Fev 22, 2017 5:21 pm

» Quest Narrada - Uma transa de matar
por Narrador Qua Fev 22, 2017 1:36 pm

» RP FECHADA - Win or Die
por Drywn Graceford Ter Fev 21, 2017 1:01 am

» [RP Fechada/Flashback] Do not go, my dear
por Alannys Ashford Seg Fev 20, 2017 11:24 pm

» [RP Fechada] The witch and the prostitute
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 10:35 pm

» Quest narrada - Uma nova tarefa
por Alaric Umber Seg Fev 20, 2017 10:25 pm

» Quest narrada - O dia de amanhã
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 9:42 pm

» Quest Narrada - Onde se separa a menina da mulher
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:13 pm

» Quest Narrada - Sérios problemas
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:09 pm

» Moderação de tópicos
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:46 pm

» [RP fechada - Flashback] - The water hears and understands
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:44 pm

» RP Fechada - Mercy
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 2:24 pm

» [RP FECHADA] Reading until dawn
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 1:22 pm

» [Dungeon] Frozen Treasure - Inscrições
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 12:01 am

» [RP FECHADA] Um novo homem [+18]
por Elizabeth Tyrell Dom Fev 19, 2017 11:09 pm

» [RP FECHADA] PREFÁCIO — Disturbing nights
por Dorian Mormont Dom Fev 19, 2017 10:40 pm

» [RP Fechada] A Beautiful Day to Walk
por James Lannister Dom Fev 19, 2017 5:20 pm

» [Quest One Post] Careful, child
por The Maiden Made of Light Sab Fev 18, 2017 11:02 pm

» RP fechada - Aquecimento de inverno
por The Old Gods Sab Fev 18, 2017 5:32 pm

» [RP Fechada] Moment Between Sisters
por Leana Targaryen Sab Fev 18, 2017 1:23 pm

» [RP FECHADA] THE BEAST INSIDE
por The Black Goat of Qohor Sab Fev 18, 2017 1:01 pm

» [RP Fechada] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 7:54 pm

» [RP Fechada - Flashback] Try Again
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:58 pm

» [RP Fechada/flashback] The golden age
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:46 pm

» [RP Fechada - Flashback] Only policy
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:22 pm

» [FP] Ambrose, Garth.
por The Maiden Made of Light Sex Fev 17, 2017 3:32 am

» [RP Fechada] House of Memories
por Elyria Arryn Sex Fev 17, 2017 1:27 am

» [Dados] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 12:35 am

» [RP Fechada] Red lips always lie
por Layna de Braavos Qui Fev 16, 2017 9:53 pm

» [RP Fechada] Ascensão
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 7:36 pm

» [RP Fechada] Jobbery.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:45 pm

» [RP Fechada] Fallin Apart
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:41 pm

» [RP Fechada] Bastard... and Mastermind.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 5:44 pm

» [FP] Lancelyn Wyl (EM CONSTRUÇÂO)
por Lancelyn Qui Fev 16, 2017 5:24 pm

» [RP FECHADA] Snowed woods
por Alaric Umber Qua Fev 15, 2017 11:07 pm

» [Quest Narrada] Murder
por Narrador Qua Fev 15, 2017 10:44 pm

» [RP FECHADA +18] Lose It
por Terry Ashford Qua Fev 15, 2017 10:31 pm

» [RP Flash. +18] — She knows what I think about
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 8:29 pm

» [Rp Fechada] Oloko
por Eustass Kid Qua Fev 15, 2017 8:17 pm

» [RP Aberta] A Agonia dos Corvos
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 7:57 pm

» [RP Fechada] Lift Now
por Memphis Greyjoy Qua Fev 15, 2017 4:22 pm

» [RP FECHADA] Girls and knives, good brides
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 4:02 pm

» [RP FECHADA] O Conselheiro da Fortaleza De Águas Claras.
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 3:49 pm

» Promoção: Convide seus amigos
por James Lannister Qua Fev 15, 2017 11:40 am

» [Quest Narrada] The father's bones
por The Maiden Made of Light Qua Fev 15, 2017 7:12 am

» Quest narrada - Bravo?
por Lorien Hill Qua Fev 15, 2017 6:56 am

» Quest Narrada - Sussurros
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:23 pm

» [Quest Narrada] O satã
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:15 pm

" />

Velhas alianças não morrem.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Ter Jun 28, 2016 11:48 pm

Como governar um reino
A rp se passa sede das terras dos Frey, começando no grande salão e depois passando para o pátio de treinamento. É uma rp aberta para qualquer um com aviso prévio por mp..


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Qua Jun 29, 2016 5:27 pm

Um belo dia para executar.
______________________________________________________________________________________
Indo recepcionar os criminosos.
______________________________________________________________________________________




Ramsay passava boa parte daquele dia em especial sentado na cadeira que antes pertencera ao velho Frey, o idiota que condenara a nobre casa duas vezes a ser odiada, desprezada e quase extinta, por sorte ainda sobrara Freys o bastante para retomar a vida nas gêmeas, reconstituíram seu ouro assim como os soldados perdidos na guerra, finalmente a vida estava boa novamente. Ramsay havia lido duas cartas a não muito tempo, uma vinda de uma pequena e quase desconhecida casa pertencente a terra das tempestades, carregando uma noticia tão insignificante quanto a própria existência daquela casa. Pouco o importava a expulsão e a tomada de direitos de um idiota qualquer que transava demais aos olhos críticos do irmão, a notícia que realmente chamou sua atenção veio de Porto Real. Raramente recebia cartas de outras casas pelo simples motivo delas, em sua maioria, tentarem evitar relações ou conversas desnecessárias para com ele, atitude que o agradava, pois o mesmo tão pouco tinha empatia por aqueles covardes que se consideravam superiores, a maioria deles haviam se escondido como covardes ou dobrado os joelhos quando nossa casa assumiu o comando do tridente, e hoje estufam o peito em orgulho por coisa nenhuma.

O dia estava prometendo ser agitado para o jovem lorde que pedira para levar alguns dos piores criminosos que haviam em suas terras para serem julgados no pátio do castelo. O rapaz sempre fizera de tudo para manter o amor de seu povo, chegando a emprestar consideráveis quantias em dinheiro para vilas se manterem ate ser capaz de devolver o empréstimo, mesmo aos poucos. Era como ele pretendia, um povo feliz sempre ficaria ao lado de seu lorde, principalmente quando o ódio das outras terras por eles os mantinham ainda mais unidos, no entanto, em algumas ocasiões ele teria que mostrar pulso firme, por isso puniria tais criminosos devidamente em público, para população ver o que acontecia quando abusavam de sua boa vontade. Nesses tempos era necessário impor não só lealdade como medo também, guerras deviam ser travadas com o povo ao seu lado, sempre, por isso ele esteve se preparando.

Outra coisa que fazia no momento para se preparar para a guerra que viria era firmar velhas alianças, por isso que, com o meistre dos corvos ao seu lado, escrevia uma carta endereçada a casa Bolton, pedindo educadamente pela visita da lady que controlava aquelas terras. Selou a carta com cera onde pressionou o anel com o símbolo de sua casa, logo em seguida entregando-o ao velho que se apressou em voltar para junto de seus corvos. Agora tudo que tinha de fazer era esperar pela visita que tanto ansiava, mas antes os negócios que tinha a tratar nesse dia. Se levantou da cadeira e pôs-se a caminhar para o pátio, onde seus homens o esperava com os criminosos amarrados.


Habilidades treinadas:
Arte da guerra


______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por R'hllor em Dom Jul 10, 2016 3:26 am

Avaliação de treino de habilidade

Ramsay Frey

   
A forma como desdenhou a primeira carta foi coerente com o personagem, além de cômica. A arrogância Frey é palpável em suas atitudes e pensamentos. Se é como ele pensa que a governança deve ser conduzida, que assim seja. O nível de detalhamento dos motivos das decisões está ótimo. Vários erros de ortografia.

Perdoe-me ter esquecido de avaliar esse treino antes.
   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (6/10)

   
Total (96/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 15% de experiência por ter a habilidade no nível 4
   + 7% pelo dote inicial

   
Recompensas
   
+ 99 pontos de experiência em Arte da Guerra






avatar
Imagem : Rhllor is the source of all good (Melisandre)
Mensagens : 271
Nome do jogador : Moita
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Deuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Dorian Mormont em Ter Jul 12, 2016 3:18 pm





Frey...?

Dorian Mormont, lorde da ilha dos Ursos. Um homem que desde sua infância foi tido como alguém astuto por ouvir os mais velhos. Histórias assopravam o ouvido dele sobre o quão ' sujo ' era a casa Frey por conta do casamento vermelho. Discretamente e em seu profundo segredo, Dorian compreendia a posição que os Frey haviam tomado ao eliminar um líder que estava vencendo todas as batalhas até então. É engraçado que a maneira covarde dele possa ser mal vista por todos, mas garantiu a sobrevivência de sua casa e de seu nome por anos a fio mesmo após sua morte.  Enquanto ouvia todos os contos, a mente de Dorian não parava de manter ele curioso, debruçado sobre o mapa de Westeros e observando com olhos vigilantes sob a terra daquela casa.

Recentemente, Daphne Glover se tornou juramentada da casa Mormont, e isso dava ao lorde uma certa paz de sair, viajar, estas coisas. Por tanto, decidiu algo que deveria ser mantido. Um contato harmonioso com os Frey, para que ao menos no próximo casamento vermelho, esperassem ele ir para o banheiro antes de esfaquear e esfolar a todos. Devido a isso, solicitou que a Cavaleira fica-se como protetora das terras enquanto ele iria gerar este acordo. Tomou consigo sua espada, as vestes, e a grande capa de pele de urso da casa Mormont. Juntou guardas, nada muito extravagante, e tomou rumo as terras Frey.

Dias se passaram, e finalmente estaria o lorde urso a chegar com sua comissão aos portões Frey. Os olhos do Urso se enchiam com a estrutura, mas pararam exatamente pelo portão desta edificação estar fechado. Apoiou então as mãos sob a cela, era um pouco desconfortável. Dorian não era lá tão bom com cavalos, o que o fazia rir quando o animal teimava um pouco em parar. Mas quando parou, olhou para o guarda sob a muralha que já havia questionado quem era.— Eu sou Dorian Mormont, lorde e protetor da Ilha dos Ursos, do Norte. Poderia chamar seu lorde? Gostaria de ter algumas palavras com ele. —

Aguardou alguns instantes, e os portões se abriram. O coração de Dorian tremeu de leve, pela breve lembrança das histórias. Mas já era outro lorde, outro Frey. E as vezes, era necessário dar o primeiro passo. Ou trote. E assim avançou a comissão Mormont para além dos portões. Não demorou muito para que os cavalos fossem parados, e a comissão Mormont acompanhado de seu lorde, deixa-se seus cavalos serem levados aos estábulos.
Sob os olhos do lorde, estaria um jovem senhor para punir criminosos. Um ato bravo, um ato que o Mormont estava para fazer com os Selvagens que atacaram suas terras. Isso foi de certa forma, confortante para seu coração. Mas que qualquer lorde. Desta maneira, Dorian ali ficou, pensativo e fitando o lorde Frey, aguardando ele prosseguir seus atos para com os criminosos, antes de receber a ele. E nem de longe isso era algo que incomodava o lorde nortenho.

 





Dorian Mormont
Here we stand!



Treino:
História
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Qua Jul 13, 2016 11:02 pm

A história das torres e do urso..
______________________________________________________________________________________
Tapando um buraco
______________________________________________________________________________________





- Mas que belo dia, não concordam? - Falou para multidão que se erguia perto dos portões de seu castelos, olhares curiosos virados para o Frey que fazia uma pequena careta para o sol que machucava um pouco sua visão. Havia ficado muito tempo trancafiado na pequena sala arrumando documentos importantes e escrevendo a carta para sua futura noiva, por isso teve de esperar alguns segundos até que se acostumasse com a nova claridade.

Era como ele disse, o dia realmente estava agradável para se fazer um passeio ou mesmo um encontro com talvez uma de suas servas favoritas. Infelizmente ele - assim como todos - estava ali por outras razões, o julgamento dos presos se daria incio ali e para deixar tudo mais divertido chamou á frente algumas das vitimas das barbaridades praticadas por ele.
Um silêncio desconfortável tomou conta do local quando o mesmo pediu para desamarrarem as cordas que prendiam os braços do homem para então amarrar uma corda diferente em cada membro do seu corpo. Via ali que todos estavam tensos, mesmo que o próprio estivesse se divertindo com toda a situação. Não via melhor maneira de começar um dia tão belo do que executar pessoas para seu divertimento enquanto sentia os raios solares lamberem a sua pele bronzeada que também era agraciada por um leve brisa de vento que balançava as folhas das árvores. - Poderia me dizer o que este homem fez? - Perguntou ao velho que havia se afastado da multidão, encarando um dos prisioneiros - um homem de feições duras, com poucos dentes na boca e uma barriga larga - com um ódio que agradou o Frey em demasiada. * Esse filha da puta aproveitou que eu havia saído para trabalhar e estuprou minha mulher. Ela ainda não se recuperou disso.* O ódio do velho era compreensível, poucos homens manteriam a calma diante do homem que fizesse tal coisa com alguém tão próxima deles. - Se eu não me engano ela já prestou testemunha quando o senhor foi preso. Então tem algo a dizer em sua defesa? - O sujeito nada disse, ao invés disso cuspiu grosseiramente nos pés do Frey que por sua vez manteve a calma serena. Não havia motivos para ter um ataque de fúria na frente de seus subordinados, iria estragar sua postura calma.

- Bem... Devo admitir que essa não foi a melhor defesa que já presenciei. - Sorriu pouco antes do homem começar a berrar xingamentos contra o Frey. Quando finalmente iria dar seu julgamento foi interrompido pelo som de um trote rápido. Um cavaleiro que rapidamente parou ao lado do homem, desmontou do cavalo e se ajoelhou diante do Frey. - Pode levantar. - Esperou que o rapaz o fizesse para enfim fitá-lo com o semblante levemente irritado. - Por que interrompe uma situação importante como essa? - O homem pareceu se empertigar quando teve autorização para falar, agitado com o olhar avaliador do Frey que recaia sobre si. * Senhor, lord Mormont esta nos portões pedindo passagem.* Ramsay arqueou a sobrancelha, espantado com uma visita tão improvável. Era de conhecimento geral o quanto a casa Mormont se tornara admirada e amada no Norte, uma das casas mais honradas que existiam ali, então por quê o lord arriscaria sua reputação visitando as Gêmeas? A resposta para essa pergunta faltava ao Frey que - interessado nos motivos - mandou o guarda permitir a passagem do Mormont e após ele partir se virou novamente para os guardas. - Prendam as pontas das cordas nos cavalos. - Eles já sabiam o que fazer e não tardaram a amarrar as cordas á cela de cada cavalo. Agora o homem estava preso pelos braços e pernas ligadas aos quatro cavalos que o cercavam. Não demorou para ele entender o que estava acontecendo e lançou mais um olhar para o lord das terras, um olhar cheio de súplica que Ramsay logo tratou de ignorar. - Executem. - Falou com firmeza quando Dorian se aproximava dele. Os cavalos relincharam e começaram a tentar partir dali enquanto os homens montados neles esbravejavam e agrediam os pobres animais.

Os gritos do homem preencheram todo o pátio durante dez segundos, abafando o som dos seus ossos estralando, da carne, pele e músculos se rasgando pela pressão exercida sobre eles ate que os cavalos dispararam e um longo silêncio se fez presente no lugar. Os membros do homem sendo arrastados pelo chão que foi decorado com as entranhas espalhadas pelo chão, uma bela visão para o Frey. - Levem tudo para o buraco. Eles também. -Apontou para os criminosos, todos com exceção de um, o garoto magricela que não parava de tremer, uma escolha que o lord fez pessoalmente. Levantou uma mão em sinal para Dorian esperar e então se virou para a pequena multidão formada la. - Eu não lhes dou tudo que querem? Quando precisam de dinheiro não é a mim que vocês vem? Quando as plantações falham não sou eu que os alimento? Não não meus fies soldados que arriscam a vida todos os dias para protegê-los? - A resposta veio em um grande coro, acostumados com aquele tipo de evento todos gritaram um sim animado em uníssono. Era aquilo que ele buscava, suas crianças - como gostava de pensar neles - precisavam apenas serem educadas e nesse momento estava lhes ensinando o quanto precisavam dele e o que aconteceria se quebrassem suas leis. - Tudo que peço em troca é que se respeitem, vivam bem uns com os outros e sigam minha lei, isso é pedir muito? - Mais uma vez veio a resposta que queria. As pessoas gritaram um estrondoso não a medida que os prisioneiros, junto aos pedaços mortais do primeiro - eram jogados no buraco fundo que mandou cavar com antecedência, deixando um grande monte de terra ao lado do túmulo. - Agora o que acontece com quem desrespeita tudo que fiz por vocês? - Mais uma vez o coro se fez presente. *Vira comida para as plantas. *

Com um sorriso no rosto se virou finalmente para Dorian, um homem de aspecto respeitável que assistia tudo em um silêncio confortante. Tentou procurar no olhar dele o que sempre aparecia nos lords, desprezo ao verem um Frey, mas não viu isso e então decidiu que Dorian merecia uma chance com o rapaz, principalmente pelo fato de que formar uma possível amizade com uma casa tão honrada faria pelo menos com que os lords se forçassem a aturar melhor a existência de sua família, claro que isso dependeria das próximas palavras do homem. Ramsay já tinha conseguido o que queria. Boa parte da população de suas terras eram fies a ele, além de temê-lo, agora quem sabe não exercesse o mesmo com os de outra casas? - Essa é uma visita inesperada e bem vinda. - Pegou duas pás de um dos seus servo e entregou uma para Dorian. - Por que não me conta os motivos de sua visita enquanto tapamos o buraco que fizeram em meu pátio? - Sorriu com uma alegria honesta enquanto andava ate o túmulo onde os homens se remexiam e gritavam, amarrados demais para sequer conseguirem sentar. Afundou a pá na terra fofa e jogou a primeira quantidade de areia nos rapazes, aguardando uma explicação de seu visitante.

Habilidades treinadas.:
Arte da guerra

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Dorian Mormont em Qua Jul 13, 2016 11:37 pm







Learn

Um show, uma aula de como lidar com criminosos pelo próprio lorde Frey. Um homem sendo partido pela pressão de animais, um garoto tremulo, um povo alinhado de acordo com a vontade do lorde, a ponto dele ser sorridente enquanto fazia toda a aula para que Dorian não se esquecesse tão cedo. De fato, deveria talvez, aplicar isso aos criminosos na ilha dos Ursos. Potencialmente o problema não iria vir a se repetir.

No fim, os homens foram lançados amarrados a buracos, para servir de alimento para plantas. Adubo. E uma pá, estendida para o Mormont. Alguns de seus homens, principalmente os mais fiéis, se ofereceram para fazer o serviço, mas o máximo que o Mormont fez foi tomar a pá em mãos e acompanhar o Frey. E os soldados do Urso ficaram incrédulos. Não pelo lorde não fazer isso em suas terras, mas por seu lorde 'trabalhar' em conjunto ao Frey.— Bem. Os motivos. Os motivos foram as histórias, as lendas de como os Frey são um povo... Difícil de se confiar e lidar. E eu aprendi que a melhor maneira de se confirmar isso, é ouvindo. — Após tais palavras, Dorian enfiou a pá na areia, e fez questão de jogar no rosto de um dos condenados que mais berrava. Apenas para que este engasga-se e fizesse silêncio. Em seguido, outra e outra.. Até a cabeça do homem estar soterrado. Desta forma, o lorde pareceu respirar fundo, mais contento com o próprio serviço, e diminuir um pouco o ritmo.

— Seu povo parece bem educado, confiantes do lorde que possui. Você me parece ter punho firme para situações ruins como com estes adubos. Mas a história não foi generosa contigo. Melhor, com sua casa. Possui amigos para com quem conversar sobre essa... Situação? —

O Mormont planejava dizer injustiça. Mas iria soar irônico, quando ele estava fazendo ' justiça com as próprias mãos '. Lidar com o Frey diretamente era completamente diferente de se ouvir em histórias. Eles não pareciam seres de sete cabeças. Mas homens capazes de te fazer em quatro pedaços. Algo que não se deve esquecer. E escolher bem as palavras, poderia manter o lorde em uma peça só. E este era o plano desde o inicio.





Dorian Mormont
We can fall, but never fail.





Treino:
Arte da guerra
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Qui Jul 14, 2016 1:10 am

Um bom dia para executar..
______________________________________________________________________________________
Esperando
______________________________________________________________________________________





O lord das gêmeas observava o visitante com o canto dos olhos enquanto continuava a jogar terra sobre os criminosos que se debatiam para fugir dos montes , sendo lentamente soterrados em uma morte lenta e angustiante. Parou quando ouviu o Mormont falar sobre o quanto sua família era confiável. Os olhos semicerrados analisavam o homem em sua frente, será que o julgou mal? Pensou o Frey, até que ele terminou de falar, lançando uma luz ao raciocínio do jovem. Dorian estava ali para confirmar se as histórias contadas sobre sua família eram verdadeiras? Parecia até que os Frey eram como animais exóticos aos olhos curiosos do Mormont, embora insultante isso não o desagradou de todo. Foi a primeira vez que alguém se importou em realmente conhecer o rapaz antes de julgar sua lealdade ou honra. Havia ali talvez um possível aliado.

Voltou a enterrar os homens sem nada dizer, ainda que surpreso pela vontade e satisfação com que seu companheiro o ajudava na tarefa. Ele tinha algo de diferente, algo que poderia vir a ser útil para o rapaz se soubesse manipular direito. - Deixe ver se eu entendi. - Mais uma vez lançava grandes quantidades de terra nos homens, soterrando-os. - Você veio até aqui com o quê? Cinquenta homens no máximo? E veio por que ouviu histórias sobre como matamos covardemente nossos visitantes? - Não conteve o riso que disparou de sua garganta, realmente divertido com as palavras do homem que no final deu a entender se preocupar com o fato do lord não ter ninguém para conversar sobre seus problemas. Talvez estivesse sugerindo que ele mesmo poderia ser esse amigo, ou simplesmente tentando se mostrar sensível ao sofrimento do Frey para mais tarde pedir favores. - Não preciso. Estou bem, mas você é curioso. Se ouvisse direito as histórias saberia que o sangue Frey esta contaminado pela covardia e que todos somos assim, ou pelo menos é o que as casas pensam sobre nós. -Afirmou, a voz calma não denunciava nada do loiro. Não estava muito confortável falando sobre amizades com alguém cujos interesses ele desconhecia até aquele momento.

Tinha conhecimento de como o viam, ao olhar para Ramsay enxergavam o velho Walder ali, pronto para traí-los na primeira oportunidade e era essa uma das razões de odiá-los tanto. - O senhor parece ser um bom homem, então serei educado e perguntar mais uma vez, o que veio fazer em minhas terras? Arrisca manchar a honra de sua casa visitando uma família tão odiada e mal vista apenas para comprovar a veracidade de histórias? - Uma calma quase assassina se apoderou do homem e seus soldados, já acostumados com os modos do lord deixaram as mãos caírem sobre suas espadas, preocupados não só com os guardas do Mormont, como também temendo pela própria segurança de Ramsay tão próximo de um homem visivelmente mais velho e experiente que ele. O Frey, antecipando a reação de seus homens, fez um sutil movimento com a mão, mandando que relaxassem e assim o fizeram. Depois disso em silêncio o homem continuou a encher o buraco, aguardando a resposta do viajante. Notava com satisfação que nem mesmo dava para ver os corpos dos bandidos, apenas uma movimentação na terra de um deles lutando pela vida.

Habilidades treinadas:
Arte da guerra.

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Dorian Mormont em Qui Jul 14, 2016 2:28 am





Houses? Man.

Os homens agora se resumiam a tremores abaixo da terra, mas cada vez mais, era areia atrás de areia, pá atrás de pá. Mas as palavras do Frey vieram, e cada uma delas por momento eram boas, e outras, davam vontade de acertar a pá na cara do dono daquele adubo. Isso fez o Lorde respirar fundo, e parar de cavar. As duas mãos no cabo da pá, o olhar fixo nos olhos do Frey. Silêncio, tensão. Homens Mormont com mãos no cabo da espada. E então, ele abriu um sorriso e golpeou a terra novamente.  — Eu poderia escolher milhares de formas de lhe dizer isso. Maneiras de ofender, de não ofender. Mas direi apenas de igual para igual, de homem para homem. Julgo um homem pelo o que fez, e não pelo o que seu antepassado fez. Ramsay Frey, não é Walder Frey.  —  Após tais palavras uma breve gritaria veio da parte dos homens Mormont e Frey, uma pequena silhueta correu na direção do criminoso em busca de ajuda-lo. Mas... Os guardas Frey seguraram, e isso fez Dorian pausar novamente a adubagem.  





Dorian Mormont
Here we Stand!





Treino:
Arte da guerra
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por R'hllor em Qui Jul 14, 2016 3:18 am

Avaliação de treino de habilidade

Dorian Mormont

   
Interessante a ponderação do personagem sobre os mal-vistos atos Frey, lembrando-se dos acontecimentos, que poderiam ter sido melhor descritos, assim como contados de uma forma diferente. Como a análise é do ponto de vista de sobrevivência da Casa Frey, o treino poderia ter sido de Arte da Guerra, mas não é errado colocá-lo como de História. Alguns leves erros de ortografia.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (15/30)
   + Enredo e Criatividade (15/20)
   + Ortografia e Organização (9/10)

   
Total (79/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   + 10% de experiência por ter a habilidade no nível 0

   
Recompensas
   
+ 96 pontos de experiência em História
Avaliação de treino de habilidade

Dorian Mormont

   
Interessante ele ajudar o Frey de forma a facilitar a diplomacia, assim como a ideia de, ao invés de se basear no que os outros dizem, verificar com o próprio lorde, mostrando os pensamentos do personagem enquanto conversa. Parabéns! Alguns leves erros de ortografia.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (8/10)

   
Total (98/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 0% de experiência por ter a habilidade no nível 1
   + 7% do dote inicial

   
Recompensas
   
+ 116 pontos de experiência em Arte da Guerra

Avaliação de treino de habilidade

Dorian Mormont

   
Dessa vez pecou um pouco nas descrições. Poderia se dar mais detalhes do que foi que provocou cada reação, assim como o que ele esperava que acontecesse com o que falou. Alguns leves erros de ortografia.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (10/30)
   + Enredo e Criatividade (5/20)
   + Ortografia e Organização (9/10)

   
Total (64/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 5% de experiência por ter a habilidade no nível 2
   + 7% do dote inicial

   
Recompensas
   
+ 72 pontos de experiência em Arte da Guerra


   
Avaliação de treino de habilidade

Ramsey Frey

   
A narração é aterradora, provocando um sentimento de repúdio em um ato digno dos Frey. Uma forma interessante e criativa de comandar a cidade e executar os prisioneiros, recebendo um representante de outra Casa enquanto continua como se nada estivesse acontecendo. Fantástico, parabéns! Alguns leves erros de ortografia.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (9/10)

   
Total (99/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 25% de experiência por ter a habilidade no nível 5
   + 7% do dote inicial

   
Recompensas
   
+ 92 pontos de experiência em Arte da Guerra
Avaliação de treino de habilidade

Ramsey Frey

   
Novamente é muito interessante a forma como ele continua a diplomacia enquanto enterra os prisioneiros. A diplomacia em si também foi muito bem narrada. Parabéns!

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (10/10)

   
Total (100/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 35% de experiência por ter a habilidade no nível 6
   + 7% do dote inicial

   
Recompensas
   
+ 83 pontos de experiência em Arte da Guerra





avatar
Imagem : Rhllor is the source of all good (Melisandre)
Mensagens : 271
Nome do jogador : Moita
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Deuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Sex Jul 15, 2016 12:51 am

Cuidando das plantas..
______________________________________________________________________________________
Conversando
______________________________________________________________________________________





O lord arqueio a sobrancelha ao ser fitado por Mormont. Ambos pararam de cavar enquanto o loiro aguardava pacientemente pelas próximas ações do Mormont, talvez as últimas que ele tomaria como um homem livre. Os guardas da ilha dos ursos não dividiam a mesma segurança que ele, mantendo as mãos nos cabos das espadas prontos para defender seu lord em um esforço nobre, porém inútil.

Ramsay não era burro nem ingênuo o suficiente para achar que sairia impune caso ferisse seu convidado, muito menos pretendia trazer ainda mais desgraça para família, por isso manteve-se assim, quieto. Mas qual não foi a surpresa ao ouvir tais palavras vindas logo de um Mormont, uma família que havia sofrido tanto nas mãos dos Frey. Houve um brilho especial nos olhos do homem, pela primeira vez sendo julgado sem a sombra do que Walder fez o cobrindo e impedindo que alguém notasse qualquer utilidade nele.

Tinha que admitir que embora as palavras que o Mormont escolhia fossem meio ignorantes e ele mesmo não apresentasse possuir muita inteligência, o que ele dizia parecia ser calculado especificamente para agradar o Frey. Se ele fosse ignorante como Ramsay pensava então ali poderia nascer não só uma forte aliança como ate mesmo uma amizade, criando assim um apoio forte que usaria para ajudar a reerguer a honra de sua casa. Agora se aquilo fosse encenação, então estava lidando não só com um homem perigoso, mas alguém cuja honra também não era muito favorável. Decidiu acreditar que o homem estava sendo honesto em suas palavras por enquanto, mas quando foi reagir notou uma pequena movimentação não muito longe. Uma menina havia corrido ate o ladrão amarrado, mas fora detida pelos guardas antes disso. Era aquilo que ele estava esperando, tinha ate demorado mais do que imaginara para acontecer. - Cara... Você é um sujeito estranho. - Começou a rir na frente de seu convidado, por alguns instante ignorando a existencia da menina e do rapaz, assim como a gritaria que se formava no lugar.

Deixou a pá para que um dos servos terminasse de tapar os últimos dois dedos de profundidade do buraco e foi ate o lord, sem cerimonia alguma abraçou o velho Mormont, soltando-o não muito tempo depois. - Me disseram uma vez que você não era nem metade do que a velha Lyanna fora, mas agora que te conheço posso afirmar que ela teve sorte se tivesse sido metade do bom líder que você é. - Deu um tapa fraco no ombro do homem, um cumprimento amigável. Sabia como era viver ás sombras de outras pessoas e por isso tinha certeza de que suas palavras iriam agradá-lo. Feito isso era hora do próximo passo, mas uma vez decidira dar continuidade a educação de seu povo e então caminhou ate o outro buraco cavado ali no pátio, sorrindo para todos antes de volta a tenção para o lord. - Esse homem foi acusado e condenado por roubar um honesto fazendeiro, por que você não decide o destino dele? - Um sorriso sádico se formou nos lábios do loira que ignorava a menina berrando para não machucarem seu irmão, o único som naquele pátio lotado por uma multidão calada, curiosos e espantados pelo seu lord deixar que um de fora decidisse o destino de um dos deles, exatamente como ele planejara.


Habilidades treinadas.:
Arte da guerra.

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Dorian Mormont em Sex Jul 15, 2016 2:20 am





Hn..

Encarou a expressão do Frey. A sobrancelha arqueada, e isso foi suficiente para o Mormont notar como o jovem lorde Frey estava refletindo. Tomou a mesma atitude que o Frey tomou, quase que um reflexo. Levar a pá até um dos servos, a intenção de Dorian agora era apenas ir para casa. Confirmou uma coisa que as histórias não contam. Os Frey podem até não ser todos iguais em relação a sua conduta como lorde, mas são todos loucos de alguma maneira. E dentro do lorde desenvolveu uma questão que o fez repulsar por um breve instante. Onde será que Walder adubou sua parente? Isso fez Dorian fechar os olhos por um instante para respirar fundo, quando foi surpreendido pelo abraço do Frey, e as palavras que massagearam o ego, mas alertaram o instinto.

A retribuição daquele abraço? Um sorriso sem dentes, curto e rápido, e alguns tapas na cintura do Frey, quase uma retribuição completa. Aquilo teria significado? Talvez, algo a se pensar. Então o Frey se virou, tomando rumo ao último criminoso. Tendo isso em mente, Dorian se silenciou e preferiu se preparar para ir pra casa. Se aproximou do guarda com seu manto, e aceitou a ajuda do mesmo para colocar, e deu discretamente a ordem de buscar os cavalos.

E foi quando foi abordado pelo Frey. Uma sugestão de punição, para um sádico a seu lado. A mente do lorde estalou imediatamente que aquilo era mais do que um pedido. Era a garantia se poderia ir ou não para casa. Pensou, pensou... E chegou uma conclusão.  — As vezes, meu... Amigo? É, acho que posso chama-lo assim. Um jovem deve ser apenas educado, e as vezes, as plantas já podem estar de barriga cheia. Então para que ele aprenda o peso de seus erros, que o tamanho de sua ambição seja o tamanho do castigo. Amarre-o em um cavalo e deixe ser arrastado a mesma distância que a fazenda deste nobre homem possui. Claro, é o que recomendo.  —

Quando concluiu a linha de pensamento, fez um sinal para que o Frey continua-se seu julgamento, da maneira que melhor lhe convêm. Suas terras, suas regras, suas leis, suas decisões. Desta maneira, sentiu o toque de seu guarda no ombro, e lá estava o cavalo do lorde. Ele subiu, e novamente, uma discreta e quase imperceptível ordem. Ele pediu o escudo de seu soldado, um escudo redondo. Colocou o escudo nas costas, quase como uma mochila, após subir no cavalo. Dessa maneira, ali ele ficou, esperando o desfecho do Frey para então, poder marchar de volta para o norte.    





Dorian Mormont
We can fall, but never fail.




Treino:
Arte da Guerra
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por R'hllor em Sex Jul 15, 2016 3:21 am

Avaliação de treino de habilidade

Ramsey Frey

   
Novamente mais um show de diplomacia Frey, muito bem narrada tanto do ponto de vista de narração, quanto do Lorde pensando nos atos e suas emoções, além de surpreendente. Alguns leves erros de ortografia, havendo um mais grave (tensão).

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (7/10)

   
Total (97/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 35% de experiência por ter a habilidade no nível 6
   + 7% do dote inicial

   
Recompensas
   
+ 81 pontos de experiência em Arte da Guerra
Avaliação de treino de habilidade

Dorian Mormont

   
Ótima descrição dos atos e também da reflexão sobre o que poderiam refletir cada um deles, assim como analisando a postura do Lorde Frey. Alguns leves erros de ortografia, havendo um mais grave (continuasse).

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (8/10)

   
Total (98/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 10% de experiência por ter a habilidade no nível 3
   + 7% do dote inicial

   
Recompensas
   
+ 106 pontos de experiência em Arte da Guerra





avatar
Imagem : Rhllor is the source of all good (Melisandre)
Mensagens : 271
Nome do jogador : Moita
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Deuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Sex Jul 15, 2016 4:02 am

A viagem da visita...
______________________________________________________________________________________
Conversando
______________________________________________________________________________________





O Frey sorriu com satisfação ao notar que o homem já pegava omanto, preparando-se para sair dali. A pressa dele em deixar as gêmeas era evidente, pelo menos aos olhos astutos do homem. Mormont poderia até mesmo respeitá-lo, mas também havia medo ali, medo que o Frey não permitisse mais sua saída caso o mesmo o irrita-se e era exatamente aquilo que ele queria. A muito tempo havia decidido treinar os demais lords de maneira similar ao qual treinava seu povo, impondo respeito e medo em quantidades exatas para criar um equilíbrio e assim obter sua lealdade e Mormont estava se provando uma ótima cobaia.

A sugestão do homem mais uma vez lhe entregou, mesmo depois que ver o que o Frey costuma fazer com criminosos decidiu que o melhor a pedir seria a misericórdia para com o ladrão. Essa atitude mostrou o quanto aquele homem era gentil, algo que até comoveu Ramsay durante uns dois segundos, antes que ele pegasse uma adaga do cinto de um dos seus guardas e caminhasse a passos largos até o garoto amarrado. A menina agora berrava xingamentos contra Mormont, implorando para que não machucassem seu irmão. - Isso é... Demasiado cruel, Dorian. - Falou rispidamente ao se por atrás do rapaz, que fora impedido de se afastar pelas mãos do Frey que se mantiveram firmes nos ombros do ladrão. - Como pode pedir para que eu faça uma coisa dessas com ele? - Agora o olhar de todos estavam sobre ele, até mesmo a menina se calara em grande espanto, nunca antes tinham presenciado tais palavras vindas do homem, principalmente para defender um criminoso condenado pelo próprio. Era esse tipo de reação que ele queria, como o homem mesmo gostava de pensar, não adiantava nada impor medo contra aqueles que o seguiam se também não inspirasse agradecimento e lealdade. Ajudava seu povo o máximo que podia, mas também tinha que garantir que eles acreditassem que ele fazia isso por pura bondade, por amá-los tanto quanto eles deveriam amá-lo. - Já viu o quão fofo é esse menino? Conseguiria fazer mal com essa coisinha? - Imitou a voz de uma mulher ao falar do seu filho, a voz um pouco fina e infantil enquanto com a mão desarmada o homem beliscava a bochecha do prisioneiro, sorrindo com uma alegria única. - Me diga, garoto, por quê roubou? - Falou em voz alta, mesmo que estivesse próximo do rapaz, queria que todos ouvissem também. * Não consegui emprego faz semanas, estávamos morrendo de fome, meu senhor. * Acompanhou o olhar choroso do rapaz e então percebeu quem ele encarava, mesmo que o menino tenha desviado o olhar em uma tentativa frustada de disfarçar, ficou claro que encarava a irmã cujo rosto estava coberto de lágrimas, uma pequena maltrapilha igual a ele.

- Pode me dizer onde estava e quantas pessoas em dificuldade igual a você existem la? Ou devo perguntar a pequena ali? - Ao notar que falava de sua irmã o jovem não tardou a dar todas as informações que o Frey lhe exigia. * Mas eles nunca roubaram ninguém, eu juro.* Tentou em uma última atitude desesperada de livrar os pobre aldeões de um destino que parecia ser o dele próprio. - Muito obrigado. - Mais uma vez se virou para a população que aguardava com os olhares atentos ao Frey. - Lhes dou tudo que precisam para terem uma boa vida e vocês a tem. Não passam fome, tem estoque para qualquer inverno que chegue e tem minha garantia de segurança como já disse várias vezes, e o que eu peço em troca?! - Gritou e a resposta veio logo em seguida. * Gratidão, fidelidade e que sigamos suas leis! * - E isso é pedir demais? Será que não mereço?- * Merece!* - E o que acontece com que não é útil? - * Vira adubo!

Ramsay bateu palmas, parabenizando seu povo pela bela resposta, parando assim que notou que a menina voltava a espernear e o garoto, calmo como alguém que ia morrer e sabia disso, apenas pedia para que ela se acalmasse e fechasse os olhos, aquela era a hora dele agir. - Só que tem um probleminha. Esse rapaz assim como muitos que vivem perto dele... - Puxou o jovem para o seu lado em um meio abraço, a adaga apontada para o rosto do garoto. - Eles não recebem esse meu tratamento bondoso. Não se sentem seguros e passam fome mesmo não estando em guerra, então como eu poderia puni-lo por um pequeno deslize desses? - Pediu para que um guarda, o que carregava uma pequena bolsa cheia de moedas se aproximasse e então a pegou, enfiando no bolso do casaco do rapaz. - Isso será o suficiente para manter você, sua família e seus amigos por algum tempo, aproveite esse tempo para procurar emprego, mas antes... - Com a adaga ele fez um movimento lento na bochecha do menino, abrindo um corte superficial do qual desceu uma listra de sangue. - Isso é para que a pequena nunca se esqueça do que fez por ela. - Para surpresa de todos o lord desamarrou o rapaz, pediu que soltassem a menina que logo correu ate o irmão, fechando um abraço ao redor das pernas dele, foi então que o lord deu um beijo estalado na bochecha ferida do garoto, melando o próprio rosto com um pouco de sangue. - Agora vá e espera com o resto das pessoas, ok? - Ele parecia não estar acreditando que viveria e por alguns segundos encarou o lord, um misto de gratidão e suspeita em sua expressão antes que o mesmo acatasse a ordem sob os aplausos das pessoas. Era aquele seu objetivo, viram o quão bom e preocupado Ramsay poderia ser e veriam ainda mais logo, logo.

- Mas o senhor já vai? - Abriu os braços de modo dramático enquanto encarava o homem que já estava sentado na sela do cavalo. Seus homens - talvez acostumados até demais com o lord - não tardaram a fechar um cerco ao redor de Dorian, arqueiros sobre os muros, preparados para disparar. Todos ficaram tensos com a batalha eminente. - O que estão fazendo? Ele é convidado e um amigo, não matamos convidados e nem amigos. - Seus homens baixaram as armas e com uma ordem do lord abriram os portões, os que levariam Dorian de volta para o Norte. - Adoraria que ficasse, mas se tem que voltar para suas terras então faça uma boa viagem, queria eu poder lhe visitar também. - Deixou a informação no ar, esperando que Dorian entendesse a que ele se referia.

Habilidades treinadas.:
Arte da guerra.

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Dorian Mormont em Sex Jul 15, 2016 9:40 am





Keep calm..

O show continuou, uma adaga, passos largos. Dorian fechou os olhos e abaixou a face, clamando para que os novos e os antigos deuses recebessem o rapaz, quando veio as palavras do Frey. Imediatamente sua cabeça se ergueu novamente, e ele começou a encarar todo o ato em silêncio. Um silêncio profundo, um olhar afiado. Dentro do Mormont se desenvolveu uma coisa que ele deveria ter notado antes. Ramsay Frey vai contra tudo que você espera.

O garoto foi solto, as flechas apontadas para meus guardas, que lentamente se fechavam ainda mais ao meu redor, tomando os escudos em mãos e ocultando a mão nas espadas e machados. O coração do lorde batia forte, não pelo temor da morte, nem pela sombra da dor que seria 'ser adubado'. Mas sim pela duvida de quantos ele derrubaria, até ser derrubado. E isso era passado pelo olhar do lorde, que ia de face em face em cima do muro, uma besta terrível como um urso faminto em meio as arvores. O leão é o rei da selva, mas o Urso, é quem manda nas florestas. E temer galhos de arvores não estava na lista de coisas que aquele Urso ali temeria. E por conta disso, a destra pesou no cabo da espada, quando novamente...

Contra mão. Palavras de pesar, como se fossem amigos de longa data. Mal respirou, preparado pra qualquer ação confusa novamente, mas respondeu ao Frey. — Será bem-vindo na ilha dos Ursos, Ramsay. E garanto que lá não lhe apontaram flechas, até porque você não as teme, certo? Hahahaha! Devo partir. Tenho que passar por muitos lugares nesse retorno, e espero ao menos chegar lá a tempo do jantar. — Uma discreta brincadeira para com o Frey, sem o aguardo de uma resposta, e nem um claro Adeus. Um sinal do Mormont que os dois iriam se cruzar novamente. Mas em qual circunstancia, não há como saber. Dorian sussurrou a um dos cavaleiros, que ficou um pouco mais para trás, enquanto o próprio lorde e seus homens tomavam um pouco mais a frente já ultrapassando o portão. O que se atrasou, sendo um ótimo montador, ficou apenas para entregar em mãos do próprio Frey uma bolsa com moedas, e dizer " O valor da passagem pelas gêmeas. " E após entregar, partiu junto da comissão de seu senhor.





Dorian Mormont
HERE WE STAND!





treino:
Arte da guerra
avatar
Imagem : The Bear
Mensagens : 848
Nome do jogador : Cale
Dragões de ouro : 166
Veados de prata : 95
Estrelas de cobre : 4
Idade : 37 ano PORRA
Salário extra : 117%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Sex Jul 15, 2016 11:51 am

Volta ao castelo...
______________________________________________________________________________________
Mais uma negociação bem feita
______________________________________________________________________________________





Fixou o olhar em Mormont durante alguns instantes, em dúvida sobre o significado de tais plavras vindas do lord. Aparentemente fora apenas uma brincadeira tensa sobre o modo como foi tratado, não poderia culpá-lo porisso, esperando apenas que sua visitar a ilha dos ursos fosse um pouco menos agitada que esse dia já que pretendia tê-lo como um aliado nesses tempos dificeis que estarão por vir.

Foi com um pequeno falso sorriso que aguardou a ida de Dorian, imaginando se aquele teria sido mesmo o motivo pelo qual o Mormont havia lhe visitado, conhecer e julgar o lord da familia mais infame das terras fluviais. Foi quando um de seus cavaleiros apareceu para O Frey e lhe entregou um bolsa com moedas, ao verificar o conteúdo percebeu que era um pouco menos do que deveria visto a quantidade de gente que ele estava levando, mas perdoou o homem pelo engano e mandou o cavaleiro acompanhar seu senhor. Não podia calsar confusão logo com aquele homem por causa de míseras moedas, não era seu avô.

Após pegar o pagamento esperou que Dorian e seu pessoal passassem para então mandar mandar fechar o portão mais uma vez. Girou sobre os calcanhares e deu de frente com a multidão ansiosa que ainda esperava seu lord mandá-los para casa. - Pois bem! Tenho um pronunciamento a falar e depois serão espalhados diversos cartazes, mas conto om a ajuda de vocês para informar isto a todos de nossas terras. - Caminhou calmamente até mais perto de todos, os olhos fixos no garoto e sua irmã que agora estavam abraçados, ele havia pego a menina no colo em um modo protetor enquanto mantilha a expressão ansiosa e suspeita, deixando óbvia sua vontade de sair dali. - Infelizmente ainda existem algumas pessoas que não consigo ajudar, mas para isso criei o sistema "Bom emprego". - Era palpável a tensão que havia ali, eles claramente não tinham ideia do que seu senhor estava falando. Confusos e perdidos precisam de uma forcinha. - Terá uma casa com um placa identificando-a aqui no castelo. Deixaria algumas pessoas competentes para cuidar disso. A ideia é basicamente que todos aqueles que precisam de mão de obra. Alguém para cuidar da plantação, dos animais ou mesmo para ajudar a elaborar as contas de seus comercios virão até a casa onde vão receber um pequeno pergaminho no qual vão detalhar não só o trabalho, mas que tipo de pessoa precisa para realizá-lo. Se alguém estiver desempregado pode ir até la e por sua vez pegar o emprego que mais se adéqua á ele. E é isso, o que acham? - Não teve a resposta que esperava, mas a que lhe deram foi igualmente bem vinda. * Ramsay! Ramsay! Ramsay!* Esperou que eles comemorassem durante um tempo e então pediu que fizesse silencio, o que foi prontamente atendido. - É por isso que amo vocês, agora voltem para suas terras e espalhem a noticia.

Não demorou muito para que todos começassem a partir, satisfeitos por mais uma vez verem que seu lord cuidava deles. Como ele mesmo pensava, bastava treiná-los um pouco e em uma guerra estariam todos se oferecendo para ajudar. - Me acompanhe. - Se virou para o capitão da guarda e então começou a caminhar com ele ao seu lado de volta para dentro do castelo.

Habilidades treinadas:
Arte da guerra.

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por R'hllor em Sab Jul 16, 2016 2:51 am

Avaliação de treino de habilidade

Ramsay Frey

   
Narrativa novamente muito boa, mostrando os detalhes dos pensamentos do Frey, sendo criativa a forma como tratou o jovem para mostrar-se bondoso novamente a sua população. Vários leves erros de ortografia, havendo alguns mais graves.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (5/10)

   
Total (95/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 45% de experiência por ter a habilidade no nível 7
   + 7% do dote inicial

   
Recompensas
   
+ 69 pontos de experiência em Arte da Guerra
Avaliação de treino de habilidade

Ramsay Frey

   
Narrativa novamente muito boa, mostrando os detalhes dos pensamentos do Frey. Interessante a proposta do lorde para agradar sua população. Vários leves erros de ortografia, havendo alguns mais graves e erros de digitação. Recomendo que revise melhor seus posts antes de enviá-los.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (5/10)

   
Total (95/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 55% de experiência por ter a habilidade no nível 8
   + 7% do dote inicial

   
Recompensas
   
+ 60 pontos de experiência em Arte da Guerra

   
Avaliação de treino de habilidade

Dorian Mormont

   
Mais uma boa narração. A conclusão tomada pelo personagem foi bem explicada, assim como foi bem exibida a confusão causada pelas ações discordantes do Frey. Alguns leves erros de ortografia.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (9/10)

   
Total (99/100)
   


   + 11% de experiência pelo atributo de inteligência com 5 pontos
   - 15% de experiência por ter a habilidade no nível 4
   + 7% do dote inicial

   
Recompensas
   
+ 102 pontos de experiência em Arte da Guerra





avatar
Imagem : Rhllor is the source of all good (Melisandre)
Mensagens : 271
Nome do jogador : Moita
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Deuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Aarev Frey em Dom Jul 17, 2016 4:09 pm




Employment




Who lives without folly is not so wise as he thinks
Um verdadeiro show, e Aarev não poderia negar. Tinha saboreado cada segundo das execuções, sentindo certa pena daqueles homens, mas nada se comparava com alegria maniaca de presenciar tudo aquilo; tinha cada vez mais respeito pelo Lord Frey, um respeito louco, mas era uma forma de respeito afinal. A anos lutava contra a loucura completa, mas agora tudo o que fazia era regido por ela, e provavelmente arranjaria um emprego bom ali. Loucos tinham que ficar perto de loucos, e Ramsey era o tipo de pessoa que estava procurando. Escondeu mais o rosto com o capuz da capa, escondendo os cabelos brancos - completamente incomuns para a sua idade - dos guardas, começando a seguir o homem a passos largos, observando cuidadosa a tudo ao redor, desde os guardas que acompanhavam o Lord, até o próprio, guardando na mente tudo o que fazia, incluindo algumas de suas manias, visíveis aos observadores mais atentos.

Ela sabia bem que uma hora alguém iria aborda-la, por ser uma forasteira no território das Gêmeas, mas poderia simplesmente fingir inocência e dizer que iria abordar o Frey para pedir emprego, mas só não sabia como. Essa historia não iria ser engolida facilmente por ninguém, porque além do mais, ela não parecia alguém inocente nem mesmo aos 10 anos de idade, imagine no auge dos seus 28. Não queria nem imaginar o que as pessoas pensavam de si a primeira vista, e muito menos quando a conheciam direito, o que nunca aconteceu. Continuou seu caminho atrás do homem, até que um de seus guardas percebeu sua presença e a parou — Meu nome é Aarev Korolenko, apenas mulher comum de Terras da Tempestade a procura de emprego aqui nas Terras Fluviais — dá de ombros descontraída — Apenas isso — um sorriso maniaco cresceu em seus lábios — Lord Frey teria algum para disponibilizar a mim?






Última edição por Aarev Korolenko em Ter Jul 19, 2016 11:18 pm, editado 1 vez(es)


Aarev Frey
Revenge is a dish best served cold
avatar
Imagem :
Mensagens : 45
Nome do jogador : Serafim
Dragões de ouro : 40
Veados de prata : 120
Estrelas de cobre : 6
Idade : 31
Salário extra : 8%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Dom Jul 17, 2016 11:17 pm

— [iO contrato.[/i].
______________________________________________________________________________________
Caminhando
______________________________________________________________________________________





Tudo havia sido resolvido, agora o lord precisava apenas se preparar para a caçada de mais tarde depois de responder algumas poucas cartas que chegara as suas mãos, reclamações de alguns moradores de suas terras que não puderam comparecer e necessitavam de sua ajuda. Um tédio tudo aquilo, mas alguém tinha que fazer, infelizmente esse alguém era ele, uma vez que seu primo parecia incapacitado de assumir algumas simples tarefas e seu irmão era jovem demais para ajudá-lo, limitando-se a vez ou outra observar Ramsay trabalhar.

Não conseguiu nem mesmo chegar até sala antes que ouvisse um murmurio de vozes atrás dele, voltando a tempo de ouvir as últimas palavras de uma mulher cujo rosto era escondido por um capuz. *Senhor, tome cuidado* Alertara o guarda cuja preocupação foi dispensada com um rápido aceno de cabeça a medida que o homem se aproximava dela. - Ora, tenho mais um buraco precisando de adubo se estiver interessada. - Sua voz soou com a mesma normalidade de quando ele simplesmente dizia que ia dar uma volta, nada demais para o Frey acostumado a lidar daquele modo com as pessoas. Foi quando ele puxou o capuz da cabeça da mulher e seus olhos varreram o belo rosto pequeno decorado por covinhas que apareceram quando ela sorriu, foi nesse momento em que ele teve certeza de que se divertiria. Não só pela beleza da desconhecida, mas sim pelo fato de que em apenas uma rápida olhada ele percebera que aquela mulher era perigosa, ou pelo menos acostumada e até mesmo divertida ao observar as mortes ao seu redor, única explicação para sorrir com tamanha confiança na presença do lord.

- Não sou de contratar prostitutas, então é melhor ser útil. - Acenou para os guardas que logo relaxaram as armas e passaram a acompanhar o Frey e a jovem de cabelos brancos pelo corredor longo e mal iluminado de sua casa. - Enquanto caminhamos me explique sobre suas qualidades. - Dizia calmamente sem deixar muito espaço entre eles a medida que caminhavam.

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Aarev Frey em Seg Ago 01, 2016 11:38 am




Employment




Who lives without folly is not so wise as he thinks
Seu sorriso não se desvaneceu em momento algum; pelo contrario, apenas aumentava ao ouvir as palavras proferidas pelo Lord, continuando a achar graça da falsa seriedade, ou da ameaça feita por ele, da qual não teve medo.  Começou a caminhar ao seu lado, sabendo que cada palavra pesaria sobre a avaliação do Frey, e mesmo que fosse fora-da-lei, era bom manter as aparências como boa moça para despistar aqueles que tinha enganado, ou não, já que o homem ao seu lado não era exatamente conhecido por ser honesto, e a morte dos "mal feitores" a alguns momentos só tinha feito com que esse pensamente se concretizasse, e também havia o fato de que ele não confiaria nela; não deveria, na verdade, mas ele teria que correr o risco se quisesse lucrar - Eu daria uma boa prostituta, não nego, mas não vim aqui para isso - olhou de soslaio para ele, imaginando o que ele estaria pensando, qual seria seu próximo passo - Enfim, sei um pouco de tudo, pode me colocar pra trabalhar em qualquer lugar e farei o meu melhor para cumprir o que foi mandado - disse séria, mas sua fala anterior saiu tão ridícula aos seus ouvidos que gargalhou alto.

Após se recuperar, voltou mostrar o sorriso de desprezo e divertimento - Enfim. Só preciso de um emprego que me faça ter uma boa quantia pra gastar no bolso, e alguém com bom censo para não tentar nenhuma gracinha comigo. - inclinou o lado, lembrando dos tolos que passaram por seu caminho, depois revirou os olhos, voltando a olhar Ramsey - Disposto a me aceitar aqui  nas Gêmeas, Lord Frey? - fitou-o profundamente, esperando sua resposta. Não de ter muita paciência, mas estava trabalhando nisso, como naquele momento.






Aarev Frey
Revenge is a dish best served cold
avatar
Imagem :
Mensagens : 45
Nome do jogador : Serafim
Dragões de ouro : 40
Veados de prata : 120
Estrelas de cobre : 6
Idade : 31
Salário extra : 8%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Sex Ago 05, 2016 10:28 pm

O contrato
______________________________________________________________________________________
Sentado
______________________________________________________________________________________






As explicações da mulher sobre suas "utilidades" eram totalmente vagas. Intencionalmente ou não - mas ele acreditava que fosse intencional - a mulher de belos cabelos brancos evitava lhe dar muita informação ao seu respeito, intrigando e ao mesmo tempo irritando o lorde com aquele seu modo de se portar. Era óbvio que ali se tratava de provavelmente ma fora da lei, e uma fora da lei inteligente, o que a deixava tão útil quanto perigosa para o Frey.

Pessoas inteligentes tendiam á ser mais imprevisíveis e por vezes difíceis de manipular, isso mostrava com certeza o quão pouco confiava nela, mas o lord estava precisando de alguém com tais qualidades para ajudá-lo, isso era verdade. Não poderia simplesmente matar a todos que pediam uma chance de emprego, mas pelo menos por ora a manteria ás cegas, até ter certeza de que valeria a pena confiar. - Bem... É uma moça bela, tenho certeza que ganharia bem sendo minha concubina e talvez mãe de alguns bastardos, além de que ninguém mexeria com você - Não resistiu a chance de provocar. Foi com um último sorriso direcionado para a mulher que ele então empurrou as grandes portas da sala com as mãos, abrindo passagem para o pequeno grupo adentrar. - Fiquem aqui fora. Quero um tempo a sós com ela. - Sua voz soou firme e decidida. Os guardas - acostumados com seu jeito - abriram a boca para reclamar, mas logo a fecharam novamente, sabendo que nada adiantaria avisar seu lord do perigo que poderia estar correndo.

- Ande, me de um bom conselho, sobre qualquer coisa. - Sentou-se em sua cadeira. Uma cadeira larga de madeira e pouco confortável, além de acima dela possuir uma imagem - esculpida detalhadamente em madeira maciça - de Arya Stark cortando a garganta do velho Frey. Uma decoração que ele havia insistido que pusessem ali, uma lembraça do que decisões tolas poderiam custar.

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.



avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Aarev Frey em Sex Out 21, 2016 10:18 pm




Employment




Who lives without folly is not so wise as he thinks
Continuou caminhando ao lado do Frey durante todo o trajeto, observando suas reações e seu semblante, tentando descobrir o que se passava em sua mente. Estava bastante curiosa sobre qual seria sua resposta as informações vagas da Korolenko, e não tirou seu sorriso maroto do rosto em momento algum. Ouviu as palavras proferidas por ele rindo – Uma proposta tentadora – olhou-o profundamente, como se pudesse ver todos os seus segredos, o que, infelizmente, não podia.

Ramsey abriu as portas que provavelmente davam para algum salão ou escritório, e disse algo para os guardas que ela não se interessou em ouvir, observando atentamente o quadro que tinha ba sala. Pelo o que já tinha estudado, deveria ser o assassinato de um antigo Frey, mas não se importou muito, voltando sua atenção para o Lord. Ergueu uma sobrancelha ao ouvir o pedido dele, e suspirando, colocou o braço direito para trás como tinha visto seu irmão fazer tantas vezes quando eles estavam bolando alguma traquinagem diferente e criativa, se pondo a lembrar atentamente de cada passo que Ramsey tinha dado mais cedo com o Mormont.

Se quer ganhar a "confiança" dos outros Lords, deveria manter um espião em cada lugar para vigia-los, assim eles vão mandar informações valiosas e que será muito provável que futuramente você irá precisar. – respirou fundo – O Lord Urso pode ter sido tolerante quanto aos seus "hobbies", mas nem todos lidaram desse jeito. – se aproximou do Frey, escorando cotovelos no braço direito da cadeira em que ele tinha se sentado, ficando próxima demais dele – Não seria tão mal assim fingir que gosta de algumas coisas apenas para agradar alguém – ronronou, "Caminhou" com os dedos desde a mão de Ramsey até seu nariz, onde tocou de leve com um riso divertido.

Se afastou dele novamente, ficando de costas para ele, observando cada detalha da sala em que se encontravam. Olhou de soslaio para ele, balançando a cabeça com um sorriso doce; um pouco da sanidade voltando. Ergueu o queixo ainda de costas para ele e, com um suspiro alto, lembrou-se de como tinha ficado daquele jeito, e logo o sorriso maroto tinha voltado ao seu rosto.






Aarev Frey
Revenge is a dish best served cold
avatar
Imagem :
Mensagens : 45
Nome do jogador : Serafim
Dragões de ouro : 40
Veados de prata : 120
Estrelas de cobre : 6
Idade : 31
Salário extra : 8%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Dom Out 23, 2016 1:04 am

Contrato de trabalho
______________________________________________________________________________________
Instigado
______________________________________________________________________________________





A mulher tinha algumas boas ideias sobre o que fazer em seguida, nada que o próprio Frey já não tivesse pensado antes. Mesmo assim foi interessante entender um pouco mais sobre o raciocínio nada decente da mercenária. Usou até mesmo seu charme feminino para tentar convencer o Frey sobre suas ideias, provavelmente sabendo o que aconteceria caso o lorde não a considerasse útil para si.

Ele sentiu o corpo ficar tenso conforme a mulher de cabelo platinado se aproximava dele, perigo exalando de cada parte dela como se ela fosse uma bela, delicada e perigosa flor lhe agraciando com um perfume doce e venenoso. - Acho que esta um pouco enganada. - Sorriu, controlando a respiração para não suspirar quando sentiu o toque da mulher provocar arrepios em sua pele pálida. Talvez fosse sua beleza, a cor do cabelo incomum ou então aquela maldade sedutora rara que o atraísse tanto, independente do que fosse, despertava seu interesse muito mais do que as ideias que ela poderia ter.

- Espiões.... Mercenários... - Diz, abanando a mão de leve como se o assunto fosse fútil. - São tão poucos confiáveis... Os em que mais confio e posso liberar para ser espiões, são burros demais para serem de alguma utilidade. - O sorriso do Frey logo passou de cruel para gentil quando ele voltou a fitar a mulher, sem desviar o olhar em momento algum dos belos e claros olhos que faiscavam em algo que ele não identificava, e ele sempre foi bom em descobrir o que as pessoas sentiam.

- Poderia fazer a gentileza de se despir? - Ele podia simplesmente dizer que era para ver se ela portara alguma arma ou qualquer uma das desculpas que pensara, mas não quis, não seria nem um pouco divertido fazer joguinhos fúteis e em momentos como aquele tudo que importava para o Frey era sua diversão, era saber o quanto ela conseguiria mantê-lo interessado antes que... Bem... Antes que ele tenha de passar para suas outras brincadeiras.
______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Aarev Frey em Qua Out 26, 2016 2:40 pm




Employment




Who lives without folly is not so wise as he thinks
Seu olhar se voltou para o homem ao ouvir suas palavras quanto à foras-da-lei e mercenários. Ele estava certo quanto a isso, claro. Não se deveria na palavra de pessoas assim, Aarev não confiava nem em si mesma. – Você tem razão quanto a isso – concordou – Mas espiões não precisam ser apenas esse tipo de pessoa. Podem ser crianças, passarinhos, prostitutas, familiares... – deu de ombros. Voltou seu olhar ao Frey com um sorrisinho desafiador, se perguntando quando o homem teria alguma iniciativa quanto à... qualquer coisa.

Seu pedido foi atendido quando, andando pelo salão para guardar o lugar na memória com o máximo de detalhes possíveis, ouviu Ramsey proferir palavras de fato inusitadas. Aarev não esperava por elas, e quando se virou para o Lord, tinha um sobrancelha erguida e um sorriso vitorioso nos lábios, mas ainda não tinha certeza do que ele tinha dito – Eu... Ah, poderia repetir o que disse? Acho que não entendi o que quis dizer – aquela era a velha Korolenko falando: a menina doce e tímida que um dia aquele corpo abrigara. Rev, eles estão aqui, Rev. Finalmente me encontraram! Fuja, fuja enquanto ainda pode!. Seu rosto ficou com uma expressão sombria quando a voz de seu irmão voltou a atormenta-la, mesmo que durante alguns segundos; era o suficiente.

Um sorriso psicopata apareceu em seu rosto, mas ela aplacou parte da loucura que ele trazia, inclinando a cabeça de leve para a esquerda, caminhando lentamente na direção. Sem conseguir se segurar, sentou no colo dele, uma perna de cada lado de seu quadril. Com uma mão, fazia um leve carinho em sua bochecha direita, com a outra, arranhava o pescoço dele com a unha, descendo lentamente até chegar ao pé da barriga dele, olhando-o profundamente – Diga-me, qual o seu maior desejo? – perguntou com a voz rouca, ainda com a sobrancelha erguida.







Aarev Frey
Revenge is a dish best served cold
avatar
Imagem :
Mensagens : 45
Nome do jogador : Serafim
Dragões de ouro : 40
Veados de prata : 120
Estrelas de cobre : 6
Idade : 31
Salário extra : 8%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Ramsay Frey em Sex Out 28, 2016 1:51 am

Reunião de Negócios
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________




Por um momento Ramsay pensou ter de ensinar a jovem mercenária que um pedido seu não poderia ser negado. Quando o sorriso doce e inocente deu lugar a uma expressão nada amigável, o lorde das Gêmeas já se preparava para levantar e começar a tornar aquela mulher perigosa na dócil e obediente que ele precisava no momento. Talvez percebendo que não haveria nenhuma gentileza da parte do Frey, ela mudou mais uma vez a expressão, como uma artista trocando de máscara, sorriu e se acomodou sobre o colo do rapaz.

O jovem e afobado desceu o olhar quase que imediatamente para os seios fartos da mulher, ao mesmo tempo em que seu membro duro respondia as nádegas macias pressionadas contra ele, cutucando a mercenária de modo um tanto quanto rude. - O meu maior desejo? - Sussurrou em resposta quando fechou os olhos para apreciar mais os toques gentis e provocantes da mulher. - É que você tire a roupa. - Respondeu finalmente decidido. Um sorriso sádico formando em seus lábios quando as mãos subiram até o decote de Aarev e fizeram força contra ele, rasgando-o com grande facilidade para enfim deixar os seios amostras para os olhos famintos do rapaz, que depois de avaliar durante algum tempo, os envolveu com as mãos em um aperto cruel. - Não vai encontrar muita gentileza se continuar evitando minhas ordens. - Disse por fim, aproveitando do espanto dela para morde-lhe o lábio inferior e puxar um pouco, provocando-a a medida que sua pegada perdia um pouco da maldade e agora apenas massageava os seios, esfregando os mamilos entre os dedos.


______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music:
tag:
with:
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


avatar
Imagem :
Mensagens : 142
Nome do jogador : Ramsey Frey
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 22
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Aarev Frey em Qua Nov 02, 2016 10:07 pm




Employment




Who lives without folly is not so wise as he thinks
A mulher sentiu de imediato o quão interessado estava o homem quando sentou em seu colo. Ele nem mesmo tentou esconder quando desceu o olhar aos seus seios, ou o volume entre as pernas dele que a recebeu. Mas porque estava pensando isso? Ele era um Frey, vira-o fazer adubo com pessoas que matou, porque afinal, não o estava observando apenas durante aquele dia. Quando Ramsay rasgou sua roupa, percebeu que a noite seria da maneira que ele gostava, principalmente quando o Frey segurou seus seios de maneira a deixar claro que não o contradize-lo. Seu sorriso se alargou, e ao ouvir as palavras proferidas dele, riu de leve, tentando faze-lo entender que ela não era uma mulher qualquer.

Acho que você ainda não tirou  conclusões certas sobre mim – disse erguendo uma das sobrancelhas. Começando a rebolar em cima do colo do Frey leve e lentamente. Se inclinou, mordendo o lóbulo da orelha dele, descendo beijos e mordidas por seus pescoço até terminar em seu maxilar, que elevou com um dos dedos para que olhasse para ela – Não sou muito fã de gentilezas na cama – murmurou rindo, mordendo o lábio inferior dele. Seus movimentos se tornaram mais rápidos e depois de alguns segundos, a Korolenko fechou os olhos, e quando os abriu, eles estavam de um azul mais escuro – Porque não vamos para  lugar mais reservado? – perguntou com um suspiro.







Aarev Frey
Revenge is a dish best served cold
avatar
Imagem :
Mensagens : 45
Nome do jogador : Serafim
Dragões de ouro : 40
Veados de prata : 120
Estrelas de cobre : 6
Idade : 31
Salário extra : 8%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Velhas alianças não morrem.

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum










O Win or Die foi inaugurado a 09.09.2015. O RPG passa-se no mundo de As Crónicas de Fogo e Gelo, criadas por George R. R. Martin, mais de 50 anos depois dos acontecimentos dos livros. A trama inicial foi criada pela Staff, mas agradecemos a todos os nossos jogadores pela sua ajuda na evolução da mesma.
A nossa skin foi inteiramente criada por Ross (Many-Faced God), incluindo os templates de post e da página inicial, para uso exclusivo no Win or Die RPG, com o apoio da Soph (The Maiden) e do Tiago (Baelor Targaryen). O slider do nosso mural foi criado por CSS Slider. As imagens usadas foram tiradas do Google e editadas por Ross. Agradecemos ainda ao FM Codes e Best Skins pelos seus tutoriais de Javascript. Plágio é crime.

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::