We're at war nowA Song of Ice and Fire RPG
The game has begun. Will you win, or will you die?
Últimos assuntos
» Ausências
por The Maiden Sab Abr 29, 2017 3:25 pm

» [RP fechada] Mind Games
por Syndor Qua Mar 22, 2017 10:35 pm

» Pedido de atualização
por Francesca Sweet Sab Mar 18, 2017 8:23 pm

» [RP Fechada | 18+] Tell Me
por Dennis Braund Sab Mar 18, 2017 1:56 am

» [Quest Narrada] A Seita Branca
por Nanien Mormont Qui Mar 16, 2017 11:04 pm

» Avaliação de treinos
por Meena Ter Mar 14, 2017 12:52 pm

» [ Quest Narrada ] - Saquear!
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:44 pm

» [RP Fechada] Something Else?
por Dorian Mormont Seg Mar 13, 2017 7:32 pm

» Check-in [Fevereiro]
por Hyperion Targaryen Dom Mar 12, 2017 2:55 pm

» [RP FECHADA] Distant past
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:35 pm

» [RP FECHADA] The deer on ice
por Ella Baratheon Sab Mar 11, 2017 1:25 pm

» [RP Fechada | Flashback] Recovery drink
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:49 am

» [RP Aberta][Flashback] Kung Fu Panda
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:34 am

» [RP FECHADA] Beyond the view
por Many-Faced God Qui Mar 09, 2017 11:22 am

» [Quest Narrada] Human hunting
por Theon Snow Qua Mar 08, 2017 4:22 pm

» Solicitação de Grupos
por Davos Icewood Ter Mar 07, 2017 10:15 pm

» [RP fechada] What do you see?
por Dorian Mormont Seg Mar 06, 2017 11:14 pm

» [Quest Narrada] Hot room
por Narrador Seg Mar 06, 2017 10:52 pm

» [Quest Narrada] Do not succumb
por The Maiden Made of Light Seg Mar 06, 2017 8:55 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.2
por Theon Snow Seg Mar 06, 2017 4:23 pm

» [RP Fechada] Crazy Kids
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 2:55 am

» [RP FECHADA] Confidence
por Elyria Arryn Seg Mar 06, 2017 1:15 am

» Quest Narrada - O Lugar de um Lorde
por Dorian Mormont Dom Mar 05, 2017 9:11 pm

» [RP fechada] Looking for a Fight
por Nälla Dom Mar 05, 2017 12:19 pm

» [RP Fechada | 18+] Facing the Lioness
por Dennis Braund Sab Mar 04, 2017 5:15 pm

» [RP FECHADA] Primeiros passos
por Arthor Stark Sex Mar 03, 2017 5:01 pm

» [RP fechada +18] Wicked Game
por Dennis Braund Sex Mar 03, 2017 4:33 pm

» [Quest Narrada] Dia da Caça, Dia do Caçador
por R'hllor Sex Mar 03, 2017 3:11 pm

» [Aviso] Pedidos no WOD-Resources
por Narrador Qua Mar 01, 2017 7:35 am

» Pedidos de quest
por R'hllor Ter Fev 28, 2017 11:54 pm

» [RP FECHADA +18] - Into the Lion's Den
por Susanne Glover Ter Fev 28, 2017 5:23 pm

» [RP FECHADA - 18+] Coming back? Are you sure?
por Erin Lannister Ter Fev 28, 2017 5:03 pm

» [RP Aberta] Hunting The Chicken
por Roth Whiteforest Seg Fev 27, 2017 2:25 pm

» [RP Fechada, flashback] You only live once
por Cory Silversun Seg Fev 27, 2017 1:37 am

» [RP fechada | Flashback] Old man, poor man
por Masamune Tsubakein Dom Fev 26, 2017 10:39 am

» [RP FECHADA] I Put a Spell on You
por Quinn Elijah Flowers Dom Fev 26, 2017 6:02 am

» [RP FECHADA] Flashback — running through the fire
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 5:12 pm

» [RP Fechada] Mirror of the Destiny, can you show me...? ~ Flashback
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 4:51 pm

» Premiações [Fevereiro]
por Anole Tallhart Sab Fev 25, 2017 4:16 pm

» [RP Fechada]Flashback - The Bastard Child in the Snow. Pt.1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:20 pm

» [RP ABERTA] Mademoiselle Marchand
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:12 pm

» [RP FECHADA] O dever de um Lord #1
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 12:08 pm

» [RP FECHADA] Recomeço
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:56 am

» [RP FECHADA - FLASHBACK] forget it
por Many-Faced God Sab Fev 25, 2017 11:49 am

» Atualizações Específicas
por Roth Whiteforest Sab Fev 25, 2017 10:57 am

» [RP Fechada] Bring Me Virgins
por Dennis Braund Sab Fev 25, 2017 2:45 am

» [TREINO] Black Warrior
por Alice Targaryen Sex Fev 24, 2017 4:59 pm

» [RP ABERTA] Dance Of The Druids
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 2:02 pm

» [FP] Hew Tyrell
por Many-Faced God Sex Fev 24, 2017 12:41 pm

» Solicitação de Conquistas
por R'hllor Qui Fev 23, 2017 11:42 pm

» [RP Fechada] The precise attack
por James Lannister Qui Fev 23, 2017 11:03 pm

» [FP] Desmond Targaryen
por Desmond Targaryen I Qua Fev 22, 2017 5:21 pm

» Quest Narrada - Uma transa de matar
por Narrador Qua Fev 22, 2017 1:36 pm

» RP FECHADA - Win or Die
por Drywn Graceford Ter Fev 21, 2017 1:01 am

» [RP Fechada/Flashback] Do not go, my dear
por Alannys Ashford Seg Fev 20, 2017 11:24 pm

» [RP Fechada] The witch and the prostitute
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 10:35 pm

» Quest narrada - Uma nova tarefa
por Alaric Umber Seg Fev 20, 2017 10:25 pm

» Quest narrada - O dia de amanhã
por Layna de Braavos Seg Fev 20, 2017 9:42 pm

» Quest Narrada - Onde se separa a menina da mulher
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:13 pm

» Quest Narrada - Sérios problemas
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 5:09 pm

» Moderação de tópicos
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:46 pm

» [RP fechada - Flashback] - The water hears and understands
por Allenhardt Pyke Seg Fev 20, 2017 2:44 pm

» RP Fechada - Mercy
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 2:24 pm

» [RP FECHADA] Reading until dawn
por The Old Gods Seg Fev 20, 2017 1:22 pm

» [Dungeon] Frozen Treasure - Inscrições
por Dorian Mormont Seg Fev 20, 2017 12:01 am

» [RP FECHADA] Um novo homem [+18]
por Elizabeth Tyrell Dom Fev 19, 2017 11:09 pm

» [RP FECHADA] PREFÁCIO — Disturbing nights
por Dorian Mormont Dom Fev 19, 2017 10:40 pm

» [RP Fechada] A Beautiful Day to Walk
por James Lannister Dom Fev 19, 2017 5:20 pm

» [Quest One Post] Careful, child
por The Maiden Made of Light Sab Fev 18, 2017 11:02 pm

» RP fechada - Aquecimento de inverno
por The Old Gods Sab Fev 18, 2017 5:32 pm

» [RP Fechada] Moment Between Sisters
por Leana Targaryen Sab Fev 18, 2017 1:23 pm

» [RP FECHADA] THE BEAST INSIDE
por The Black Goat of Qohor Sab Fev 18, 2017 1:01 pm

» [RP Fechada] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 7:54 pm

» [RP Fechada - Flashback] Try Again
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:58 pm

» [RP Fechada/flashback] The golden age
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:46 pm

» [RP Fechada - Flashback] Only policy
por The Old Gods Sex Fev 17, 2017 6:22 pm

» [FP] Ambrose, Garth.
por The Maiden Made of Light Sex Fev 17, 2017 3:32 am

» [RP Fechada] House of Memories
por Elyria Arryn Sex Fev 17, 2017 1:27 am

» [Dados] As Sombras Erguem-se
por Narrador Sex Fev 17, 2017 12:35 am

» [RP Fechada] Red lips always lie
por Layna de Braavos Qui Fev 16, 2017 9:53 pm

» [RP Fechada] Ascensão
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 7:36 pm

» [RP Fechada] Jobbery.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:45 pm

» [RP Fechada] Fallin Apart
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 6:41 pm

» [RP Fechada] Bastard... and Mastermind.
por The Black Goat of Qohor Qui Fev 16, 2017 5:44 pm

» [FP] Lancelyn Wyl (EM CONSTRUÇÂO)
por Lancelyn Qui Fev 16, 2017 5:24 pm

» [RP FECHADA] Snowed woods
por Alaric Umber Qua Fev 15, 2017 11:07 pm

» [Quest Narrada] Murder
por Narrador Qua Fev 15, 2017 10:44 pm

» [RP FECHADA +18] Lose It
por Terry Ashford Qua Fev 15, 2017 10:31 pm

» [RP Flash. +18] — She knows what I think about
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 8:29 pm

» [Rp Fechada] Oloko
por Eustass Kid Qua Fev 15, 2017 8:17 pm

» [RP Aberta] A Agonia dos Corvos
por Many-Faced God Qua Fev 15, 2017 7:57 pm

» [RP Fechada] Lift Now
por Memphis Greyjoy Qua Fev 15, 2017 4:22 pm

» [RP FECHADA] Girls and knives, good brides
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 4:02 pm

» [RP FECHADA] O Conselheiro da Fortaleza De Águas Claras.
por Drowned God Qua Fev 15, 2017 3:49 pm

» Promoção: Convide seus amigos
por James Lannister Qua Fev 15, 2017 11:40 am

» [Quest Narrada] The father's bones
por The Maiden Made of Light Qua Fev 15, 2017 7:12 am

» Quest narrada - Bravo?
por Lorien Hill Qua Fev 15, 2017 6:56 am

» Quest Narrada - Sussurros
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:23 pm

» [Quest Narrada] O satã
por Dorian Mormont Ter Fev 14, 2017 9:15 pm

" />

[RP fechada] Looking for a Fight

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Ayisha Vhasserah em Qua Nov 02, 2016 9:31 pm

Looking for a Fight
RP fechada, que começará com o post de Ayisha. Participam apenas Ayisha Vhasserah e Nälla. É uma RP flashback, ocorrendo no ano de 349DD, tendo elas 14 e 13 anos, respetivamente. Estamos em Qarth, na Casa dos Homens Pesarosos, ao início da manhã.



Made of ice.

avatar
Imagem : Lamento muito...
Mensagens : 221
Nome do jogador : Ross
Dragões de ouro : 161
Veados de prata : 5
Estrelas de cobre : 7
Idade : 25
Salário extra : 33%
http://winordie.forumeiros.com/t251-vhasserah-ayishahttp://winordie.forumeiros.com/t133-cronologia-a-variation-of-the-truth#8592Ver perfil do usuário
Homens Pesarosos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Ayisha Vhasserah em Qua Nov 16, 2016 6:38 pm

Looking for a Fight
Os meus olhos lutam para se ajustar à escuridão assim que deixo a Casa dos Homens Pesarosos. A noite cerrada chegou e não há nenhum archote que a tente afastar enquanto caminho abraçada pelas sombras e, assim, confortável. Passo por tabernas que irradiam fortes luzes graças às suas tochas, ouvindo os berros de dezenas de pessoas de forma uníssona. Mas rapidamente volto a ser acompanhada apenas pela penumbra, sendo a lua no céu a única iluminação que me permite ver o caminho, acompanhada por estrelas sem fim.

Estou nas ruas menos movimentadas, especialmente a esta hora. De gritaria a silêncio, parece agora que caminho numa cidade abandonada. Virando para uma e outra rua, deparo-me com um beco sem saída, que na verdade é a minha saída. Os edifícios são baixos, permitindo-me com certa facilidade escalar até ao telhado, ao apoiar-me nas suas estruturas. Lá em cima, as luzes que outrora pareciam escassas se unem, permitindo uma melhor visão. Aguardo pelo meu alvo, observando o topo da casa de onde ele vai sair. A missão que me foi preparada testará mais uma vez as minhas habilidades, desta vez, juntando a minha visão à noite com a minha perícia com adagas.

Não tento me esconder. Não serei facilmente detetada, especialmente tendo em conta que o alvo sairá de casa a correr, sendo o telhado a sua única forma de escapar. Pelo menos é isso que ele pensa. O arremesso de uma única adaga não visa o matar de imediato; ainda devo reclamá-lo como minha morte com um sussurro, só então ceifando a sua vida, ou permitindo que a adaga já cravada o faça sangrar até à morte.

Eu não tenho de esperar muito. Logo uma luz aparece de uma saída no telhado da casa a que dedico a minha atenção e nesse mesmo momento um homem salta para fora, correndo como qualquer homem correria pela sua vida. Já com uma adaga na mão e outra bem perto para o caso de falhar a primeira, ignoro tudo à minha volta para me concentrar naquele alvo ambulante. Tento analisar o padrão da sua corrida, para conseguir prever os seus movimentos desde o arremesso efetivo da lâmina, até que esta percorra a distância devida. A brisa quase inexistente em nada atrapalhará o movimento da arma, já que esta é pesada o suficiente para não ter a sua trajetória alterada.

Sustenho a respiração, não há nada que importe mais do que esta adaga e aquele homem. O meu braço direito fletido, acompanhando os seus movimentos, o ombro rodando enquanto o alvo corre, os meus dedos acariciando a lâmina cortante. Estreito os olhos, deixando apenas uma pequena parte do ar acumulado nos meus pulmões escapar antes de fazer o cálculo final para deslocação daquele corpo clamado e deixo a adaga rodopiar no ar, de forma a fazer o seu trabalho. Vejo o seu movimento elegante, de pura perfeição, cortando o ar até cortar a sua lateral.

Não hesito. Agora sou eu a correr, saltando entre os edifícios até estar sobre o homem. Só agora reparo nas suas feições, a pele oliva e os cabelos negros. Os olhos perdidos. Limito-me a pousar ambas as mãos sobre as minhas coxas, curvando ligeiramente o tronco para deixar que o vento leve o meu murmúrio não sentido. — Lamento tanto.

A caminhada de volta à Casa dos Homens Pesarosos foi mais tranquila que a inversa. É assim que o meu dia acaba, com mais um sucesso. Resta-me apenas atacar a cozinha.

Não demorando muito tempo à procura de comida, sento-me numa mesa, sozinha apesar de não ser a única ali. Trinco uma maçã verde com a canhota, enquanto observo a adaga na minha destra, que me trouxe mais uma morte hoje. Vendo um vestígio de sangue, deslizo o polegar pela superfície metálica, colhendo o fluído escarlate. Levo o dedo diretamente em frente aos olhos, observando-o. Nada. Não é nada.


Tag: Nälla
Habilidade treinada: Adagas
BY MITZI


Made of ice.

avatar
Imagem : Lamento muito...
Mensagens : 221
Nome do jogador : Ross
Dragões de ouro : 161
Veados de prata : 5
Estrelas de cobre : 7
Idade : 25
Salário extra : 33%
http://winordie.forumeiros.com/t251-vhasserah-ayishahttp://winordie.forumeiros.com/t133-cronologia-a-variation-of-the-truth#8592Ver perfil do usuário
Homens Pesarosos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por The Sex Goddess em Sex Nov 18, 2016 7:14 pm

Avaliação de treino de habilidade

Ayisha Vhasserah

Seu treino, apesar de simples, possui uma escrita perfeita, exceto o fato de ter escrito 'detectada' errado, mas isso não gerará descontos. Preste apenas atenção no modo que escreve as palavras, cara pesarosa, no mais, meus parabéns.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 38% de experiência pelo atributo de inteligência com 12 pontos
- 65% de experiência por ter a habilidade no nível 9

Recompensas
+ 73 pontos de experiência em Adagas
+ Técnica de habilidade: Mestre dos Assassinos (nível 10)
avatar
Imagem : i want you to be my sex slave, anything that i desire
Mensagens : 38
Nome do jogador : Lays
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Nälla em Ter Nov 22, 2016 8:40 pm

Too numb to feel the knife in my back
Rodopiava sobre o chão de pedra fria, as minhas passadas ligeiras, precisas e graciosas. Os meus pés encontravam-se diretamente em contacto com a superfície sobre a qual me apoiava - mas nunca por um período de tempo suficientemente longo para que a sensação térmica fosse transmitida ao meu corpo. Naquele momento eu era leve como uma pena, indistinta e imperceptível, dançando sozinha uma dança de adagas. Não poderia ser escutada, não poderia ser vista, ali, em meio ao breu da noite. Era apenas eu e as sombras; era do jeito que eu mais gostava.

Não tinha a necessidade de dançar sozinha - aliás, não faltava quem, naquele lugar, ambicionasse ter a honraria de poder dançar uma dança comigo, apenas uma, para que pudesse sair vitorioso frente à "novata" - todavia, nunca fora alguém capaz de trabalhar em cooperação. Não quando me podia entregar somente a mim, e ao meu discernimento. Pois, se nem era capaz de confiar plenamente em mim própria, como seria capaz de dedicar essa mesma confiança a outrém, ainda mais a alguém que, naquela vida, poderia ser facilmente categorizado como meu "adversário"? Não. O silêncio e as trevas são tudo o que eu preciso para um ensaio bem sucedido.

A ténue luz da Lua e das estrelas era a única presença luminosa naquele amplo espaço, atravessando os vitrais das janelas e banhando a minha tão prezada escuridão, com a sua luminosidade. De cada vez que eu rodopiava, o metal nas minhas mãos era, também, banhado, reflectindo por sua vez pequenos e diretos focos de luz que se moviam consoante eu mesma me movia. Observar as paredes pintadas, apenas durante breves instantes, por manchas luminosas fez-me imaginar como seria se aquele efeito fosse ampliado, se as duas simples lâminas fossem capazes de originar um verdadeiro espetáculo de luz.

Porém, aquela não era uma dança qualquer. Era uma dança em que o seu par era o fio da lâmina das duas adagas que segurava, e em que a única música que poderia ser ouvida seria o cortar das armas através do ar, em movimentos planeados e sistemáticos. Não sou a melhor bailarina, admito, mas sei bem como seguir as passadas corretas, sem passos em falso. E é para isso que treino: para me tornar melhor, pra me tornar a melhor. Havia muito mais opositores naquela profissão, cujas habilidades eram de longe mais vastas e apuradas que as minhas, mas eu não pretendia deixar-me ficar para trás ou ser uma presa fácil.

Então parei de rodopiar, permanecendo estática na mesma posição em que ficara. Os meus olhos estreitaram-se como se atravessassem o oponente de cima a baixo, avaliando todos os aspectos relacionados com a sua constituição, e o ataque que pretendia empreender. Por mais que estivesse sozinha, ergui o braço esquerdo e posicionei-me de uma forma que me concederia a liberdade de movimentos necessária, mas que também me traria uma grande hipótese de, num recuo, não sofrer o embate do inimigo. Os meus dedos apertavam-se tão fortemente em redor do cabo das armas que os nós dos dedos estavam, agora, brancos. Com a minha investida planeada, e a certeza de um sucesso, avancei em direção ao nada, atravessando-o uma vez mais com a adaga. O ataque que se seguiu foi um que apenas alguém prevenido ou mais experiente poderia travar. Um sucesso. Porém, dificilmente seria capaz de matar alguém com um singelo atentado.

Repeti os instantes iniciais da tentativa anterior: estreitei o olhar, formei o aperto nas armas que portava e reposicionei-me de forma apropriada, rodopiando uma vez mais naquela dança sem fim. Um ataque inesperado foi-me dirigido - inexistente, mas apenas assim poderia simular um confronto com outra pessoa de forma fiel - e eu baixei-me num só movimento, contornando por baixo o suposto braço do atacante. Quando me voltei a erguer, tive que tomar uma decisão momentânea; nenhum adversário ficaria à espera da minha reação para, só então, agir contra mim. Decidi adotar uma abordagem diferente da anterior e, em vez de varrer o ar, empunhei a brilhante adaga, usando-a como uma extensão do meu próprio punho, à medida que apunhalava o inimigo, cravando o metal gélido nas suas entranhas. Aquele ataque seria, com certeza, doloroso.

Quando dei aquela tentativa por findada - e bem-sucedida, não estivesse eu a lutar contra uma entidade inexistente - já tinha voltado a girar sobre o meu eixo, e encarava, agora, o alvo de tiro que se encontrava do outro lado da divisão. Aproximei-me, desta vez em passadas certeiras e retilíneas. Toda a sumptuosidade que eu transmitia habitualmente através da minha pose, presentes no meu andar. Quando estava longe o suficiente para que a distância constituísse um obstáculo mas perto o quanto necessário para ter a chance de conseguir fazer lançamentos exatos, parei. Ofegante, passei as costas da mão direita pela minha fronte, aliviando o calor e a humidade concentrados na região. Era preciso rigor e perspicácia para o que se seguiria, e assim que reuni a concentração requerida, fiz mira no centro do alvo rudimentar e já gasto por todo o uso extensivo que tinha vindo a ter.

Mais uma vez o meu cotovelo dobrou-se no ar, os músculos fletindo-se em antecipação. Focando o olhar no centro do alvo, mantive-me focada, controlando a respiração antes de recuar o braço, dando algum balanço para que aquele movimento acontecesse. Após esse instante inicial, estiquei o braço numa trajetória rotacional, mantendo o pulso firma mas fluente quando a adaga se soltou, finalmente, dos meus dedos, apontada à direção desejada. Observei-a furar o ar impiedosamente, bufando em frustração quando, ao invés de se cravar no círculo ao centro, esta embateu com o cabo na superfície, caindo no chão com um tilintar sonoro e frustrante. Tinha que aprimorar aquela técnica e, dado o fracasso que tinha sido revelado pouco antes, possuía apenas uma oportunidade para acertar.

Baixei o olhar, encarando de uma forma feroz a outra adaga, na minha mão direita. Não era igual à sua parceira, mas era idêntica, e pouco variava tanto em peso como em forma ou manuseio. Passei-a para a mão esquerda, decidida a não falhar desta vez. Então - e esforçando-me ao máximo para não deixar que os sentimentos negativos me afetassem em demasia - senti-lhe o peso; não devia ser difícil. Dei um passo em frente com a pretensão de facilitar um pouco mais aquela tarefa que, já de si, não era das mais difíceis, voltando a concentrar o meu olhar no alvo. Estava no interior, pelo que não havia vento ou outras perturbações que me pudessem dificultar o lançamento. Tinha tudo para acertar. E então lancei.

Esperando já pela volta do som do metal a embater contra o solo, foi com admiração que os meus olhos quase incrédulos viram a adaga cravar-se na superfície, ficando assim presa junto ao centro do círculo. Tinha conseguido.


Ainda que a cozinha não estivesse cheia, também não se encontrava vazia. Eu e mais umas quantas pessoas ocupávamos o espaço rústico e quase acolhedor, cada uma ocupada somente com os seus afazeres e no proveito do seu tempo de descanso. Findado o treinamento da noite, não havia nada mais que eu desejasse do que comer e tomar um banho quente, e fora o primeiro desejo aquele a que eu atendera prontamente.

O vestido que eu trajava esvoaçou levemente conforme me movi, etéreo e fluido. Não passava de um simples e característico vestido, no estilo da região, porém conseguia ser inusitado pelo facto de que não seria o esperado de um assassino profissional. O meu decote era aberto e vistoso, permitindo uma visão afortunada do colo dos meus seios que, mesmo tendo eu apenas treze anos vividos, já apresentavam uma desenvoltura mais avançada do que seria de se esperar, enaltecendo a aparência exótica e capaz de despertar o desejo nos outros que eu sabia que detinha. Era jovem, mas não era nenhuma tola; sabia bem que era no prazer, no sexo e no dinheiro que o mundo se baseava, ainda que não fosse necessariamente nessa ordem.

Ao alcançar a bancada onde uma cesta com frutas repousava, retirei um cacho de uvas, e então voltei-me em busca de um lugar onde me sentar. Vendo que a mesa mais próxima de onde me encontrava era uma das muitas que tinham lugares de sobra, não hesitei em aproximar-me e sentar-me na mesma, desprezando a presença quase imperceptível de uma rapariga com quem já me cruzara em vezes anteriores, dentro da Casa dos Homens Pesarosos. Sorri-lhe, então, ao perceber a forma como esta admirava o sangue que restara na lâmina da sua adaga, após o que parecia ter sido uma execução. - Estás a sentir remorsos? Olha que, se és demasiado sensível para a vida que vives, talvez fosse melhor se escolhesse outra, não? - O meu sorriso era de deboche e o tom mais ainda, provocando-a gentilmente mas de forma eficaz. Era claro que não pretendia arrecadar inimigos ali dentro, mas um pouco de diversão nunca matara alguém.

Habilidade treinada:
Adagas
BY MITZI


Última edição por Nälla em Seg Dez 12, 2016 4:27 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Imagem :
Mensagens : 18
Nome do jogador : Soph
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Homens Pesarosos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Drowned God em Qua Nov 23, 2016 11:52 pm

Avaliação de treino de habilidade

nälla

Excelente treino, parabéns!


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (100/100)


+ 30% de experiência pelo atributo de inteligência com 10 pontos
- 25% de experiência por ter a habilidade no nível 5

Recompensas
+ 105 pontos de experiência em Adagas
avatar
Imagem : What is dead may never die, but rises again, harder and stronger.
Mensagens : 116
Nome do jogador : David
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : -
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Ayisha Vhasserah em Sab Dez 10, 2016 1:45 pm

Looking for a Fight
Os acontecimentos à minha volta não passam despercebidos, por mais que os meus grandes olhos se foquem na quase invisível gotícula de sangue. Estar atenta às redondezas é uma das perícias mais importantes que uma assassina deve ter. Nunca, nunca, ser apanhada desprevenida. Por isso, eu consigo notar a aproximação de uma figura feminina — reparo que ela usa um vestido. Sem dizer nada, senta-se na mesma mesa que eu. Desvio os meus olhos do líquido por um segundo, para discernir quem é. Cabelos negros emolduram o seu rosto, descendo até ao seu decote aberto, mas sem o cobrir — ela deve usá-lo como uma arma, pela sua postura confiante. Os seus olhos cor de âmbar brilham quando ela me dirige a palavra, ainda exalando firmeza. É bonita, a sua pele ligeiramente mais escura que o normal, conferindo-lhe uma aparência exótica que apenas exalta essa beleza.

Mas é uma novata. Estou com os Homens Pesarosos à mais tempo que ela, tenho mais experiência que ela para que me diga isso. — Sensível? — Os meus olhos rolam lentamente nas suas orbes até olhá-la de lado. Fico em silêncio naquela posição por uns instantes antes de voltar a falar. — Admito que me preocupo muito… com as minhas lâminas. Mas não me preocuparia se as manchasse com o teu sangue. E não teria problemas em fazê-lo. — Mantenho o meu olhar nela, intensificado pelo meu semblante sério como de costume, perfeito para a subtil ameaça que lhe faço. O que apenas condiz com a seriedade das minhas palavras, eu não teria realmente problemas em o fazer. Nem seria a primeira vez que acabava a vida de um dos Homens Pesarosos, mas isso não é um facto que eu gostaria de espalhar pela casa.

Quem és? — Pergunto, sem chegar a revelar nada sobre a minha identidade, nem o farei, mas pode ser que entretanto ela ouça dos meus próprios lábios o nome que me deram aqui. Detestaria que fosse alguma outra pessoa a dizer-lhe a minha alcunha. — Sei que és uma novata. E ou és uma novata com desejo de morte, ou és simplesmente tola, desafiando alguém que desconheces. — Disso eu tenho a certeza. Ela veio há pouco tempo e é demasiado nova para ser alguma veterana. Nunca cheguei a cruzar-me com ela, porém. A questão é, por que será que ela foi aceite?

Tag: Nälla
Habilidade treinada: Intimidação
BY MITZI


Made of ice.

avatar
Imagem : Lamento muito...
Mensagens : 221
Nome do jogador : Ross
Dragões de ouro : 161
Veados de prata : 5
Estrelas de cobre : 7
Idade : 25
Salário extra : 33%
http://winordie.forumeiros.com/t251-vhasserah-ayishahttp://winordie.forumeiros.com/t133-cronologia-a-variation-of-the-truth#8592Ver perfil do usuário
Homens Pesarosos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por R'hllor em Sex Dez 23, 2016 4:06 pm

   
Avaliação de treino de habilidade

Ayisha Vhasserah

   
Treino bem descrito, respondendo a altura a outra assassina e mostrando-se intimidadora, mostrando que isso é natural para a personagem. Estão presentes alguns leves erros de digitação, os quais seriam corrigidos em uma rápida revisão do texto.

   
Critérios de avaliação
   

   + Conteúdo e Coerência (40/40)
   + Estrutura e Coesão (30/30)
   + Enredo e Criatividade (20/20)
   + Ortografia e Organização (9/10)

   
Total (99/100)
   


   + 50% de experiência pelo atributo de inteligência com 15 pontos
   - 15% de experiência por ter a habilidade no nível 4

   
Recompensas
   
+ 134 pontos de experiência em Intimidação





avatar
Imagem : Rhllor is the source of all good (Melisandre)
Mensagens : 271
Nome do jogador : Moita
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Deuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Nälla em Qui Jan 12, 2017 1:50 pm

Too numb to feel the knife in my back
Fora apanhada de surpresa pela reação inicial da outra assassina, mas nem isso foi capaz de desfazer a minha confiança, que preponderou ainda mais no charme venenoso e aliciante com que eu a atraíra para aquela conversa. Palavras e ameaças vazias eram algo com que eu operava bem; afinal, mais do que em qualquer outra luta física ou habilidade literária, era nas artes persuasivas que eu me distinguia. Olhares ameaçadores e um breve e seco diálogo nunca seriam capazes de me atemorizar.

O meu sorriso, porém, metamorfoseou-se de forma a se emparelhar com a intensidade que o momento tinha adquirido. O deboche que outrora fora a minha principal ferramenta era, neste momento, descartado e trocado por um escárnio muito mais relacionável ao desprezo e insolência face àquela figura tão impassível mas cheia de si. Se ela era mais experiente que eu? Certamente. Todavia, aquelas íris gélidas e cortantes que me olhavam com um desprezo muito superior ao que eu poderia igualar escondiam muito mais do que aparentavam - eu sabia-o, e não pouparia esforços até desvendar esse mistério, afinal, o que havia de mais precioso na vida do que alguns mistérios e uma grande aventura?

A seriedade dela era sempre acompanhada por um aumento do meu regozijo interior. Fazia questão de ostentar a minha irreverência e soberba mais e mais, não fosse essa atitude a coisa mais desafiadora que poderia fazer, naquele cenário. Conhecia bem o tipo de pessoa que a assassina era, e não pouparia esforços até que fosse capaz de testar os seus limites ao extremo; independentemente das consequências que adviessem de tal ato. E não tinha quaisquer problemas em retribuir as doces ameaças da morena.

- A tua preocupação relativamente ao estado das tuas lâminas é verdadeiramente louvável. Mas não te iludas: mais facilmente seria eu a cravar-te uma adaga nas costas do que tu a seres capaz de, sequer, me ferir. Não te esqueças de que enquanto tu estás aí toda entretida, eu sou capaz de ter as minhas adagas na mão e estar pronta a atacar num mero instante. Tudo isto enquanto tu contínuas aí, distraída. Então, um conselho: não subestimes as minhas capacidades, queridinha. - Metade daquele discurso era puro bluff, mas ela apenas o admitiria para si mesma. Era claro que a desconhecida que afrontava era muito mais experiente que eu, contudo, intimidação era aquilo mesmo: ameaças frias e olhares duros. Assim, limitei-me a fixar as orbes cor de âmbar nas suas, azuis, intensificando a altivez e seriedade com que a encarava. Não me deixaria rebaixar naquele debate. Nunca.

- De que te interessa saber quem sou? Ambas sabemos que nesta casa não existem amizades, pelo que saberes o meu nome seria uma mera cordialidade. Desnecessário. - Fiz uma curta e dramática pausa na minha fala. - Além do mais, é sabido que os nomes aqui proferidos ou são fictícios, ou são erróneos. É algo me diz que tu não estarias disposta a ceder o teu.

- Não sou tola nem tenho desejo de morte - disso podes ter a certeza. Sou apenas uma assassina numa conversa entre pares. A desafiar-te.

Habilidade treinada:
Intimidação
BY MITZI
avatar
Imagem :
Mensagens : 18
Nome do jogador : Soph
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Homens Pesarosos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Great Stallion em Seg Jan 16, 2017 12:57 am

Avaliação de treino de habilidade

nälla

Foi um treino muito bom, sem erros aparentes de ortografia. Não entendi o porque de separar este ultimo paragrafo, mas deve ter suas razões. Continue evoluindo!


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (40/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (9/10)

Total (99/100)


+ 30% de experiência pelo atributo de inteligência com 10 pontos
+ 10% de experiência por ter a habilidade no nível 0

Recompensas
+ 278 (139 x 2) pontos de experiência em intimidação
avatar
Imagem :
Mensagens : 49
Nome do jogador : Serafim
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Ayisha Vhasserah em Qui Fev 23, 2017 5:35 pm

Looking for a Fight
Saudações. A partir de agora, serei eu a narrar as peripécias de Ayisha. A coitada tem um grande vigor quando se trata de outros trabalhos, mas rapidamente se cansou do trabalho que lhe fora incumbido de narrar a sua própria história. É uma grande mudança, sem dúvida, pelo que foi realmente necessário fazer este breve anúncio.

Em momento algum foi legível no seu rosto que a assassina estava surpreendida, mas acredite em mim quando lhe digo que estava. Pela audácia da outra mulher. Talvez até descaramento. Não posso ter a certeza quanto à veracidade das palavras da mulher da pele de ébano, mas posso dizer que, para a infelicidade de alguns e infelicidade de outros, a habilidade que Ayisha tinha com as suas adagas era dificilmente equiparada. Tendo plena consciência disso, a menina — na altura — era destemida. Então, sim, admirava-se pela outra mulher, tão cheia de si. Mas não ficava amedrontada. Ao menos alguma parte da assassina era afável.

Cravar-me uma adaga pelas costas? Precisas mesmo de me apanhar desprevenida para seres capaz de me matar? — Hipócrita, digo eu, pois era isso que a própria Ayisha fazia repetidamente. Inclinou-se para a frente, fixando nela o seu olhar penetrante. Afiado como adagas. — Se achas que estou distraída, que seria apanhada desprevenida... esse é o teu erro. — Não era uma mentira, já que a morena tinha bons reflexos, e uma boa visão para o que se passava à sua volta, até no canto do olho. Mas vá, não seria inteiramente verdade, seria?  

Cordialidade? O que é isso? Eu apenas queria um nome caso fosse necessário anunciar a tua morte aqui na guilda. Mas tens razão, é desnecessário. Ninguém se importa. — Típico de Ayisha, a sua voz estava calma. Era, contudo, notável o seu aborrecimento, pelos movimentos vagarosos. Mas, se for para eu ser sincera, nem sei quando é que a Pesarosa se move, em circunstâncias normais, com destreza. Agia como se a sua velocidade fosse um mistério, a ser revelado apenas quando precisava de surpreender.

Foi apenas perante as últimas palavras da outra que um brilho atravessou os seus olhos. As sobrancelhas ergueram-se e ela arrastou a cadeira para trás ao erguer-se. — Então vamos, ou queres mesmo continuar com palavras vazias? — Dessa vez, sim, mostrava uma diferença na voz impassível. Mais... agitada.

Tag: Nälla
Habilidade treinada: Intimidação
BY MITZI


Made of ice.

avatar
Imagem : Lamento muito...
Mensagens : 221
Nome do jogador : Ross
Dragões de ouro : 161
Veados de prata : 5
Estrelas de cobre : 7
Idade : 25
Salário extra : 33%
http://winordie.forumeiros.com/t251-vhasserah-ayishahttp://winordie.forumeiros.com/t133-cronologia-a-variation-of-the-truth#8592Ver perfil do usuário
Homens Pesarosos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Many-Faced God em Sab Fev 25, 2017 4:44 pm

Avaliação de treino de habilidade

Ayisha

Avaliado por Syndor

Creio que pelo fato de toda a situação estar imersa em intimidações, a usada neste post pode ter sido um pouco camuflada. Houve, no entanto, todas as palavras que tentavam passar um ar de superioridade, ou controle da situação, uma espécie de ameaça, no final das contas - ainda mais com o mover aborrecido da personagem. Criatividade em alta na forma como trocou a narração. Nada a dizer da ortografia. Bom treino.


Critérios de avaliação
+ Conteúdo e Coerência (38/40)
+ Estrutura e Coesão (30/30)
+ Enredo e Criatividade (20/20)
+ Ortografia e Organização (10/10)

Total (98/100)


+ 50% de experiência pelo atributo de inteligência com 15 pontos
- 25% de experiência por ter a habilidade no nível 3

Recompensas
+ 123 pontos de experiência em Intimidação




avatar
Imagem : Stranger, Stranger...
Mensagens : 819
Nome do jogador : Ross
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Nälla em Dom Mar 05, 2017 12:19 pm

YOU KNOW THAT I'M IN CONTROL ✝
Se a presunção não estava, previamente, estampada no meu rosto de uma forma absurda, agora estava. A curvatura dos meus lábios espandira-se num trejeito clássico do meu ser, trejeito esse em relação ao qual eu sabia que tinha o poder de tirar até mesmo os mais impávidos do seu estado de fleuma. E não seria diferente com a assassina dona de uns brilhantes e misteriosos olhos azuis, de forma alguma.

Desafiara-a abertamente e sem rodeios e - conhecendo já as dimensões avultadas dos egos e orgulhos daqueles que constituiam o valor daquela companhia de assassinos - não precisava sequer de ser capaz de observar algo mais além da expressão dura que a rapariga ostentava, para saber que a ofendera quase tanto quanto surpreendera. De facto, raras eram as pessoas capazes de ter uma audácia que se equiparasse à minha, e era exatamente com esse trunfo que eu jogava aquele jogo de coação e domínio. Divertia-me a avaliar cada pormenor envolvendo o comportamento da minha graciosa oponente desde a sua expressão corporal à forma como as íris se expandiam, denunciando os vários estágios pelos quais ela passava. Pretendia conhecer o seu modo de agir o melhor que pudesse, antes de avançar para qualquer confronto mais aceso. E, claro, isso incluía mais algumas palavras provocatórias.

- Ora, mas e quem disse que o meu intuito é matar-te? - O sorriso de deboche mesclou-se com as sombras que foram lançadas sobre o meu rosto, naquele momento, enegrecendo a minha expressão. As orbes de ébano contiveram um subtil revirar de olhos, a diversão oculta sendo intensificada pela ameaça que uma simples rapariga de treze primaveras completas era capaz de lhes atribuir. Muitos considerar-me-iam louca por arriscar a minha integridade de uma forma tão leviana, mas, do alto da soberba juvenil à qual eu nunca me negara, esse era um dos últimos pensamentos a atravessarem a minha mente.
Não tinha medo do desafio, muito menos das ameaças vãs que me pudessem ser dirigidas; talvez por isso fosse uma tamanha promessa naquele mundo de assassinos frios e inescusáveis: a chama com a qual eu ateava o fogo da discórdia nos corações de todos aqueles com quem me cruzava era a única coisa capaz de fazer frente à insensibilidade com que todos os meus colegas de ofício operavam.

- Sabes, magoas-me com tanta crueldade... Esperava mais simpatia por parte de uma colega, mas não há realmente alguém simpático nesta companhia, não é mesmo? Tão pesarosos, todos nós... É uma pena, de facto. - O olhar dolorosamente intenso contrastava ao extremo com o tom melódico da minha voz. - Nälla, é o meu nome. Contudo, se eu fosse a ti, não perdia muito tempo a tentar descobrir quem sou eu, ou as minhas origens; não terás um grande sucesso.

- Quanto a ti... Insonsa vai ser o teu nome! Combina com a tua personalidade, aliás. Não achas? - Penetrei-a com o olhar veemente, deixando transparecer alguma da impaciência tão característica da minha maneira de ser. Analisei os últimos movimentos da assassina com desprezo evidente, erguendo-me também ao passo a que alcançava ambas as adagas, nos suportes estrategicamente posicionados à minha cintura. Sabia que ia perder; a fama da morena era precocemente reconhecida, não deixando margem para dúvidas. Mas, além de alguns possíveis cortes, que mais tinha eu a perder? Por outro lado, seria uma experiência valiosa, aquela que eu me preparava para realizar.

Habilidade treinada:
Intimidação

COPYRIGHT 2016 - ALL RIGHTS RESERVED FOR LARES

avatar
Imagem :
Mensagens : 18
Nome do jogador : Soph
Dragões de ouro : 00
Veados de prata : 00
Estrelas de cobre : 00
Idade : 00
Salário extra : 0%
Ver perfil do usuário
Homens Pesarosos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP fechada] Looking for a Fight

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum










O Win or Die foi inaugurado a 09.09.2015. O RPG passa-se no mundo de As Crónicas de Fogo e Gelo, criadas por George R. R. Martin, mais de 50 anos depois dos acontecimentos dos livros. A trama inicial foi criada pela Staff, mas agradecemos a todos os nossos jogadores pela sua ajuda na evolução da mesma.
A nossa skin foi inteiramente criada por Ross (Many-Faced God), incluindo os templates de post e da página inicial, para uso exclusivo no Win or Die RPG, com o apoio da Soph (The Maiden) e do Tiago (Baelor Targaryen). O slider do nosso mural foi criado por CSS Slider. As imagens usadas foram tiradas do Google e editadas por Ross. Agradecemos ainda ao FM Codes e Best Skins pelos seus tutoriais de Javascript. Plágio é crime.

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::